Conquista

UOL
   MANTENHA O RITMO (Ralph Marston: www.greatday.com)

O primeiro passo faz você começar, mas não o levará aonde você quer ir. O sucesso raramente decorre de um único esforço. Invariavelmente, é o resultado de muita persistência.
Não importa o quão brilhante ou arrojado você seja no começo, isto não é o suficiente. Você tem que continuar até o final.
Nós geralmente colocamos todos nossos esforços em começar e depositamos todas as nossas esperanças naquele esforço inicial. Mas é muito melhor começar pequeno e terminar, do que começar algo gigantesco e abandonar na metade.
As maiores árvores do mundo começaram como sementes minúsculas. Praticamente todos os seres vivos começam pequenso e atingem sua exuberância máxima na vida através do crescimento firme e sustentado.
Mesmo coisas sem vida, como tempestades e rios, começam pequenas e crescem com o tempo.
Faça o melhor que puder no seu esforço inicial, e então continue pelo tempo que for necessário. Mais do que qualquer outro fator, é da persistência que o sucesso precisa para acontecer.

Eu não tenho certeza, mas acho que já postei este texto, há bastante tempo. Hoje eu o reencontrei e ele veio tão a calhar com o meu momento e, também, tem tanto a ver com todos nós, que eu nem fui confirmar no histórico, trouxe-o para cá. Se for a primeira vez, ótimo. Se for repetição, também não tem problema, afinal é uma mensagem importante, todos precisamos entender que persistir é fundamental, haja o que houver. 
É preciso começar bem, mas prosseguir, muita gente se acomoda, uns porque os resultados não estão sendo do jeito que queriam (geralmente, queriam rapidez), outros porque escolheram um caminho restritivo e não há quem aguente isto por muito tempo... Outros porque simplesmente se habituaram a começar algo e não terminar. Não compreendem que quebrar este "encanto" depende só da própria vontade, da determinação em concluir esta tarefa que, no final das contas, só trará benefícios. O maior deles, acho eu, deve ser saber que é capaz, sim, de começar e concluir algo bacana.

Muitos podem ser os motivos de interromper, normalmente são coisas pequenas que a gente deixa que pareçam grandes. Influências que poderiam ser desprezadas, mas acontece...
Tem gente que se influencia c/ comentários negativos e, pior de tudo, acaba cedendo, fazendo justamente aquilo que foi dito, que não gostou de ouvir. Para que? Vai dar mole p/ pessoa acharque está certa? E justamente com relação a você, ao seu fracasso? Ah qual é?
Uma amiga minha nunca levou adiante seu emagrecimento, toda vez que ela estava indo bem, alguém comentava: "Ih, de novo é? Daqui a pouco para tudo, pq nunca vai até o final". Bastava ouvir isto ou algo parecido p/ ela simplesmente parar. Entrava numa de: "Ah, ninguém acredita em mim, eu vou parar mesmo, pronto".
Primeiro: quem tem que acreditar em nós somos nós mesmos. Deixa pra lá quem não acredita em vc.  Mas se vc não acreditar em si,  vai convencer a alguém mais?
Persistir não pode depender de ninguém mais além de vc mesmo, da sua vontade de chegar à sua meta. Não importam os comentários maldosos, ou até feitos sem maldade mas por falta de informação, sensibilidade etc.
Não é fazer ouvidos de mercador p/ sugestões importantes, dicas inteligentes, informações que podem lhe ajudar a ajustar seu passo ou, até mesmo, fugir de algo que não seja bom p/ vc. Mas daí a dar bola p/ piadinha de mau gosto, p/ frases desmotivadoras, por favor, né? Sai dessa!

Eu sabia, qdo entrei neste processo p/ valer, que persistiria de todo jeito. Mas, como seguro morreu de velho, fiquei de bico calado, "boca de siri" como dizia minha avó, mostrando que nem tudo precisava ser dito a todo mundo. Assim, me poupei de escutar coisas que não me trariam benefício e que até poderiam me fazer titubear, por mais que eu confiasse no meu taco e por mais que eu tenha uma personalidade forte, com um processo destes, que era tão importante p/ mim, eu não iria arriscar.
Isto pq persistir era fundamental o tempo todo (e é, ainda),mas no comecinho então, nada poderia me deter. Foi a melhor coisa que fiz. Hoje, meio mundo sabe, mas é diferente. Se eu sabia no começo de tudo que ia até o fim, agora eu sei mais ainda.

Gente amiga, não se impressionem com minhas manhas. Faço birra, beicinho e malcriação, mas eu sigo em frente, não tenham dúvidas.  Sei que a sementinha que plantei um dia está dando uma árvore bonita, ela está crescendo. Não deixarei de cuidar para que ela chegue onde tem que chegar e dê os frutos e flores...
E, cada dia mais convicta, jamais apelarei p/ soluções "mágicas", vou pela reeducação alimentar, pela mudança gradativa de hábitos, vou pelo caminho seguro que escolhi e que já me trouxe tantas conquistas e trará ainda mais. Eu já usei roupa 60 e hoje uso 48,eu sempre fui alegre e estou cada dia mais ainda, vÊ se eu ia apelar? Que nada... faço manha mas sigo em frente!
Persistirei, sempre ok? Beijos



 Escrito por Beth ?s 18h55
[] [envie esta mensagem]


 
  

Hoje (14/06) é dia do aniversário do meu amorzão. Não poderia começar este post sem deixar meu carinho p/ ele.

Que Deus o abençoe, meu amor, lhe dê muita saúde e felicidade e ilumine seu caminho, para que você possa sempre trilhar na direção dos seus sonhos.O niver é seu, o presente é meu, por tê-lo ao meu lado. Amo você!

Ontem tive 2 sessões emergenciais de massoterapia em função das dores musculares causadas por ansiedade / tensão, dada a minha eterna mania de querer ser sobre-humana, logicamente sem sucesso, afinal eu sou humana. Acabo me cobrando muito, me exigindo demais e isto me faz mal, claro! Apesar do exercício da paciência, persistência etc. que eu prego aqui e realmente pratico, ainda assim preciso melhorar em certos aspectos. Ter paciência e intimamente me irritar muito, tentar encobrir de mim mesma a frustração, não adianta nada. Preciso de ajustes, estou fazendo.
É que estou c/ um grito de Goool entalado na garganta, doido p/ sair. Sei que sairá, mas a cada jogo em que ele precisa ser recolhido, a contragosto, é como ir ao estádio, ver o time jogar bem, fazer gols no 1º tempo e empatar ou perder no 2º tempo. Chato né? Não há culpa, nem derrotismo, tenho convicção de que venho dando o meu melhor possível e procuro aprimorá-lo. Mas há uma apreensão maior que a necessária, isto me 'prendeu' os músculos. Dando-me conta disto e expondo, trabalho melhor a situação e começo a melhorar. Sempre c/ a compreensão e carinho do meu amor, c/ a ajuda do meu amigo e massoterapeuta e de todos que me querem bem e c/ a força que, magoada ou não, entalada ou não, eu tenho, Deus me deu e renovo a cada dia.

Mas preparem-se, pois qdo eu gritar finalmente este Goool vai ser um escândalo, daqueles de aparecer a campainha lá na garganta balançando haha
Minha situação, andei pensando, é meio assim: Sabem o atleta que começa a
corrida c/ confiança, disposto a dar o melhor de si e percorre 70% da corrida convicto, compenetrado, certo de que chegará ao destino e assim, corre c/ serenidade? Mas aí, o atleta começa a ver a linha de chegada, que no começo não conseguia enxergar, pois era muito longe. Ao ver a tal linha e se dar conta do qto ele já correu, ele ao invés de manter a serenidade começa a ficar ansioso, quase querendo que a linha corra até ele? Pois sou eu! Qdo olho p/ trás fico gratificada vendo o qto já venci, a linha de partida agora é que não dá mais p/ ser vista e qta coisa aprendida, qta gente boa entrou na minha vida! E qdo olho p/ frente vejo que estou chegando onde quero... mas... noto que, mesmo sem parar de correr não tenho conseguido sair daquele mesmo pedaço da pista. Imaginem-me saltitando, correndo sem sair do lugar, como se estivesse apenas me esquentando.

E por isso acabei somatizando nos meus músculos a ansiedade, a expectativa pelo resultado da pesagem da última 6a feira. Por estar seguindo tão bonitinha o programa e por estar sentindo no corpo a evolução, não aceitei intimamente um resultado diferente da minha expectativa. Coisas de Beth, gente amiga... coisas de Beth.

Dei uma relaxada no fim de semana, não fiquei tão presa a plano algum, digo-lhes c/ franqueza. Não foi uma ‘jogada de toalha’, já disse que isto não acontecerá. Foi uma pausa. Ok, estou como o corredor, pulando no mesmo lugar, talvez esquentando p/ depois voltar a seguir, aproveito p/ refletir mais um pouco, reprogramar o resto do percurso, avaliar como estão os pés, amarrar forte o cadarço do tênis, curtir a torcida, soltar os ombros, beber uma água...recobrar o fôlego...

É engraçado, mesmo querendo eu já nem sei mais pisar na jaca direito, acabo não me excedendo e até o almoço fora, c/ meu amor, no domingo e a churrascaria na 2a feira, comemorando niver e despedidas no trabalho, não fiz nada tão absurdo, dá até raiva de não conseguir repetir aquela farofinha de ovos divina, aqueles anéis de cebola e ter comido 1 única fatia de picanha e 2 fatias de alcatra, fora uma coisinha e outra...  

Vcs sabem que uma das formas de me manter motivada é olhar p/ trás e ver qto progredi. E fotos Antes e Depois são um estímulo e tanto. Achei uma foto de dez/03, festa de final de ano na empresa. E outra, de dez/04, tb festa na empresa. Depois dessa, estou rindo à toa, de novo. Viram só? A gente está querendo ficar borocoxô, aí pensa no que já venceu e se renova, fica prontinha p/ seguir em frente! Vejam a diferença, em 1 ano de processo.

Resolvi dar uma boa desencanada, vou seguir direitinho o processo, compensar os pequenos excessos durante o resto do dia e da semana, mas parar de me cobrar tanto, de exigir de mim tudo, tudo, tudo.  O Gol vai sair sim. Quando? Em breve. Mas vou com mais serenidade, quem fica ansioso tropeça nas próprias pernas. Aí cai. E eu não cairei.

Recado: Galera do RJ, confirmem sua participação no encontro de domingo!                
Beijo!



 Escrito por Beth ?s 11h02
[] [envie esta mensagem]


 
   V ENCONTRO BLOGUEIRAS LIGHT RJ - ATENÇÃO ATENÇÃO !

GALERA DO RJ, NOSSO ENCONTRO ESTÁ DE PÉ!!!
NO CONVITE FALTOU O HORÁRIO, MAS ANOTEM AÍ, NOS ENCONTRAREMOS ÀS 10H DA MANHÃ, NA FRENTE DO CASARÃO. DENTRO DO PARQUE LAGE!
 POR FAVOR, ESCREVAM CONFIRMANDO A PRESENÇA E DIZENDO O QUE VÃO LEVAR, PARA EVITARMOS DUPLICIDADES!
IMPORTANTE: NÃO PRECISAM SE PREOCUPAR EM TER MUITO TRABALHO, VAMOS LEVAR FRUTINHAS, COISAS LEVES (LIGHT) P/ SABOREARMOS DEPOIS DA CAMINHADA, ENQUANTO CONVERSAMOS, NOS CONHECEMOS 
MELHOR, RIMOS MUITO (ALEGRIA É  NOSSA MARCA REGISTRADA!)
AH E NÃO ESQUEÇAM DE LEVAR A MÁQUINA FOTOGRÁFICA, VAMOS DOCUMENTAR TUDO!!!
VISTAM-SE À VONTADE, CALCEM UM TÊNIS OU ALGO BEM CONFORTÁVEL, OK?
NÃO VEJO A HORA DE ESTARMOS JUNTAS NOVAMENTE E CONHECERMOS TB NOSSAS NOVAS AMIGAS QUALQUER DÚVIDA, MANDEM POR E-MAIL
beth.ebprs@gmail.com OU COMENTEM AQUI OU NO BLOG DA VALÉRIA COMBINADO?

Ah... o post de hoje? Aí embaixo...Beijos, agora vou continuar a namorar, afinal... rs...



 Escrito por Beth ?s 21h45
[] [envie esta mensagem]


 
   Feliz Dia dos Namorados!

Que seus corações batam fortemente, embalados pela paixão, carinho, alegria. O meu bate há quase 9 anos acelerado por um carinha muito legal, um homem maravilhoso que entrou na minha vida, me mostrando que valeu a pena acreditar que existe amor de verdade, destes que superam todas as barreiras, todas as dificuldades, destes que são parceria certa p/ tudo na vida. Meu amor, meu grande e adorado namorado, meu marido, meu amante, meu amigo, meu pai e meu filho, tudo ao mesmo tempo. Amo você, muito, cada dia mais!!!

Mas e você que está sem namorado, vai ficar chupando o dedo? Nada disso! Há alguém que merece ser namorada por vc, sabia? Alguém muito especial que, tendo ou não um amor, você precisa tb amar, aliás precisa PRIMORDIALMENTE amar: VOCÊ! Ame-se, namore-se muito! Dê-se um presente, entenda que a primeira ótima companhia que vc tem é a sua! E verá como tudo ficará melhor e mais bonito! Inclusive você!
Eu me amo, muito mesmo! Quando me amo?

...Qdo ao me olhar no espelho, procuro enxergar tudo que tenho de bom e não só os defeitos do meu corpo, meus cabelos etc.
...Qdo me deparo c/ coisas que não me agradam em meu corpo e, ao invés de ficar pra baixo, me animo a melhorar, a mudar.
...
Qdo sou criteriosa e responsável na escolha da forma como vou me cuidar, descartando métodos que põem em risco minha saúde, bem-estar e que me dão resultados temporários, que vão embora e me deixam ainda mais frustrada ao final.
.
...Qdo todos os dias, ao acordar, antes ainda de sair da cama, faço minha oração e tb me comprometo comigo mesma a fazer o melhor possível p/ que seja um dia produtivo, positivo em todos os apectos.
...Qdo valorizo cada vitória, cada progresso, cada indicador de sucesso, por mais simples e aparentemente pequeno que eu tenha em todos os segmentos de minha vida.
...Qdo fecho meus ouvidos p/ calúnias, maledicências, comentários negativos, maldades e qquer coisa que não agregue valor positivo à minha vida, ao meu processo, ao que penso e faço.
...Qdo calo minha boca e me impeço de proferir as mesmas coisas que não quero, não gosto e não mereço ouvir. Não é bom p/ mim, então não é bom p/ ninguém!

...Qdo não permito que a insensibilidade, falta de tato, atitudes equivocadas e falta de atitudes esperadas de outras pessoas atrapalhem meu progresso. Ou seja, mesmo que aquilo me incomode, eu procuro administrar e sigo em frente, apesar de tudo e todos, afinal a beneficiada pelo que faço de bom e correto por mim sou eu mesma!
...Qdo ao projetar meu futuro, me vejo sempre bem, feliz, saudável e c/um corpo mais leve e bonito, do jeito que eu quero e p/o qual estou trabalhando.

...Qdo não gasto meu pensamento e minha energia projetando coisas negativas p/ mim, tudo que penso é fertilizante e se vou fertilizar, que seja meu sucesso e não meu fracasso!
...Qdo confio em mim mesma e, mesmo diante de dificuldades, me convenço mil vezes de que sou capaz de superá-las e assim, persisto.
...Qdo ao derrapar e até cair, entendo que isto faz parte de qquer percurso e, mesmo que tenha ficado chateada, renovo meu âniimo e sigo em frente. Pq sei que se desanimar, andarei na direção contrária ao meu objetivo.
...Qdo passo por vitrines, vejo roupas bonitas que ainda não me cabem e que eu gosto e me imagino usando-as, chegando a fazer um trato imaginário com elas, de que um dia voltarei p/ buscá-las. Muitas coisas eu já busquei... outras podem esperar que ainda usarei sim.
...Qdo não fico só nas palavras e parto para AÇÃO efetiva na conquista do que quero alcançar. Pensar é importante, Sonhar é fundamental, Planejar é essencial, Falar é fácil, mas o que me leva onde quero é a AÇÃO.
...Qdo apesar da correria e falta de tempo, dou um jeito de ir ao salão fazer minhas unhas, procuro manter meus cabelos bem tratados e c/ o tonalizante “em dia”, coisas simples que fazem com que eu esteja c/ boa aparência, afinal quem me vê primeiro sou eu, no espelho e preciso gostar.
...Qdo tento entender o que meu organismo sinaliza através de desconfortos e bem-estar, como tb de outras manifestações e, principalmente, procuro fazer ajustes p/ estar cada vez melhor.
...Qdo penso um minutinho antes de cair de boca em algo por puro hábito ou compulsão e, felizmente, muitas vezes, desisto daquilo ou faço uma nova escolha mais apropriada.
...Qdo me pergunto antes de abrir a geladeira fora de hora: “Estou com fome de que?” e assim evito comer sentimentos, sensações, coisas que não passam c/ comida.
...Qdo não desanimo mesmo qdo a balança insiste em não me dar o resultado justo, merecido.
...Qdo procuro compreender melhor o que estou sentindo (e que tentou me levar p/ comida) e tento administrar adequadamente, solucionar a CAUSA do que estou sentindo e não somente a CONSEQUÊNCIA.
...Qdo ao invés de prometer a mim mesma adotar ações em meu benefício,eu me COMPROMETO, prometer e comprometer é diferente.
...Qdo passo meu batom, um perfume gostoso, coisas que me fazem sentir bem e bonita e, muitas vezes, atraem elogios... mas o meu elogio é o principal, o primeiro...
...Qdo venço o sono e a preguiça e acordo cedo p/ caminhar, fazer hidroginástica e tb aproveito toda oportunidade p/ me movimentar!
...Qdo ouço música, canto, danço, leio, pesquiso, aprendo mais e mais...e compartilho isto!
...Qdo cuido bem de mim e me capacito a cuidar melhor de quem eu amo, de quem me cerca – até mesmo no convívio virtual!
...Qdo valorizo mais as coisas boas que possuo do que os problemas e coisas que não me agradam, dando peso maior ao que me faz bem!
...Qdo defino claramente O QUE NÃO QUERO em minha vida e, assim, fico totalmente na contramão destas coisas e me afasto cada vez mais delas, no que depender de mim.E defino claramente O QUE QUERO e sigo na direção dos objetivos c/ firmeza, alegria, confiança.
...Qdo faço minha Qualidade de Vida, me permitindo viver, descansar, ter hora de lazer, ter/criar sempre oportunidade de viver bons momentos.
...Qdo penso nas coisas boas que já faço e descubro novas coisas que não lembrei ou ainda não faço p/ ME AMAR CADA VEZ MAIS.

Completem a lista! Mas, principalmente, pratiquem o amor por vcs! Beijos



 Escrito por Beth ?s 00h10
[] [envie esta mensagem]


 
  

Doem-me os músculos todos do corpo. Às 3:15 da manhã eu estava sentada na cama tomando Dorflex, eu que não costumo usar alopatia em 99,9% das vezes, acordei sentindo como se estivessem apertando cada músculo, ruim isso.  Lembro que estava sonhando c/ a pesagem, será que fiquei tensa durante o sonho e inconscientemente retesei toda minha musculatura? Não duvido, já fiz isto antes.  Durante o dia continuei sentindo, a vontade era de deitar, relaxar o corpo, dormir. Ainda bem que é 6a feira, ô dia bem-vindo!

D.Filizola de novo não foi sensível ao meu esforço. Às vezes acho que ela não é uma máquina e sim um ser alienígena que está aqui entre nós p/ nos provocar, cutucar, chamar a atenção p/ algo e tb p/ encher o nosso saco. O MEU saco, sem dúvida...rs
Desta vez ela não chegou a me jogar no chão, mas pisou meu dedo do pé, aquele que tem o calinho. Me deu 100g a mais. Porém, sem querer botar panos quentes, ressalto que estou exatamente no meio do meu período fértil. E que historicamente, desde o começo do VP, sempre foi uma época em que meus resultados são esquisitos.
Hoje é o 9º dia do esquema especial. E, só por causa disto na 3a feira eu me pesei em casa, não p/ saber o peso exato pois minha balança – mecânica não é de confiança, mente que só ela, a famigerada. Mas eu sabia o que ela tinha me mostrado na 6a feira, então havendo diferença entre aquele resultado e o da 3a feira, podia ao menos avaliar se tinha diminuído. E não deu outra, embora eu não tenha divulgado, ela apontava uma eliminação razoável p/ a qtde de dias.  Na 4a feira isto se confirmou. E hoje, qdo subi em casa, já pareceu que eu estava novamente no peso anterior. Ou seja, ela pode ser maluca, mas pelo menos a diferença é compatível c/ o que aconteceu na pesagem do VP.

Mas as roupas, mais largas, a silhueta no espelho, mais fina, mais delineada.  O rosto, bem mais fino estes dias.Os ossos da clavícula, mais visíveis. O pé, mais magro, tive que apertar a sandália ontem p/ não cair. Elogios, cada dia mais e nesta última semana, c/ uma frequência maior ainda.

O tema da reunião do VP foi: “Vc está querendo mesmo comer ou algo está remoendo vc?”  Ou seja, aquela questão do comer sentimentos sobre a qual estamos sempre conversando.  Avaliando cada situação colocada pela orientadora, me senti gratificada por não mais me enquadrar, no cotidiano, nesta atitude errada. Não digo que não faça nunca, mas é cada vez mais raro eu comer minhas frustrações, etc. Vejam o que me aconteceu:

Enqto prestava atenção na reunião, um diabinho me cutucou, dizendo: “Ah, vai lá no Molinaro e come logo um monte, afinal vc se cuidou tanto e não adiantou muito”. Mas eu pensei assim: É, mas se eu me cuidei tanto e não adiantou, então imagine só se eu ouvir vc, seu capetinha ridículo! Anda, some!
Aí ele ficou falando:Vaiiiiiiiii !
E eu disse: Olha só, eu até vou lá pq é mais perto, não há nenhum restaurante que eu goste por aqui, mas eu não vou enfiar a cara não, vou comer  só 1 fatia do pastelão e tomar uma coca light . 
E ele: Ah, na hora vc vai querer, eu vou perturbar vc! 
E eu: Ok, veremos!

Saindo do VP, ele foi me atormentando o juízo pela rua, tentando me convencer. E eu, p/ ver se ele desistia, parava em tudo que era vitrine, mesmo estando c/ fome. Entrei numa loja e comprei pregador de roupas, aproveitei p/ ver um monte de cacareco que não preciso, só p/ ver se cansava este chato que ficava me atiçando a gula. Entrei em outra loja e comprei uma camisa p/ o filhão amado. Aí a barriga roncou mais alto e eu entrei na lanchonete, pedi uma 1 do pastelão e a coca light. Inspirada pelo outro lado, o do anjinho.
Já na hora de pedir, o capetinha falou: Só tem 3 fatias na vitrine, enqto come esta já manda a mulher guardar a outra, senão pode acabar e vc não terá mais. E eu: Mas quem disse que eu quero mais? Vai ser 1 só! E ele ria!
Terminei a 1a fatia e, qdo vi, já não conseguia mais segurar as palavras que saíam instintivamente da minha boca: ‘Me dá outra fatia”.
Quase não acreditei que estava fazendo aquilo. Fiquei possessa comigo mesma, enqto comia o 1º pedaço dela. Aí  pensei: Eu sou uma besta, não é que estou deixando este capetinha ganhar de mim? Então, tratei de cruzar os talheres e dispensar a 2a fatia, mesmo tendo comido só 2 pedacinhos dela.
O danadinho sussurou no meu ouvido: Vai pagar e jogar fora? Desperdício! Come!
E eu: Jogo sim p/  me livrar dela, já estou satisfeita e pago p/ vc sair dos meus ouvidos, vai encher outro!
Venceu o anjinho!
E assim fiz. Lá foi praticamente uma fatia inteira p/ o lixo - é um pecado mesmo, mas necessário. Alguém dirá: “Poxa, tanta gente passando fome e vc jogou comida fora”. Respondo: Se eu cedesse, além de ficar empanturrada e talvez até me sentir mal, iria comprometer meu processo. E a fome do mundo não teria sido resolvida!
Isto é importante ficar bem claro p/ todos nós! Damos ouvidos AO QUE QUEREMOS. Nos influenciamos PELO QUE QUEREMOS. Temos livre arbítrio. Fazer o melhor ou o pior por nós é escolha nossa. Capetinha ou Anjinho, damos crédito ao que nos diz o que nos leva p/ frente! Sacaram?
Agora vcs me perguntarão: O que vai fazer Beth?
A resposta é: Seguir em frente. Vou derrubar este platô sim! Com paciência e persistência! Ou não me chamo mais Elizabeth. Como não há outro nome que caiba tão bem em mim, então lá vou eu...Elizabeth, sempre!
Beijos carinhosos! Preparem-se, está chegando o Dia dos Namorados!



 Escrito por Beth ?s 14h03
[] [envie esta mensagem]


 
   Tem que ter PACIÊNCIA !!!

PACIÊNCIA. Palavrinha complicada não é? Principalmente de aplicar na vida da gente. Posso falar dela.  Mais impacientezinha do que eu, em muitos momentos, estou pra ver. Do tipo que bate o pé, morde os lábios, trinca os dentes, tamborila os dedos, grunhe, rosna, e se bobear morde...rs
Mas tenho exercitado tanto ultimamente, que acho que estou aprendendo a ter paciência. Principalmente comigo mesma.
Sem ela, não poderia ter iniciado meu processo, colocado o pé numa estrada longa – que nem eu sabia exatamente o tempo que levaria p/ percorrer, só sabia que queria e dei o 1º passo. E, cá entre nós, iniciar um percurso destes, de mais de 60 kg a serem eliminados sem se imbuir de toda a paciência do mundo, seria inviável. E renová-la todos os dias, é fundamental. Imaginem-me sem paciência neste meu momento de platô, o que poderia ter feito? Jogado fora os mais de 40 kg eliminados e andar novamente pra trás? Seria burrice não acham?

Precisamos exercitar, renovar, fortalecer mil vezes paciência de todo tipo:
- Paciência c/ o processo como um todo, pois o tempo é longo muitas vezes p/ alcançarmos nossa meta e no caminho há buracos, barreiras, dificuldades, mas tb existe muita coisa bacana, que incentiva, que impulsiona p/ a frente. Então, vale a pena.

- Paciência com nós próprios, entendendo que estamos aprendendo e somos sujeitos a erros, deslizes, incompreensão de alguma coisa. Muita gente, qdo vê que fez algo indevido já fica impaciente, já começa a se botar p/ baixo, isto não está com nada. Se é preciso ter paciência c/ tanta coisa e tanta gente, vai perder logo com vc mesmo?

- Paciência c/ as pessoas que nos cercam e nem sempre sabem direito como agir, as vezes pensando em ajudar até atrapalham c/ comentários nem sempre positivos, atitudes nem sempre encorajadoras e até falta de atitudes e comentários. Elas não passam pelo que passamos e, por insensibilidade ou mesmo falta de informação, ou até de traquejo, nem sempre podem nos dar aquilo que precisamos receber. Por isso, sempre digo que por mais que seja ótimo contar c/os outros, é em nós mesmos que temos que nos basear p/ levar isto adiante.

- Paciência c/ a balança que nem sempre vai mostrar o que queremos, pois ela simplesmente reflete um momento nosso e os resultados, positivos ou não, nos levam a avaliar nossos procedimentos e tb o funcionamento do nosso organismo. Nem sempre um mau resultado signifca que não estejamos agindo bem, podemos estar retendo líquidos, podemos estar c/ variação hormonal, há uma série de coisas. E seja como for, ela nos sinaliza e nós temos a oportunidade de analisá-lo, compreendê-lo e, naquilo que depender de nós, fazer os ajustes.

- Paciência c/o peso, que não pode diminuir muito rapidamente em condições normais (seguras, saudáveis),  é melhor que o emagrecimento seja gradativo e oriundo de ações equilibradas, em paralelo c/ toda a reeducação da forma de pensar e agir, assim ele será definitivo e não aquela sanfona que tantos de nós conhecemos e não queremos mais!

- Paciência c/ aquela calça que ainda não cabe ou está apertada, pq ela vai se render, vai fechar c/ facilidade e vai até ficar larga, basta mantermos a disposição e seguirmos.

- Paciência c/ aquela roupa que está ficando larga e nem tão bonita mais no corpo, lembrando que isto é fruto de um trabalho bacana que estamos fazendo por nós, é prêmio pelo esforço. Logo iremos apertá-la calça ou até doar, p/ comprar outras menores!


- Paciência c/ seu corpo que não pode mostrar de um dia p/ o outro o resultado do que estamos fazendo. Ao olhar no espelho e ainda não vendo o que gostaria, lembre-se de que ele precisa de tempo p/ aparentar tudo que está acontecendo, é normal querermos que em poucos dias nossa imagem já esteja diferente, nossa silhueta c/ outro desenho, mas não é assim e, se persistirmos, vai chegar a hora em que o espelho irá mostrar, as pessoas irão notar etc.  Até pq não foi da noite para o dia que ele ficou maior, mais pesado, mais gordinho, a gente sabe disso!

Paciência, paciência e paciência.  
Não tem outro jeito.  Assim como o atleta precisa treinar muito, o músico precisa tocar tantas vezes aquele mesmo compasso, a bailarina ensaia tantas vezes aquele passo, tudo com muita paciência, muitas vezes cansaço, mas acaba chegando lá.

Juntando a Paciência c/ a Persistência e a Determinação teremos um trio harmonioso e forte, que supera tudo e nos leva onde queremos.
Mas eles precisam de um aliado importante, que é o BOM SENSO. Pq senão, usamos este trio indevidamente, nos determinando a algo que não é bom p/ nós, persistindo em um erro e tendo paciência c/ o que não devemos ter. O Bom Senso nos faz avaliar tudo melhor e usar este trio poderoso de um jeito realmente positivo. O Bom Senso chama, gente, vamos ouvir hem!!!

Então, meu recado de hoje p/ vcs e p/ mim mesma, pois eu preciso dele e estou sempre me dizendo isto, é: Ter paciência! Trabalhar direitinho, fazer o melhor possível, aprender o máximo que tiver oportunidade, determinar-se a transformar a vontade e as palavras em AÇÃO e persistir, mesmo que caia no meio do caminho. E toda vez que achar que está demorando, que não está do jeito que queria, avaliar como está agindo, pensando e melhorando o que for necessário. Assim veremos, muitas vezes, que na média tudo está indo bem, só falta mesmo termo um pouco mais de PACIÊNCIA! 

Já pensaram se Papai do Céu perdesse a paciência conosco? E olhem que motivos não faltariam hem....rs

Beijos carinhosos!



 Escrito por Beth ?s 09h18
[] [envie esta mensagem]


 
  

Outro dia postei sobre a calma à mesa. Hoje volto com o tema, já c/ outra abordagem, bem legal tb. Não é falta de assunto. É vontade de ressaltar algo que, cada vez mais, eu presto atenção e vejo que é importante de verdade, então precisa ser aprofundado.
Muita gente engole a comida, sem nem parar p/ sentir o gosto, a cor, come quase inconscientemente. Já me aconteceu muito, no passado.
E lembro que meu marido, qdo nos conhecemos, era assim tb. Na casa dele, antes de casarmos, chegava tarde do trabalho/estudo, enchia um prato (fundo, claro) de comida, sentava em frente à TV (que A-DO-RA) e comia freneticamente, sem atentar p/ nenhum detalhe daquilo que estava consumindo. Levantava-se, naturalmente ainda c/ fome (?) e enchia novo prato, repetindo tudo, até mais de 1 vez.
Hoje em casa, é bem diferente, 90% das refeições são à mesa, uma vez ou outra até comemos vendo TV, mas é cada vez mais raro.
Li que qdo comemos inconscientemente, permanecemos c/ a sensação de não termos comido, mesmo que o estômago esteja cheio. E eu hoje percebo que é assim mesmo. As poucas vezes em que, chegando da praia, tacamos no prato (assim, “tacando” mesmo...rs) a comida e sentando no sofá p/ ver algo na TV comemos c/ vontade mas sem efetivamente curtirmos por mais gostosa que seja a comida. E agora, enqto escrevo, lembro que nestas vezes, eu levanto e se não pensar 2 vezes repito tranquilamente o prato, pq a sensação de fome perdura.
E qdo sento à mesa e como tranquilamente, mesmo que uma comidinha leve, isto já não acontece. Deve ser pq o ato de estar me alimentando passa a ser compreendido pelo meu organismo, minha mente, minha consciência. Dou tempo p/ que haja a comunicação corpo X mente de que estou me nutrindo, seja muito ou pouco, seja certo ou errado, mas deixo que um fluxo natural, estabelecido por Deus qdo nos criou c/ tamanho detalhismo, aconteça. Muito legal isto!
Que engraçado, como é que coisas do cotidiano são tão irrelevadas por nós e, qdo adquirimos a compreensão do que é melhor p/ nós e dos ‘porques’, percebemos então qta coisa fazemos de prejudicial ou, pelo menos, se não prejudicam, tb  não nos ajudam. Deixamos de aproveitar oportunidades de fazermos algo A MAIS por nós. E a concentração na hora de comer é um ALGO MAIS importante, aprendo agora.

Ver TV na hora da comida pode prejudicar a digestão, vejam só: Noticiário, ional, vc ali comendo depois de um dia puxado de trabalho, ouvindo notícias sobre acidentes, juros, preços altos, corrupção, violência – tudo c/ imagens, e uma coisa ou outra boa p/ quebrar o clima. Como diz minha filhota: CA-RA-CA! De que jeito esta comidinha está chegando lá dentro de vc, e que digestão vai ser essa hem?
Particularmente, não gosto de radicalismos. Uma vez ou outra sento sim, p/ comer vendo algo em que estou interessada. Mas algo legal, alegre, bonito, relaxante. Que transmita coisas boas ou pelo menos, não deprima, certo?
Outra coisa que eu fazia muito e, felizmente, já melhorei muito era comer rápido. Engolia a comida e ao terminar, não sabia nem dizer se estava gostosa mesmo ou não. Aquela coisa gostosa de botar um alimento na boca e sentir o sabor, deixar a língua amaciar e sentir aquela vontade de fazer humm muitas vezes não foi aproveitada.
Hoje eu saboreio quase tudo. Talvez por isso, inusitadamente, senti saudade outro dia de comer alface, aquela coisinha verde sem gosto que aprendi a valorizar. Ou seja, saboreei e descobri que, senão pelo sabor, ao menos pela textura, me agrada. Coisas que antes não me dava chance de perceber.
E comer trabalhando? Quantas e quantas vezes, centenas eu acho... Comia enquanto trabalhava, 'não dava tempo p/ sair', que doideira! Até em casa, pois não raro trouxe serviço p/ cá... O micro já foi grande companheiro de refeições em casa e nas empresas onde trabalhei/trabalho.

Bacana. Vou lendo, vou repassando a vcs c/ minha impressão e constatando, na minha própria vivência, o qto isto não é balela. É fato.
Uma boa dica tb é evitar tb falar de trabalho durante a comida. Os almoços de negócios precisam ser melhor administrados. Se o motivo do almoço for realmente uma negociação, que seja tratada antes de começar a comer, não é melhor assim?

Se possível, evitar encontros p/ almoço em que a pessoa está precisando façar sobre coisa muito ruim, pesada. Vamos dar o ombro amigo a quem precisar, mas não precisa ser na hora da comida! Assim não prejudicamos nossa alimentação/digestão e ajudamos a amiga a tb não piorar a própria situação.
Não foi sempre assim comigo. Muitas vezes, foi justamente durante a refeição que eu expus  ou fiquei sabendo de situações chatas. Mas c/ o tempo fui mudando isto, naturalmente, até antes de entrar neste processo. Questão de bem-estar mesmo.
Além do mais, a falta de atenção nos leva a comer mais, qtas vezes repetirmos um alimento sem perceber, instintivamente? Repetir sem notar que já repetiu antes, repetir pelo hábito e não por estar c/ fome ou vontade real, simplesmente por falta de concentração.
É interessante. Meu marido, agora, até qdo vai comer sozinho (por ex., qdo chega tarde do trabalho e eu já comi, p/ não desregular muito meu horário), já senta à mesa e come c/ mais calma. Muitas vezes eu sento com ele, só p/ conversarmos, só p/ fazer companhia. fazer nosso brinde. Outras eu volto ao que estava fazendo e ele come ali, sossegado. Hoje ele come menos, come melhor, com atenção, saboreando o sabor da comida. Já não despeja meio vidro de catchup em tudo que é comida (eu ficava irada, pois se é p/ ficar tudo com gosto de catchup, não precisamos mais caprichra em temperos, iguarias, não é?). Pq tudo ele fazia por hábito (mau) e hoje, ele presta atenção. Conforme o alimento, escolhe se vai usar este ou aquele molho, até na hora de servir o prato ele já faz de um jeito bonitinho, uma coisinha do lado da outra. Não mais aquela montanha indescritível de coisas, uma misturada que no fim não tinha gosto específico de nada. Um mata-fome. Bem-vindo, mas sempre um mata-fome. Agora não. Agora é alimentação. Bonita, gostosa, cheirosa, colorida, saudável e, graças a Deus, na maioria das vezes,  EM PAZ.

Vivendo, aprendendo e fazendo sempre o melhor...possível! Beijos!



 Escrito por Beth ?s 23h44
[] [envie esta mensagem]


 
  

Noto que estou cada dia mais vaidosa.
Nunca deixei totalmente de ser, mas no dia-a-dia, nem sempre empreendia o carinho que hoje dedico à escolha do que vou vestir, calçar, o batom, o perfume.
Ok, antes eu tinha menos roupas, mesmo as mais bonitinhas não eram sempre do jeito que gosto - limitações dos modelos super grandes, não podia usar saltos no dia-a-dia como uso hoje, qdo quero. A diferença está mesmo no carinho com que, geralmente, paro p/ decidir o que vou usar.
Mesmo que seja p/ caminhar, coisa que faço c/ bermuda básica de cotton, camiseta, meia e tênis. Mas eu já olho se a camisetinha está mais bonitinha, já me flagrei combinando a meia (pink) c/ a cor da bermuda ou o detalhe da camiseta, o que antes passaria totalmente desapercebido, afinal era só uma caminhada. E agora, é 'a minha caminhada'. Faz diferença. E ainda ando, muitas vezes, bem esculhambada – tem coisa mais gostosa que jogar um chinelinho, uma bermudinha e sair? Mas até isto tem um jeito especial de acontecer. É inegável. 

É a tal da paixão por mim mesma, renascida ou, melhor dizendo – já que nunca morreu, reacendida, renovada. É olhar p/ mim mesma  no espelho e dizer: “Ok, sempre te amei, mas descobri hoje que te amo mais ainda.”.
E como sempre digo, a gente sempre quer dar o melhor p/ quem ama, não é? Então, por isso eu estou procurando me dar sempre o melhor. E dar o melhor é ter atenção c/ o que faço, o que penso, o que procuro, o que absorvo, o que deixo que me alcance, o que evito que me atrapalhe. Presentes de quem se quer bem.

Assim, me arrumo – por mais simples que seja, c/ a intenção clara de seduzir. A quem? A mim mesma. Olhar-me no espelho e me sentir seduzida – positivamente (nada de narcisismo exagerado) e desta forma, me dar mais e mais atenção e carinho, em forma de cuidados para comigo mesma. Alimentação saudável, exercícios, carinho.

Sim, eu gosto de me acarinhar. Adoro passar a mão em mim mesma, normalmente, sempre fiz isso.
Estou trabalhando e, não raro, enqto leio um relatório, uma das mãos está afagando meu cabelo, na nuca. Meu próprio cafuné. Relaxante, gostoso.
É comum estar deitada vendo TV e estar passando a mão na minha perna, naturalmente, tenho o hábito de passar a mão no colo, não estou falando de uma carícia sensual, estou falando de me sentir, de me tocar normalmente. De estar em contato físico comigo, do mesmo jeito que estou em contato interior, cada vez mais, comigo.
E é assim tb que vou notando, aos poucos, que algumas medidas diminuiram – antes mesmo de a fita métrica e as roupas me mostrarem. As diferenças no toque, antes sutis, agora são gritantes. Cadê aquela popinha? Cadê aquela banhazinha que tinha aqui? Eba, sumiu! Diminuiu! Ai como é bom! Epa, aqui está mais molinho... aqui está despencadinho! hahah Antes assim, melhor caidinho e mais magro do que levantadinho e gordo, porque uma hora o pedaço gordo ia cair tb e não ia ficar bonito tb... tudo se ajeita... rs

Me olhar no espelho é gratificante, exceto na TPM, qdo me acho um monstro (claro, eu me transformo em um neste período). Fora isto, me olho cada vez mais. Há dias, ao entrar em um dos elevadores (o de serviço) da empresa saindo p/ o almoço, comentei: “Não gosto deste elevador”. Minha amiga rsepondeu logo: É pq não tem espelho

Todos lá dentro riram. E eu expliquei: “Não, é pq tem esta forração e sempre cismo que tem poeira e começo a espirrar”. Depois, pensando bem, concordei. Não tem espelho e eu gosto de entrar e me ver. Aliás, é no elevador do prédio onde moro, no espelho da portaria e mesmo no do elevador do trabalho que dou as últimas ajeitadas no cabelo, passo batom etc. Mais uma chance de dar uma espiadinha e “aquela” piscadinha de olho p/ mim mesma, dizendo: “Vai em frente menina, vc está indo bem!”

Venho levando c/ muita vontade esta etapa do meu processo, p/ saída definitiva do platô. Sigo as orientações c/ atenção, procuro compreender melhor a base desta estratégia e vou aprendendo e entendendo, dedico a mim mesma este carinho extra.
Não nego que, acostumada a não ter restrição alguma e à liberdade total de escolha que o VP propicia, estranho um pouco ter que seguir algumas instruções mais fechadas, porém estou me adaptando,  justamente a compreensão dos motivos pelos quais, por um período, é preciso ‘enganar’ meu organismo dando a ele qtdades matematicamente definidas de determinados nutrientes, em horários regulares e procurando valorizar, nestas refeições, aquilo que tem mais valor efetivo.
Não sei o que a balança dirá na próxima 6a feira, mas o corpo já mostra diferença nestes poucos dias.  A calça que vesti hoje p/ trabalhar, estou usando pela 2a vez e já está mais larga, vestindo melhor que antes. Estreei a sandália preta que comprei 6a feira passada e, cá entre nós, fiquei um filé tá? hahaha
Tenho sentido vontade de comer algumas coisas que não são proibidas, mas não são as ideais nesta fase, porém são coisas que normalmente eu não sinto necessidade, como raramente embora permitidas. Ou seja, só de saber que por uns dias não devo consumi-las, resolvi querer. Hoje uma fatia de quiche de camarão c/ catupiry me chamou de "gostosa" na hora do almoço (só eu ouvi, claro) e eu retribuí comendo-o c/ muito prazer...rs Mas estou esperta, muito esperta mesmo. 
Sei o que quero e sei que posso conseguir. Então, lá vou eu...
 

IMPORTANTE:Hoje fui ao Hospital S. Lucas, visitar nossa amiga Lu Coelho que está no CTI, devido a uma intercorrência pós-cirúrgica (Fístula: explicação no site dela, o Magra Emergente) mas está sob controle graças a Deus. Ela mandou um beijo a todos vcs e PEDIU QUE TODOS CONTINUEM EM ORAÇÃO, QUE NÃO RELAXEM NA CORRENTE DE ENERGIA POSITIVA E LUZ P/ QUE NOSSO PAI PERMITA A ELA TOTAL RECUPERAÇÃO.

Então gente amiga, vamos lá, todos unidos nesta onda de amor para nossa amiga combinado?

Beijos,  vamos em frente!



 Escrito por Beth ?s 08h50
[] [envie esta mensagem]


 
   A CONQUISTA - ANIVERSÁRIO DO BLOG!

Toda noite eu me deito e, contente,Rezo essas palavras em minha mente:
Deus abençoe meus pais,e  meus filhos também...Deus proteja sempre minha família que tanta alegria me traz....
Deus, só ainda um favor eu gostaria de pedir ao senhor - caso a isso não se oponha: Abençoa meu computador?
Ah, eu sei que não é normal abençoar  engenhocas de aço mas caso o senhor me ouça lhe explico sem embaraço:
Veja, essa caixinha metálica não encerra apenas essa barafunda. Dentro de cada um desses componentes diminutos está um amigo que amo a cada segundo. 
É verdade que alguns eu nunca vi. E a maioria deles nem conheço. Nem nunca nos olhos nos olhamos ou um abraço demos, mas enfim......
Eu sei do amor deles por mim, pelo carinho que me dão e é por essa maquininha de metal que eu chego até onde eles estão da mesma forma como conheço ao senhor a eles conheço - pela FÉ.
Portanto, Deus, estando ok com o senhor, reserva um minutinho a mais para abençoar essa torrezinha que é de lata mas cujo recheio é puro AMOR.
Deus! Abençoa  o meu computador!!!
*autor desconhecido*
  

1 ano de vida! No dia 06/06/04  nascia na blogosfera light mais um blog, o CONQUISTA, que durou só 1 semana, era gratuito e consegui exceder logo o limite de espaço. Criei então este que vcs lêem, continuando nele a registrar minha busca de aprimoramento pessoal, reed. alimentar (e de vida).
Mas o que é, afinal,  este espaço?
Um lugar onde digo o que quero, o que eu penso, o que considero importante/desimportante, onde registro através dos dedos o que o coração, a cabeça e a alma ditam.
Um lugar onde pensamentos se unem, forças se multiplicam, mãos se dão carinhosamente, sucessos são comemorados e fragilidades, tropeços e tristezas são igualmente compartilhados, compreendidos, afagados.  Onde igualdades são identificadas e alegremente discutidas. 
Onde diferenças são respeitadas e refletidas e cada um de nós sai mais consciente ainda depois de entender o que está por trás de cada caractere postado.  Onde pedimos socorro umas às outras, onde estendemos o ombro amigo, o lencinho p/ secar as lágrimas e a flor p/ reacender um sorriso.
Este blog é a rede onde me deito depois de um dia cansativo e me embalo, nos meus próprios pensamentos, sentimentos, emoções e nos de cada casinha que visito carinhosamente.  
É a cadeira de balanço onde sento p/ apreciar uma paisagem bonita, que é a de ver tanta gente se cuidando, se aprimorando, se enfeitando para a própria vida. E quanto mais olho, mais gente vejo chegando.

É o jardim onde encontro todo tipo de flor, cada uma com seu cheiro, sua cor, seu tipo de caule e pétalas, sua época e jeito próprio de desabrochar. E onde vejo, a cada dia, mais sementes plantadas, mais flores nascendo. 
É como uma onda do mar que eu tanto amo, que vem mais forte ou mais branda, ou uma marolinha mansinha, mas sempre levando e trazendo energia, vida, frescor.
É uma imensa e confortável sala de visitas, onde nos reunimos e batemos longos ou curtos papos, tanto faz, o que importa é que nos reunimos pq queremos, pq nos gostamos e sabemos que nos compreendemos, nos apoiamos, nos respeitamos, nos sentimos bem trocando idéias, energia positiva, carinho, incentivo, apoio.
Vcs dizem que aqui se inspiram, se fortalecem p/seguirem sua caminhada. Esquecem, nesta generosidade imensa que têem p/ comigo, que eu sou a 1a a ler o que escrevo e trago p/ cá.
Qdo penso em lhes contar algo, em lhes trazer um esclarecimento que obtive, em lhes alertar sobre alguma coisa, eu estou me beneficiando antecipadamente.

Saber que quero lhes ajudar através das experiências que vou vivendo ou já vivi (ou pretendo viver), através de coisas que li, ouvi, observei, senti,  faz de mim uma pessoa ainda mais interessada em aprender, em pesquisar, em me esclarecer.
Então gente boa e querida, não sou eu através deste blog que fortaleço a vocês, que inspiro a vcs.  Ao contrário.
Vcs têm sido minha fonte riquíssima de inspiração, de interesse, de curiosidade, de determinação.
Qdo sinto-me fraquejar, penso assim: Se fraquejar me atraso. Como posso me atrasar se quero tanto compartilhar coisas boas? Como posso me abater se quero tanto que meus amigos se encoragem?
E assim, revitalizo minha energia e venho paqui, mesmo que em lágrimas, dizer a vcs que sigam em frente, pois eu seguirei.

Aliás, algumas de vocês causaram o nascimento deste blog. Uma campanha simpática e envolvente, irresistível mesmo, me fez criar este espaço que hoje comemora 1 ano de existência.
E eu agradeço a Deus, c/ muita emoção e alegria, por mais esta bênção. Por ter um dia, buscando um artigo na Internet, chegar "por acaso" a uma casinha, depois outra, ter comentado aqui e ali e assim, dado início a esta convivência gostosa que temos hoje.
Então, esta festa hoje não é p/ mim. É p/ cada um de vocÊs, amigos amados, que tornaram esta casinha algo muito maior do que eu própria imaginava um dia que pudesse ser.  Um templo de emoções, de carinho, de força.
Sejam sempre, sempre, sempre, muito bem-vindos.
Um beijo carinhoso no coração de vocês!



 Escrito por Beth ?s 08h27
[] [envie esta mensagem]


 
   VEM AÍ O 5º ENCONTRO DAS BLOGUEIRAS LIGHT CARIOCAS !!!

Muito bem, estamos organizando a 5a edição do nosso encontro carioca, que promete ser ainda mais gostoso que os outros - que foram bons demais!
Vamos nos organizar, definir o que cada um pode levar (nada demais, gente, vamos pensar em coisas leves como
 frutinhas, líquido, afinal o que vai valer mesmo é nossa alegria, nossa união, nosso carinho! 
Qualquer dúvida e sugestão, entrem em contato comigo ou com a
Valéria,  estamos centralizando, a princípio, esta organização apenas p/ facilitar, ok?
Já estou contando os dias para rever as amigas que foram nos anteriores e p/ conhecer a galerinha que irá pela 1a vez, ai que delícia!

Amigos queridos, espero que seu final de semana esteja sendo maravilhoso. O meu está legalzinho, sem muitas novidades, mas muito feliz e isto é o que importa.
Passei o sábado em casa, pela manhã fui ao hortifruti afinal frutinhas, legumes e verduras não podem faltar em casa de quem está se reeducando não é? E eu já não vivo sem estas coisas, que bom! E lá tem o único queijo cottage que eu adoro, da marca Verde Campo. Molhadinho, perfeito, não precisa misturar c/ nada, não é seco como os demais. Recomendo.

À tarde, enqto meu amor trabalhava, atualizei visitas (alguns blogs não abriram, que pena) e bati papo no msn c/ algumas amigas, foi ótimo.  À noite, íamos caminhar, mas eu tive um probleminha digestivo (nada demais, foram gases...rs) e tive que ficar quietinha, na base do chá de erva doce e do bom e velho Luftal...Mas não se preocupem, não faltou nem faltará atividade física neste fim de semana...rs

Este domingo será de sol, vou me largar na minha praia querida, que delícia. Antes, porém, para compensar a falta da caminhada no sábado, caminharemos, já está combinado, vamos de casa até Ipanema a pé. Valerá a pena.
A alimentação está legal, sem um deslize sequer, muito tranquila. Determinação total, disciplina idem. Muito animada c/ esta 'força tarefa' p/ saída do platô, usando o último resultado como mais um recurso motivacional e certa de que daqui p/ a frente tudo vai andar do jeito que deve ser.

Um esclarecimento: eu continuo e continuarei, até o fim, seguindo o prog. do VP, que eu amo, confio e que me trouxe até aqui, foi o que me fez emagrecer c/ consciência, saúde, equilíbrio e tem me ensinado muito.
O fato é que, tendo emagrecido dezenas de kg, meu organismo se ressentiu, passou a se defender aguerridamente, estocando tudo que pode, achando que eu estou submetida a privações, sem comida ou algo assim.
Por este motivo, durante algum tempo, estou aplicando técnicas e estratégias especiais, devidamente orientadas pela nutricionista Cris, de forma a, ainda dentro do método do VP, fazer refeições cuja combinação, horários e valor nutricional (qtde exata de proteína, de carboidratos etc.) provoquem uma reação do corpo, fazendo-o achar que a "crise" está passando e que ele já pode, de novo, gastar o que tem, na medida certa, ideal. 

No mais, está tudo bem, graças a Deus. Estou me preparando p/ uma semana bem agitada no trabalho mas muito serena no que se refere ao processo de emagrecimento. Porque é como estou me sentindo. Capaz. Tranquila. Pronta p/ encarar isto de frente, do jeito que gosto. Com alegria, acima de tudo.

Desejo a todos que o domingo seja repleto de luz, paz, alegria, força e tudo de bom que vcs merecem.
Deixo a vocês, de presente, algo lindíssimo que recebi de um amigo e adorei, espero que seja uma inspiração especial para sua semana.   Recomendo, realmente, que vejam. É lindo.  

http://www.cidadedocerebro.com.br/midia/video_cidade.swf

Beijos! Fiquem com Deus!



 Escrito por Beth ?s 14h55
[] [envie esta mensagem]


 
   OBA! 6a FEIRA DE NOVO!

Acordei 5h da manhã / caminhar. O marido sugeriu andarmos à noite, ele estava c/ muito sono e, além do mais, eu já teria a hidro às 7h.  Topei. Valeu a pena. A cama estava gostosinha mesmo, ando cansada e dormir mais um pouquinho foi tudo de bom.

Acordei de novo 6:30. Um sono danado, não...agora já era preguiça. Cismei que faltaria à hidro. Mas eu adoro as aulas de hidro e não costumo faltar. Mas deu preguiça. Deitei, levantei, sentei, deitei, levantei. Resmunguei. O maridão disse: “Acho que vc não deve faltar, vc gosta, está precisando ir...” . Tomou malcriação, eu sou muito malcriada ainda mais c/ sono e preguiça juntos...
Resolvi que não iria e, imediatamente após, vesti o maiô correndo e fui. Valeu a pena. A aula foi ótima, além de me despertar me revigorou o humor, a preguiça foi embora, pus o corpo em movimento, queimei calorias e me senti bem. Se não tivesse ido, depois me arrependeria.

Ia botar uma roupinha meio “sem graça” p/ trabalhar. Mudei de idéia, vesti um conj. de calça e blusa todo em vermelho cereja, botei brincões c/ pedra rosa e vermelha, caprichei no baton, passei lápis no olho, calcei uma mule alta. Valeu a pena. Toda vez que me olhei no espelho me achei pra cima, gostei da minha imagem, a auto-estima cresceu mais. E recebi vários elogios.

Cismei que não ia ao VP hoje, contrariando tudo que penso, acredito e digo a vcs. Achei que poderia me poupar do dissabor de um resultado ruim, já que, como vcs sabem, intencionalmente larguei o controle rigoroso por 5 dias e só ontem comecei a 1a etapa do plano emergencial p/ saída do platô, conforme orientação especializada.
Então, deu medinho de chegar lá e me deparar c/ 3 dígitos de novo. O marido disse: “Vai sim, gatinha, não importa o peso hoje, é p/ vc ficar no controle, ainda mais que já sabe que logo o que está fazendo dará resultado”.
Escrevi p/ a Cris e ela respondeu, sugerindo tb que eu fosse. E eu no fundo queria ir, eu sabia que devia ir. Mas sou de carne, osso, sentimento e deu medinho sim. Aí, uma colega convidou p/ o almoço de despedida, está se mudando p/ outra área. Pronto, a desculpa que eu pedi a Deus. Não podia deixar de participar disto!
Aí pensei: Ah... mas se eu quiser, posso dar um jeito de fazer as duas coisas.
Resolvi ir. E fui. Valeu a pena. O orgulho de mim mesma por ter encarado novamente a realidade, de frente, do jeito que gosto de fazer. A satisfação de ter vencido uma sensação ruim que não me levaria a nada, de ter superado meu receio e esta coisa boa de saber que eu sou mais eu, tudo isto é bom demais.

E, melhor ainda: Emagreci 1,4 kg esta semana. Apesar de ter deixado tudo “soltinho”. O novo peso, 97,6 kg. E tenho fé em Deus, em mim mesma, no trabalho sério que estamos fazendo, que agora eu só vou progredir, afinar até chegar onde quero. 
Ah, claro que me dei um presentinho, eu merecia...rs... uma sandalinha preta muito linda da Andarella... pensei "ai meu Deus, marido vai puxar minhas orelhas...rs Mas valeu a pena....rs"  E ainda fui no almoço da amiga, consegui juntar o útil ao agradável!

Eu e minhas amigas no trabalho tomamos chá todos os dias. Variamos. Um dia é carqueja c/ boldo, outro é chá verde, outro é porangaba, outro é alcachofra e por aí vai... Comprei um novo, chá de FUCUS p/ experimentarmos, li que é anti-celulite, anti-flacidez e um monte de coisas. Minha amiga/chefe preparou. Qdo senti o cheiro, quase vomitei. Teve quase fila de gente p/ sentir o fedor, é absolutamente horroroso.

Querem ter idéia? Quem aí acha que o chá verde tem gosto ruim? Pois fiquem sabendo que, perto do cheiro do tal do FUCUS, o chá verde é balinha de morango. Sentiram o drama? Isto foi assunto p/ o dia todo. Não havia quem não cheirasse e saísse estrebuchando. Só saía piada.
Uma delas: o colega disse que nossa amiga (que fez escova ontem) não tinha feito a escova coisa nenhuma, ela só tinha tomado o chá e o cabelo tinha alisado. Imaginem a cara dela ouvindo isto, quase morremos de rir. A outra colega disse que este chá ela não tomaria nem que ele fosse a poção mágica que a transformasse em Gisele Bundchen. Tem cheiro de água de fim de feira, aquela água que fica debaixo do caminhão do peixe, credo..
O outro amigo gaiato disse que descobriu o mistério do chá. É tão ruim que a pessoa come pra caramba, depois toma o chá, sente náuseas, vomita tudo e por isso não engorda...rs... que horror....NÃO VALE A PENA...rs  Foi todinho ralo abaixo...

Pois é, o saldo da semana foi positivo. Depois de passar pela pior TPM dos últimos anos, ter que dar outra volta por cima neste processo, passar por uma semana de muita apreensão e preocupação no trabalho,  algumas chateaçõezinhs que já foram superadas, termino a semana feliz, c/ a sensação de tudo estar do jeito que deve ser e eu do jeito que gosto de estar: Alegre, determinada, apaixonada por mim, pela vida, pelo meu amor, pelo meu filho, por tudo que me cerca.

E mais uma vez, muito gratificada por ter vencido mais uma vez a mim mesma, superado barreiras que eu própria quase me coloquei e estar aí, na batalha, cheia de energia.   E por ter comigo pessoas que me incentivam, que na hora em que preciso me dão o empurrãozinho amigo p/ a frente.

Desejo a vocês um fim de semana maravilhoso. Andei visitando um monte de gente, mas ainda falta, podem deixar que não ficará ninguém de fora! Vou ficar em dia já já!
Pretendo ir à praia, passear, cinema, muita coisa legalzinha, mas com certeza darei as caras por aqui também. Afinal, eu goooooooooooooooooooooooooooosto! E VALE A PENA!
Beijos !



 Escrito por Beth ?s 15h25
[] [envie esta mensagem]


 
  


O grande barato da reed. alimentar, na minha opinião, é que ela se baseia na mudança gradativa dos hábitos e se, realmente, entrarmos de cabeça no processo c/ a intenção de absorvermos o novo jeito de pensar/agir/ comer, nos habilitamos a nos mantermos depois no peso ou pelo menos, pertinho dele. Isto é bacana, pois não tem aquela coisa chata de dieta restritiva demais, que ninguém aguenta fazer muito tempo e que provoca ansiedade extra, vontades disso e daquilo e compulsões.
Mas o que eu acho mais bacaninha é que o controle fica na nossa mão.
Cabe a nós a responsabilidade por fazer a coisa certa. Não há uma regra fixa, pré-definida e generalizada, em que ou se segue ou não se emagrece. Tudo depende do nosso bom senso, do nosso bom uso da liberdade  (relativa) de escolha de como agir.

Mas isto, que hoje me encanta, já foi motivo de eu evitar este caminho antes. Justamente pq, aparentemente, era muito mais fácil ter algo externo a apontar como agente causador do excesso de peso e tb outro alguém p/ ser culpado de eu não ir em frente, não fazer nada até o fim p/ emagrecer.
Assim, a culpa de eu estar engordando era de alguém ou algo, nunca minha. Não era eu quem administrava erradamente o momento ruim, os problemas, entendem? Claro que era, mas tão mais simples deixar rolar, me afundar cada vez mais e ter alguém p/ onde apontar o dedo!
Aí, qdo diziam: “Beth, vc deve ter algum problema hormonal p/ estar engordando, vc não come muito”, eu no fundo torcia p/ aquilo ser verdade. Mesmo qdo exames diversos comprovaram que eu não tinha nada orgânico, alimentava lá no fundo uma esperançazinha de estar c/ alguma disfunção ainda não detectada.
Ah, seria tão mais simples não é? Descobriam um problema de saúde, tratavam c/ o remédio certo e pronto, eu começaria a emagrecer rapidamente, tal qual balão de ar que se abriu a boca e pronto, tudo resolvido, que moleza hem...
Uma vez, um médico amigo disse: Vou pedir um exame, quem sabe vc não tem a Síndrome de Cushing (não sei se é assim que se escreve). Nem lembro o que é isso, mas era algo que engordava. E eu fui fazer o exame torcendo p/ ter o troço. Que absurdo, hoje vejo como era tonta. Que bênção ter a saúde boa, dependendo somente de minha determinação, vontade, persistência e, naturalmente, apoiada por um método bacana, bem embasado. Mas naquela época, pensava diferente.
Então, a verdade é que buscava sempre fora de mim as causas e a solução p/ estar gorda/engordando ainda mais. Assim, me eximia da responsabilidade por ambas. e me enchia de  besteiras, comendo minhas chateações...

Hoje, encho a boca mas é p/ admitir que a obesidade foi resultado de uma série de maus procedimentos e má administração da vida, dos sentimentos, das emoções e da relutância em encarar esta coisa de frente, do jeito que encarava tudo mais na minha vida, me sinto grande (no melhor sentido da palavra). E qdo respondo a alguém que me pergunta o que estou fazendo etc.
 é c/ imenso orgulho que digo estar fazendo reed. seguindo o prog.do VP, sem remédio, sem cirurgia etc.


Hoje sinto alegria em me sentir responsável por isto. Tanto pelos resultados positivos e até pelos insucessos eventuais.
Por isso me chateia tanto qdo um mau resultado não é originado por uma ação indevida, por mau controle ou algo assim, pq aquilo que eu sou responsável, sei que aborrecida ou não, terei que corrigir, ajustar. Mas já não me sinto (e não sou) tão potente assim, qdo é algo cujo controle não depende de mim.
Mas, como digo sempre, nestas horas em que “a porca torce o rabo” é que entra a criatividade, a reavaliação honesta e até mesmo a compreensão de que às vezes precisamos de ajuda sim, adicional, nem sempre já sabemos tudo.
É assim que estou encarando agora este novo desafio, de fazer meu organismo sacodir a poeira, sair do platô demoradíssimo em que entrou, esta defesa aguerrida que me corpo está fazendo, talvez imaginando que assim me protege.
Através de uma ajuda especializada, um plano alimentar personalizado p/ as próximas 2 semanas, visando dar uma enganada no organismo e provocar uma nova reação, estou me preparando p/ dar continuidade mais efetiva ao meu emagrecimento. E aprendendo mais um tanto de coisas interessantes, sobre a maneira como nosso corpo trabalha.
Durente uns dias, não encanei muito c/ contagem de pts, deixei a coisa um pouco mais solta, conforme orientação recebida. Mas não pisei na jaca p/ valer. Descobri que realmente já estou mais reeducada.

4a feira, querendo pisar na jaca,  resolvi cheguei no Bom Grille e pedi 1 porção de arroz branco (equivalente a 1 x), 2 porções de batata saute (ia ser frita, mas na hora H não consegui, pedi a outra), 1 polpetone. Nada de salada. E arroz c/ batata sim, afinal estava “de férias” . Qdo o rapaz foi preparar o prato, desisti e avisei, aflita: Quero mudar! Quero mudar! E o gerente: Mas quer mudar o que, sra? E eu, mais que depressa: Troca uma porção de batatas por alface, por favor! Mamãe tinha que ver isto, não iria acreditar. Meninas e meninos, me deu uma súbita saudade antecipada de mastigar folhinha, acreditam? Felizmente deu tempo. Comi a batata c/ o arroz e a canre sim, mas dei uma pastadinha, estou viciando nisto.... crock crock....


  E aí, todo mundo na batalha, feliz da vida né? Vamos que vamos!
Este post é dedicado a Cris, minha amiga e "nutri de plantão", que carinhosamente está me ajudando muito nesta nova virada. Deus a abençoe!

Beijos, até amanhã!

Eu e minha mãe, no Dia das Mães.

 



 Escrito por Beth ?s 21h36
[] [envie esta mensagem]


 
   BATALHA DE JUNHO: SUCESSO A TODOS NÓS!!!

Estou gostando de ver a animação do povo para a Batalha. A Sara acertou em cheio c/ esta iniciativa.
Mas eu tenho cá umas considerações e preocupações e vou registrá-las.
O desafio é eliminar 4 kg em junho. Bacana. Factível? Sim, mas depende.
coisas precisam ser avaliadas e compreendidas, são elas:
- Cada um é cada um. Cada organismo tem sua maneira particular de funcionar. Cada pessoa tem seu processamento próprio, que também varia conforme o dia, o período hormonal, a alimentação, as condições de saúde em cada momento, o humor, o quanto de sal um ou outro comeu (retenção de líquidos), o quanto cada um se movimentou etc.

- Cada um tem seu jeito de agir no processo, segue um modelo. Eu sigo o Vigilantes do Peso, assim como várias pessoas da blogosfera. Há quem faça a Dieta dos Pontos, pelo livro do Dr. Halphern (é assim?) ou pelo site Emagrecendo, por exemplo (ou outro). Há quem se trate com médico, nutricionista. Há quem faça por contra própria. Há quem tome remédio, há quem não toma. Há quem faça exercícios regularmente há tempos, há quem faz há puco tempo, há quem faz muito, há quem não faz nada.
E ainda assim, cada um, em cada dia, é um.

Na penúltima reunião do VP minha orientadora lembrou que mesmo 2 pessoas que pesem a mesma coisa e comecem o programa no mesmo dia, façam tudo igual durante a semana, poderão chegar lá e ter resultados muito diferentes. Justamente por causa da particularidade de cada um.
Um, por exemplo, andou um pouco mais na sua atividade rotineira, levantou-se mais da cadeira no trabalho, precisou ir a mais lugares que o outro,  então pegou condução, subiu ou desceu uma ou outra escada a mais. Mesmo seguindo métodos iguais e até mesmo comendo a mesma comida todos os dias, um fez mais xixi que o outro, outro o intestino funcionou melhor etc. Leve-se em conta as características próprias de cada pessoa, isto não tem jeito.
O que eu estou dizendo aqui? Que não vamos eliminar 4 kg em junho? Não, nada disso. Eu não seria eu, se fosse desestimular alguém a algo que é bacana, positivo. Estão me estranhando? Então não estranhem! Estou dentro disto galera!
Todos podemos SIM e VAMOS concluir este desafio com a taça na mão.
Agora vamos conceituar: o que é a TAÇA à qual me refiro, unicamente p/ simbolizar neste post a vitória?
É importante ressaltarmos o que há de mais bacana, de mais positivo, de mais agregador nesta fabulosa empreitada que nossa amiga deflagrou: MOTIVAÇÃO, MOTIVAÇÃO e MOTIVAÇÃO.
Ela instigou a todos nós a nos esforçarmos mais. A acreditarmos nas nossas possibilidades e a nos dedicarmos.
Ela nos cutucou com vara bem curta, como quem diz: E aí, vai encarar?
A resposta é: Nós encaramos, Sarinha querida, estamos na batalha contigo sim!
Então, ora bolas, o que a Beth está dizendo, alguém aí está se perguntando e eu explico:
Estou dizendo que esta é uma bela oportunidade para nós reforçarmos nossa auto-confiança, nossa vontade, nossa alegria em estarmos nos cuidando, nossa garra. Nossa determinação. Nossa força de vontade.
Porque isto vai dar lucro, sim. Sejam 4 kg a menos, sejam 2 kg a menos, sejam 500g a menos, seja o que for.
O que será renovado dentro de cada um de nós e o que será, efetivamente, o ganho maior, será a consciência cada vez maior do quanto nós podemos, quando queremos muito alguma coisa. Do quanto vale a pena focar um objetivo, planejar o caminho, seguir por ele de um jeito bacana. E isto é ganho para a vida e não só para a pesagem do final de junho, entendem?
Através deste desafio tão direcionado, estaremos mais uma vez alcançando algo para todos os demais segmentos de nossas vidas. Quem se conscientiza da sua força para isto, sabe-se forte para tudo mais.  Como dizem os antigos: PAU QUE BATE EM CHICO, BATE EM FRANCISCO. Ou seja, se pode aqui, pode ali também. Basta querer e trabalhar direitinho para conseguir.

Então, vamos lá sim! Já estamos na arena. Porém: Sem neuras, sem desesperos, sem agonia. Sem aquela coisa de “ai meu Deus, já se passaram N dias e eu só emagreci X gramas e assim não conseguirei os 4 kg...” ou nada assim. Sem aquela coisa de “Ih... falta pouco, vou ficar sem comer p/ chegar lá”. Sem doideira.
Porque eu tenho certeza de que esta batalha veio p/ incentivar a bons pensamentos e boas atitudes. A aprendizado, a conquista. A nos unir mais ainda, para que em breve possamos, mãos dadas, fazer uma linda OLA, cheia de alegria, de energia positiva.
A batalha de junho é uma das etapas pelas quais passaremos para chegarmos à vitória final. Para alguns, a batalha já é a última etapa, se Deus quiser. A outros, a primeira, a terceira, não importa.  Para todos, sem exceção, é mais uma linda maneira de seguirmos em frente. Então vamos lá! Sucesso a todos! E para você SARA, um beijo especial, de parabéns por esta coisa bonita que aprontou p/ nós!  
Beijos a todos!



 Escrito por Beth ?s 08h06
[] [envie esta mensagem]


 
  [ ver mensagens anteriores ]  
 
 



Meu perfil
BRASIL, Sudeste, RIO DE JANEIRO, Mulher, de 46 a 55 anos, Portuguese, English, Arte e cultura, Livros, Praia, Dançar, Curtir a vida
MSN -



EU ERA ASSIM  

ESTOU ASSIM Meu nome ? Elizabeth, sou conhecida como Beth
Analista de Sistemas, especialista em Metodologia, Processos e Qualidade em TI, Ger?ncia de Projetos,An?lise de Neg?cios, Auditora ISO, sou leonina do dia 10/08, carioca da gema, moro na minha na cidade maravilhosa (RJ), adoro fazer amizades, sonhar, ler, escrever, sou casada c/ Vicente - meu grande amor, m?e do Alexandre, um filh?o maravilhoso, que ? universit?rio e "boadastra" da Mimi, minha enteadinha adolescente linda a quem chamo aqui de filhotinha.

Meu e-mail: beth.ebprs@gmail.com
Meu MSN: ebprs@hotmail.com



Objetivo deste Blog: Compartilhar meu processo de reeducação alimentar e mudança de hábitos que resultou no meu emagrecimento, me tirou da obesidade mórbida e me ensinou e ensina tanto!



Meu processo: Fui beb? 'cheinho',crian?a de peso normal, na adolesc?ncia tinha ?timo corpo. No in?cio da fase adulta comecei a engordar c/facilidade em fun??o de uma mudan?a p/ pior dos h?bitos alimentares e tb devido a dificuldade que tive em enfrentar alguns problemas pessoais, decep??es e m?goas que se transformaram em Kg a mais (eu as COMI). Durante anos optei por m?todos indevidos, tomei rem?dios, f?rmulas, inje??es, fiz dietas mirabolantes e isto tudo me ajudou a virar uma sanfona que cada vez abria mais e fechava menos. Cheguei ao auge da obesidade c/ 140 kg e dei o basta. Primeiro, fiz um pequeno controle que me ajudou a emagrecer quase 5 kg. Depois, entrei para o Vigilantes do Peso, onde emagreci 53kg c/equil?brio, seguran?a e muita alegria. Aprendi muito, o caminho foi t?o importante quanto os resultados. Eliminei 53 kg com o método do Vigilantes do Peso e atividade física. Aumentei depois alguns kg e agora prossigo, para reconquistar a minha meta e mantê-la para sempre.

Cr?ditos Imagens: Google
Comunidade no Orkut!


Comunidade Orkut: Eu sou f? da Beth - A Conquista! criado com carinho pela amiga Lili (obrigada, lindinha!)
http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=2052374


 
Clique AQUI e veja
o que eu como!




HIST?RICO
 01/01/2011 a 15/01/2011
 16/12/2010 a 31/12/2010
 01/12/2010 a 15/12/2010
 16/11/2010 a 30/11/2010
 01/11/2010 a 15/11/2010
 16/10/2010 a 31/10/2010
 01/10/2010 a 15/10/2010
 16/09/2010 a 30/09/2010
 01/09/2010 a 15/09/2010
 16/08/2010 a 31/08/2010
 01/08/2010 a 15/08/2010
 16/07/2010 a 31/07/2010
 01/07/2010 a 15/07/2010
 16/06/2010 a 30/06/2010
 01/06/2010 a 15/06/2010
 16/05/2010 a 31/05/2010
 01/05/2010 a 15/05/2010
 16/04/2010 a 30/04/2010
 01/04/2010 a 15/04/2010
 16/03/2010 a 31/03/2010
 01/03/2010 a 15/03/2010
 16/02/2010 a 28/02/2010
 01/02/2010 a 15/02/2010
 16/01/2010 a 31/01/2010
 01/01/2010 a 15/01/2010
 16/12/2009 a 31/12/2009
 01/12/2009 a 15/12/2009
 16/11/2009 a 30/11/2009
 01/11/2009 a 15/11/2009
 16/10/2009 a 31/10/2009
 01/10/2009 a 15/10/2009
 16/09/2009 a 30/09/2009
 01/09/2009 a 15/09/2009
 16/08/2009 a 31/08/2009
 01/08/2009 a 15/08/2009
 16/07/2009 a 31/07/2009
 01/07/2009 a 15/07/2009
 16/06/2009 a 30/06/2009
 01/06/2009 a 15/06/2009
 16/05/2009 a 31/05/2009
 01/05/2009 a 15/05/2009
 16/04/2009 a 30/04/2009
 01/04/2009 a 15/04/2009
 16/03/2009 a 31/03/2009
 01/03/2009 a 15/03/2009
 16/02/2009 a 28/02/2009
 01/02/2009 a 15/02/2009
 16/01/2009 a 31/01/2009
 01/01/2009 a 15/01/2009
 16/12/2008 a 31/12/2008
 01/12/2008 a 15/12/2008
 16/11/2008 a 30/11/2008
 01/11/2008 a 15/11/2008
 16/10/2008 a 31/10/2008
 01/10/2008 a 15/10/2008
 16/09/2008 a 30/09/2008
 01/09/2008 a 15/09/2008
 16/08/2008 a 31/08/2008
 01/08/2008 a 15/08/2008
 16/07/2008 a 31/07/2008
 01/07/2008 a 15/07/2008
 16/06/2008 a 30/06/2008
 01/06/2008 a 15/06/2008
 16/05/2008 a 31/05/2008
 01/05/2008 a 15/05/2008
 16/04/2008 a 30/04/2008
 01/04/2008 a 15/04/2008
 16/03/2008 a 31/03/2008
 01/03/2008 a 15/03/2008
 16/02/2008 a 29/02/2008
 01/02/2008 a 15/02/2008
 16/01/2008 a 31/01/2008
 01/01/2008 a 15/01/2008
 16/12/2007 a 31/12/2007
 01/12/2007 a 15/12/2007
 16/11/2007 a 30/11/2007
 01/11/2007 a 15/11/2007
 16/10/2007 a 31/10/2007
 01/10/2007 a 15/10/2007
 16/09/2007 a 30/09/2007
 01/09/2007 a 15/09/2007
 16/08/2007 a 31/08/2007
 01/08/2007 a 15/08/2007
 16/07/2007 a 31/07/2007
 01/07/2007 a 15/07/2007
 16/06/2007 a 30/06/2007
 01/06/2007 a 15/06/2007
 16/05/2007 a 31/05/2007
 01/05/2007 a 15/05/2007
 16/04/2007 a 30/04/2007
 01/04/2007 a 15/04/2007
 16/03/2007 a 31/03/2007
 01/03/2007 a 15/03/2007
 16/02/2007 a 28/02/2007
 01/02/2007 a 15/02/2007
 16/01/2007 a 31/01/2007
 01/01/2007 a 15/01/2007
 16/12/2006 a 31/12/2006
 01/12/2006 a 15/12/2006
 16/11/2006 a 30/11/2006
 01/11/2006 a 15/11/2006
 16/10/2006 a 31/10/2006
 01/10/2006 a 15/10/2006
 16/09/2006 a 30/09/2006
 01/09/2006 a 15/09/2006
 16/08/2006 a 31/08/2006
 01/08/2006 a 15/08/2006
 16/07/2006 a 31/07/2006
 01/07/2006 a 15/07/2006
 16/06/2006 a 30/06/2006
 01/06/2006 a 15/06/2006
 16/05/2006 a 31/05/2006
 01/05/2006 a 15/05/2006
 16/04/2006 a 30/04/2006
 01/04/2006 a 15/04/2006
 16/03/2006 a 31/03/2006
 01/03/2006 a 15/03/2006
 16/02/2006 a 28/02/2006
 01/02/2006 a 15/02/2006
 16/01/2006 a 31/01/2006
 01/01/2006 a 15/01/2006
 16/12/2005 a 31/12/2005
 01/12/2005 a 15/12/2005
 16/11/2005 a 30/11/2005
 01/11/2005 a 15/11/2005
 16/10/2005 a 31/10/2005
 01/10/2005 a 15/10/2005
 16/09/2005 a 30/09/2005
 01/09/2005 a 15/09/2005
 16/08/2005 a 31/08/2005
 01/08/2005 a 15/08/2005
 16/07/2005 a 31/07/2005
 01/07/2005 a 15/07/2005
 16/06/2005 a 30/06/2005
 01/06/2005 a 15/06/2005
 16/05/2005 a 31/05/2005
 01/05/2005 a 15/05/2005
 16/04/2005 a 30/04/2005
 01/04/2005 a 15/04/2005
 16/03/2005 a 31/03/2005
 01/03/2005 a 15/03/2005
 16/02/2005 a 28/02/2005
 01/02/2005 a 15/02/2005
 16/01/2005 a 31/01/2005
 01/01/2005 a 15/01/2005
 16/12/2004 a 31/12/2004
 01/12/2004 a 15/12/2004
 16/11/2004 a 30/11/2004
 01/11/2004 a 15/11/2004
 16/10/2004 a 31/10/2004
 01/10/2004 a 15/10/2004
 16/09/2004 a 30/09/2004
 01/09/2004 a 15/09/2004
 16/08/2004 a 31/08/2004
 01/08/2004 a 15/08/2004
 16/07/2004 a 31/07/2004
 01/07/2004 a 15/07/2004
 16/06/2004 a 30/06/2004
 01/06/2004 a 15/06/2004



OUTROS SITES
 Site do Vigilantes do Peso
 Ação pelo semelhante
 Nutrella
 MC DONALDS - Tabela Nutricional
 Site ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL
 Saudável.Info
 Vegê Gourmê - Blog da Chef Michele Maia
 Lu Francesa
 Selma Guerreira
 Meu Emagrecimento (Sara)
 Serei magra (Andreia)
 Renascer (Thuca)
 Valquíria
 Blog da Magui
 Neblina
 O sabor da vitória (Electra)
 Entretanto, eu (Jana)
 Diva esbelta e feliz (Diva)
 Miss Blueberry
 Vida boa é vida saudável (Cristy Costa)
 Diário light (Sylmara)
 Blog da Eloyza
 Veneno urgente (Flavia Rocha)
 Blog da Fafá
 Espelho light (Elaine)
 Blog da Cynthia (Londres)
 Agora eu emagreço (Aline) Brasília
 Never give up (Renata - Tita)
 Blog da Micha - RJ
 Homem também faz dieta (Carlos) RJ
 Jaqueline
 Mulher de Atitude - Cacau RJ
 Serei sereia (Fabi) RS
 A caminho da vitória (Elaine Regiane) SP
 Blog da Rogeria
 Blog da Georgia
 Escrevendo emagrecendo (Lisa)
 Diet Forever (Zá)
 Garotinha ruiva (o outro blog da Lu Russa)
 Dieta urgente (Luciana Alexandrino)
 Space Cris
 Tetê Sereiah
 Andréa Aoki
 Gordinha da Silva
 O sucesso da Lorena
 Renata sem firulas
 Valérie Roberto
 Arianna
 Clara - RJ
 Andréa Cordoniz
 Ana Carolina grávida
 Ana Carolina
 Miss Slim
 Drica (Paraty-RJ)
 Ada Sheila
 Anselmo
 Sueli
 Sol
 Kelly
 Jessica (Elite)
 Nilce
 Leila (Ninguém merece ser 3G)
 Fanta Diet
 Infobeso
 Cris Lopes
 Aline Tomaz (RJ)
 Roberta Alves
 Sue - gravidinha
 Cris fit
 Annie
 Novidades da Cris
 Leila Batista
 Clarita
 Rebecca sapeca
 Lua emagrecendo
 Brian
 Diario da bonita Andrea
 Marilia
 Marilia Vitória
 Aline Virtus
 Paula pra melhor
 Cristiane
 Teresinha
 Ana Cleide
 
 Marcia (Marquinhas)
 Pri 2
 Ludmila
 Lela
 Jana Carmen
 Pri emagrecendo...
 Luzluzinha
 Barbarella (Andrea Glauce)
 Raiane
 Luciana Kotaka
 Vanessa (Campinas)
 Patty emagrecendo de bem...
 Nanda (Idade da Pedra)
 Carlos Medeiros
 Lara
 Dani - Brasília
 Teresa Cristina
 Sisi
 Miriam - RJ
 Kaká
 Gabi e Ana Luiza
 Diário de Macherrie
 Catia
 Amanda Costa
 Rosimeyre
 Alice
 Walkiria
 Crizinha
 Char
 Lu Pinheiro
 Elisandra
 Lahys
 Cotidiano (Zany)
 Karen
 Kika
 Nicky
 O novo blog da Taty Carioca
 Isabela
 Lisandra
 Ju sem pressa
 VIGILANTES DA AUTO ESTIMA
 JT
 Barbarella
 Angelica Fernandes
 Claudia
 Lagarta de borboleta
 Alisson
 Nova Jacque
 Patty Roberta
 Michelle 2
 Elissandra
 Juliene
 Ana Paula
 Annie emagrecendo
 Lili Bolero
 Fernanda Betini
 Karina Torres
 Valqs
 Ana Telma
 Lilian Raquel (Lee)
 Cáritas
 Baxie
 Cacau II
 Renatita
 Nando Neri
 Isabelle
 Nanda
 Edite
 Way to go (Clara )
 Bartira
 BLOG COMER SEM CULPA
 Andreia Cantelli
 Lu Mme Light
 Magali
 Lu
 Aline RJ


VOTA??O
 D? uma nota para meu blog!