Conquista

UOL
   Aplicação prática (porque na teoria é mole né?) Rs

  Foi assim: 5a feira, eu mau-humorada (só que meu mau-humor é meio diferente, ao mesmo tempo em que bufo e fico impaciente c/ o mundo morro de rir de tudo, conto  e faço piadas, enfim... não devo ser muito normal mesmo hehe).
Me impaciento c/ o analista alocado a um dos projetos que gerencio pela 1000a vez, tento em vão resolver pendências, mas em compensação converso por telefone c/ um grande e querido amigo e, melhor ainda, aviso que vou finalmente pagar hoje um empréstimo que ele me fez há algum tempo, num momento de sufoco.
Ah, ter amigos é sempre uma bênção e é nas horas complicadas que percebemos o qto alguns são especiais. Não só quem nos empresta dinheiro, mas quem nos dedica um olhar, um afago, uma orelhinha p/ ouvir nosso chororô, enfim...
Daqui a pouco já estou novamente chutando o vento, de repente digo a mim mesma, depois de desligar o telefone, encerrando uma ligação que me tirou do sério: Estou muito irriiiiiiiiiitada! Preciso comer rosquinhas (referindo-me ao biscoito polvilho que tanto gosto).
Imediatamente pego o telefone e ligo p/ a padaria. No 2º toque de chamada, diz meu “grilo falante”: Vai comer a raiva é? Vai comer a irritação é?
Desligo rapidamente antes que meu fã (o dono da padaria) atenda c/ aquela voz que se derrete toda qdo ouve a minha (sim, pois é, o velhinho da padaria é xonado pela minha voz, sabiam? Hehe. Eu sou a “pedidora” oficial de rosquinhas aqui do andar, pq p/ mim ele capricha e se a rosquinha for velha ele me avisa, diz p/ eu não comprar haha).
Bom, aí o grilo falante me cutuca e eu paro, penso e respondo: Nãoo! Não vou devorar esta emoção! E trato de tomar 1 copo d´água, olho a lata de leite desnatado que trouxe hoje p/cá, justamente p/ uma horinha de fome, um lanchinho, algo assim. -Não quero leite agora, penso. Quero rosquinha. E antes que o dedinho vá novamente ao teclado do tel., trato de me afundar nos projetos, pesquiso daqui e dali, falo c/ um e outro, agito mil e uma coisas, mas rosquinhas dançam na minha mente dizendo “Me pede! Me pede!” 
Volto p/ minha mesa e as rosquinhas continuam rebolando, dando piruetas na minha mente. Digo, p/ quem senta por perto ouvir: “Estou em conflito, estou numa briga comigo mesma tremenda”. Minha coordenadora/amiga me olha assustada. Meu colega do lado levanta a cabeça, olhar intrigado. Todos esperam que eu informe o que de tão grave me ocorre. E eu ali, ar sério, digo quase que num pedido de socorro: estou numa disputa entre dois lados meus. E antes que eles morram de preocupação, explico: Estou quase comendo sentimentos, sensaçoes e não quero fazer isto. Quero enlouquecidamente ligar p/ padaria e sei que não é hora, vou comer rosquinha sim, só que mais tarde, por vontade e não agora, para compensar raiva.
O colega continua me olhando, como se eu fosse o ET de Varginha. Já minha chefe amiga diz, calmamente: Eu sei o que é isso, eu já falei até p/ o meu médico, eu tenho muito isto, eu avanço na comida qdo estou chateada, tensa etc. Diz isto olhando p/ mim e chupando feito criança um pirulito cor de rosa, aquele que é uma bolota.
Mas é bom saber que ela entende. Meu colega continua me olhando, com ar de  “você é doida”. Eu noto e fico na minha, ela diz brincando a ele: Marco, pede transferência de área, aqui vc só vai ver gente maluca haha E ele responde: vou pedir é transferência de empresa hehe
E diz: Beth, afinal de contas vai comer ou não vai comer a rosquinha?
Respondo, c/ veemência: Claro que não!!!! Aliás, vou sim! Mas não agora, pq comer agora é me render a um velho hábito que é ruim p/ mim (e saio discorrendo sobre o assunto e meu colega realmente só não se demite pq tem filho p/ criar haha). E continuo: Mas depois eu vou comer sim, só que por convicção de que é um desejo!!! Aí a coisa pegou fogo, o grupo resolveu simular o que seria comer a rosquinha com prazer e desejo, gente pode isso? Bando de adolescentes fora de época nós somos, eu ri até chorar, até a barriga doer. Minha coord. ainda rindo diz: tb quero, qdo pedir rosquinha pede p/ mim? Que ajuda hem... rs
Nisto, outra amiga que não acompanhava a conversa me chama e diz: Beth, estou transferindo a ligação p/ você, é Ela!   ??  E os 3 em uníssono: - Ela quem? A rosquinha?

A amiga não entende nada, transfere a ligação, senta e fica na dela,  talvez c/ medo da loucura "pegar’’.

Resultado: Estou me sentindo o máximo, a própria super-heroína!
Não pedi as rosquinhas naquela hora. Elas continuaram dançando na minha mente, enchendo minha boca d´água.
Esperei a hora do lanche e, qdo esta chegou, eu já estava bem mais calma, já havia espairecido, rido muito, já tinha feito tanta coisa!
 
Por volta das 16:30 liguei p/ padaria, pedi a entrega do biscoito, comi devido ao único motivo concreto e aceitável p/ comer: vontade verdadeira, prazer, satisfação..
E como diz minha sogrinha querida, “comi DE GOSTO” e  não por compensação de nada. Foi muito melhor.
O sabor delas foi curtido, migalhinha por migalhinha. Tivesse eu comido na hora da raiva, teria engolido uma a uma sem nem sentir o gosto, me entregando ao crek crek c/ avidez e ansiedade. Talvez ficasse depois chateada comigo mesma.
 
E agora não, ficou a satisfação em dobro. Primeiro, por ter realmente me dado um prazer efetivo. E depois, por saber que venci a mim mesma naquilo que era preciso. Ai como é bom!!!!
Vou ao banheiro, me olho no espelho e, sem disfarçar o orgulho e a paixão digo a mim mesma: Poderoooooosa!!!



 Escrito por Beth ?s 17h11
[] [envie esta mensagem]


 
   A fórmula da minha felicidade: um sim, um não, uma linha reta, um objetivo.” (Friedrich Nietzsche)

Depois do ataque da Come-Come-Doida na 3a feira, estou de volta a mim mesma!
A gripe ainda incomoda, mas melhora aos poucos e o apetite felizmente está sob controle. A esganação foi embora. Dei um chutão nela que nem sei onde foi parar. Mas é bem longe, podem crer, de mim e de vcs.
A sensação de estar no controle é sempre muito boa. E a outra, é muito ruim. Então, mais um motivo p/ ficar esperta, afinal pq trazer p/ mim algo diferente do que gosto de sentir?

Estive lendo mais um pouco sobre Metas e de novo e encontrei coisas interessantes.
Uma delas, que existem 5 passos p/ uma meta:

Especificidade:
o objetivo deve ser muito bem definido. Isto ajuda a direcionar bem o caminho. 

Mensurabilidade: a meta tem que ser quantificável, palpável, precisamos poder medir p/ saber se estamos indo ao seu encontro.

Exequibilidade: a meta tem que ser possível, alcançável, viável. Tem que ser algo que consigamos executar.

Relevância: a meta tem que ser significativa, tem que ter uma finalidade importante p/ nós.

Tempo: o fator mais negligenciado. Muitas metas são específicas, mensuráveis, possíveis e relevantes mas o tempo p/ alcançá-las não foi definido adequadamente. Tempo p/ começar a trabalhar p/ alcançar a meta, tempo p/ alcançar – metas intermediárias e a meta final. Tem gente que não estabelece tempo p/ dar início aos trabalhos e depois quer resultados no prazo que deseja. Complicado não é? Tem gente que começa logo, mas não tem idéia de qdo quer concluir. Vai levando, vai levando... Ou então quer concluir num prazo impossível, à medida em que vê que não vai conseguir, se desespera.

Não podemos nos enganar. O auto-engano só serve p/ nos atrasarmos mais ainda. Nos enganamos qdo estabelecemos mal as metas e seus atributos.
Um exemplo de auto-engano: Vc definiu eliminar 20 kg em 2 meses. Começou mal, traçando uma meta difícil de atingir pelos meios normais e seguros. Começou garantindo que não irá alcançar. Começou se enganando.

Outro exemplo: Vc definiu eliminar 20 kg em 1 ano, p/ estar com N kg no casamento da amiga. É possível. Mas vc não começa logo. Passa 1 mês, passa outro e de repente vê que falta metade do tempo e vc ainda não começou a emagrecer. E decide fingir p/ si mesma que não liga de estar do mesmo jeito no tal casamento, engana-se ao invés de definir uma nova meta que não vai lhe deixar exatamente como queria, mas vai melhorar um pouquinho, quem sabe emagrecer 10 kg no tempo que falta, não é? Isto não é maquiar a meta e sim redefinir, tornando-a possível, já que a sua variável Tempo já mudou tb!

Li e concordo que resultados não são tudo. Tb concordo, viver em torno só de resultados é viver uma ditadura terrível, que só traz opressão, ansiedade.
Medir a meta é importante, é por isso que nos pesamos periodicamente, experimentamos roupas, tiramos nossas medidas, olhamos no espelho etc.
Mas o desespero por querer só ver resultados perfeitos é ruim, pois pode levar a atitudes mal pensadas, mal escolhidas, desesperadas até.
Resultados devem ser buscados sim, mas c/ persistência, o legal mesmo é o sentimento de realização, a satisfação de estar cumprindo seu plano, mesmo que nem sempre a balança/ fita métrica mostrem exatamente o que vc quer.
Planejou eliminar 1 kg por semana, chegou lá e viu que emagreceu 100g? Comemore!  Emagreceu, antes engordava.
Avalie o que houve, verá que muitas vezes foi vc que não fez tudo direitinho mas em tantas outras, foi só reação do organismo, retenção de líquido, efeito de algum medicamento, período hormonal etc. Mas saber que está na estrada, dando um passinho depois do outro, seja largo ou curto, é a melhor sensação. Isto garante que da próxima vez o resultado será melhor.  O grande lance é manter o foco.

Li uma frase ótima: “Várias flechas não garantem o acerto do alvo e vários alvos confundem o arqueiro.”
Precisamos ter um alvo, uma meta bem definida e ir na direção dela. Mas podemos tropeçar, cair, ao longo da estrada. Mas insistindo, chegaremos lá, a menos que tenhamos escolhido caminho ruim. E avaliando sempre, temos a chance de corrigir o rumo. Ou a meta! Enfim, ajustar o que precisar.

Temos que estar preparados p/ os tombos – os obstáculos são apenas etapas do nosso plano. Usando nossos sonhos e nossas conquistas até aqui como recurso p/ nos mantermos atentos e motivados, levantamos da queda c/ ânimo renovado.
Li que devemos pensar no que temos e não só no que gostaríamos de ter. A felicidade não pode ser atingida qdo estamos o tempo todo desejando novas metas. E concordo tb, pq ela é imensa qdo sabemos que estamos indo de forma segura, serena, equilbrada na direção de uma meta bem definida e que corresponde a algo que realmente desejamos.
Gostei disso. Sempre é bom pensar no assunto, reavaliar o que estamos buscando e como estamos indo.
Tenham um lindo dia.
Beijão.



 Escrito por Beth ?s 14h59
[] [envie esta mensagem]


 
   Vocês são muito lindas, viram? Muitão mesmo. Obrigada pelo carinho e receptividade de sempre. Mas agora, preparem-se. Hoje vou "chorar as pitangas".
Sabem tudo que eu escrevi e publiquei ontem? Pois é, pois é! Fiz tudo diferente ontem mesmo. Estou merecendo paulada na moleira, chicote no lombo, joelhos no milho, pingo d´água na cabeça. Mas por favor, não contem à Filizola, vamos ver se a pego distraída na 6a feira, tá?

Sim, eu sou determinada, forte, valente, tenho fé em Deus e muita confiança em mim mesma e me realimento, diariamente, das minhas conquistas e dos meus sonhos, os quais batalho p/ tornar realidade.
Não, eu não sou perfeita, eu erro, às vezes ando na contramão da via que estou careca de saber o sentido certo. Mas o fato é que cada vez mais eu tento acertar e aumento a possibilidade de ganhos e cada vez menos procuro errar e minimizo os erros ou, pelo menos, seus impactos.
Eu estou fazendo uma auto-crítica neste momento em que uma sensação horrorosa de “sou uma besta” está me atacando, tem um martelinho aqui na cabeça dizendo: Boba, boboca, bobinha, bobona, vc entendeu tudo direitinho, escreveu tudo bonitinho, fez tudo erradinho!
Ei, vc aí, fecha a boca, segura este queixo, está pensando que sua amiguinha aqui é infalível? Achava que aquela sensação esquisita de culpa não me pegaria nunca? Mas me pega sim, cada vez menos, não só pelo cuidado que procuro ter c/ minhas ações, mas principalmente pq eu SEI QUE CULPA NÃO RESOLVE NADA, não muda os fatos, não traz solução. Mas hoje, especificamente, ela me pegou distraída, deixa eu contar logo:
1) Amanheci gripada, dor de cabeça, garganta arranhando, ainda assim saó cedinho p/ caminhar. Notei que tudo estava diferente, faltava aquela alegria que sinto nesta atividade. Mau-humorada, não conciliava bem os pensamentos, nem conversava c/ o marido e, ao contrário de sempre, não via a hora de chegar em casa de novo. Mau sinal.
2) Demorei a escolher a roupa p/ trabalhar, torci o nariz p/ tudo eu hem...algo estava esquisito...
3) Café da manhã: tudo bonitinho, eu dentro do que havia programado e, de repente, me vi traçando torradas que não estava no script, que estava guardadinhas lá no armário e eu fui buscá-las sem notar, comi um montão delas (estaria eu possuída logo cedo pela "velha Beth"?)...
4) Descendo do táxi em frente ao outro prédio da empresa, levei um tombão, calcanhar p/ um lado, sandália p/ outro, o resultado foi eu de quatro na rua, uma pancadona do joelho tão forte que depois não conseguia ficar de pé, a perna inteira tremia e doía e eu já c/ medo de ter quebrado algo. Felizmente não era nada, ainda dói e está roxo, mas é só trauma da batida. Ufa!
5) No trabalho, 100 espirros por minuto, os colegas implorando que eu sumisse daqui, medo dos bacilos, é mole?
6) Ao meio-dia, dentista. Saindo de lá, o aviso dela: "Não mastigue nada duro por 30 min pelo menos, se for comer algo que seja bem molinho, ok?" Ok, mas menos de 5 min depois estava eu num restaurante a kg, montando o seguinte prato: 1 linguiça de frango (isto é 'molinho'?), 1 fatia de quiche de cebola, 2 pedaços de soufle de queijo, palmito, mousse de abacaxi, 2 mini-croquetes de carne, 2 mini-pastéis de catupiry. Ao pesar o prato, olhava p/ ele e sentia como se alguém o tivesse montado p/ mim, quase o deixei lá e saí correndo, mas sentei e comi. E pensava enqto mastigava (sem poder): "ainda bem que no trabalho tenho iogurte e frutas, não vou querer sobremesa". Mas pouco depois estava eu sentada em frente a um simpático pratinho onde havia uma fatia fina de pudim de leite, uma fatia fina de "pavê aos 4 leites" (alguém adivinha o que são os 4 leites?) e calda de um outro doce lá, de banana. Comia e é impressionante, pois não era prazer, não era a satisfação de uma vontade, era como se eu estivesse sendo obrigada a me dar aquilo, comia entindo que fazia uma grande besteira e continuava fazendo.
7) A sensação de "sou uma besta" começou logo ali e ficou me incomodando a tarde toda. Até que de repente, olhei a bolsinha térmica sobre a mesa e pensei: "vai voltar tudo p/casa, já que não comi e não estou c/ fome alguma". Caramba, foi só pensar isto e qdo notei estava traçando o iogurte, que embora eu adore, não estava c/ vontade nenhuma de comer. Mas comi.
Foi qdo parei tudo e vim contar a vcs isto que está me acontecendo. Pq isto ilustra tantas coisas que comento aqui, coisas que podemos e sabemos vencer mas, de repente, nos fazemos de fracos e deixamos acontecer.
Não é p/ me sentir culpada (embora esteja sentindo, sim), mas p/ avaliar direito isto tudo p/ que não se repita. Não fui possuída coisa alguma, eu perdi, por uns longos instantes, o controle sobre mim mesma.
Não fui possuída por um espírito comedor, eu simplesmente perdi a atenção e os velhos hábitos, que me acompanharam por tantos anos, aproveitaram a brecha, mas só aconteceu pq eu abri a porta. E não dá p/ abrir a porta. Este processo requer atenção renovada a cada minuto, sem neura, mas muita atenção mesmo.
Não parou por aí.
8)Cheguei em casa, arrasada de gripe, sem fome, sem vontade de nada a não ser deitar. Em vez disso, fui p/ a cozinha e comi 2 pães franceses c/ manteiga comum, queijo e blanquet de peru light. Depois comi 2 caquis. E mais não fiz pq não cabia, ia estourar.


Sim minha gente, isto acontece comigo tb. Fazia tempo que não dava uma doida destas, mas deu. É claro que não gostei nem um pouco, a gente sempre acha que já está "acima destas coisas" e é importante olhar francamente e ver que não, entender que atenção e foco precisam estar o tempo inteiro ali, presentes, fiéis escudeiros nesta nossa caminhada.
Vejam que não cedi aos encantos de coisas maravilhosas que desejava muito. Eu apenas deixei que fossem acontecendo coisas que eu não queria, que eu sabia que não eram legais. Não cedo a fome ou desejo, cedi a um hábito antigo e ruim.
Mas HOJE é um novo dia, hoje eu conto a vcs isto tudo e reassumo, comigo mesma e c/ todas vcs, meu compromisso de estar firme e forte.
Sei que isto pode comprometer meu resultado da semana, aliado ao fato de só ter caminhado um dia, já que 2a feira não ouvimos o despertador e nesta 4a feira em que publico este post, a gripe e a perna sentida pelo tombo não me permitiram nem caminhar nem fazer hidro. Mas eu vou em frente.

Se fosse desanimar, desistir, dar pra trás a cada pisada de jaca, a cada derrapada ou tombo, não teria andado tudo que já andei. O grande barato é este. É levantar, sacudir a poeira e dar a volta por cima.
Certamente vai ser difícil esconder isto da Filizola, ela tem informantes p/ todo lado, a danada (rs
).
Hoje ao entrar na empresa, fui cumprimentada pela recepcionista que não hesitou em dizer: Está mais magra ainda hem!
Pronto, se é que faltava tempero p/ esta renovação de pensamento e atitude, não falta mais nada.
Estou na área, não me segura. Se me derrubar é pênalti, e eu converto em gol.Bjão!

 


 



 Escrito por Beth ?s 15h46
[] [envie esta mensagem]


 
   AMANHÃ EU FAÇO!

Existe algo que muitas vezes costumamos fazer: ADIAR. DEIXAR P/ DEPOIS.
Adiando compromissos, decisões, ações, atrasando nosso próprio lado. No nosso processo de emagrecimento, qtas vezes deixamos p/ amanhã o que podemos fazer hoje?
O pior é que tem coisas que nós adiamos e acabamos nunca fazendo ou acabamos fazendo sob pressão, daí já não fazemos como poderíamos ter feito antes.
Quem aí não percebeu que precisava agir, começar a emagrecer, muito antes de efetivamente tomar  uma atitude? Quem não deixou p/ outro dia, p/ 2a feira, p/ a virada do mês, p/ depois do Natal, do Carnaval, do aniversário?
E de repente, vendo-se muito acima do peso, ou a calça apertada / sem fechar, ou o espelho implacável, ou um comentário indesejável etc. resolveu agir, mas aí já no desespero, ou como digo brincando, com “a água batendo na bunda”. 

É a tendência que muitos têm de deixar os projetos “desagradáveis” p/ o último minuto, como eu faço c/ o maldito Imposto de Renda  ou p/ resolver um assunto chato c/ alguém mais chato ainda... 
Mas peraí, o projeto de emagrecimento não é nada “desagradável”, pois vai nos trazer satisfação! Mudando o jeito de encarar já dá mais ânimo p/ começar/recomeçar /continuar OK?  E  Hoje, agora! 

Qdo adiamos a solução de um problema ele não some nem ninguém o resolve p/nós, então adiar é PERDER TEMPO. Tb é perder tempo ficar aculpando alguém qdo a gente fracassa em algo e estabelecer prazos/metas irreais que não conseguiremos cumprir!
Vamos adiando, seja não começando a fazer algo, seja fazendo do jeito errado. E vamos ficando sem desculpas.
O pior é que estamos adiando sabem o que? Nosso resultado positivo, nossa satisfação pessoal e tudo que virá junto indiretamente (aquela roupinha, aquela cruzadinha de perna, aquilo que só nós sabemos que queremos...).
Li que a principal razão p/ as pessoas adiarem as coisas é o medo de fracassar. Ou seja, adiamos alguma coisa pq temos medo de não fazê-las direito e darmos c/ os burros n´água. É um desejo de perfeição que ao invés de nos impulsionar, nos faz parar no meio do caminho ou desacelerar, mas aí mesmo é que provavelmente se fracassa! 
Este pensamento que ou se faz tudo 100% ou não se faz nada é ruiim, pois então não se faz nada e fica a ver navios! Ah...n
ada a ver!
Isto vale para qdo está chegando o dia de subir na balança – digamos, 6a feira. Se a gente teve uma semana positiva, em que trabalhou direitinho no processo, dá aquela ansiedade básica, mas contornável. pq há a segurança por ter agido legal.
Mas se a gente sabe que pisou na jaca no sábado e domingo, que 2a feira foi +/- , 3a feira teve aquele deslize e estamos na 4a feira, então vem aquele frio na barriga, pois agora tem só 1 dia e meio p/ tentar correr atrás, ou seja, deixou p/cima da hora a atenção, a ação adequada, o controle.
E vem o medo de fracassar e por causa dele há quem não vá se pesar, há quem arrume um jeito de fugir da verdade, não é preciso isto. É preciso encarar as próprias ações e corrigir p/que da próxima vez tudo corra bem. A gente aprende, claro que aprende!
O medo atrapalha, faz adiar mais uma vez. Aí fica assim: adia a pesagem, adia cair na real, adia novas ações de ajuste, vai fazendo uma bola de neve e a bola vem em cima de quem, hem? Da gente mesmo.
Se isto acontece uma vez ou outra, ainda vai. Mas às vezes vira hábito. Um hábito que pode levar a consequências ruins, pois não é uma sensação boa esta de nós mesmos sabermos que nos atrasamos sem necessidade.  Isto atrapalha a criatividade, a produtividade, dá pressão e deixa a gente infeliz consigo mesma.

Nosso processo exige dedicação, concentração, energia. E estas coisas não são difíceis de adotarmos, é só criarmos o bom hábito de estarmos antenados c/ aquilo que queremos alcançar. Estar antenado é planejar, organizar, pensar “no que posso fazer de melhor hoje pelo meu projeto”, é trabalhar a motivação, é manter-se entusiasmado, é priorizar, é enxergar em tudo uma oportunidade a mais de aprender, de orientar seus passos na direção do seu objetivo.
Num texto que se lê, na visita aos blogs amigos, na atenção ao comer, nas decisões que se toma, na forma como se encara as situações, em tudo mesmo. Estando antenados de verdade nós evitamos procrastinar. E evitamos chorar leite derramado. Até pq eu já disse né, leite derramado não se chora, se limpa e aprende a não deixar derramar de novo.

Vamos nos organizar, planejar as ações e agir, HOJE/ AGORA, pq nós é que ganhamos com isto!
Planeje seu dia, sua semana, escreva o que deseja fazer, como quer fazer, programe seu cardápio, sua ativ. física, seus pensamentos! Mesmo que algo não saia exatamente como vc idealizou, certamente não vai tb ser totalmente diferente!
Não deixe p/amanhã a chance de trazer p/ si aquilo que quer: o sucesso do seu projeto. E a sua alegria.
Palavra, gente amiga, é assim que eu faço comigo, não sempre, não sou santinha, mas é assim que eu tento agir, não adiar as ações, a atitude correta, o controle, justamente p/ não me atrapalhar e não adiar o que mais quero, que é a felicidade de ver que dei mais um passo à frente, que estou conquistando mais um pouco deste sonho, vale a pena, vale sim!
Beijos!
Obs.: Este post foi inspirado no meu processo e no de todas as amigas blogueiras e de muita gente do meu convívio pessoal e baseou-se tb numa leitura de um artigo de Márcio Mirando que encontrei e adorei.



 Escrito por Beth ?s 13h32
[] [envie esta mensagem]


 
  

Recados: Miss Magra e Jujuba, os blogs de vocês não deixam a gente comentar !!! Que pena!

Cardápio de 2a feira - 28/03/05

Café da manhã (7:10): 200 ml suco light de uva (1) + 1 banana prata (1) = 2
Almoço (12:40): sopa de abóbora (2) + azeite (2) + torradas (3) + 1 pão de queijo médio (1,5) = 8,5
Jantar (21h): pão integral light (3) + cottage (2) + grapette light (0) + 2 caquis (2) =7
Ceia (23h): queijo minas (3) +  geléia de goiaba (1) = 4  (Desnecessário, totalmente desnecessário...)

TOTAL PTS DIA: 21,5   
FAIXA DIÁRIA: 24 a 30
PTS POUPADOS NO DIA: 8,5
POUPANÇA ACUMULADA: 8,5 (Recomecei a contar do ZERO hoje)
PTS EXTRAS CONQUISTADOS:  0 (não caminhei, meu marido não ouviu o despertador - nem eu)
PTS EXTRAS UTILIZADOS: 0


 



 Escrito por Beth ?s 06h40
[] [envie esta mensagem]


 
   SÓ DESTA VEZ (Ralph Marston)

Qdo você se pegar falando ou pensando que vai fazer alguma coisa “só desta vez”, cuidado!

Significa que você vai comprometer seus próprios valores. Seja lá o que for, você já sabe que está errado.
Qdo tem que usar “só desta vez” p/ justificar suas ações, então essa é uma excelente razão para não fazê-las.

Não se engane pensando que “só desta vez” vai trazer-lhe algo de valor. Você já sabe que não vai. Se fosse, você faria sempre, sem questionar.
Ao se pegar pensando “só desta vez”, pare imediatamente e diga bem alto: “Continuarei sendo forte”.
”Só desta vez” é a pequena ponta de um iceberg imenso que pode rapidamente desviá-lo, muitas vezes o resto da vida, dos seus melhores interesses. Recuse a dar-lhe um milímetro de espaço.  Seja forte nas coisas pequenas e você terá sucesso nas grandes.

 

Estava aqui percorrendo a rede e tb meus arquivinhos, meus guardadinhos, qdo achei este texto e pensei logo: É com ele que começarei a semana , será meu post para a 2ª  feira. 
É um dia da semana que tem cara de recomeço, muita gente deixa p/ 2ª feira o início ou retorno a ações diversas e o emagrecimento, naturalmente, entra fortemente nisto. Não é o meu caso. Ingressei no VP numa 6ª feira e comecei efetivamente a reed. alimentar em um sábado.
Mas não nego que muita coisa eu deixo p/ 2ª sim. Certo ou errado, é como faço e não vou mentir, não é?
Então, se é p/ começar/recomeçar, que seja BEM! E o recado do autor é muito importante.
Fala das concessões que nos fazemos, muitas vezes, só que não de um jeito legal.
Não é aquela concessão natural, que nós consideramos realmente algo merecido, justo e que fazemos na boa.
Ele fala daquela coisa que a gente já vai fazer c/ culpa, tanto que arruma logo uma justificativa: mas é só desta vez.
Concordo com ele. Se precisamos antes de tudo nos defender do que vamos fazer, certamente não é algo que nós mesmos consideramos positivo.
Exemplo: Você está à mesa, terminando de jantar, já comeu o suficiente p/ ficar satisfeita, bem nutrida (estou considerando que cumpriu direitinho sua programação, sua reed. alimentar e isto envolve uma alimentação equilibrada que não vai deixá-la c/ fome nem frustrada).  Aí olha aquele restinho do empadão, que vc já comeu o pedaço que lhe cabe, e pensa:
Ah, vou pegar mais.
Sabe que não precisa daquilo, sabe que vai exceder s/ necessidade, é puro olho grande. Aí diz: só desta vez. Pronto, deu o sinal p/ si mesma de que está fazendo besteira. Pq se vc realmente sabe que pode comer mais, que não vai lhe atrapalhar, que aquilo é algo que quer realmente etc., vc banca aquilo e pronto, na boa, não vai precisar de justificativa, não vai precisar de frase de efeito p/ se proteger de qquer crítica, não a crítica que vem dos outros, mas a pior, a que vem de vc mesma! 
E é nestas ocasiões que realmente acabamos contribuindo p/ um insucesso temporário do nosso processo.
Mas então, se sabemos antecipadamente que aquilo que estamos quase fazendo não é legal, se estamos “praticamente querendo não fazer” pq insistimos, pq vamos lá e fazemos? O que falta neste momento?
Na minha opinião, falta uma coisa simples: Parar e pensar um segundinho antes. Ou então não pensar e pronto, faz e está feito. Assume e segue em frente. Mas se pensou: Só desta vez, então ferrou. Já está dando a si mesma o sinal de que vai fazer algo que não acha legal fazer. É a tal hora de p/ parar e pensar um segundo: Quero mesmo?”.
Não digo para ninguém abrir mão dos prazeres e alegrias, das vontades verdadeiras.
Mas é que a gente sabe que muitas vezes, faz algo não é pq quer, pq deseja muito e sim pq tem o hábito de fazer.
Qdo se faz algo que se sabe que não vai ser legal, já não curte tanto como poderia curtir aquilo e depois, fica mal, sentindo-se incompetente e “mais fraco que a comida” (céus, me perdoem, eu NÃO GOSTO DESTA FRASE  ) hehe
Qdo se faz algo que realmente dá prazer verdadeiro, não há culpa, nem remorso e nem muito menos justificativa prévia.
E eu garanto: se responder NÃO e tiver força p/ então parar ali mesmo e não fazer o que estava pretendendo a alegria, o orgulho de si mesma, a sensação de “sou poderosa” vai ser tão boa, tão mais saborosa do que ia fazer...! É muito especial a gente se sentir forte, quem se acha forte é forte. Afinal, cada um é aquilo que acredita ser.
E é como o autor disse mesmo, quem vence a si mesmo nas coisas pequenas, se habilita a vencer em tudo mais na vida
Que esta semana seja linda p/ todos vocês e que não seja preciso, nem uma vezinha, que alguém diga: “só desta vez”, ok? Vamos lá, gente, assumam este compromisso, andem... só desta vez tá?     E depois também...e depois de novo... e sempre...
Beijos 



 Escrito por Beth ?s 01h30
[] [envie esta mensagem]


 
   PERSISTA SEMPRE (Desconheço o autor, quem souber me avise)

Se te derem mil motivos para chorar,
mostre a eles que você tem mil e um motivos para sorrir!
Tudo na vida têm os dois lados da moeda.
Um dia choramos ... outro dia sorrimos!
Um dia perdemos ... outro dia ganhamos!
A vida é como se fosse um campo com arquibancadas,
ou você interage e vai para o campo, e lá você vai
perder ou ganhar, chorar ou sorrir, mas
pelo menos você estará vivendo aquele momento!
Ou fique apenas observando a vida passar!
O tempo não para, a escolha é sua!

Não consigo mais pensar em mim mesma sentada parada no caminho, esperando cair do céu tudo que quero conquistar. Aliás, nunca fui assim, sempre fui de batalhar, mas houve épocas em que me acomodei e só qdo acordava de novo percebia que estava pensando e agindo errado, dava a virada, fazia minha parte DE VERDADE e aí, tudo acontecia.
No meu emagrecimento, eu fiquei muito tempo parada. As tentativas vãs, péssimas escolhas anteriores, não contam, só me fizeram andar p/ trás. Mas me ensinaram, naturalmente - quem tropeça aprende sempre a olhar por onde anda.
Joelho e alma raladas, o jeito é sempre continuar, persistir - não no erro, mas na vontade de acertar. É assim que se evolui e, um dia, chega-se no objetivo.  
Assim é p/ tudo na vida e no nosso processo de emagrecimento também.
Ás vezes vamos super bem, outras nem tanto, tem semanas que arrasamos e há outras em que nada do que fizemos aparece ou, então, nem fizemos do jeito que devíamos. Mas estamos em campo e isto já é o começo da vitória.
Quem não entra na arena não se habilita a perder, nem a ganhar. Protege-se de um possível insucesso mas, em contrapartida, priva-se da possibilidade de vencer. E fica infeliz.

A pior infelicidade geralmente vem daquilo que não ousamos fazer. Daquilo que não tentamos, que não nos esforçamos.
Já notaram que a maioria das vezes que ficamos muito injuriados com maus resultados é qdo sabemos que não fizemos nossa parte direito?
Qdo fazemos e algo sai diferente do esperado, nos sentimos injustiçados mas, avaliando tudo c/ cuidado, acabamos descobrindo o que motivou aquele resultado. Sempre há um porque. 
Mas qdo constatamos que fomos nós mesmo que nos atrasamos, somos implacáveis. Podemos não admitir publicamente, mas lá dentro nos sentimos muito mal. E qdo nos vemos estacionados então? Que sensação esquisita é aquela?
É a sensação de PAREI. E eu pergunto: Por que parou? Parou por que? 
Ah, dirão alguns: parei pq sou fraco, parei pq não resisto, parei pq a comida me domina, parei pq sou burra, parei pq minha família não apóia, parei pq quero emagrecer 10 kg por mês e só emagreci 2 kg ...
Não é nada disso. Na verdade, não houve incompetência, houve falta de paciência e de persistência. Houve metas mal estabelecidas, houve equívocos, mas tudo se ajeita, desde que não se pare!
Qualquer tropeção mostra a possibilidade da queda e como ninguém quer perder, prefere - muitas vezes inconscientemente - abandonar o jogo, se é p/ perder que seja por WO e não por incompetência.

Mas isto é um super erro. Quem sai do jogo perde antes do próprio jogo rolar. Deixa de viver o jogo, e muitas vezes o jogo em si vale mais do que o resultado. Quem gosta de futebol sabe que há partidas em que nenhum gol é feito mas os times jogaram tão bem, que valeu a pena ter assistido. Avalia-se tudo que aconteceu em campo e entende-se a falta de gols, certamente os técnicos vão ajustar tudo p/ que na próxima vez seus times vençam. Mas se o técnico resolve que na próxima semana seu time nem entra em campo, não haverá jogo, não haverá oportunidade de vencer. Será justo escolher ficar no NADA? Por medo da queda?
Eu escolho me manter em campo. Este jogo tem muitas partidas, semanais e eu vou batalhando para ganhar todas, mas nem sempre é isto que acontece, nem sempre faço gol, mas o fato de estar jogando já me faz forte, já me faz renovar a garra, a vontade, me faz aprender mais, tentar aplicar mais o que aprendo e me aperfeiçoar para a próxima partida.
Apesar de ter me comportado até mais do que bem, durante a semana, apesar do mal-estar digestivo que me fez comer pouquíssimo (anotei mais do que na verdade ingeri), a Filizola apontou 1 kg a mais, não concordei c/ ela, foi hoje em outra filial/balança do VP, em horário diferente do usual e minha imagem é visivelmente mais fina do que a de semana passada. Isto acontece, estou ovulando (historicamente minha pior semana no peso), tenho consciência de que isto não é aumento de gordura. Mas que chateia, chateia, faço bico como todas vocês, podem ter certeza!  Porém, eu escolho persistir. Vou em frente. Eu escolho viver.
E esta renovação da minha escolha é diária. E vale para tudo.
E vocês, estão em campo comigo não é?  Vamos jogar!
Um beijo carinhoso, que esta Páscoa seja repleta de paz, alegria, felicidade, união, reflexão, RENOVAÇÃO!
Fiquem com Deus!


 



 Escrito por Beth ?s 14h55
[] [envie esta mensagem]


 
   Sinceridade (Ralph Marston)

Existe um mundo de diferença entre alguém que realmente se importa e alguém que está ali apenas por obrigação.
Qdo você lida com alguém que, de forma verdadeira e sincera, se importa com o que está fazendo, a diferença fica óbvia imediatamente.
Seja em neurocirurgias, vendendo pneus, cozinhando ou apresentando uma oportunidade de negócio, a pessoa dedicada a mostrar valor fará sempre um trabalho melhor.
Alguém que esteja ali apenas por obrigação pode até enganar por algum tempo mas, mais cedo ou mais tarde, vai deparar-se com algum obstáculo que sua programação superficial será incapaz de resolver.
Se você não é sincero no que faz, então você está sob o controle de alguém ou alguma coisa além de você. Quando você é sincero, você dá o melhor de si no trabalho, e essse é sempre um caminho comprovado para o sucesso.
Ache uma maneira de se importar. Encontre uma maneira de ser sincero. Isto fará toda a diferença no mundo.

Lendo este texto fiquei pensando em como a sinceridade é fundamental no nosso processo de emagrecimento. Falo da sinceridade no nosso querer emagrecer mesmo, na nossa vontade sincera de levar adiante, no nosso comprometimento e no qto vamos nos dedicar p/ obter os resultados desejados.
Quem está tentando emagrecer p/ satisfazer antes de tudo a outra pessoa, já está no caminho torto e tem chances imensas de malograr. Pq não é o seu próprio querer que está impulsionando as ações e sim o desejo de agradar outra pessoa, seja qual for o motivo. Não são os seus próprios sonhos, as suas vontades mais íntimas que estão tentando ser satisfeitas e sim uma vontade alheia e, mesmo que a outra pessoa seja alguém a quem se ame, é diferente, muito diferente de qdo estamos fazendo por nós mesmos.
Ninguém mais do que cada um de nós pode saber o mais nos chateia e limita estando fora do peso, ninguém mais do que cada um de nós tem condição de saber tudo que vamos conquistar ao conseguirmos nossos resultados positivos.
A falta de sinceridade neste querer traz, invariavelmente, a total falta de sinceridade no agir. Se não estamos firmes no nosso propósito, motivados de verdade, cientes de tudo de bom que conquistaremos nos sentindo melhores, mais bonitos, mais saudáveis etc., não vamos ter atitudes compatíveis com o que queremos alcançar.
E vai ser um tal de comer escondido, fingir que não sabe onde foi que errou, “esquecer” de contar os pts (quem conta) e até o pior, que é fingir que nem liga se o resultado for negativo naquela semana. Fica um “faz de conta que eu quero e faço, faz de conta que eu não me importo”. E depois, vem a decepção consigo mesmo.
Eu encaro meu processo com total sinceridade. Sou eu quem quero emagrecer, sair da obesidade, chegar ao IMC de peso normal, garantir uma saúde melhor, continuar tendo esta deliciosa sensação de comprar roupinhas mais interessantes, manequins menores, me sentir mais ágil, mais disposta, mais bonita etc. Perceber que uma série de limitações que antes eu tinha (e algumas nem percebia direito) já não existem mais ou, pelo menos, foram reduzidas. Então eu procuro pensar e agir de forma coerente com isto tudo que quero obter.
Concordo totalmente com o autor do texto, sendo sincera com o que eu faço, eu realmente me sinto no controle e sei que meus resultados, normalmente, dependerão de como estou procedendo. Já se eu resolver me enganar, certamente não farei o melhor e não conseguirei o que quero.

 

A Páscoa está chegando e muitos de vcs já devem estar ansiosos em função dos ovos de chocolate, bombons etc. E esta maneira de encarar a situação não é legal. Gera tensão e tensão gera medo, medo gera insegurança e por aí vai...
Eu penso assim: Gosta de chocolate? Está convencionado que a Páscoa, além do sentido cristão da data, é dia de ganhar e comer ovos? Então coma! Encare isto com naturalidade! Aproveite o dia, alegre-se! Não carregue uma culpa antecipada, a culpa pesa mais do que os gramas que um ovo de Páscoa poderá lhe trazer.
Se vc está sendo realmente sincero consigo mesmo no seu projeto “Emagrecer”, certamente estará no controle da situação e saberá portar-se de um jeito compatível. Comerá seus chocolates mas sem exagero, sem compulsão, pelo menos tentará sinceramente. Planejará seus dias p/ ter uma brecha no domingo, controlará suas qtdades, conviverá normalmente c/ tudo e todos à sua volta e não precisará depois sentir-se uma vítima de si mesma.
 
Leve alegria para sua Páscoa e não medo, preocupação excessiva!
Faça um cardápio mais leve até lá, prepare-se para isto que tanto gosta, é o que eu faria se gostasse de chocolate. É o que eu faço qdo sei que vou encarar, por exemplo, o Rodízio de Pizzas como foi no sábado passado!

A sinceridade não esta em simplesmente nunca errar. Mas em estar realmente atenta e controlando a situação. E se no final das contas, houver exagero, ok. Aconteceu. Mas como vc é sincero nesta história toda, vai admitir direitinho o que foi feito, vai respirar fundo e, no dia seguinte, vai recomeçar. Páscoa é renascimento, é renovação. Então, aproveite! Renove-se!

Renove sua sinceridade para com seu projeto pessoal, renove sua sinceridade para consigo mesma, renove sua vontade, seu querer e assim, com toda certeza, vai agir da melhor maneira possível e terá resultados positivos, mesmo que a longo prazo.
Dê o melhor de si, mesmo que estes melhor, um dia ou outro, não seja tudo aquilo que vc considera ideal.
E seja feliz, muito feliz. Pq eu acredito que não há felicidade maior do que a gente se sentir dono de si mesmo, capaz de controlar a si mesmo, de admitir suas falhas e seus acertos e sempre, sempre ir em frente, de forma sincera, idônea e feliz. Feliz consigo mesmo, acima de tudo. Pinte sua Páscoa com alegria, renove sua determinação, renove a si mesmo! Dê cores fortes e vivas a tudo que deseja para si mesmo!   


Peço desculpas pelo atraso nas visitas, esta semana não estou muito bem de saúde, uma virose, crise de coluna e digestiva, por isso não tenho conseguido ficar muito no micro à noite. Mas não esqueci de ninguém, podem deixar, devagarinho irein a casinha de todos! Neste feriadão estarei por aqui!
A quem vai viajar ou se ausentar da blogsfera, desde já desejo uma Feliz Páscoa!
Beijos
Obs.: Imagens lindas cedidas carinhosamente pela queridíssima Lana!



 Escrito por Beth ?s 07h50
[] [envie esta mensagem]


 
   NO QUE VOCÊ ANDA PENSANDO? Autor: Ralph Marston

Para conseguir algo, vc deve pensar permanentemente no seu objetivo. Qdo sua mente se distrai e começa a divagar, o objetivo fica suspenso, esperando que sua atenção volte e se concentre. O sucesso exige FOCO contínuo e não apenas momentâneo.
Cada momento é uma oportunidade de deixá-lo mais próximo dos objetivos que vc estabeleceu p/ si próprio. Infelizmente, muitos desses momentos são desperdiçados e perdidos por falta de foco e direção.
O que vc fará na próxima hora? Imagine olhar de volta p/ essa hora amanhã, ou na semana que vem. Será que vc ficará satisfeito e contente por havê-la usado sabiamente? Ou será que vc vai se arrepender pq essa hora foi um desperdício?
O arrependimento é uma força poderosa, mas raramente serve p/ algo, já que não podemos mudar o passado. Então visualize a possível dor de um arrependimento futuro e tome as ações necessárias p/ evitar isso agora mesmo, enquanto pode.
Vc tem o controle completo sobre seus pensamentos e seus pensamentos controlam suas ações. Lembre-se sempre do que é realmente importante para você. Pense nisso constantemente e você vai conseguir.

Mais uma vez Ralph Marston me conquistou com seu texto. Foco e Atenção são, sem dúvida nenhuma, ingredientes essenciais para a receita do sucesso em tudo que fizermos. Inclusive no nosso emagrecimento.
Mas como transformar isto que ele escreveu em prática? De que jeito podemos ter foco e atenção o tempo todo sem aquela neurose de só pensar em dieta, reed. alimentar, balança etc. de um jeito pesado, que pode até irritar e nos afastar do processo ao invés de nos manter animados?
Eu faço assim: Levo comigo, aonde vou, meus sonhos e minhas conquistas.
Como? Ué! O que eu já consegui até agora? O que eu quero conquistar ainda?
O processo tem que “rolar macio”, senão fica chato e estou promovendo mudanças p/ ficar melhor, mais bonita e mais saudável e isto está longe de ser uma coisa ruim, concordam?
Não adianta eu acordar decidindo que este dia será nota 10 e, na hora do lanche “esquecer” disto, voltar a lembrar na hora do almoço e esquecer de novo na janta, na festa, onde for.
Vou acabar pensando nisto só qdo achar conveniente e assim, não chegarei nunca onde quero.
Mas não pode ser uma coisa pesada, repito. Se olhar uma comida gostosa, bonita e cheirosa e pensar, desanimada: Ah, eu quero isto, mas não posso, isto engorda, eu estou em reed. alimentar, tenho que pesar na 6a feira, bla bla bla... caramba, das duas uma, ou não vou comer e vou ficar deprimida pq carreguei a opção c/ um negativismo horroroso ou então vou devorar sem dó nem piedade (de mim, claro). E o que poderia fazer, mais adequadamente, seria somente parar e pensar, um instantinho: Meu planejamento de hoje envolve isto? Não? Mas eu tenho como mudar minha programação incluindo este alimento s/ me perder? Sim? O que posso fazer p/ poder comer isto? Ah, então substituo alimento X por isto, troco a sobremesa Z por uma fruta, na janta em vez daquele sanduiche que havia planejado tomo uma sopa... etc. Isto passa na cabeça um instantinho, não toma tempo, mas traz um benefício imenso. Pq se comer, será com consciência, com prazer e isto se perpetuará, não vai se transformar em chateação depois. E se não comer, será tb por opção, poderei planejar voltar outro dia e pegar o tal alimento, ou simplesmente posso decidir que não estou assim c/ tanta vontade, enfim, a escolha será bem fundamentada e só trará satisfação.
Levar os desejos e as conquistas significa estar atenta e com foco, sem estar neurótica. Aconteceu comigo hoje. Tomei um desjejum bem frugal, por total falta de vontade de comer outras coisas que tinha disponíveis em casa. Mas ao descer do táxi em frente ao outro prédio da empresa, lembrei que lá tem a Casa do Pão de Queijo. E me deu vontade de comer um. Mas pensei: Posso comer? Respondi: Sim. Tenho ptos p/ isto hoje? Respondi: Sim, o dia mal começou e só consumi 3 pts. Quero mesmo isto? Respondi: Não sei. EPA, respondi “Não Sei” então é pq não estou querendo tanto isto mesmo. Alerta total, não é fome nem vontade, é só um velho hábito tentando me tirar do foco. E na mesma hora lembrei da alegria que senti ontem à noite, na Renner, qdo meu marido me incentivou a experimentar umas roupinhas e me deu de presente de Páscoa adiantado uma linda calça esportiva listrada, tam. 48 e uma blusa muito bonita tb, tamanho G. E de como tem sido bom entrar numa loja onde até pouco tempo NADA me cabia, nem mesmo o tam. GG e hoje percorrer as araras e encontrar tanta coisa bonitinha que já me cabe.
Isto é levar comigo uma conquista e usá-la p/ me manter atenta e c/ foco no meu processo. Sem dor. Sem chateação, sem sensação de perda, só de ganho.
E o que é levar o sonho? É experimentar uma jaquetinha de brim, que paquero faz tempo, que antes não entrava nem os braços direito e agora já cabe porém não fecha e olhar p/ ela dizendo: Falta pouco p/ eu te levar p/ casa! Convicta de que levarei mesmo!
E isto não entusiasma p/ ficar firme? Ah, anima sim, muito mesmo!
Não quer dizer que eu não vá comer, quem esteve na pizzaria comigo viu que eu aproveito direitinho, enqto cabe hehe Mas sem culpa.
Agora, projete o contrário: Deixe de pensar nos seus sonhos e conquistas na hora de ceder às tentações, deixe de avaliar se vale mesmo a pena etc. Mas pense em como se sentirá minutos, horas, dias depois. Se o resultado for dor, decepção, raiva de si mesma e culpa, pense bem, é isso que deseja p/ si mesmo?
É isso que o autor do texto quis nos motrar. Sabendo que algo vai nos trazer aborrecimento e, estando nas nossas mãos a chance de evitar, tenha na mente sempre o que quer efetivamente alcançar.  Não é tão difícil, é?
Eu ia visitar todo mundo à noite, mas fiquei dodói, me perdoem. Fica p/ amanhã! Abaixo, mais fotos do encontro!


De pé: Bruno (filho da Déia), Déia e Denise / Sentados - esquerda p/ direita: Cris, Lu e Beth


Lu e a pizza-bolo!

Lu e Beth



 



 Escrito por Beth ?s 06h44
[] [envie esta mensagem]


 
  

CARDÁPIO DE TERÇA-FEIRA - 22/03/05

Café da manhã (6:50): 1 copo suco light uva (1) + 1 polenguinho linght (1) + 1 banana prata (1) = 3
Almoço (12:40): 1/2 x arroz branco (2) + queijo minas em cubos (3) + alface e agrião (0) + filé de peixe gratinado (6) + 1 picolé molico frutas amarelas (1) = 12
Jantar (22h): chá de boldo + 2 maçãs (2) = 2

TOTAL PONTOS DIA: 17
FAIXA DIÁRIA: 24 a 30
PTOS POUPADOS: 13
POUPANÇA ACUMULADA: 21,5
PTOS EXTRAS CONQUISTADOS: 0 (Não houve ativ. física –acordei mesentindo mal)
PTOS EXTRAS UTILIZADOS: 0

 

 



 Escrito por Beth ?s 06h35
[] [envie esta mensagem]


 
   FOTOS DO ENCONTRO

Falando um pouco mais do nosso encontro, deixando água na boca de quem não foi... Mas outros virão, não faltará oportunidade! Até pq oportunidade é a gente quem cria não é mesmo? 
Assim que eu e meu marido chegamos, vimos a Denise e o Marcelo em frente à pizzaria. Entramos e ficamos batendo papo enqto aguardávamos o pessoal. Os garçons não paravam de oferecer pizzas lindas, cheirosas e tentadoras, mas achamos melhor esperar a galera chegar, dispensávamos as pizzas enqto a baba escorria de tanta vontade...rs Até que eu não resisti mais, peguei 1 fatiazinha de pizza de palmito e foi a deixa p/meu marido começar a cumprir - com bastante eficiência - sua parte, o homem comeu, gente... mas comeu, que até hoje ainda se sente meio mal, sabiam?
Até que chegou nossa homenageada e oficialmente "abriu os trabalhos"  rs... 
Lu Coelho é um amor de pessoa, chegou um pouco tímida (quem diria) e aos pouquinhos foi se soltando. Eu tinha uma vontade imensa de conhecê-la pessoalmente e esperei ansiosa por ela, qdo chegou dei o abraço que há muito sonhava. Aliás, dei vários abraços, abraçar a Lu é muito bom, a energia dela é maravilhosa. E gente, como é bonita a danada!

Foto 1 - Lu e eu  

Déia, nossa miss simpatia, chegou toda elegante, de preto, acompanhada do seu filhinho lindo, o Bruno, agora meu amigão!
Depois chegou Valéria c/ seu amor Felipe, ela esbanjando alegria e arrasando no modelito, gente a menina é prendada, ela borda, costura, faz e acontece e agora, com as aulas de Dança do Ventre, vai se preparar p/ nos ensinar a rodar moedinha no umbigo... ai que inveja (positiva hem...), eu tb querooooo!!! rs
Mais tarde um pouco vieram 2 amigas da Lu, da turma da Gatroplastia, a Cris-Menina do Rio e uma outra que, me perdoem, esqueci o nome - depois a Lu informa.
Conversamos e rimos bastante, comemos mais ainda... 
A pizzaria ofereceu à Lu uma Pizza-Bolo, com velinha e tudo, cantamos parabéns - aliás, nós e a pizzaria toda, o coro foi dos bons! A Lu ficou bem feliz, ela merece.
Marcelo e Denise tb fazem um casal muito bonitinho, ele não gosta muito de ser fotografado mas e eu sou lá de dar bola p/ isto? Fotografei mesmo, Marcelo, nem adianta fazer bico hehe
Nossa gauchinha Gaby não pôde ir, mas ela tinha avisado, a mudança de Porto Alegre chegou há poucos dias, na próxima ela vai.  Ah se vai!!!
Também a Marcinha e o Leandro não puderam ir desta vez, foi uma pena, mas a Marcinha telefonou p/ nos dar um alô bem na hora da pizza mousse de maracujá, assim ela pôde aproveitar um pouquinho né miguinha? Epa, não xinga, isto não é fino... hehehe Mas no próximo encontro aiiii deles se não aparecerem, vou fazer beicinho e tudo!
Ah sim, eu e meu amor estávamos lá, claro, eu muito abusada no meu "tomara que caia" e feliz da vida por estar ali com gente tão querida, mas todos, de todos os lugares, estavam ali de alguma forma, no coração, no carinho, na força que trocamos aqui diariamente.  
Fiquem c/ mais algumas fotos.
Porém antes, um recado, a Lu Coelho precisou viajar às pressas p/ resolver um assunto familiar, por este motivo não atualizou seu blog e não publicou as muitas fotos que ela tirou, vamos aguardar seu retorno e torcer p/ que tudo corra bem com nossa amiga. Ela me pediu p/ transmitir as desculpas dela, mas nem precisa né?
Amanhã eu volto. Beijão, vejam agora as fotos.

Foto 2 - Eu e meu amor

Foto 3 - Valéria e Felipe, casal amigo e querido 


Foto 4 - Trio de fotos mostrando um pouquinho da nossa farrinha:

 Beijos!!!!!



 Escrito por Beth ?s 15h14
[] [envie esta mensagem]


 
  

 CARDÁPIO DE SEGUNDA-FEIRA – 21/03/2005

Café da manhã (7h): 2 bananas pratas (2) = 2
Lanche (10:15): 1 barra de cereal diet – abacaxi / hortelã (1)  = 1
Almoço (13:05): salmão grelhado (4) + 1 cs salpicão legumes (3)  + 1 porção manga fatiada (1) + alface (0) +  2 mini-bolinhos de bacalhau (3) + mate diet (0) = 11
Lanche (16h): 1 maçã (1) = 1
Lanche2 (19:15): 1 banana prata (1) = 1
Jantar (21h): sopa de legumes (1) + queijo (3) + 1 ameixa fresca (0,5) = 4,5
Ceia (23h): 1 maçã (1) = 1

TOTAL PONTOS DIA: 21,5
FAIXA DIÁRIA: 24 a 30
PTOS POUPADOS: 8,5
POUPANÇA ACUMULADA: 8,5
PTOS EXTRAS CONQUISTADOS: 0 (Não houve ativ. física – foi dia de massoterapia, cedo)
PTOS EXTRAS UTILIZADOS: 0

CONCLUSÃO: Cardápio razoavelmente positivo, houve um excesso de lanches, apesar de terem sido consumidas frutas, mas foi pq qdo cheguei em casa não dava tempo de jantar, tinha um compromisso, então tive que comer rapidamente uma fruta p/ aguentar a volta, qdo então jantaria normalmente.

CARDÁPIO DE DOMINGO – 22/03/2005 

Café da manhã (8h): torradas marilan (4) + requeijão light (2) + blanquet de peru light (1) = 7
Lanche (horários variados, na praia):  biscoaito GLOBO (6) + 1 polenguinho light (1) + 1 pera (1) + 1 maçã (1) + mate diet (0) = 9
Almoço (18h): Espetinho de camarão c/ queijo (6) + batatas sautee (6) + mate diet (0) = 12
Lanche (21h): sorvete molico (1) = 1
Ceia (23h): 1 maçã (1) = 1
 

TOTAL PONTOS DIA: 30
FAIXA DIÁRIA: 24 a 30
PTOS POUPADOS:  0
POUPANÇA ACUMULADA:  0  (RECOMECEI HOJE NOVAMENTE, ZEREI OS PONTOS NO FINAL DE SEMANA)
PTOS EXTRAS CONQUISTADOS: 0
PTOS EXTRAS UTILIZADOS: 0



 Escrito por Beth ?s 15h12
[] [envie esta mensagem]


 
  


Da esquerda p/ a direita: Andréia (Dietstory), Eu, Lu Coelho (Magra emergente),
Denise (EmagrecendU), Valéria (Blog da minha dieta) e
à frente o meu amiguinho Bruno - filho da Andréia!

Então chegou, finalmente, o dia do nosso 3º Encontro. Foi tudo de bom, uma delícia! Literalmente! Afinal, as pizzas da Gambino são irresistíveis. E nós, claro, também! haha
Esta foto peguei no blog da Val (vão lá e no da Denise, tem mais!). Minhas fotos só amanhã poderei mostrar, pois minha máquina ainda não é digital, tenho que revelar e hoje acabei não fazendo isto, a praia estava boa demais e depois tive outros compromissos ok?
Mas aguardem!
Fiquem com uma mensagem especial p/ começar a semana!

SUA VIDA
Essa vida é sua. Encontre a força para escolher o que você quer fazer e faça bem feito.
Encontre a força para amar o que você quer da vida e ame com honestidade.
Encontre a força para andar na floresta e fazer parte da natureza.
Encontre a força para controlar a sua própria vida.
Ninguém pode fazer isso por você. Nada é bom demais para você.
Você merece o melhor.
Encontre a força para fazer sua vida saudável, excitante.
Vale a pena ser muito feliz.
Assim você chegará aos seus sonhos.
 
(Encontrado no site Sabedoria dos Mestres – não consta o autor)

Qdo encontrei este texto fiquei fascinada. Tão simples e tão verdadeiro!
Fiquei pensando em como é importante nos sentirmos fortes, potentes, capazes de chegarmos onde queremos. E como nós é que somos responsáveis por alimentar esta força. E como isto acontece? Acreditando nela.
Quem acredita na própria força a torna maior. E anda mais. E chega onde quer, desde que queira algo possível, algo que realmente lhe esteja destinado,  pois isto tb deve ser considerado.
Não há muito o que dizer, sinceramente, a msg fala tudo, mas muito o que pensar e, principalmente, decidir. Nossa vida é um presente lindo de Deus, uma oportunidade que Ele nos proporcionou p/ aprendermos, p/ nos aperfeiçoarmos.
Eu acredito sinceramente que termos sonhos e querer realiza-los tb está nos planos de Deus. Ele poderia nos conceder tudo, num passe divino, mas o que ganharíamos, verdadeiramente, com isto? Ele estaria nos tirando a chance de compreendermos o qto somos fortes, capazes de batalhar pelo que queremos, se fosse para isto não precisaríamos ser dotados de inteligência, de consciência, de sensibilidade, de tanta coisa bonita que trazemos “de fábrica”. 
Desejo a cada um de vocês uma semana repleta de felicidade, luz, alegria, saúde, paz, serenidade, sucesso e tudo mais que todos desejamos e precisamos ter. Mas desejo, principalmente, que cada um encontre dentro de si mesmo aquela chavinha especial, daquela portinha que talvez ainda precise ser aberta, cuidadosamente, a portinha onde estão guardadas (ou escondidas) mas loucas p/ serem usadas,  propriedades tão valiosas das quais precisamos nos apropriar p/ seguirmos e conseguirmos alcançar nossos objetivos, são elas: força interior, persistência, entusiasmo, motivação, paciência, coragem, auto-confiança, FÉ em Deus e em si mesmos.

Amanhã estou de volta! Beijos mil!



 Escrito por Beth ?s 20h08
[] [envie esta mensagem]


 
   NOTÍCIAS DA 6a FEIRA

Eu A-DO-RO 6a feira. Aliás, tem alguém que não goste? rs...
Depois de uma preguicinha básica, atendi aos apelos do despertador e pulei da cama, p/ mais uma caminhada. Estou super feliz com isto, exceto na 2a feira (por causa da massoterapia) andei todos os dias e aos poucos vou aumentando a velocidade, já estou quase no pique anterior. Depois, 1h de hidroginástica, hoje mais pesada do que nunca, o prof. deu exercícios num método que é chamado de Pirâmide, que envolve séries de exercícios, cada um deles é feito em várias subséries, cada subsérie com uma qtde menor de vezes em que se faz o movimento, só que mais rápido. Muito legal. Cansativo. Mas bacana. Meu marido me acompanhou, mas ficou novamente boiando lá (rs) enqto eu e meus colegas nos matávamos rs...
Hoje fui trabalhar de "Dama de Vermelho" (em homenagem à minha amiga Ale... ela vai entender..rs), um vestido muito bonito, acho que fico "tchan" com ele, foi a 2a vez que usei, comprei em janeiro e já está mais larguinho.
Muitos elogios, claro (metida né?). Um colega disse que hoje eu fui "vestida pra matar" haha 

Fui ao VP e eliminei 400g esta semana, está ótimo, fiquei contente, mais um passinho p/a frente: 97,5 é o novo peso.

Depois zanzei pelo comércio, tentando desesperadamente comprar alguma coisa que não sabia o que era, ou seja, puro consumismo...acabei comprando uma bolsa, mas queria mesmo uma roupinha...foi interessante percorrer 3 lojas e não comprar nada pq todas as cores de calça que encontrei eu já tinha, o que mostra que ando compradeira demais... será por isso que minha conta bancária está no ROXO?

Em vez de almoçar ou fazer um lanche "correto" acabei comendo 2 salgadinhos e tomando coca light. Tudo bem, se não fosse a péssima escolha de um dos salgados, fritura que caiu mal, meu estômago achou ruim, reclamou a tarde toda, bem feito D. Beth, com um calor destes bem que podia ter feito melhor opção.

Mudando de assunto: várias pessoas comentaram dizendo que o último post parece ter sido feito para elas. Notaram, todos de alguma maneira sentem-se "dentro" do contexto? Mas sabem o que é? É que somos todos seres humanos, aprendizes, todos nos encaixamos numa ou outra história, nos exemplos, nem que seja uma vezinha na vida! Por isto esta receptividade tão boa, esta compreensão tão bacana de todos para com o que escrevo, o mérito não é meu, gente amiga, é de cada um de vocês que consegue se enxergar no cenário, consegue avaliar-se dentro dele e, o melhor, com uma receptividade fantástica, um "olhar c/ olhos de ver" que é essencial p/ o aprimoramento. E eu faço parte disto, eu estou tb dentro das histórias e exemplos, onde hoje sou exemplo bom, um dia não fui, é o aprendizado sempre...

Amanhã temos o encontro blogueiras light RJ, na pizzaria rodízio, tenho certeza de que vai ser uma delícia, quem ainda não confirmou por favor confirme, pois reservei lugares e se for precisa solicitar expansão, é bom fazer isto c/ antecedência ok? Vamos tirar fotos, vamos conversar e rir muito, vamos nos abraçar, vamos reforçar nossos laços de carinho, amizade e fortalecer tb nossa determinação.

Sim, num rodízio de pizzas, pois estamos aprendendo a nos reeducar e isto envolve VIDA NORMAL, tenho certeza de que saberemos aproveitar bastante as gostorusas da Gambino, até dando umas derrapadinhas, mas sem jogar fora o trabalho bonito que estamos fazendo por nós.´

Um beijo, sábado à noite eu venho postar, contar as novidades, falar do encontro. Beijão!   Fiquem com o convite!




 



 Escrito por Beth ?s 13h09
[] [envie esta mensagem]


 
   A chave do progresso: um pouquinho todo dia (Steve Chandler)

Vamos dizer que um pessimista resolva arrumar sua garagem num sábado pela manhã. Ele acorda, abre a garagem, encontra aquela bagunça e pensa: “Impossível! Não vou conseguir arrumar esta bagunça nunca!”. Aí ele fecha a porta da garagem e vai fazer outra coisa.
Com os pessimistas é assim: tudo ou nada.
Agora vamos dizer que um otimista vá limpar a garagem. Ele acorda na mesma manhã, abre a mesma garagem, encontra a mesma bagunça e até pensa a mesma coisa: : “Impossível! Não vou conseguir arrumar esta bagunça nunca!”. E aí é que está a grande diferença – ele continua pensando: “Bom, se eu não posso arrumar tudo, vou fazer só uma parte”. E faz!
Um mês depois, o otimista tem uma garagem impecável, enquanto o pessimista continua com sua bagunça. Tudo porque ele acreditou que valia a pena fazer um pouquinho, e o outro não.

Leio o texto acima e fico pensando no tempo em que eu, não tanto por pessimismo mas por falta de foco e determinação, deixei o tempo correr sem ajeitar a bagunça que havia em mim e que resultou na obesidade.É bom agora poder refletir sobre isto e já estar em outra situação. 
A bagunça está toda arrumada? Não! Mas eu resolvi um dia começar e, aos poucos, vou colocando tudo em ordem.

O emagrecimento deve ser encarado assim. Não adianta querer tudo de uma vez. Pq se acontecer, pode ter certeza, há algo de errado acontecendo, o caminho não é seguro e equilibrado e isto poderá ser problema a curto, médio ou longo prazo.
Vejo amigos que já começam seu processo assim: Ih, vai demorar, assim não vai dar p/ usar aquela roupa daqui a 1 mês. E aí optam por métodos rápidos e que Deus sabe em que vão resultar, além do emagrecimento ligeirinho (que depois, vai pro brejo junto da saúde).
Há tb aqueles que querem muito o resultado, sabem que ele vem aos poucos, mas todos os dias arranjam um jeito de fazer a coisa ser mais pesada do que é. Então é um tal de “Ah, estou louca p/ comer um pudim, mas hoje não posso”,... Até pode, mas só serve se for um pedaço imenso, ou vários pedaços, senão vira sofrimento.  Isto é pessimismo sim, mesmo que disfarçado.
E quem pesa todos os dias e fica assim: “Ah, pesei de ontem p/ hoje não emagreci nada, o que estou fazendo não está adiantando”. (não é minha amiguinha... sabe quem...rs) Como se fôssemos uma sacola. Põe dentro, ela enche. Tira algo, ela esvazia.

Quem pensa e age assim não leva em conta que o organismo da gente é ocupadíssimo, faz um monte de coisas o dia inteiro, absorve daqui, elimina dali, distribui adiante, conforme nosso funcionamento ele tem hora p/ cada ação destas e como somos um sistema integrado, conforme o funcionamento de uma parte do corpo as outras se ressentem. Quem trabalha em informática compreende bem o que estou dizendo, há processos que são startados a partir de outros, uma coisa aqui afeta a outra ali, se algo demorar mais rodando aqui faz com que outra rotina demore um pouco mais... no final das contas, tudo acontece.  
Se fôssemos um sanduiche do McDonalds, estaríamos numa linha de montagem em que tudo acontece a seu tempo, enquanto o pão não sai do forno não se coloca a carne, a alface, o queijo, enquanto o sand. não está montado não será embalado e entregue, certo?  
Nosso organismo tb precisa disto, então não adianta pesar toda hora e achar que ele não está trabalhando, se estivermos fazendo a coisa certa e não estivermos doentes, graças a Deus, então a coisa vai acontecer sim. 
Pensem numa bola de encher. Se assoprar, ela enche. Se não assoprar ela fica na mesma. Se abrir um pouco, o ar vai saindo, ela vai murchando. Aos poucos. Há a alternativa ‘rapidinha’ de furar a bola c/ uma agulha, uma ponta de cigarro... Mas aí ela estoura! Esvazia rapidinho, mas deixa de ser uma bola. Acaba. Perde a graça. É ou não é?
Vamos ser otimistas. Temos que agir corretamente, temos que seguir um programa seguro, um caminho equilibrado e saudável, temos que mudar hábitos etc.  Se fizermos as coisas corretamente, pouco a pouco, o resultado vai aparecer. Se entendermos que vai ser difícil e que não vai funcionar, se fecharmos as nossas portas p/ o progresso, vamos ficar na mesma. 
E depois, toca de chorar o leite derramado, aliás o leite que sequer foi posto p/ ferver não é? 
Não conheço nenhum cofrinho que tenha se enchido c/ uma única moeda. Foi de moeda em moeda que alguém o completou. Podem ter sido colocadas várias numa mesma hora, pode ter sido na base do pinga-pinga. Mas não foi uma moedona.

Nosso peso total eliminado, ao final do processo, terá sido composto por cada graminha que eliminamos, ao longo de um tempo que varia de cada um para cada um. E que é proporcional ao quanto nos mantivemos mais ou menos firmes, mais ou menos atentos, mais ou menos persistentes, mais ou menos pacientes.  E otimistas. Otimistas o suficiente para começarmos e seguirmos na certeza de que o progresso só depende de nós.  E assim, passo a passo, completar a caminhada.
Eu acredito nisto. E é por isso que sigo em frente! Com sua agradável e querida companhia!
Beijão!

RECADO: GEYDY, não consegui comentar mais no seu blog, vem msg dizendo que meu IP está na sua lista negra (Estáááááá? Snif Snif )



 Escrito por Beth ?s 13h03
[] [envie esta mensagem]


 
  

CARDÁPIO DE QUINTA-FEIRA - 17/03/2005

Desjejum (5:50 - antes de caminhar): 1 x leite desnatado (2) = 2
Café da manhã (7:30): 1 copo limonada (0) + 2 fatias médias de queijo minas comum (4) + 1 maçã pequena (1) = 5
Lanche (11:50): 1 pacote club social (3) = 3 (após uma reunião chatiiiiiiiinha, uma fome de doer o estômago)
Almoço (13:20): 1 sanduiche pão árabe gr. (2) c/ rosbife (3), tomate seco (2), molho de azeitonas (2), alface e tomate (0) + 1 coca light (0) = 9
Lanche (18h): 1 barra de cereal de pêssego Diet (0) = 0
Refeição leve (20h): 1 pera (1) + 2 ameixas frescas (1) + kani (1) = 3

TOTAL DE PONTOS: 22
PTOS ACUMULADOS NO DIA: 8
POUPANÇA ACUMULADA: 39,5
PONTOS EXTRAS ADQUIRIDOS: 3 (40 min caminhada moderada)
PONTOS EXTRAS UTILIZADOS: 0

CONCLUSÃO: Dia Positivo. O almoço foi um lanche, pq devido a reuniões pela manhã e ida ao médico à tarde resolvi ficar no serviço adiantando alguns compromissos. O tomate seco seria zero pt, mas como veio c/ óleo, contei. A refeição leve foi só fruta e kani pq era só o que me apetecia, devido a cansaço e calor. A caminhada foi só de 40 min (costumo/gosto de fazer 50 min a 1 h) pq acordamos um pouco mais tarde.

 

 



 Escrito por Beth ?s 07h20
[] [envie esta mensagem]


 
   Gerenciando Riscos OU Segurando (previamente) a onda!

A nossa vontade de emagrecer, chegar ao peso ideal e um corpo bacaninha, usar roupas modernas, ter saúde etc. tem que ser maior que a gula, o descontrole etc. Mas nem sempre é fácil, eu sei. Mas temos que nos apegar a tudo que for possível p/ nos ajudar nisso.
Uma boa maneira, que eu adoto, é não ter em casa variedade de itens que me atraiam muito.
Tá, não vamos privar a família de coisas boas, mas podemos ajudá-la a não se exceder, afinal não queremos que ninguém mais engorde, fique nesta luta toda, não é?  Ou então, como eles gostam de muitas coisas que eu não gosto ou não faço questão, compro estes itens e só um ou outro do que me atrai.A geladeira não pode ser minha primeira inimiga na minha própria casa!
Não me privo do que gosto, pois posso comer qdo QUISER DE VERDADE, mas evito a proximidade desnecessária. Sabem como é: “Te ver e não te querer, é improvável, impossível...” (Skank).

Outro truque bem simples é restringir a qtde do que compro. Não planejei comer pão francês no café da manhã de hoje. Então, comprei a qtde exata p/ marido e filho. Se na hora H olho a cesta e, mesmo já tendo me alimentado direitinho sinto o “cutucão” do pãozinho, penso: Tem a qtde certa, se comer vai faltar p/ eles e não quero descer p/ comprar mais. E pronto! Isto me motiva.
Vcs sabem que sou queijólatra. Sinto pelo queijo o que vcs sentem pelo chocolate. Há alguns dias abri a geladeira, seca por queijo. Peguei 1 fatia de mussarela, parti p/ 1 ped.de catupiry e a idéia era devorá-lo todo, pois tinha ¼ de caixinha, qtde que eu comeria ‘brincando’ (já passei mal por comer uma caixa inteira, há anos atrás). Aí pensei: O Xande adora este queijo. Morzão não liga tanto, mas gosta e só comeu 1 vez. Se eu acabar, é sacanagem.
O que fiz? Bebi um copão de água, peguei uma maçã, fechei a geladeira e vim p/ o micro visitar os blogs amigos. E assim, me livrei do exagero enqto deu tempo.
Qual é o lance? Se minha motivação pessoal, naquele momento, não funcionou, se esqueci de ligar o interruptor do “Se manca, mulher, vc está se reeducando, tem metas etc.” acionei então outro, que é automático, motivado pelo amor, preocupação, respeito pelo próximo. Se por um instante esqueço isto e fico tentada a cair de cabeça em algo que me instiga muito, certamente este carinho p/ com eles falará mais alto, coisa de mãe, de mulher...coisa de quem ama.
O fato é que sempre há um jeito p/ minimizar o risco.
Em Gerenciamento de Projetos há uma área chamada Gerência de Riscos e envolve isto mesmo, analisar os riscos do projeto, identificar a qualidade e qtde dos riscos, a possibilidade deles acontecerem e, previamente, definir a contra-medida, que é na verdade uma “vacina” p/ evitar que um risco se torne um fato.
Por exemplo, a contra-medida p/ não comer 1 caixa inteira de bombons (vcs que gostam) é levar p/ casa só 1 ou 2..., pode ser esconder a caixa de si mesmo, ou distribuir entre família e amigos etc.
Então, eu sei que se tiver 6 pãezinhos na mesa, corro realmente muito risco de comer, independente de estar c/ fome, ter planejado etc. Compro menos. É a “vacina”, a contra-medida. O risco de descer e comprar mais é pequeno, só faria isto se a vontade fosse tão grande que eu resolvesse, conscientemente, que iria mudar meu plano, o que não tem nada demais, desde que isto não envolva perda de controle. Sacaram?
Mas c/ toda a vacina, pode ser que o risco vire evento. Ou seja, pode ser que eu mande o amor ao filho e marido p/ as cucuias naquele momento e devore o pão deles, eles que se virem depois haha Mas é, ué... eu não sou santa! 
Aí entra outra coisa, que é o Plano de Contingência. Assim, mesmo com todo o gerenciamento, se a gente não conseguir conter o risco, precisa agir depois p/ minimizar os impactos dele. Então planeja isto tb: “Como vou fazer agora p/ consertar isto, evitar que este fato atrapalhe meu projeto?”.  Planejar o ajuste, preferencialmente antes e, se não der, depois mesmo!
Exemplo: Tenho um cardápio previsto. Furei qdo devorei o pão,, o doce, o que for... Revejo então o plano! Mudo a programação daquele momento em diante. Se ainda é manhã, posso mudar alguma coisa no almoço, nos lanches, no jantar etc. Se já é tarde, posso mudar meu jantar, aquele frango c/ legumes pode virar uma sopinha zero pontos e 1 fruta. E se não dá mais p/ mudar tudo, pq estourei os pontos do dia, paciência. Me planejo p/ os próximos dias. Assumo o que foi feito e nos próximos dias cuidarei melhor, ficarei mais atenta. E importante: Vou rever meu plano de riscos, aperfeiçoá-lo! 
Assim é nosso dia-a-dia. Temos que encarar nossa história de emagrecimento como um projeto que só precisa ser gerenciado. Com amor, carinho, respeito e atenção.
Não há projeto que não tenha falhas vez ou outra. Mas se for gerenciado, tudo se reajusta. E o produto é gerado. No nosso caso,o produto é o nosso emagrecimento, o alcance da meta, a alegria da vitória.É um corpo saudável e elegante. Nós merecemos.

Este post foi escrito há alguns dias, qdo me ocorreu a idéia de falar sobre os riscos. Mas hoje, tive nova oportunidade de aplicar o que escrevi acima, tanto positivamente quanto ao contrário, vejam abaixo, após o Cardápio do dia, eu conto como foi.Porque na teoria, tudo funciona não é, gente? Mas na prática, também, desde que a gente realmente aplique, ou pelo menos, tente!

Beijos mil...

 



 Escrito por Beth ?s 13h19
[] [envie esta mensagem]


 
  

CARDÁPIO DE QUARTA-FEIRA – 16/03/2005 

Desjejum (5:35 – Antes da caminhada): 200 ml leite desnatado (2) = 2
Café da manhã (8:45): 1 pão árabe grande (2) + 2 cs queijo cottage (1) = 3
Almoço (13:20):  palmito (0) + salada de repolho c/ gelatina (2) + 2 mini-pastéis de catupiry (3) + salmão gratinado (6) + 1 mate diet (0) + 2 ameixas frecas médias (1) = 12
Refeição leve (19:15): biscoito polvilho (6) + queijo minas light (1) + coca light (0) = 7
Ceia (23h): chá de maracujá c/ boldo  (0) = 0

TOTAL DOS PONTOS: 24
FAIXA DIÁRIA: 24 A 30 PTS
PTOS POUPADOS NO DIA:6
POUPANÇA ACUMULADA:31,5
PTOS EXTRAS ADQUIRIDOS: 12
(3 pts: 45 min. Caminhada moderada + 9pts: 1 hora de  hidroginástica – aeróbica - elevada)
PTOS EXTRAS UTILIZADOS: 0

AGORA VEJAM A APLICAÇÃO PRÁTICA!

 

CONCLUSÃO: DIA POSITIVÍSSIMO. Aplicação prática do que diz o post acima:
1)Saindo do dentista, entrei num restaurante a kg p/ almoçar. Escolhi c/ critério o que comer. Ao colocar no prato os alimentos, já ia calculando os pts correspondentes, pois sabia qto em média queria compor naquela refeição. Ao ver os pastéis (mini mesmo, são bem pequeninos) de catupiry, decidi que comeria 2 apenas. E, ao me servir do salmão gratinado, coloquei menos do que o normal, pois não sabia se estava tão gostoso qto bonito. Ao começar a comer, vi que estava delicioso e resolvi que queria complementar a porção. Mas se chegasse novamente no balcão, estaria eu hoje totalmente pronta p/ fechar os olhos ao passar novamente pelos pasteizinhos? E aquela batata corada linda que eu vi sendo reabastecida? Não havia fome nem vontade, mas e o olho grande? Percebi que eu acabaria cedendo e, p/ evitar que o risco virasse fato, chamei o maitre. Pedi a ele que trouxesse p/ mim um pedaço (mostrei o tamanho) do salmão gratinado. Ele trouxe exatamente como eu queria. Completei meu prato, comi, fiquei satisfeita duplamente. Primeiro, pq fiz boas escolhas. Segundo, pq efetivamente evitei o risco. Apliquei uma boa contra-medida, que foi não ir pessoalmente ao balcão e sim pedir a alguém p/ fazê-lo por mim. Sinal de fraqueza? Não, sinal de força. Pq saber que sou humana e suscetível a erros é ser forte. Admitir fraquezas é uma força tb. Estou feliz com minha atitude.
2) Já no fim da tarde, um calor insuportável, me deu vontade de comer as rosquinhas de polvilho Globo. Queria algo gostoso, crocante, leve e mesmo sabendo que são calóricas, comi - havia folga na faixa diária. Mas foi assim: 2 colegas me pediram p/ ligar p/ a padaria, p/ pedir o biscoito. Por que eu? Porque o velhinho dono da padaria, qdo sabe que sou eu, capricha...rs Me avisa se o biscoito não estiver fresco etc. Então sou a "pedidora" oficial de rosquinhas na nossa área haha Eu resolvi que não pediria p/ mim. Na hora que estava ao telefone fazendo a encomenda, senti o cutucão da gula e, imediatamente, consertei: "Dois não, manda 3 pacotes". Qdo chegou, resolvi que não comeria. Traria p/ casa, daria ao meu filho. E segurei legal a onda. Mas, no caminho p/ casa, aquele saco pendurado no meu braço me chamava insistentemente, o biscoito falava: Me come, me come... rs  E eu comi. 
Não me farão mal, havia folga na faixa de pts diária, tudo certo. Mas se eu sei que sou apaixonada pela rosquinha e não quero comer, não tenho pq comprar não é? Então eu não me vacinei na hora que pude. Assumi o risco. Ele virou fato. Felizmente, sem consequência ruim. Sacaram?



 Escrito por Beth ?s 10h51
[] [envie esta mensagem]


 
  [ ver mensagens anteriores ]  
 
 



Meu perfil
BRASIL, Sudeste, RIO DE JANEIRO, Mulher, de 46 a 55 anos, Portuguese, English, Arte e cultura, Livros, Praia, Dançar, Curtir a vida
MSN -



EU ERA ASSIM  

ESTOU ASSIM Meu nome ? Elizabeth, sou conhecida como Beth
Analista de Sistemas, especialista em Metodologia, Processos e Qualidade em TI, Ger?ncia de Projetos,An?lise de Neg?cios, Auditora ISO, sou leonina do dia 10/08, carioca da gema, moro na minha na cidade maravilhosa (RJ), adoro fazer amizades, sonhar, ler, escrever, sou casada c/ Vicente - meu grande amor, m?e do Alexandre, um filh?o maravilhoso, que ? universit?rio e "boadastra" da Mimi, minha enteadinha adolescente linda a quem chamo aqui de filhotinha.

Meu e-mail: beth.ebprs@gmail.com
Meu MSN: ebprs@hotmail.com



Objetivo deste Blog: Compartilhar meu processo de reeducação alimentar e mudança de hábitos que resultou no meu emagrecimento, me tirou da obesidade mórbida e me ensinou e ensina tanto!



Meu processo: Fui beb? 'cheinho',crian?a de peso normal, na adolesc?ncia tinha ?timo corpo. No in?cio da fase adulta comecei a engordar c/facilidade em fun??o de uma mudan?a p/ pior dos h?bitos alimentares e tb devido a dificuldade que tive em enfrentar alguns problemas pessoais, decep??es e m?goas que se transformaram em Kg a mais (eu as COMI). Durante anos optei por m?todos indevidos, tomei rem?dios, f?rmulas, inje??es, fiz dietas mirabolantes e isto tudo me ajudou a virar uma sanfona que cada vez abria mais e fechava menos. Cheguei ao auge da obesidade c/ 140 kg e dei o basta. Primeiro, fiz um pequeno controle que me ajudou a emagrecer quase 5 kg. Depois, entrei para o Vigilantes do Peso, onde emagreci 53kg c/equil?brio, seguran?a e muita alegria. Aprendi muito, o caminho foi t?o importante quanto os resultados. Eliminei 53 kg com o método do Vigilantes do Peso e atividade física. Aumentei depois alguns kg e agora prossigo, para reconquistar a minha meta e mantê-la para sempre.

Cr?ditos Imagens: Google
Comunidade no Orkut!


Comunidade Orkut: Eu sou f? da Beth - A Conquista! criado com carinho pela amiga Lili (obrigada, lindinha!)
http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=2052374


 
Clique AQUI e veja
o que eu como!




HIST?RICO
 01/01/2011 a 15/01/2011
 16/12/2010 a 31/12/2010
 01/12/2010 a 15/12/2010
 16/11/2010 a 30/11/2010
 01/11/2010 a 15/11/2010
 16/10/2010 a 31/10/2010
 01/10/2010 a 15/10/2010
 16/09/2010 a 30/09/2010
 01/09/2010 a 15/09/2010
 16/08/2010 a 31/08/2010
 01/08/2010 a 15/08/2010
 16/07/2010 a 31/07/2010
 01/07/2010 a 15/07/2010
 16/06/2010 a 30/06/2010
 01/06/2010 a 15/06/2010
 16/05/2010 a 31/05/2010
 01/05/2010 a 15/05/2010
 16/04/2010 a 30/04/2010
 01/04/2010 a 15/04/2010
 16/03/2010 a 31/03/2010
 01/03/2010 a 15/03/2010
 16/02/2010 a 28/02/2010
 01/02/2010 a 15/02/2010
 16/01/2010 a 31/01/2010
 01/01/2010 a 15/01/2010
 16/12/2009 a 31/12/2009
 01/12/2009 a 15/12/2009
 16/11/2009 a 30/11/2009
 01/11/2009 a 15/11/2009
 16/10/2009 a 31/10/2009
 01/10/2009 a 15/10/2009
 16/09/2009 a 30/09/2009
 01/09/2009 a 15/09/2009
 16/08/2009 a 31/08/2009
 01/08/2009 a 15/08/2009
 16/07/2009 a 31/07/2009
 01/07/2009 a 15/07/2009
 16/06/2009 a 30/06/2009
 01/06/2009 a 15/06/2009
 16/05/2009 a 31/05/2009
 01/05/2009 a 15/05/2009
 16/04/2009 a 30/04/2009
 01/04/2009 a 15/04/2009
 16/03/2009 a 31/03/2009
 01/03/2009 a 15/03/2009
 16/02/2009 a 28/02/2009
 01/02/2009 a 15/02/2009
 16/01/2009 a 31/01/2009
 01/01/2009 a 15/01/2009
 16/12/2008 a 31/12/2008
 01/12/2008 a 15/12/2008
 16/11/2008 a 30/11/2008
 01/11/2008 a 15/11/2008
 16/10/2008 a 31/10/2008
 01/10/2008 a 15/10/2008
 16/09/2008 a 30/09/2008
 01/09/2008 a 15/09/2008
 16/08/2008 a 31/08/2008
 01/08/2008 a 15/08/2008
 16/07/2008 a 31/07/2008
 01/07/2008 a 15/07/2008
 16/06/2008 a 30/06/2008
 01/06/2008 a 15/06/2008
 16/05/2008 a 31/05/2008
 01/05/2008 a 15/05/2008
 16/04/2008 a 30/04/2008
 01/04/2008 a 15/04/2008
 16/03/2008 a 31/03/2008
 01/03/2008 a 15/03/2008
 16/02/2008 a 29/02/2008
 01/02/2008 a 15/02/2008
 16/01/2008 a 31/01/2008
 01/01/2008 a 15/01/2008
 16/12/2007 a 31/12/2007
 01/12/2007 a 15/12/2007
 16/11/2007 a 30/11/2007
 01/11/2007 a 15/11/2007
 16/10/2007 a 31/10/2007
 01/10/2007 a 15/10/2007
 16/09/2007 a 30/09/2007
 01/09/2007 a 15/09/2007
 16/08/2007 a 31/08/2007
 01/08/2007 a 15/08/2007
 16/07/2007 a 31/07/2007
 01/07/2007 a 15/07/2007
 16/06/2007 a 30/06/2007
 01/06/2007 a 15/06/2007
 16/05/2007 a 31/05/2007
 01/05/2007 a 15/05/2007
 16/04/2007 a 30/04/2007
 01/04/2007 a 15/04/2007
 16/03/2007 a 31/03/2007
 01/03/2007 a 15/03/2007
 16/02/2007 a 28/02/2007
 01/02/2007 a 15/02/2007
 16/01/2007 a 31/01/2007
 01/01/2007 a 15/01/2007
 16/12/2006 a 31/12/2006
 01/12/2006 a 15/12/2006
 16/11/2006 a 30/11/2006
 01/11/2006 a 15/11/2006
 16/10/2006 a 31/10/2006
 01/10/2006 a 15/10/2006
 16/09/2006 a 30/09/2006
 01/09/2006 a 15/09/2006
 16/08/2006 a 31/08/2006
 01/08/2006 a 15/08/2006
 16/07/2006 a 31/07/2006
 01/07/2006 a 15/07/2006
 16/06/2006 a 30/06/2006
 01/06/2006 a 15/06/2006
 16/05/2006 a 31/05/2006
 01/05/2006 a 15/05/2006
 16/04/2006 a 30/04/2006
 01/04/2006 a 15/04/2006
 16/03/2006 a 31/03/2006
 01/03/2006 a 15/03/2006
 16/02/2006 a 28/02/2006
 01/02/2006 a 15/02/2006
 16/01/2006 a 31/01/2006
 01/01/2006 a 15/01/2006
 16/12/2005 a 31/12/2005
 01/12/2005 a 15/12/2005
 16/11/2005 a 30/11/2005
 01/11/2005 a 15/11/2005
 16/10/2005 a 31/10/2005
 01/10/2005 a 15/10/2005
 16/09/2005 a 30/09/2005
 01/09/2005 a 15/09/2005
 16/08/2005 a 31/08/2005
 01/08/2005 a 15/08/2005
 16/07/2005 a 31/07/2005
 01/07/2005 a 15/07/2005
 16/06/2005 a 30/06/2005
 01/06/2005 a 15/06/2005
 16/05/2005 a 31/05/2005
 01/05/2005 a 15/05/2005
 16/04/2005 a 30/04/2005
 01/04/2005 a 15/04/2005
 16/03/2005 a 31/03/2005
 01/03/2005 a 15/03/2005
 16/02/2005 a 28/02/2005
 01/02/2005 a 15/02/2005
 16/01/2005 a 31/01/2005
 01/01/2005 a 15/01/2005
 16/12/2004 a 31/12/2004
 01/12/2004 a 15/12/2004
 16/11/2004 a 30/11/2004
 01/11/2004 a 15/11/2004
 16/10/2004 a 31/10/2004
 01/10/2004 a 15/10/2004
 16/09/2004 a 30/09/2004
 01/09/2004 a 15/09/2004
 16/08/2004 a 31/08/2004
 01/08/2004 a 15/08/2004
 16/07/2004 a 31/07/2004
 01/07/2004 a 15/07/2004
 16/06/2004 a 30/06/2004
 01/06/2004 a 15/06/2004



OUTROS SITES
 Site do Vigilantes do Peso
 Ação pelo semelhante
 Nutrella
 MC DONALDS - Tabela Nutricional
 Site ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL
 Saudável.Info
 Vegê Gourmê - Blog da Chef Michele Maia
 Lu Francesa
 Selma Guerreira
 Meu Emagrecimento (Sara)
 Serei magra (Andreia)
 Renascer (Thuca)
 Valquíria
 Blog da Magui
 Neblina
 O sabor da vitória (Electra)
 Entretanto, eu (Jana)
 Diva esbelta e feliz (Diva)
 Miss Blueberry
 Vida boa é vida saudável (Cristy Costa)
 Diário light (Sylmara)
 Blog da Eloyza
 Veneno urgente (Flavia Rocha)
 Blog da Fafá
 Espelho light (Elaine)
 Blog da Cynthia (Londres)
 Agora eu emagreço (Aline) Brasília
 Never give up (Renata - Tita)
 Blog da Micha - RJ
 Homem também faz dieta (Carlos) RJ
 Jaqueline
 Mulher de Atitude - Cacau RJ
 Serei sereia (Fabi) RS
 A caminho da vitória (Elaine Regiane) SP
 Blog da Rogeria
 Blog da Georgia
 Escrevendo emagrecendo (Lisa)
 Diet Forever (Zá)
 Garotinha ruiva (o outro blog da Lu Russa)
 Dieta urgente (Luciana Alexandrino)
 Space Cris
 Tetê Sereiah
 Andréa Aoki
 Gordinha da Silva
 O sucesso da Lorena
 Renata sem firulas
 Valérie Roberto
 Arianna
 Clara - RJ
 Andréa Cordoniz
 Ana Carolina grávida
 Ana Carolina
 Miss Slim
 Drica (Paraty-RJ)
 Ada Sheila
 Anselmo
 Sueli
 Sol
 Kelly
 Jessica (Elite)
 Nilce
 Leila (Ninguém merece ser 3G)
 Fanta Diet
 Infobeso
 Cris Lopes
 Aline Tomaz (RJ)
 Roberta Alves
 Sue - gravidinha
 Cris fit
 Annie
 Novidades da Cris
 Leila Batista
 Clarita
 Rebecca sapeca
 Lua emagrecendo
 Brian
 Diario da bonita Andrea
 Marilia
 Marilia Vitória
 Aline Virtus
 Paula pra melhor
 Cristiane
 Teresinha
 Ana Cleide
 
 Marcia (Marquinhas)
 Pri 2
 Ludmila
 Lela
 Jana Carmen
 Pri emagrecendo...
 Luzluzinha
 Barbarella (Andrea Glauce)
 Raiane
 Luciana Kotaka
 Vanessa (Campinas)
 Patty emagrecendo de bem...
 Nanda (Idade da Pedra)
 Carlos Medeiros
 Lara
 Dani - Brasília
 Teresa Cristina
 Sisi
 Miriam - RJ
 Kaká
 Gabi e Ana Luiza
 Diário de Macherrie
 Catia
 Amanda Costa
 Rosimeyre
 Alice
 Walkiria
 Crizinha
 Char
 Lu Pinheiro
 Elisandra
 Lahys
 Cotidiano (Zany)
 Karen
 Kika
 Nicky
 O novo blog da Taty Carioca
 Isabela
 Lisandra
 Ju sem pressa
 VIGILANTES DA AUTO ESTIMA
 JT
 Barbarella
 Angelica Fernandes
 Claudia
 Lagarta de borboleta
 Alisson
 Nova Jacque
 Patty Roberta
 Michelle 2
 Elissandra
 Juliene
 Ana Paula
 Annie emagrecendo
 Lili Bolero
 Fernanda Betini
 Karina Torres
 Valqs
 Ana Telma
 Lilian Raquel (Lee)
 Cáritas
 Baxie
 Cacau II
 Renatita
 Nando Neri
 Isabelle
 Nanda
 Edite
 Way to go (Clara )
 Bartira
 BLOG COMER SEM CULPA
 Andreia Cantelli
 Lu Mme Light
 Magali
 Lu
 Aline RJ


VOTA??O
 D? uma nota para meu blog!