Conquista

UOL
  

O primeiro encontro teve 2 participantes: A Val e eu. Foi muito legal! O 2º contou comigo, a Val, Marcinha, Gaby, Déia e Denise. Foi ótimo! No 3º, comemoramos o niver da Lu Coelho, foi bom demais.
Agora, faremos o 4º encontro, eu acho que vai ser ainda melhor! Temos várias confirmações! E você, blogueira querida carioca, vai ficar fora dessa?

Sábado chuvoso e fresquinho, aproveitei p/ realmente ficar de moleza, me recuperando e curtindo meus amores em casa. O domingo ainda está começando, depois conto a vcs se tiver alguma novidade!
Atualizei as visitas, li bastante coisa e me cuidei direitinho. Cuidar de mim é uma alegria, um privilégio que eu me permito sim, eu mereço.
Cuidar de mim pode ser um monte de coisas, mas é pensar realmente em me dar o melhor e assim, me capacito a tb ser melhor e dar o melhor de mim aos meus e a quem me cerca.
Achei um texto muito lindo e trouxe p/ que ele lhes inspire para esta semana que inicia. Seja ela de imensa alegria para todos!
 

 
PROMETA A SI MESMO (I.A. Corrêa)

"Ser forte de maneira que nada possa perturbar a sua paz de espírito.
Falar de saúde, felicidade e prosperidade a toda pessoa que encontrar.
Fazer os amigos sentirem que há alguma coisa de superior dentro deles.
Olhar para o lado glorioso de todas as coisas e fazer com que o otimismo se torne uma realidade.
Pensar sempre no melhor, trabalhar sempre pelo melhor e esperar somente o melhor.
Esquecer os erros passados e preparar-se para melhores realizações no futuro.
Ter tanto entusiasmo e interesse pelo sucesso alheio como pelo próprio.
Dedicar tanto tempo ao próprio aperfeiçoamento que não lhe sobre tempo para criticar os outros.
Fazer um bom juízo de si mesmo e proclamar este fato ao mundo, não em altas vozes, mas em grandes feitos.
Viver na certeza de que o mundo estará a seu lado, enquanto lhe dedicar o que há de melhor em si mesmo."

Pois é, podemos perfeitamente aplicar isto na nossa vida não é? Eu diria mais: DEVEMOS! Vamos tentar?

Recados:
1) Meu MSN é ebprs@hotmail.com. Às vezes vejo msg de pessoas solicitando acesso mas não reconheço o nome/nick e não aceito,  mas fico sempre c/ receio de ser um de vocês que utilize outra identificação no messenger. Assim, por favor, ao pedirem o acesso identifiquem-se p/ que eu não seja injusta e diga "não", pois todos desta blogosfera são muito bem-vindos na minha lista, combinado? 
2) Meu e-mail p/ troca de mensagens é
beth.ebprs@gmail.com. Eu não uso o hotmail p/ troca de mensagens! Periga eu não ler se mandarem algo para lá ok?
3) Meu cardápio agora em end. próprio:
http://aconquista2.zip.net
4) Galera do Weblogger, consegui visitar vocês mas o Weblogger não me deixou comentar hem!  

        Um super beijo!!!



 Escrito por Beth ?s 05h27
[] [envie esta mensagem]


 
   POIS É, FILIZOLA, QUERIDA, HOJE FUI EU!


O dia amanheceu nublado, ainda esquisitão.  Aqui no RJ não faz o frio ao qual vcs, amigos de SP p/ baixo no mapa são submetidos, felizmente. Para carioca, 19º é inverno rigoroso...rs Talvez só um motivo pra galera tirar os moletons do armário, quem sabe? Eu cá já estou de olho numas botinhas lindas, já apontei um monte nas vitrines pro maridão, Dia das Mães tá chegando né? E eu sou mãe do filho, da filhota, do cachorrinho e toda mulher acaba sendo meio mãe do marido né? Só aí estou contabilizando 5 presentes. Modesta né? Hehe Brincadeira, precisa isto tudo não hehe

Marido avisou ainda ontem à noite: “Gatinha, quero vc bem lindinha amanhã à noite, vamos sair.”. Ok, combinado! Estreei minha calça novíssima (aqueeela 48 s/ strech, comprada no feriado da semana passada!) e uma blusa branca tb nova, que esperava ocasião. Botei salto alto, um jogo lindo de bijoux tb presente dele, só que há 2 anos. E fui trabalhar toda bonitinha.

Combinamos de nos encontrarmos tb na hora do almoço, ele estaria liberado dos compromissos de trabalho e poderia me acompanhar ao VP.
Na horinha marcada, estava eu no VP, pronta p/ encarar titia Filizola. 
Fiz bastante xixi, tirei colar e relógio (pesados né?) e quisera poder arrancar tudo, até depilação total, afinal este resultado seria muito especial p/ mim. A consciência, tranquila, a certeza de um procedimento bacana durante a semana, total. Mas se eu disser que não tinha uma “aflicetazinha” (rs) seria mentira.
Antes de subir na balança, contei à Lilian, minha orientadora de fé, o que tinha havido. Ela logo me tranquilizou, lembrou que muitos fatores orgânicos podem ter contribuído etc. e tal, mas tratou de dizer: vamos lá, sobe p/ vermos como está isso! E eu subi. E felizmente, foi feita justiça!
Menos 1.600 kg. Ufa! Eita sensação boa, estava c/saudade de sentir isto! Mas epa, peraí, descobri naquela hora que na semana passada não havia aumentado 900g e sim 1,100 ! Caraca, o susto foi tanto que vi o nº errado, se já fiz malcriação com o que vi, imaginem só meu "PITI" com 200g a mais hem? O peso voltou a 97,9 kg. E se Deus quiser (e eu trabalhar direitinho), pela última vez me aproximei dos 100kg. UFA! Depois, só de gaiatice, resolvi botar p/ pesar meus badulaques, p/ tirar a teima, não é que a balança nem tremeu? Bom saber, não preciso mais tirar tudo hehe

Como era um pouco cedo, o povo ainda chegava pouco a pouco, deu p/ conversarmos bastante. Falei sobre as pistas que a amiga Crys me passou, ela concordou totalmente, a verdade é que (PASMEM!) eu estava comendo POUCO. Dentro da faixa, tudo direitinho – ou QUASE. Precisava acrescentar um pouco mais de trabalho p/ meu metabolismo. Tudo questão de equilíbrio, de melhor balanceamento.  Vivendo e aprendendo!
Melhor que tudo é aprender; o dinheiro pode ser perdido ou roubado, a saúde e a força podem faltar, mas aquilo que você coloca na sua mente será para sempre seu. Louis L´Amour
Não há nunca como dizer que sabemos tudo. Mesmo estando este tempo todo no processo, mesmo tendo muitas coisas já enraizadas sempre há o que melhorar, eu digo sempre e está mais uma vez confirmado.  Mesmo dentro da faixa, fazendo exercícios etc, havia o que mudar, o que ajustar. Um pouco mais de proteína animal, uma diversificação ainda maior e pronto, o primeiro resultado já apareceu e c/ os ajustes que ainda vou implementar, o progresso vai aparecer, se Deus quiser. Aliás, Deus quer sim, senão não teria me iluminado p/ entrar nesta estrada que tem sido assim, tão cheia de emoções mas acima de tudo de gratificação. 
Meu marido ficou feliz tb, ele gosta de me ver alegrinha, como sempre diz. Assistimos juntos à reunião, depois fomos almoçar. A seguir, demos uma volta na feirinha de artesanato, mas o que eu queria comprar não encontrei. Que pena por um lado, que bom pelo outro ($).
À tarde trabalhei firme e forte, gosto de terminar a semana sem muitas pendências. Esta sensação de dever cumprido, no máximo possível, me agrada. Já estava leve por ter, finalmente, me livrado do ‘maldito’ Imposto de Renda na noite de 5a feira, ô troço chato hem... a gente rala tanto, desconta um absurdo na fonte e depois ainda se ferra de novo... bom, deixa isto pra lá...
E à noite, um teatrinho, a saída surpresa que meu amor proporcionou. Assistimos à peça "Aposentado Adolescente", com Benvindo Siqueira, Suely Franco e mais um bom elenco, uma comédia, ri bastante. Depois fomos a um restaurante, mas não enfiei o pé na jaca não!
A gripe? Continua me batendo, só que mais de leve. Logo eu me livro dela tb. Vou tomar bastante líquido, chá de eucalipto (meu santo remédio p/ congestão nasal, há anos) e descansar muito, me revigorar.

Então é isso galera! Desejo a todos um fim de semana muito feliz.
Eu aparecerei por aqui, com certeza. Vou visitar todo mundo, alguns blogs não abrem no meu trabalho nem a pau, outros abrem mas não consigo comentar.
Sempre sinto muito carinho vindo vocês p/ mim, mas esta semana em especial a solidariedade, o incentivo, a força positiva que me mandaram foi fantástica, afirmo que estas mãozinhas todas apertando a minha foram uma ajuda e tanto e caminhar assim é sempre garantia de passos mais firmes, seguros e largos. Obrigada, do fundo do coração. Um beijo. 

  "A glória da amizade não é a mão estendida, nem o sorriso carinhoso,
nem mesmo a delícia da companhia. É a inspiração espiritual que vem quando você descobre
que alguém acredita e confia em você." - Ralph Waldo Emerson

Cardápio: http://aconquista2.zip.net/


 

 



 Escrito por Beth ?s 14h19
[] [envie esta mensagem]


 
  

Pessoal, estou um pouco melhor,obrigada pela atenção,preocupação, carinho e dicas. Hoje fui trabalhar, tentei 'pegar leve', o fim de semana está próximo e poderei descansar um pouco mais e ficar 100%.
Amanhã é dia de D. Filizola, o último encontro sábado passado vcs já sabem como foi, né? Estou na minha, fazendo direitinho minha parte e amanhã irei lá encarar, é preciso saber a realidade p/ poder avaliar, fazer ajustes enfim, parada sentada no caminho choramingando é que não vou ficar!

Sabem, eu levo este processo com paixão. E tudo que fazemos assim, com amor, carinho, é fadado a dar certo, desde que, naturalmente, a gente escolha um caminho bacana e se dedique de verdade. Claro que acaba envolvendo uma emoção danada, mas isto faz parte.
Assim é com a profissão escolhida, com o curso que está fazendo, com um hobby, com tudo na vida. E tem que ser com aquilo que nos faz bem, que nos gratifica, que nos torna melhores. Não só por fora, mas por dentro principalmente.  Por isso trouxe hoje este texto lindo, todos já devem conhecer!


APAIXONE-SE (Desconheço o autor)

Apaixone-se definitivamente pelo SEU sonho (o sonho de ninguém deve ser mais apaixonante que o seu).
Apaixone-se por sua família (mesmo que ela não seja do jeito que você planejou, ainda assim, ela é a sua família).
Apaixone-se pelo SEU talento (mesmo que seu lado crítico insista para você escolher realizar outras coisas, mais "convenientes").
Apaixone-se mais pela viagem do que pela chegada a seu destino  (a primeira é garantida.).
Apaixone-se pelo SEU corpo (mesmo que ele esteja fora de forma, pois de "qualquer forma" ele é a única casa que você realmente possui).
Apaixone-se pelas suas memórias mais deliciosas (ninguém pode tirá-las de dentro de você e elas são excelentes fontes de inspiração em momentos de dor).
Apaixone-se por aquelas besteiras saudáveis que passam por sua mente entre um e outro momento de estresse (elas ajudam a sobreviver!).
Apaixone-se pelas pessoas que estão ao seu lado na caminhada do dia-a-dia (a pessoa certa é aquela que está definitivamente do seu lado).
Apaixone-se pelo sol (ele é fiel, gratuito, absolutamente disponível e dá prazer).
Apaixone-se por alguém (não espere alguém se apaixonar antes por você, só por garantia e segurança).
Apaixone-se pelo SEU projeto de vida (acredite, a vida é só sua!).
Apaixone-se pela dança da vida, que está sempre em movimento dentro da gente, mas que, por defesas nós teimamos em aprisionar.
Apaixone-se mais pelo significado das coisas que você conquistar do que pelo seu valor material.
Apaixone-se por SUAS idéias (mesmo que tenham dito que elas não serviam pra nada).
Apaixone-se por SEUS pontos fortes (mesmo que os pontos fracos insistam em ficar em alto relevo no seu cérebro).
Apaixone-se pela idéia de ser verdadeiramente feliz (felicidade encontra-se de sobra nas prateleiras de seus recursos interiores).
Apaixone-se pela música que você pode ser para alguém..
Apaixone-se por SER HUMANO!
Apaixone-se definitivamente por VOCÊ!
APAIXONE-SE RÁPIDO! O PODER DE DECISÃO SÓ PERTENCE A VOCÊ!

Meu cardápio ==> www.aconquista2.zip.net



 Escrito por Beth ?s 22h33
[] [envie esta mensagem]


 
   Bem-Estar: O mau-estar nosso de cada dia

Autora: Dra Marta Tornavoi de Carvalho - Fonte: Planeta Natural

Freqüentemente eu ouço, no consultório e na vida, as pessoas queixarem-se de um mal-estar geral e inexplicável. Não há, aparentemente, nenhum sintoma físico específico, mas uma sensação constante de cansaço, uma falta de energia para as tarefas do dia-a-dia chegando mesmo a uma ausência de entusiasmo pela vida.
Este estado de baixa energética é exatamente a prévia da doença. Isto é, se o organismo chegou a expressar este quadro de desenergização é pq que ele já gastou suas reservas tentando se recuperar e, sozinho, não conseguiu.
É uma situação com a qual as pessoas acabam se acostumando apesar do incômodo subjacente que é o grito do organismo - muitas vezes não ouvido.
Ao invés de ouvirem o clamor do corpo dizendo que precisa de cuidado as pessoas, em sua maioria, optam por saídas mais imediatas: Tomam mais café p/ ficarem acordadas, usam analgésicos e estimulantes de toda a natureza. Estas atitudes acabam por piorarem ainda mais as coisas e um dia a doença inexoravelmente aparece.
Por isso, não devemos nunca deixar de dar a devida importância p/ este estado de desenergização física e psíquica que é, como eu já disse, a raiz da enfermidade.
Se nada for feito p/ que o organismo retome seu funcionamento harmonioso, o desequilíbrio vai se aprofundando, vencendo as barreiras fisiológicas de auto-preservação e, então, o corpo adoece. Infelizmente, só assim as pessoas acreditam que estão verdadeiramente doentes.
No entanto, se soubermos ouvir e responder ao apelo do corpo quando os sinais ainda não atingiram sua estrutura material e tratarmos de uma maneira adequada, dificilmente adoeceremos de forma grave.
Porém, assim como o desequilíbrio, o reequilíbrio orgânico é multifatorial. Além da busca por medicações naturais que não sejam ainda mais agressivas para o organismo, você deve adotar hábitos saudáveis de vida tais como: alimentação equilibrada, sono de boa qualidade e na quantidade suficiente, exercícios físicos adequados e postura otimista diante da vida.
A prática do Yoga e da meditação são também de grande auxílio p/ o reequilíbrio global, pois combatem o stress - que é um dos grandes vilões da modernidade- e trazem bem estar físico e uma deliciosa sensação de paz interior.
Não é incomum eu ouvir de meus pacientes: “Eu estava tão mal e não sabia. Só agora que recuperei meu bem estar, eu noto a diferença”. Não deveríamos jamais negligenciar o nosso auto-cuidado. Ele é um dos conhecimentos mais preciosos que podemos adquirir e o melhor presente que podemos nos dar.

 

Eu gostei disto. O corpo fala. Sinaliza. Pede pelo amor de Deus. E muitas vezes, a gente finge que não ouve, que não entende. Porque ouvi-lo pode muitas vezes ter que admitir que é preciso mudar algo que a gente acha que não está pronto p/ mudar. Ou não quer. A teimosia, a inércia, a acomodação, o medo da mudança, a insistência em permanecer fazendo algo que já se acostumou... E ouvi-lo pode ser chato, nem sempre gostamos de ter que admitir que não estamos agindo do jeito certo. Nem sempre sabemos que há algo a ser mudado, mas qdo sabemos e insistimos, procuramos não notar os sinais que o corpo nos envia. E vamos piorando a situação. Há quem até ouça claramente o aviso do corpo. Mas aí, grita de volta p/ ele: “Cala a boca”. E faz isto através de remédios, de paliativos, de ações nem sempre bem embasadas. Por conta própria, vai impedindo-o de se manifestar e vai deixando de entrar em contato com a realidade.
Isto é um erro, que pode gerar conseqüências péssimas. Dependendo de qdo resolvermos ouvir o corpo ou que ele gritar mais alto, tão alto que não possamos mais fingir, pode ser que não tenhamos mais tempo de reverter uma situação que antes seria simples.
E no nosso processo de emagrecimento, é preciso tb ficarmos atentas. Muitas vezes nosso corpo tenta nos mostrar que algo não está sendo bem feito, ou estamos bebendo pouco líquido, ou estamos deixando de ingerir algo que é essencial, vamos ficar alertas e entender os sinais, procurando ajustar sempre tudo que for preciso.
Para emagrecermos com saúde, c/ tudo em cima.


Ninguém aqui quer ficar doente e não poder curtir o novo corpo não é mesmo?
Água, vegetais, frutas, cálcio, fibras, atividade física, alegria, pensamento positivo, satisfação, amor, tudo isto e mais um monte de coisas fazem bem à saúde do corpo e da alma. Se algo faltar, eles reclamam.

Estou atenta. Esta semana, especialmente, de olhos bem abertos. Não só p/ compreender melhor o que meu organismo está querendo me mostrar, c/ esta estagnada que tem dado, mas tb a mim mesma. Minhas emoções, minha alimentação em geral, tudo. AGradeço de coração as preciosas pistas enviadas pela Crys, amiga argentina que, de longe, já conseguiu o seu Green Card no coração viu?

Ontem cheguei do trabalho muito mole. Estava iniciando visitas aos blogs amigos qdo o corpo gritou: "quero descanso" e eu ouvi, atendi. Cedinho estava dormindo. Hoje amanheci um trapo. Gripadíssima, sem condições de sair da cama. Não caminhei nem fiz hidro. E fui trabalhar, na marra, desta vez fechei os ouvidos ao que o corpo pediu. Não adiantou, ele gritou mais alto ainda e tive que voltar p/ casa, pior do que saí. Dormi a tarde toda, me alimentei direitinho e agora só levantei pq não quero prejudicar o sono da noite. E queria vir aqui dar meu alozinho p/ vcs, companheiros importantes desta jornada.

Beijos carinhosos, vocês todos são ingrediente indispensável em tudo que venho obtendo de bom nesta caminhada! Receita de sucesso é, entre outras coisas, ter amigos como vocês! 

 



 Escrito por Beth ?s 17h48
[] [envie esta mensagem]


 
  

ATENÇÃO GALERA CARIOCA!
ENCONTRO DAS BLOGUEIRAS LIGHT DIA 07/05 - SÁBADO, NO BOTAFOGO PRAIA SHOPPING, À TARDE!
A VAL JÁ ESTÁ FAZENDO O CONVITE! BEIJOS!

ATITUDES POSITIVAS

Minha amiga comprou ontem a revista Bons Fluidos de maio. Dei uma espiadela e encontrei um artigo que me interessou: Atitudes Positivas no Trabalho.
Tirei xerox e reli depois, em casa. Vi que são atitudes positivas para a vida em geral. E, naturalmente, têm tudo a ver c/ nossa caminhada nesta estrada do emagrecimento. Trouxe então alguns itens, aqueles que achei que se encaixam melhor:

1) Abra sua cabeça p/ novas idéias: "O único meio de fortalecer o intelecto é não ter uma opinião rígida sobre nada - deixar a mente ser uma estrada aberta a todos os pensamentos! (John Keats, poeta britânico).

2) Seja organizado e disciplinado: "Quem a cada manhã planeja as ativ. do dia e segue esse plano usa um fio que vai guiá-lo através de um labirinto de uma vida bastante atarefada. A organização disciplinada do tempo é como um raio de luz que se projeta em todos os seus compromissos. Mas onde não há um plano,onde a disposição do tempo fica simplesmente entregue ao acaso dos acontecimentos, logo reinará o caos! (Victor Hugo, escritor francês).

3) Mentalize sempre o melhor: Aqui falo eu mesma, isto é algo que procuro 99% das vezes aplicar, convicta de que qdo mentalizo coisas positivas eu as estou energizando, trazendo-as p/ mim, aproveitando este poder que Deus nos deu p/ projetar e atrair aquilo que eu desejo alcançar.

4) Equilibre trabalho e vida pessoal: "É um erro contar c/o trabalho como única fonte de satisfação. Assim como os humanos precisam, de uma dieta variada p/ manter a saúde, tb precisamos de atividades variadas que nos dêem a sensação de prazer e satisfação." (Dalai Lama...parte do texto do livro A Arte da Felicidade no Trabalho). E eu, avaliando, acho que é isso mesmo, temos o hábito de jogar tudo numa coisa só, escolhemos uma única fonte de satisfação e deixamos de lado, desvalorizamos muitas outras coisas/pessoas. Neste processo de emagrecimento, muitas vezes me peguei de tal forma centrada nele mas deixando de lado até a atenção à família e ao trabalho que precisei parar, pensar e me dividir melhor. Total atenção ao meu processo sim, ao meu objetivo, mas sem deixar de lado todo o resto, que não é resto, é parte importante, essencial da minha vida também!

5) Mude sua rotina: A psicóloga Marianita Crenitte diz no artigo que ao nos sentirmos desgastados pelas tarefas rotineiras, é hora de descobrir como inovar. Pesquisar, estudar, olhar ao redor e buscar novas e mais estimulantes formas de executar velhas tarefas é importante, diz ela. Acho que está certinha. Acho até que o pessoal do Fly se baseia nisso,não sei, já contei que sou avessa a ativ. domésticas e nem procuro me enfronhar muito...rs  Mas isto vale p/ tudo. Acho que p/nosso processo tb. Inovar no nosso caso pode ser mudar eventualmente o percurso da caminhada, o tipo de exercício, o lugar onde compra as frutas, a maneira de montar as saladas, buscar novas receitas, enfim...sair da mesmice.

6) Eleja prioridades: "Ao lado da nobre arte de conseguir fazer coisas, existe a nobre arte de deixar as coisas por fazer. A sabedoria da vida consiste em eliminar o que não é essencial". (Lin Yutang, filólogo e escritor chinês).  Gostei disso. Parece comigo.

7) Focalize-se no presente: "Concentre sua energia no momento sem se envolver demais com fatos do passado e expectativas sobre o futuro. Nossa mente funciona comou m computador, guarda informações que precisam sser deletadas p/ a entrada de novos dados. Use todos seus talentos e competências p/ traçar o caminho doj eito que vc quer que ele seja." (Franciso Cirilo, consultor empresarial).  Esta eu acho perfeita. Não quer dizer que vamos desprezar o que passou, mas encará-lo como página virada que não volta mais, o que aconteceu fica como lições aprendidas p/ que possamos, mais aprimorados, seguir em frente. Temos metas, a serem atingidas no futuro, mas o futuro é construído em cada HOJE, por isso o momento presente é que tem que ser bem vivido, bem trabalhado, bem curtido.

8) Seu trabalho é para você mesmo: Aqui eu não vou usar o texto da autora, pois vou comentar diretamente sobre nosso processo. Ninguém há de se beneficiar mais pelo que estamos fazendo do que cada um de nós. Quem ficará mais feliz, mais saudável, quem conseguirá usar 'aquele manequim', quem poderá vestir 'aquela roupa', quem poderá correr, saltar e tudo mais que cada um sasbe dentro de si o que espera conseguir? Nós, nós e nós. Tudo que estamos fazendo neste processo é para nós mesmos. Então não há o que reclamar. Estamos nos esforçando por nós, estamos preparando um presente para nós! Estamos crescendo, aprendendo coisas, nos aperfeiçoando, sempre digo que este processo não nos dará somente um novo peso e aparência, com toda certeza o conteúdo deste novo e bonito frasco será de primeira qualidade, se assim escolhermos e trabalharmos nisto com amor, paciência,dedicação e determinação.

É isso aí! Vamos à luta pessoal! Beijos!

 



 Escrito por Beth ?s 06h30
[] [envie esta mensagem]


 
   PESSOAS DE SUCESSO : NÓS !

Antes de tudo, deixem-me dizer algo: Vocês são uns amores. Contar com sua companhia carinhosa e com todo este apoio é uma bênção.
Mas galera querida, algo importante a ser esclarecido: DESISTIR? NÃO,NUNCA!
A chance de eu mesma virar as costas p/ meu próprio sonho é ZERO! Dou meus chiliques c/ a mesma veemência c/que comemoro qquer grama eliminado mas depois passa!
É um dia depois do outro! A noite pode ser de chuva ou de estrelas, mas depois nasce sempre um novo dia. E neste processo, felizmente, nós temos o poder de decidir se faremos o dia ser nublado ou de sol. Então, é seguir em frente, c/ otimismo! Estou indo! Vamos nessa!
 Agora vamos refletir juntos! Li o seguinte sobre Sucesso: Todos possuímos talentos, conhecimentos, características que influenciam nossos comportamentos e levam ao sucesso. Mas nem todos enxergamos isto em nós mesmos. Os talentos mais visíveis são p/ coisas que cada um de nós faz bem, sem esforço e de maneira eficaz. São a força, o poder de cada um.


Então, precisamos ficar atentos p/ identificarmos em que somos bons, o que sabemos fazer bem e o que precisamos aprimorar e em que tipo de ação precisamos nos aliar a outras pessoas que possuem o talento que não temos. Li que existe uma coisa em comum em todas as pessoas de sucesso, assim  mostrarei que nós podemos ser pessoas de sucesso, nós temos TUDO p/ chegarmos aonde quisermos. Vamos pensar:


- Pessoas de sucesso têm um sonho, têm um plano, são motivadas por realizações, são FOCADAS! Como nós!


- Pessoas de sucesso aprendem como fazer as coisas.  NÓS estamos sempre lendo, aprendendo, buscando informações, trocando idéias, procurando ajuda de especialistas,  justamente p/ nos capacitarmos a fazer melhor tudo que precisamos p/ chegar onde queremos!  Como nós!

- Pessoas de sucesso têm responsabilidade sobre suas ações. NÓS TB!  Assumimos o que fazemos! 
  IMPORTANTE: Para ter sucesso temos que produzir RESULTADOS e não desculpas.


-  Pessoas de sucesso procuram soluções p/ os problemas.  NÓS TAMBÉM! Estamos sempre vendo oportunidades nas dificuldades, nos obstáculos, não é? De tudo podemos tirar vantagem, quem cai num buraco aprende a olhar por onde anda! 

-  Pessoas de sucesso tomam decisões.  NÓS TB  e para tomarmos a decisão mais correta, é preciso antes pensar, planejar. Assim a chance de acertar aumenta muito.

- Pessoas de sucesso têm coragem de assumir que erraram. E nós? Estamos sempre admitindo nossas derrapadas, nossos tropeções, mesmo que tenham sido resultado de nossas próprias decisões erradas! 

-  Pessoas de sucesso são auto-confiantes. E NÓS TB temos que ser p/ chegarmos onde queremos! Afinal, que graça tem entrar numa empreitada sem acreditar que pode ser bem sucedido?

-  Pessoas de sucesso têm conhecimento específico, treinamento e/ou habilidades e talentos.  Nós estamos sempre buscando aprender algo mais,  procuramos ajuda entre nós e entre pessoas especializadas não é?

- Pessoas de sucesso trabalham em cooperação c/ outras pessoas. E QUEM FAZ ISTO MAIS QUE NÓS, que compartilhamos, cooperamos umas c/ as outras aqui nestes nossos espaços sagrados que os bloguinhos, entre outras coisas hem? Estamos rodeadas por pessoas queridas, que oferecem apoio, encorajamento!


- Pessoas de sucesso são entusiastas.  NÓS TB! Estamos sempre estimuladas pelo que estamos fazendo, nossa satisfação é contagiante, gostamos de estar juntas umas das outras, este entusiasmo é compartilhado e quanto mais o dividimos mais ele se multiplica!
 


Concluo que somos pessoas de sucesso sim, se ainda não o alcançamos totalmente, alcançaremos. . Sabemos o que queremos!

Vamos manter-nos atentos a isso! O sucesso começa na nossa mente. Trabalhar nosso processo c/ dedicação traz resultado e isto dá felicidade. Quem não gosta de saber que está trabalhando por algo que deseja obter? Depois, é correr pro abraço!!!

 



 Escrito por Beth ?s 11h22
[] [envie esta mensagem]


 
  

Peço a paciência de vocês. Se meus posts já são grandes este vai superar, vou usar 2 espaços, ok? Me perdoem, precisava desabafar, contar a vocês umas coisas. Pq confiabilidade e credibilidade são essenciais. Faço questão de mostrar a vocês exatamente o que eu sou e, se por um lado sou mesmo uma pessoa positiva, otimista e batalhadora, valorizo cada farelinho de sucesso e procuro superar sempre as dificuldades, entender como desafio cada pedrinha e me dispor a vencê-lo c/ garra, por outro sou um ser humano comum, me abato sim vez ou outra, dou ataques, me descompenso, faço/falo besteira. Jamais gostaria de passar uma imagem de super poderosa que jamais desanima, que jamais sente-se impotente.

Ok, é verdade que isto é muito temporário, rápido demais, eu levanto depressinha, mas caio sim. 

 

Estava ainda comemorando novas conquistas. Na 5ª feira, fui almoçar fora c/ meu marido e a filhotinha, fiquei contente por ter feito mais uma vez uma escolha adequada do meu prato. Íamos ao cinema, mas o mundo inteiro teve a mesma idéia e desistimos, ninguém estava c/ saco de pegar fila. Fomos bundear no shopping e, naturalmente, eu e a filhotinha tivemos a genial e “inusitada” idéia de entrar numa loja de roupas p/ desespero do marido, que disse em vão: “Epa, isto não estava nos planos”. Mimi escolheu 2 blusinhas muito fofas. Eu adorei uma calça black jeans, c/ um corte super bonito, mas infelizmente não tinha meu número e eu AMEI isto, pois só tinha 50 e 52! E calças c/ strech eu visto agora 48. Foi ótimo não encontrar meu nº assim, por ele ser menor e não maior do que os disponíveis!

 

Depois vi uma calça mais social, super bonita, num tom meio “vinho/roxo batata” que está muito na moda. Mas ela não tem strech, por isso peguei a 50 e fiquei avaliando se ela me caberia. Meio desconfiada, fui provar. Ficou ótima. Me deu um estalo resolvi provar a 48, só p/ ver quanto faltava p/ ela me caber. Gosto de fazer isto, é um estímulo a mais. Ficou boa também. Fechou bem, não ficou tão apertada e eu saí saltitante da cabine, fui até a entrada do provador p/ que meu marido lá fora, pudesse ver. O olhar (bem safadinho) de aprovação dele foi tudo de bom. Resultado, qdo saí do provador ele disse: Leve a 48, ficou linda e é presente meu. Ganhou mil beijinhos ali mesmo, claro!

Estava c/ vontade de comer um docinho e me permitiria isto na boa, só que graças a mais este estímulo da calça nova, eu olhava as vitrines e achava que nenhum ali era merecedor de ser comido por mim. Pensei: se é p/ comer, quero algo especial, muito gostoso e bonito. Vi vários assim, mas a vontade não era tão grande e assim, desisti. Cheguei em casa e comi 2 caquis bem docinhos que me supriram facilmente. Deixei p/ comer o doce qdo realmente ele me seduzisse c/ competência. Sei que na verdade não era incompetência deles e sim competência da minha motivação interior. E fiquei orgulhosa de mim mesma.

Fiz uma semana vigilante, sem dúvida. Estava tranqüila p/ a pesagem semanal. Como não trabalhei 6ª feira deixei p/ pesar sábado em outra filial. Tranquilíssima, fui em Ipanema c/ meu marido. Como ia direto p/ praia fui de maiô, kanga na cintura, achando que ia arrasar.  Chegando lá, subi na balança confiante e ela, a infeliz, a remelenta, a fdp, a cretina, a tribufunga da D. Filizola me aponta 900 gramas A MAIS! Eu olhei p/ a orientadora e disse: o que é isso? Ela respondeu, naturalmente: 99,3 kg.

E eu: Não pode ser “minha filha” (epa, que jeito de falar é esse Beth?) eu não engordei! Desci da balança e subi de novo. Mesma coisa!
Repeti: O que é isso, esta balança está c/ defeito? E ela, gentil: Elizabeth, você tem feito seu jornalzinho diário?
E eu, cuspindo fogo pelas ventas: Claro, "minha senhora" ! Anoto tudo sim!
E ela: Tem comido frutas? E eu, possessa, já querendo esganar a mulher: Sim eu como!
E ela: Quantas? E eu, já me transformando numa monstra: Geralmente de 3 a 4, conforme o programa indica, e como vegetais, bebo água, como fibras,  ingiro cálcio e me exercito “minha senhora”, eu faço este programa há mais de 1 ano e meio e, não quero dizer que SEI TUDO mas tudo isto que a senhora vai me perguntar eu estou careca de fazer ok? Esta balança é que deve estar desregulada, é por isso que eu gosto de ir na minha filial, foi burrice vir aqui. E desci dando coices e relinchando, meu marido pasmo, me olhando sério, calado. Peguei meu boletim, agradeci e saí de lá furibunda.


Já nos corredores do shopping, senti as lágrimas escorrendo pelo meu rosto. Estava desolada. Meu marido disse: Gatinha, eu já lhe disse, não se pese fora do horário e das suas referências normais. E eu disse: Me deixa quieta. E fui resmungando pela rua, falando um monte de besteiras do tipo: "Agora vou largar tudo, vou ficar com 300 kg, vai ver só, chega, se é para andar para trás eu vou andar mesmo, vou virar super obesa e quem quiser que se dane bla bla bla".   Continuo aí embaixo!



 Escrito por Beth ?s 12h28
[] [envie esta mensagem]


 
  

Continuando....
Meu marido quieto. Entrei na farmácia, subi na balança p/ provar que a Filizola do VP Ipanema era mentirosa. Mas elas são coniventes, as Filizolas são todas farinhas do mesmo saco (rs). Solidária c/ a outra, me deu até 100g a mais, a desaforada!
Fui pisando duro, caminhando no calçadão da praia até o posto que freqüento. E chorando o tempo todo. Calada, lágrimas escorrendo, uma cara péssima...o povo me olhava.
Já na areia, sentadinha sob o sol, ainda não conseguia parar de chorar. Meu marido então disse o que eu precisava ouvir: Me passou uma descompostura, gentilmente mas passou. Disse que eu fui extremamente grossa c/ a orientadora que, atenciosa, tentava me ajudar, mas como ela não é a Lílian, que me conhece há tanto tempo, tinha que fazer as perguntas de praxe, estava fazendo o trabalho dela e eu só dei patada. Me mostrou que minha insatisfação não podia transcender minha educação, meu respeito c/ outra pessoa.
Ele está certo. Ouvi calada, chorei mais um pouco. Passados uns minutos ele pegou minha mão, beijou-a, depois me puxou e me deu um beijo na boca e disse: Isso vai passar. Você vai superar e dar a volta por cima como sempre. Nós vamos juntos, eu ajudo você, semana que vem tudo será diferente.

O fato é que eu  me sentia realmente muito mal. Uma sensação esquisita de estar retrocedendo, como se tudo que já mudou em mim não fosse nada diante deste insucesso. O fato de ter 2 maus resultados seguidos e de, desta vez, ter convicção de que não procedi erradamente, me levou a um estado de abatimento, senti-me injustiçada, foi uma coisa que não é muito compatível com o meu jeito natural de ser. Mas aconteceu sim, eu levei um socão e fiquei na lona, ouvindo o juiz contar 1 - 2 - 3.....para, chegando ao 10, determinar minha derrota.   Mas derrota não é comigo, tal qual os campeões que vemos nos filmes e na vida real, uma força se apoderou de mim e, mesmo me arrastando, fui me levantando. O juiz não chegou ao 10 não e nem chegará. Pelo menos comigo no chão, isto não acontecerá! Fui na água, o mar estava fortíssimo e não consegui mergulhar. Mas fiquei um tempão ali, na beirada, me molhando do jeito que dava e refletindo, conversando com o mar – adoro fazer isto e comigo mesma. Me fortaleci, me reenergizei. Voltei p/ a areia muito mais tranqüila. Certa de que, seja lá o que houve, vou dar a virada. 

À noite, tive aniversário do meu sobrinho, era uma feijoada e eu DETESTO feijão e feijoada. Então, foi mole! Meu marido comeu 4 pratos mas eu não gosto mesmo, não tem jeito. Em compensação, chegou a hora dos doces e comi 2 pedacinhos de pudim e de torta de limão. Sem excessos, na boa.  
Vestia pela 1a vez uma outra calça 48 tb, esportiva-sem strech que meu marido me deu há cerca de 1 mês e fiquei muito linda dentro dela, c/ uma blusinha tb nova. E fui muito elogiada pelas pessoas que estavam lá. 
O tempo todo me senti bem, me senti forte, me senti capaz. Teve uma hora que um determinado elogio foi tão gostoso que falei ao meu marido: "Só a balança que não repara isto!" e caímos juntos na gargalhada. Sem contar que era muito gostoso ouvi-lo dizendo toda hora no meu ouvido: Está muito gostosinha hem!  rs

 

Bom, era isso. Queria lhes contar que, embora eu realmente não saiba pq, meu resultado foi péssimo. E que eu me abati sim. E que chorei, esbravejei, falei besteira.   E que já me recompus. Hoje, procurando algo no meu armário pra lá de bagunçado, achei uma foto antiga e olhando p/ ela pensei: Nossa, como eu estou melhor hoje! E pronto, vim p/ cá já muito melhor, cheguei e vi os comentários e pensei: Ah Beth, qual é? Como é que você diz sempre p/ as meninas? Caiu levanta, segue em frente, tudo se ajeita!
É isso aí pessoal! O post de hoje não é o que estava preparado, pq eu queria mostrar isto a vocês, este meu lado mais frágil. Mas também a minha regeneração emocional.

Não vou dizer que já estou super serelepe, seria mentira. Mas estou tranquila. Sei que vou persistir, sei que vou dobrar esta situação, seja lá o platô, o que for que estiver acontecendo. E, claro, vou avaliar de novo.  Sempre há o que aperfeiçoar.
Me desculparei c/ a orient. do VP Ipanema. E seguirem em frente. Um beijo carinhoso!

 



 



 Escrito por Beth ?s 12h28
[] [envie esta mensagem]


 
   ÁGUA NA REFEIÇÃO: BEBER OU NÃO BEBER?

Fonte: Entrevista com as nutrólogas Carla Valéria de Alvarenga e Alice Amaral .(site Acessa.com)

Está na hora da refeição e você não sabe se bebe ou não um copo de água ou suco p/ acompanhar.
Beber ou não beber?
Será que vai dar barriga? Será que vai prejudicar a digestão?
Ingerir um pouco de líquido durante as refeições não é tão problemático assim. "Desde que não seja sempre", diz a médica especialista em nutrição, Carla Valéria de Alvarenga Antunes.
O mais indicado, segundo ela, é beber 1h antes e 1h após as refeições. "Isso não impede que uma pessoa que tenha que tomar um remédio depois do almoço beba o comprimido com um pouco de água", comenta.

Já para a nutróloga Alice Amaral, não há problema em beber sempre, desde que não ultrapasse a qtde de 200ml. "Medicina é igual amor. É nem sempre e nem nunca. Vc não vai comer uma comida a seco, não é? Mas se vc bebe muita água, mastiga menos que deveria", diz. Em um ponto as duas concordam: tomar refrigerante não traz benefício em momento algum. É melhor sempre evitá-lo, seja antes, durante ou depois das refeições. Além de engordar, ajuda no aparecimento das temidas celulites. Os apropriados são os sucos naturais ou água.

Fatores negativos ao ingerir líquido durante as refeições
Quem come fibra sabe que esta é uma forma de facilitar a digestão. Mas se vc ingerir água ou qq outro líquido, a fibra vai passar mais rápido pelo intestino, diminuindo sua função. Outro problema é que o estômago produz o ácido clorídrico que é bem concentrado p/ digerir os alimentos. A água dilui este ácido e prejudica sua atividade, que acaba atuando menos em cima do alimento. "A médio e a longo prazo, pode atrapalhar o processo de digestão", enfatiza Alice. Quem possui problemas como refluxo, esofagite, gastrite, hérnia de hiato e outros problemas na mucosa gástrica, ingerir líquidos não é nada apropriado. "Qto mais líquida a refeição, na hora que o estômago contrai é mais fácil do alimento, misturado a água, refluir p/ o esôfago, causando esofagite", explica Carla. "Se a pessoa possui alguma patologia digestiva, a ingestão de líquido pode atrapalhar. É uma questão de bom senso", diz Alice.
Quem deve beber

Existem casos de pessoas que devem ingerir líquido durante as refeições, como aquelas que não têm saliva, como quem passou por radioterapia ou quem não produz saliva. "Essas pessoas têm que beber, pq a digestão começa na boca. Quem não tem saliva, até p/ deglutir é muito difícil", afirma Alice Amaral.

Engorda ou emagrece?
Beber durante a refeições não dá barriga, segundo Carla. "Não é a ingestão de água que dá barriga. É que a pessoa come mais e engorda. Quando se bebe, come-se mais. É mais fácil comer bebendo do que comer sem beber".
Carla alerta ainda que a sensação de que o estômago está vazio é mais precoce quando há ingestão do líquido durante a refeição. "A pessoa vai ficar com fome mais cedo. Para quem quer emagracer não é uma boa".
Já Alice diz que existem trabalhos que mostraram que a pessoa que toma líquido durante a refeições, vai se saciar mais rapidamente. "Ela vai ter uma necessidade menor de alimentos. Isso poderia até ser um coadjuvante no tratamento de perda de peso".
Uma coisa é certa: bebida alcóolica engorda sim. Então, seja coerente e não exagere. É importante frisar que, tirando a hora das refeições, temos que tomar dois litros de água por dia. E não se esqueça: cuide sempre da saúde!

imagem achada no www.canalkids.com.br

Achei este artigo por acaso, procurando outra coisa e me interessei.
Adoro água. Bebo por prazer. Me tirem a comida, não me tirem a água!
Mas eu t
enho o (mau) hábito de beber líquidos nas refeições desde criança. E nas vezes em que me determinei a parar com isto, consegui sem problemas. Questão de hábito. Mas o hábito volta, se a gente deixar. Deixei. Voltei a tomar em 90% das refeições. O meu massoterapeuta/amigo/querido já falou mil vezes que não é legal. E eu concordo c/ ele.
Um ex. que ele sempre usa: “Pegue 1 prato de comida e jogue dentro de uma bacia cheia d´água. O que acontece c/ a comida?” ou “Pegue um prato cheio de comida e tasque água em cima dele”.
Agora lembre-se de que a bacia é o seu estômago. Como quer uma digestão adequada, se joga água lá dentro antes/durante/pouco depois de comer?

E é verdade, qdo eu não tomo líquido algum, a digestão é mais rápida, tranqüila. Parece que o alimento desce redondinho. E qdo tomo, dependendo da qtde, fico afrontada por um tempo, mesmo que tenha comido pouco. A sensação de que tem mesmo um prato de comida boiando numa bacia d´água.
Mas tenho notado que, ultimamente, não estou conseguindo tomar 1 lata inteira de refrigerante ou 1 copo inteiro do mate que compro p/ acompanhar meu almoço. Nem a água.  Já em casa, consigo. Preciso observar isto, o que muda p/ que meu organismo aceite mais ou menos em uma e outra ocasião? Vou prestar atenção, depois conto a vcs.

Detalhe: só tomo refri light ou diet, o mate é diet. Senão eu já não aceito, acho tudo doce, só de escrever aqui minha boca murchou, de agonia hehe Ainda bem...beijinhos de boca murcha, mas com carinho!



 Escrito por Beth ?s 11h50
[] [envie esta mensagem]


 
   Fonte: http://boaforma.abril.com.br/livre/clube/tommaso.html

TERRI SCHIAVO

Você viu no jornal e, junto com o resto do mundo, se comoveu com o drama da garota norte americana Terri Schiavo. Depois de quinze anos de vida vegetativa, e uma intensa batalha nos tribunais foi concedida ordem judicial para retirada dos aparelhos que a mantinham viva. Terri morreu.
Terri era bulímica e, em 1990, teve parada cardíaca por déficit de potássio, por causa dos métodos que utilizava (vômitos, laxantes, diuréticos) para emagrecer. Mesmo reanimada, sofreu lesão cerebral irreversível que transformou sua vida numa verdadeira morte. Ela foi mais uma vítima da bulimia! Mais uma das muitas garotas que morreram direta ou indiretamente vitimadas pela doença, fora aquelas que sofrem com seqüelas irreversíveis.
Terri não iniciou uma dieta pensando que teria bulimia, muito menos para morrer! Como muitas mulheres, buscava o corpo ideal. Suas fotos da época mostram uma mulher bonita e elegante, como muitas que querem emagrecer, mas que tinha uma visão distorcida de si mesma: ela se enxergava gorda.
Amigas: Emagrecer não é morrer! Emagrecer é uma proposta para mudar estilo de vida e buscar beleza, bem estar, auto-estima. Não a beleza igual a de alguém que não é você, mas a beleza única, o seu jeito de ser bonita, o jeito de cada ser humano ser bonito. É essa beleza que leva em consideração a individualidade, que respeita o biotipo e suas características que a gente deve querer. A beleza que anda de mãos dadas com a saúde, companheira da qual não pode jamais ser dissociada.
Gente, vamos emagrecer para ficar cada vez mais vivas, de bem com a vida para curtir os amigos, a sensação de se gostar, o prazer de um corpo ágil e saudável! Esqueça o corpo ideal, olhe para o seu corpo e faça dele o mais bonito possível, dentro do que ele é. Lembre-se que perfeição não existe. Que mulheres que você considera "perfeitas" estão muitas vezes mais preocupadas com a própria imagem que você!

Encontrei o artigo acima na Internet e tive que trazê-lo p/ cá. Assunto batido e debatido exaustivamente o da Terri, mas nunca é demais a gente ler, reler, refletir. Pq continuo vendo muita gente encarando a coisa do pior jeito possível. Obsessão por um emagrecimento rápido, por resultados fantásticos a qualquer preço, c/ pouca preocupação c/ o que possa advir dos métodos escolhidos e nem sempre claramente divulgados.
Mas eu capto, eu sou “macaca velha” (epa, mais macaca do que velha hem!).

Muita gente idealizando sua imagem futura c/base em outras pessoas, sem atentar p/ o fato de que ‘cada um é cada um’, cada pessoa tem sua estrutura física, seu jeitão próprio e, mesmo que tenham a mesma altura e peso, uma não vai ficar igual à outra. Vejo meninas e até mulheres adultas querendo ser a modelo X, a atriz Y, buscando na verdade não só o aperfeiçoamento do seu corpo mas na verdade, a imagem da outra. E como não terão a imagem da eleita, nunca se satisfazem. Querem mais e mais. Lêem tudo que lhes cai nas mãos, pesquisam, conversam, criam blog etc. mas na hora H fazem justamente o que não devem. Complicado isto. Porque são prejudicadas, correm riscos...isto me entristece sim.

Eu, sinceramente, desejo que o que aconteceu a esta moça, a Terri, sirva p/ dar uma chacoalhada na cabecinha de muita gente boa que me cerca, no mundinho virtual e, podem ter certeza, mais ainda no meu convívio pessoal, tem gente que me deixa louuuuca  - p/ que acordem, ajustem sua rota, sigam na direção do seu objetivo mas antes, repensem este objetivo, reavaliem sua meta e aí sim, percorram com tranqüilidade, segurança, alegria um caminho equilibrado que as faça chegar ao peso bacana, a uma imagem que lhes agrade, mas que sejam elas mesmas. Ah, eu já disse isto aqui mil vezes. Ok, falei  1001 agora. E vou continuar. Sou insistente demais...né?
Mas eu sou assim "mãezona" mesmo, todo mundo fala, eu me preocupo!

Pô, a gente pode chegar lá numa boa, sem extravagâncias, sem perder a saúde, a vida! Então pq escolher o pior atalho? Pra que pressa? Quem aí conhece alguém que emagreceu super rapidamente, a base de métodos os piores possíveis e depois, feliz da vida e saudável, manteve-se no peso? Quem aí tem bons (de verdade) exemplos de que isto é legal e que dá sim o resultado positivo e duradouro e não falo só de corpo e peso, falo em resultados de modo geral.
Resultados bacanas não envolvem só um manequim pequeno, peso ideal. Eles envolvem muito mais que isto. Satisfação, auto-estima, auto-conhecimento, auto-confiança, serenidade, entusiasmo, uma série de coisas que a gente vai aprimorando enquanto percorre com tranquilidade esta estrada.
Não deu p/ vestir aquele manequim ainda? Continua batalhando, mais um pouco você consegue! Não chegou no peso desejado esta semana? Vá em frente, se persistir ele chega, não tem jeito, ele chega!!! É você quem faz acontecer!



Vamos lá, galerinha, vamos com equilíbrio, sensatez. A gente merece ora bolas!

Beijos



 Escrito por Beth ?s 07h28
[] [envie esta mensagem]


 
   ARRUMANDO AS COMPRAS - CUIDADO NESSA HORA!!!

Ontem falei das compras e hoje complemento, falando sobre guardá-las.
Estava arrumando a geladeira, depois do mercado e horti-fruti. Ajeitava aqui e ali, qdo percebi que a cada ajeitadinha eu pegava uma uvinha Thompson, aquela sem caroço, a única que meu filho gosta. Já havia pego umas 4 qdo me liguei. Então, tratei de mudar a vasilha do lugar. Ela foi mais para o fundo, na frente ficou a vasilha de feijão (que eu detesto). Em cima da vasilha de feijão, a queijeira... Ai meu Deus, o queijo minas molinho, molhadinho do jeito que eu gosto! Ali na frente, não pode!  Botei a queijeira em uma das gavetas de frios. Escondidinha, eu sou uma ratinha lembram?
Neste tira-põe, puxa-empurra, fiz questão de colocar as 2 vasilhas c/ outras uvas (Red Globe e Rosada) no fundo tb. Tem sido complicado, eu ainda não estou tão reeducada assim, se abro a geladeira p/ alguma coisa logo uma uva faz 'Psiu' p/ mim.
O que? Estão duvidando? Faz sim, tá? A Rosada faz psiuu e a Red Globe, que é mel puro, ainda rebola e diz “vem neném”. E a Bethinha, meus anjinhos,  se bobear VAI !  rs 
Agora, na parte da frente das prateleiras, ficam coisas que não são atraentes ou que não são fáceis de beliscar. Manga, tangerina, potes de alimentos prontos (devidamente fechados), coisas que eu posso ver mil vezes numa boa. Pq amo manga, mas só vou pegar na hora que realmente tiver muita vontade, geralmente sobremesa ou lanche.
Outro item que precisou ser devidamente remanejado foi o caqui. Ele tem estado doce demais e é o mais atrevido, abro a geladeira e ele diz coisas envolventes, é um sedutor. Como já está lavadinho ali, é só pegar e morder até acabar. Então, p/ evitar avanços fora de hora, escondi o pobre coitado.
Queijos e frios já ficam engavetados, sempre em tupperware hermeticamente fechados. E as passas, só compro eventualmente, andavam se assanhando tb pro meu lado, cientes de que são muito docinhas e substituem muito bem os doces p/mim. Até pq eu gosto de doce, mas sempre fui mais compulsiva c/ salgados.
Nunca fui compulsiva com goiabada, desde que não houvesse catupiry por perto. Nunca fui compulsiva por geléia, desde que não tivesse requeijão junto. Gosto de doce, mas descobri, nas minhas avaliações constantes, que são algumas combinações que me atraem mais e não o doce propriamente dito. Falo pelo lado da compulsão e não do gostar natural, daquele que a gente vai, come e pronto.Sou apaixonada por maçã mas nossa relação é antiga, é um amor correspondido e ela, talvez por saber ser a predileta, não me atiça, ela sabe que na horinha H vou pegá-la, então fica na dela, sabe que não tem rival, principalmente à noite.
Adoro bananas mas elas tb são comportadas, acho que por saberem que eu não as deixaria de lado, pelo sabor, pela maneira como tb me suprem o açúcar e o potássio.
E assim, vou me proporcionando maior tranqüilidade dentro da minha própria casa, ajudando a mim mesma, desde as compras que faço até o jeito de arrumá-las. Pensando em mim e nos meus amores, ajudando a eles também!

O armário onde guardo biscoitos é o mais alto, não que eu seja muito aficcionada por eles, nem ligo tanto, mas é melhor assim. E o mais próximo, ao abri-lo dou de cara com saquinhos de chá verde, camomila, boldo,alcachofra, capim limão, eucalipto...rs 
A ocasião faz o ladrão, então “olho vivo que cavalo não desce escada”, diria um colunista famoso já falecido há muito tempo...
De qquer maneira, é sempre bom saber que agora preciso cuidar do jeito como coisas assim, como frutas, estão aparentes na geladeira. Antes teria que ser com um monte de outras coisas que aos poucos deixaram de ser constantes aqui em casa, passaram a ser itens extraordinários, eventuais.

Mas atenção não se dá só p/ coisas muito calóricas. A reeducação é p/ tudo, até mesmo p/ frutas. Elas têm açúcar, então há uma qtde diária ideal (no máximo 4 porções, segundo o VP). E estas beliscadas na geladeira, se não forem contabilizadas, podem virar estrago.
Reeducação não é só atentar para o que se come, mas para quando e como se come (e tb pelo “porque”). E identificar os "gatilhos".
Acabou tb aqui em casa a história de abrir a geladeira p/ pegar água e aproveitar p/ beliscar. 

Compramos um filtro bacaninha, que já sai água gelada. Não tem mais garrafa de água na geladeira. Menos um motivo p/ abri-la o tempo todo.
Uma despesa extra? Que nada, investimento. O que gastava de água mineral (em garrafas, pois detesto aqueles garrafões na minha casa, acho que entopem a cozinha do apto) em 3 meses paga um filtro destes. Reduzi despesas a médio prazo e investi na minha reeducação e na da família tb.

E a geladeira, que vivia aberta com alguém bebendo água e olhando lá p/ dentro procurando alguma coisa p/ comer fora de hora, agradece. Está funcionando até melhor agora, coitada. 

Recado: Nossa querida Marcinha, a Rosinha de Minas, avisa: está c/ problemas na máquina, tem nos lido todos os dias e não consegue comentar, logo isto estará sanado, manda beijos!

Beijinhos!!! 



 Escrito por Beth ?s 06h58
[] [envie esta mensagem]


 
   Cardápio de Terça-feira (19/04/05)

Café da manhã (7:10): 2 polenguinhos light (2) + 1 banana prata (1) + 2 fatias de presunto de peru - bem fina (2) = 5
Almoço (13:10): salada Spoleto: folhas (0) + peito de peru (3) + tomate seco (0) + cebola (0) + palmito (0) + passas (0,5) + azeitonas (1) + bacon picado (1) + queijo duro (3) + queijo ralado (2) + molho light (1) + vinagre balsâmico (0)+ coca light (0) = 11,5
Lanche ( 15:30): 1 maçã (1) + 1 tangerina (1) = 2
Refeição leve (19:30): cream crackers (4) + requeijão light (2) + presunto de peru (2) + 2 polenguinhos light (2)  = 10
Ceia (21:30): sorvete diet Molico de maracujá (2) = 2

Total de pontos:  29,5
Faixa diária: 24 a 30
Pts poupados no dia: 0,5
Poupança acumulada: 50,5
Pontos extras conquistados no dia:   0
Pts extras utilizados: 0



 Escrito por Beth ?s 06h50
[] [envie esta mensagem]


 
   LEVANDO SAÚDE PARA CASA

Sábado de manhã entrei no supermercado. Não tinha muito o que comprar, fui só p/ pegar uns poucos itens,  já que estava por perto. Rodei por lá, olhei, olhei...não tinha vontade de comprar nada.   Caramba, que mudança! Eu antes não podia entrar em supermercado, precisando ou não, que comprava um mundo de coisas. Tudo que fosse interessante, novo, gostoso e, obviamente, calórico. Congelados, embutidos, doces, salgados...o que fosse. Era lindo chegar em casa cheia de sacolas de delícias. Muitas eu gostava, outras não – comprava p/ filhos, marido...não faltava argumento p/ incentivar uma gula, um absurdo mau hábito.


Depois, mais uma vez avaliando a situação, percebi o qto estou  mudada. Nada disso me seduz tanto como antes, sinceramente. Uma coisa ou outra até me atrai o olhar, há uma curiosidade, um interesse mas meus critérios p/ comprar estão bastante alterados. Fiquei mais seletiva. Levo sim coisas boas, mas não é uma obrigação, como antes.
No padrão anterior, itens indispensáveis eram por exemplo hambúrguer, biscoitos variados, vários tipos de enlatados, frios, uma coisa!
Hoje eu olho as prateleiras, vejo tudo que via antes e mais um pouco, mas na hora de escolher, c/ muita tranqüilidade eu escolho "isto" e desprezo "aquilo", num revezamento muito legal, onde eventualmente temos novidades em casa ou algo que sempre gostamos, mas que não precisamos ter no dia-a-dia, não é obrigação conhecer tudo, comer tudo sempre. Saí dali com quase nada. E fui ao horti-fruti, na mesma rua.
 
Qdo vi, estava c/ o carrinho lotado de frutas, alguns vegetais (em casa ainda tinha bastante legume/verdura, não precisava comprar muita coisa) e o o único cottage que eu gosto muito, da marca Verde Campo, pq é bem molhadinho, delicioso. É ali no horti-fruti que agora meu gasto maior c/ alimentação é feito. Não é gasto então, é investimento, sem dúvida. Estou levando saúde p/ casa!

Laranja, cenoura, limão, caqui, ameixa fresca, banana, uvas (3 tipos), manga, maçã, pêra, rabanete, alface, cebola, abóbora, maracujá, água de coco, suco natural de laranja.....
Ué, não comprei batatas? Antes eram 4 a 5 kg por semana! Agora compro eventualmente, não é mais item de 1ª necessidade!   Comemos sim, cozidas, fritas, assadas, gratinadas etc., mas é de vez em quando! Antes? Eram a base.
Saí de lá novamente gratificada pela constatação desta evolução toda. Isto acontece quase toda semana: antes, durante e após as compras.
Hoje chego em casa c/ montes de frutas ao invés de montes de latas de leite condensado - antes compradas por nada, só pelo hábito do “pode ser que a gente queira ou precise fazer algum doce”. Nem sempre fazia o doce, mas as latas iam embora, ‘aproveitadas’ na salada de fruta, na gelatina, na colher...ou mamadas na lata (coisa do meu marido, que é diabético e não poderia fazer isto).São montes de vegetais ao invés de montes de chickenitos, tekitos, batatas fritas congeladas (palito, noisette, rostie...) que ainda são comprados, só que de vez em qdo, p/ complementar o cardápio eventualmente e não mais p/ serem a base da alimentação.
É... as coisas mudam sim e p/ melhor!  Motivo de alegria, de comemoração!É bacana tb ver que, mesmo sem fazermos qquer pressão, mudando nossos hábitos ajudamos, c/ o nosso exemplo, as pessoas ao nosso redor a mudarem seus hábitos, pelo menos parte do dia, na rotina.

No meu trabalho, nosso grupo era mestre em guloseimas o tempo todo. Obesos éramos só eu e um outro colega, mas o povo todo metia bronca. Diariamente, minha amiga/coordenadora chegava c/ roscas (aquelas grandonas) ou tranças doces, recheadas, cobertas etc. E c/ baguetinhas recheadas. A turma beliscava o tempo todo. Rachávamos a conta c/ ela. Eu só pegava um pedacinho uma vez ou outra, pois já estava no VP, pagava p/ não ficar constrangida caso desse vontade de beliscar.
Um dia, avisei que não iria mais contribuir. Porque resolvi que isto seria bom p/ mim, justamente p/ ficar constrangida sim e não ir comer, pq não era necessário, bastava ter comigo frutas etc. p/ o lanche. Devagarinho, um e outro começou a fazer o mesmo.
E acabaram as roscas, pães recheados etc. no dia-a-dia.

Hoje a mesma amiga/chefe chega sempre cheia de frutas. Banana, pêra,maçã...barrinhas de cereal. Ela tb tem chocolates etc., mas em menor qtde. Ah, tem os pirulitos dela, virou mania. Mas só ela chupa. E as balas. Mas para isto eu não ligo a mínima. Prevalecem os itens naturais/saudáveis. E a galera, bem ou mal, começou a desacostumar dos belisquetes engordiets.
Todos comem, muitos não precisam emagrecer, mas já há um critério. Antes, todos estavam corrompidos (no bom sentido da palavra) pelo hábito de ter aquelas gostosuras ali,obrigatoriamente, era um pecado não participar. Hoje, quem quer que leve o seu abuso e coma em paz. Eventualmente, uma farrinha sim. Ninguém é de ferro nem estamos tentando nos santificar (rs).
Outro dia quis fazer um agradinho e levei uma super rosca doce, de chocolate c/nozes de presente p/ o lanche deles.
Ca-ra-ca, levei uma bronca danada. Disseram assim: “Ah, então é assim, você trouxe justamente c/ chocolate que não gosta, assim vc não come e a gente é que engorda né?”.    
Juraram vingança.
Há uma vingativa muito querida que prometeu um dia levar um queijão inteiro p/ lá, só pelo prazer de me ver igual uma ratinha
metendo os dentes nele hahaha   Socorro...tomara que ela me perdoe antes disso  hehe

Amanhã tem mais!



 Escrito por Beth ?s 20h04
[] [envie esta mensagem]


 
   Cardápio de Segunda-feira (18/04/05)

Café da manhã (7:10): 1 copo de suco de laranja natural (2) + 1 banana prata (1) = 3
Almoço (12:40): sopa de abóbora ( 0 ) + 2 cc azeite (2) + molho de alho (0) + torradas (3) + 1 pera (1) = 6
Lanche (15:30) : 1 caqui (1) = 1
Jantar (19:30): salada de alface e cebola (0) + molho de alho (0) + 2 cc azeite (2) + 2 cs queijo cottage (1) + 4 cs queijo ralado (2) + 1 lata de atum light - na água misturado com 2 cs rasas de maionese light s/ colesterol (2) + coca light (0) + 1 x uvas red globe (2) = 9
Extra (19:40): belisquei 1/3 de salsicha comum do cachorro quente do marido e filho (1,5 aprox. 2) = 2
Ceia (23:10): chá de capim limão (0) = 0

Total de pontos: 21
Faixa diária: 24 a 30
Pts poupados no dia: 9
Poupança acumulada: 50
Pontos extras conquistados no dia: 0  (sem ativ. física no dia)
Pts extras utilizados: 0



 Escrito por Beth ?s 20h04
[] [envie esta mensagem]


 
   Jogando de Salto Alto !?

No futebol, este termo é muito usado p/ caracterizar um time ou jogador que entra em campo na base do “sou o maioral”, “já ganhei” etc. e, com isto, mesmo tendo talento, capacidade etc. joga sem comprometimento, de forma displicente embora não perceba sempre isto.
E é assim que muito time apontado como favorito perde um jogo, um campeonato e é assim que aquele jogador “fera/ estrela” muitas vezes sai do campo debaixo de vaias. 
Eu disse que ia avaliar direitinho meu último resultado e fiz isto. Sem culpa, sem rigidez, mas c/ consciência e atenção.
Analisei meu cardápio da semana, procurei lembrar se algo deixou de ser observado/anotado, não só qto à alimentação mas tb sobre meu estado de espírito, meu ânimo no geral, avaliei meu período hormonal, emocional, profissional etc.

Isto com o objetivo de compreender e, principalmente, ver o que depende de mim p/ ficar melhor.
Concluí que, de maneira geral, meu comportamento não foi ruim. Nem ótimo. Foi regular em parte – quase bom e em parte foi até bom.
Mas aí resolvi empreender um pouco mais de rigidez na avaliação. Onde foi bom, poderia ter sido ótimo? Onde foi quase bom poderia ter sido bom? O que faltou? O que sobrou? Dependeu de mim, exclusivamente, a diferença?


Cheguei a uma conclusão interessante: joguei de salto alto.
Isto acontece, acho eu, com quem está na estrada há muito tempo. Mesmo c/ humildade consciente, lá no fundinho a gente acaba achando que sabe tudo, que a vitória já está no papo, relaxa mais do que deve. Isto é perigoso.

Sim, a vitória é garantida, no final, eu decidi por ela. Mas se eu vou chegar a ela no sufoco ou se vou passar c/ mais tranqüilidade por todas as partidas deste grande campeonato, depende de minha performance a cada jogo. Posso e VOU ganhar mesmo que perca algumas partidas, empate outras, o fato é que eu tenho que ganhar a maioria.
Felizmente esta tabela é bastante flexível, bem mais que as tabelas dos campeonatos de futebol.
O que me dá sempre novas oportunidades de entrar em campo e dar o melhor de mim.
A vencedora serei eu, haja o que houver, desde que eu me mantenha disposta a jogar c/ vontade e desde que a vitória final esteja sempre no meu foco. E está.
Não há qualquer culpa ou algo assim nesta minha reflexão, apenas estou ponto em prático algo que é recomendado e que eu realmente acho importante, que é analisar com bastante atenção as coisas, para ter um diagnóstico seguro e agir do jeito certo p/ corrigir o que precisar ser corrigido. Fazendo isto, mantenho-me no controle da situação. É uma investigação que leva a conclusões importantes e, consequentemente, a atitudes mais corretas.


Jogar de salto alto, neste meu processo, é talvez nem sempre aplicar a prática à teoria. De maneira geral não é o meu caso, eu realmente tento aplicar. Mas eu sei que poderia ter feito algumas coisas de um jeito melhor. Sem ser muito exigente comigo mesma, não posso negar que tem semanas que entro em campo cheia de conversa, cheia de “é isso aí, vamos jogar, vamos fazer e acontecer” e na hora H, faço um joguinho “rame-rame” como digo sempre, p/ expressar “mesmice, falta de criatividade, nhém-nhém”.
Meu adversário, neste campeonato, não é D. Filizola pois no fundo eu sei que ela adoraria me dar só notícias boas, sei que embora não expresse claramente, qdo eu desço dela vitoriosa, mal viro as costas ela dá um soco no ar, feliz tb por mim!
Meu adversário sou eu mesma, qdo me permito – consciente ou inconscientemente, entrar em campo me achando a tal, como se não soubesse (e sei muito bem) que qualquer desatenção dá caldo desandado, dá bolo solado.
Mas felizmente, sempre posso fazer outra vez e, dessa próxima vez, melhor.


Continuo insistindo no péssimo hábito de considerar a 6ª feira, após a pesagem, um dia nulo. Digo que não vou fazer mas quase sempre faço. É como se ele não contasse no calendário do meu emagrecimento. Minha semana vigilante tem ido de sábado a 6ª feira por volta do meio-dia. Depois ela recomeça no sábado de novo.
Pura teimosia, puxão de orelhas em mim mesma aiiiiiiiiiiiiiiiiiii doeu... snif...
Então galera, agora é sério, o técnico (eu mesma) já deu a bronca nos vestiários, o jogador (eu mesma, tb) já está consciente da sua responsabilidade, atenção redobrada, estou de novo entrando em campo p/ mais uma partida – no caso, uma semana de processo. Desta vez quero ver gol. A favor, claro. Hahaha  Ah, sim... sem salto alto...
Salto alto só no pezinho p/ andar lindinha por aí...

E, para concluir este post, uma frase que li ontem e ADOREI: "Sucesso é o impulso com que você pula depois que bateu no fundo".

Beijos mil, tenham uma semana maravilhoooooooooooooosa! Ei, conto com vocês em campo, hem ! 

 



 Escrito por Beth ?s 13h08
[] [envie esta mensagem]


 
  [ ver mensagens anteriores ]  
 
 



Meu perfil
BRASIL, Sudeste, RIO DE JANEIRO, Mulher, de 46 a 55 anos, Portuguese, English, Arte e cultura, Livros, Praia, Dançar, Curtir a vida
MSN -



EU ERA ASSIM  

ESTOU ASSIM Meu nome ? Elizabeth, sou conhecida como Beth
Analista de Sistemas, especialista em Metodologia, Processos e Qualidade em TI, Ger?ncia de Projetos,An?lise de Neg?cios, Auditora ISO, sou leonina do dia 10/08, carioca da gema, moro na minha na cidade maravilhosa (RJ), adoro fazer amizades, sonhar, ler, escrever, sou casada c/ Vicente - meu grande amor, m?e do Alexandre, um filh?o maravilhoso, que ? universit?rio e "boadastra" da Mimi, minha enteadinha adolescente linda a quem chamo aqui de filhotinha.

Meu e-mail: beth.ebprs@gmail.com
Meu MSN: ebprs@hotmail.com



Objetivo deste Blog: Compartilhar meu processo de reeducação alimentar e mudança de hábitos que resultou no meu emagrecimento, me tirou da obesidade mórbida e me ensinou e ensina tanto!



Meu processo: Fui beb? 'cheinho',crian?a de peso normal, na adolesc?ncia tinha ?timo corpo. No in?cio da fase adulta comecei a engordar c/facilidade em fun??o de uma mudan?a p/ pior dos h?bitos alimentares e tb devido a dificuldade que tive em enfrentar alguns problemas pessoais, decep??es e m?goas que se transformaram em Kg a mais (eu as COMI). Durante anos optei por m?todos indevidos, tomei rem?dios, f?rmulas, inje??es, fiz dietas mirabolantes e isto tudo me ajudou a virar uma sanfona que cada vez abria mais e fechava menos. Cheguei ao auge da obesidade c/ 140 kg e dei o basta. Primeiro, fiz um pequeno controle que me ajudou a emagrecer quase 5 kg. Depois, entrei para o Vigilantes do Peso, onde emagreci 53kg c/equil?brio, seguran?a e muita alegria. Aprendi muito, o caminho foi t?o importante quanto os resultados. Eliminei 53 kg com o método do Vigilantes do Peso e atividade física. Aumentei depois alguns kg e agora prossigo, para reconquistar a minha meta e mantê-la para sempre.

Cr?ditos Imagens: Google
Comunidade no Orkut!


Comunidade Orkut: Eu sou f? da Beth - A Conquista! criado com carinho pela amiga Lili (obrigada, lindinha!)
http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=2052374


 
Clique AQUI e veja
o que eu como!




HIST?RICO
 01/01/2011 a 15/01/2011
 16/12/2010 a 31/12/2010
 01/12/2010 a 15/12/2010
 16/11/2010 a 30/11/2010
 01/11/2010 a 15/11/2010
 16/10/2010 a 31/10/2010
 01/10/2010 a 15/10/2010
 16/09/2010 a 30/09/2010
 01/09/2010 a 15/09/2010
 16/08/2010 a 31/08/2010
 01/08/2010 a 15/08/2010
 16/07/2010 a 31/07/2010
 01/07/2010 a 15/07/2010
 16/06/2010 a 30/06/2010
 01/06/2010 a 15/06/2010
 16/05/2010 a 31/05/2010
 01/05/2010 a 15/05/2010
 16/04/2010 a 30/04/2010
 01/04/2010 a 15/04/2010
 16/03/2010 a 31/03/2010
 01/03/2010 a 15/03/2010
 16/02/2010 a 28/02/2010
 01/02/2010 a 15/02/2010
 16/01/2010 a 31/01/2010
 01/01/2010 a 15/01/2010
 16/12/2009 a 31/12/2009
 01/12/2009 a 15/12/2009
 16/11/2009 a 30/11/2009
 01/11/2009 a 15/11/2009
 16/10/2009 a 31/10/2009
 01/10/2009 a 15/10/2009
 16/09/2009 a 30/09/2009
 01/09/2009 a 15/09/2009
 16/08/2009 a 31/08/2009
 01/08/2009 a 15/08/2009
 16/07/2009 a 31/07/2009
 01/07/2009 a 15/07/2009
 16/06/2009 a 30/06/2009
 01/06/2009 a 15/06/2009
 16/05/2009 a 31/05/2009
 01/05/2009 a 15/05/2009
 16/04/2009 a 30/04/2009
 01/04/2009 a 15/04/2009
 16/03/2009 a 31/03/2009
 01/03/2009 a 15/03/2009
 16/02/2009 a 28/02/2009
 01/02/2009 a 15/02/2009
 16/01/2009 a 31/01/2009
 01/01/2009 a 15/01/2009
 16/12/2008 a 31/12/2008
 01/12/2008 a 15/12/2008
 16/11/2008 a 30/11/2008
 01/11/2008 a 15/11/2008
 16/10/2008 a 31/10/2008
 01/10/2008 a 15/10/2008
 16/09/2008 a 30/09/2008
 01/09/2008 a 15/09/2008
 16/08/2008 a 31/08/2008
 01/08/2008 a 15/08/2008
 16/07/2008 a 31/07/2008
 01/07/2008 a 15/07/2008
 16/06/2008 a 30/06/2008
 01/06/2008 a 15/06/2008
 16/05/2008 a 31/05/2008
 01/05/2008 a 15/05/2008
 16/04/2008 a 30/04/2008
 01/04/2008 a 15/04/2008
 16/03/2008 a 31/03/2008
 01/03/2008 a 15/03/2008
 16/02/2008 a 29/02/2008
 01/02/2008 a 15/02/2008
 16/01/2008 a 31/01/2008
 01/01/2008 a 15/01/2008
 16/12/2007 a 31/12/2007
 01/12/2007 a 15/12/2007
 16/11/2007 a 30/11/2007
 01/11/2007 a 15/11/2007
 16/10/2007 a 31/10/2007
 01/10/2007 a 15/10/2007
 16/09/2007 a 30/09/2007
 01/09/2007 a 15/09/2007
 16/08/2007 a 31/08/2007
 01/08/2007 a 15/08/2007
 16/07/2007 a 31/07/2007
 01/07/2007 a 15/07/2007
 16/06/2007 a 30/06/2007
 01/06/2007 a 15/06/2007
 16/05/2007 a 31/05/2007
 01/05/2007 a 15/05/2007
 16/04/2007 a 30/04/2007
 01/04/2007 a 15/04/2007
 16/03/2007 a 31/03/2007
 01/03/2007 a 15/03/2007
 16/02/2007 a 28/02/2007
 01/02/2007 a 15/02/2007
 16/01/2007 a 31/01/2007
 01/01/2007 a 15/01/2007
 16/12/2006 a 31/12/2006
 01/12/2006 a 15/12/2006
 16/11/2006 a 30/11/2006
 01/11/2006 a 15/11/2006
 16/10/2006 a 31/10/2006
 01/10/2006 a 15/10/2006
 16/09/2006 a 30/09/2006
 01/09/2006 a 15/09/2006
 16/08/2006 a 31/08/2006
 01/08/2006 a 15/08/2006
 16/07/2006 a 31/07/2006
 01/07/2006 a 15/07/2006
 16/06/2006 a 30/06/2006
 01/06/2006 a 15/06/2006
 16/05/2006 a 31/05/2006
 01/05/2006 a 15/05/2006
 16/04/2006 a 30/04/2006
 01/04/2006 a 15/04/2006
 16/03/2006 a 31/03/2006
 01/03/2006 a 15/03/2006
 16/02/2006 a 28/02/2006
 01/02/2006 a 15/02/2006
 16/01/2006 a 31/01/2006
 01/01/2006 a 15/01/2006
 16/12/2005 a 31/12/2005
 01/12/2005 a 15/12/2005
 16/11/2005 a 30/11/2005
 01/11/2005 a 15/11/2005
 16/10/2005 a 31/10/2005
 01/10/2005 a 15/10/2005
 16/09/2005 a 30/09/2005
 01/09/2005 a 15/09/2005
 16/08/2005 a 31/08/2005
 01/08/2005 a 15/08/2005
 16/07/2005 a 31/07/2005
 01/07/2005 a 15/07/2005
 16/06/2005 a 30/06/2005
 01/06/2005 a 15/06/2005
 16/05/2005 a 31/05/2005
 01/05/2005 a 15/05/2005
 16/04/2005 a 30/04/2005
 01/04/2005 a 15/04/2005
 16/03/2005 a 31/03/2005
 01/03/2005 a 15/03/2005
 16/02/2005 a 28/02/2005
 01/02/2005 a 15/02/2005
 16/01/2005 a 31/01/2005
 01/01/2005 a 15/01/2005
 16/12/2004 a 31/12/2004
 01/12/2004 a 15/12/2004
 16/11/2004 a 30/11/2004
 01/11/2004 a 15/11/2004
 16/10/2004 a 31/10/2004
 01/10/2004 a 15/10/2004
 16/09/2004 a 30/09/2004
 01/09/2004 a 15/09/2004
 16/08/2004 a 31/08/2004
 01/08/2004 a 15/08/2004
 16/07/2004 a 31/07/2004
 01/07/2004 a 15/07/2004
 16/06/2004 a 30/06/2004
 01/06/2004 a 15/06/2004



OUTROS SITES
 Site do Vigilantes do Peso
 Ação pelo semelhante
 Nutrella
 MC DONALDS - Tabela Nutricional
 Site ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL
 Saudável.Info
 Vegê Gourmê - Blog da Chef Michele Maia
 Lu Francesa
 Selma Guerreira
 Meu Emagrecimento (Sara)
 Serei magra (Andreia)
 Renascer (Thuca)
 Valquíria
 Blog da Magui
 Neblina
 O sabor da vitória (Electra)
 Entretanto, eu (Jana)
 Diva esbelta e feliz (Diva)
 Miss Blueberry
 Vida boa é vida saudável (Cristy Costa)
 Diário light (Sylmara)
 Blog da Eloyza
 Veneno urgente (Flavia Rocha)
 Blog da Fafá
 Espelho light (Elaine)
 Blog da Cynthia (Londres)
 Agora eu emagreço (Aline) Brasília
 Never give up (Renata - Tita)
 Blog da Micha - RJ
 Homem também faz dieta (Carlos) RJ
 Jaqueline
 Mulher de Atitude - Cacau RJ
 Serei sereia (Fabi) RS
 A caminho da vitória (Elaine Regiane) SP
 Blog da Rogeria
 Blog da Georgia
 Escrevendo emagrecendo (Lisa)
 Diet Forever (Zá)
 Garotinha ruiva (o outro blog da Lu Russa)
 Dieta urgente (Luciana Alexandrino)
 Space Cris
 Tetê Sereiah
 Andréa Aoki
 Gordinha da Silva
 O sucesso da Lorena
 Renata sem firulas
 Valérie Roberto
 Arianna
 Clara - RJ
 Andréa Cordoniz
 Ana Carolina grávida
 Ana Carolina
 Miss Slim
 Drica (Paraty-RJ)
 Ada Sheila
 Anselmo
 Sueli
 Sol
 Kelly
 Jessica (Elite)
 Nilce
 Leila (Ninguém merece ser 3G)
 Fanta Diet
 Infobeso
 Cris Lopes
 Aline Tomaz (RJ)
 Roberta Alves
 Sue - gravidinha
 Cris fit
 Annie
 Novidades da Cris
 Leila Batista
 Clarita
 Rebecca sapeca
 Lua emagrecendo
 Brian
 Diario da bonita Andrea
 Marilia
 Marilia Vitória
 Aline Virtus
 Paula pra melhor
 Cristiane
 Teresinha
 Ana Cleide
 
 Marcia (Marquinhas)
 Pri 2
 Ludmila
 Lela
 Jana Carmen
 Pri emagrecendo...
 Luzluzinha
 Barbarella (Andrea Glauce)
 Raiane
 Luciana Kotaka
 Vanessa (Campinas)
 Patty emagrecendo de bem...
 Nanda (Idade da Pedra)
 Carlos Medeiros
 Lara
 Dani - Brasília
 Teresa Cristina
 Sisi
 Miriam - RJ
 Kaká
 Gabi e Ana Luiza
 Diário de Macherrie
 Catia
 Amanda Costa
 Rosimeyre
 Alice
 Walkiria
 Crizinha
 Char
 Lu Pinheiro
 Elisandra
 Lahys
 Cotidiano (Zany)
 Karen
 Kika
 Nicky
 O novo blog da Taty Carioca
 Isabela
 Lisandra
 Ju sem pressa
 VIGILANTES DA AUTO ESTIMA
 JT
 Barbarella
 Angelica Fernandes
 Claudia
 Lagarta de borboleta
 Alisson
 Nova Jacque
 Patty Roberta
 Michelle 2
 Elissandra
 Juliene
 Ana Paula
 Annie emagrecendo
 Lili Bolero
 Fernanda Betini
 Karina Torres
 Valqs
 Ana Telma
 Lilian Raquel (Lee)
 Cáritas
 Baxie
 Cacau II
 Renatita
 Nando Neri
 Isabelle
 Nanda
 Edite
 Way to go (Clara )
 Bartira
 BLOG COMER SEM CULPA
 Andreia Cantelli
 Lu Mme Light
 Magali
 Lu
 Aline RJ


VOTA??O
 D? uma nota para meu blog!