Conquista

UOL
  


Gente amiga querida, vou dar uma sumidinha básica da blogosfera, por 3 a 4 dias, por isso não vou postar no fim de semana e não poderei visitar suas casinhas. Mas prometo que na semana que vem irei a todos os cantinhos, um a um, ler suas notícias, deixar um beijinho carinhoso e energético ok? É que vou tirar um pedacinhozinho mínimo de minhas férias, então vou começar neste fim de semana fazendo um passeio especial c/ meu amor. Cuidem-se direitinho! Agora vamos ao post...aqui embaixo!

Recebi por e-mail de uma amiga este ótimo texto do Dr. Jairo Mancilha, Ph.D/ Neurolinguistica,Cardiologia e Psiquiatria, resolvi compartilhar c/ vocês, pois acredito muito no poder das palavras, como vcs sabem, até já postei sobre isso. Então, vamos ler principalmente as 10 regrinhas abaixo, eu faço alguns comentários em amarelo ok?

AS PALAVAS TÊM PODER

"A linguagem dirige nossos pensamentos para direções específicas e, de alguma forma, ela nos ajuda a criar a nossa realidade, potencializando ou  limitando as nossas possibilidades. A habilidade de usar a linguagem com precisão é essencial p/ uma boa comunicação."

1) CUIDADO COM A PALAVRA NÃO. A Frase que contém NÃO, p/ ser compreendida, traz à mente o que está junto com ela. O NÃO existe apenas na linguagem e não na experiência. Por exemplo: pense em "NÃO"... Não vem nada à mente. Agora, vou lhe pedir não pense na cor vermelha... Eu pedi para você NÃO pensar na cor vermelha e você pensou. Procure falar no positivo, o que você quer e não o que você não quer.
Vamos treinar? Repitam: Eu QUERO emagrecer... em vez de dizerem: Eu Não Quero ficar gorda!   


2) CUIDADO COM A PALAVRA MAS, QUE NEGA TUDO QUE VEM ANTES. Por exemplo:  "O Pedro é um rapaz inteligente, esforçado, MAS...". Substitua o MAS por  E, quando indicado.
Vamos de novo: Digamos Eu sou capaz, quero chegar onde quero E vou chegar (ao invés de ... mas acho difícil... ou algo assim).

 3) CUIDADO COM A PALAVRA TENTAR, QUE PRESSUPÕE A POSSIBILIDADE DE FALHA.
  Por exemplo: "Vou tentar encontrar com você amanhã às 8 horas". Em  outras palavras: Tenho grande chance de não ir, pois vou "tentar". Evite TENTAR, FAÇA.
E nós de novo: Em vez de dizermos, por ex.,  "vou tentar me manter na linha esta semana", diremos: "Ficarei na linha esta semana". 


4) CUIDADO COM NÃO POSSO OU NÃO CONSIGO, que dão idéia de incapacidade pessoal. Use NÃO QUERO,NÃO PODIA ou NÃO CONSEGUIA, que pressupõe que vai conseguir, que vai poder.
Vivo lembrando que toda vez que alguém diz "não posso" e "não consigo" está se programando mesmo p/ fracassar. Nada a ver né?


5) CUIDADO COM AS PALAVRAS DEVO, TENHO QUE OU PRECISO, que pressupõem que algo externo controla a sua vida. Em vez delas use QUERO, DECIDO, VOU.
É mesmo! Estes termos passam idéia de obrigação, algo que a gente vai fazer por tudo, menos pela nossa vontade, não acham? E isto já ajuda a falhar... Diremos sempre: Quero emagrecer, Decidi fazer tudo direitinho, Vou chegar onde quero! 

6) Fale dos problemas ou das descrições negativas de si mesmo, utilizando o verbo no passado. Isto libera o presente. Por exemplo, "Eu tinha dificuldade em fazer isto..."
É isso aí. Vamos sempre colocar nossas fragilidades, dificuldades anteriores, defeitos etc. no passado, hoje somos diferentes, somos melhores, vamos deixar o presente livre dos nossos defeitos/problemas DO PASSADO para nosso sucesso.

7) Fale das mudanças desejadas para o futuro utilizando o tempo presente
do verbo. Por ex.: em vez de dizer "Vou conseguir", diga "Estou conseguindo".
Sem comentários, é isso aí!

8) Substitua o SE por QUANDO. Por ex.: em vez de falar "Se eu conseguir ganhar dinheiro vou viajar", fale "Quando eu conseguir ganhar dinheiro vou viajar".
No nosso caso: Quando eu chegar à minha meta, vou dar uma festa! (e não Se eu chegar à minha meta, afinal não há dúvidas certo?)


9) Substitua ESPERO por SEI. Por ex.: em vez de falar "Eu espero aprender isso", diga "Eu sei que vou aprender isso". ESPERAR suscita
  dúvidas e enfraquece a linguagem.
Essa é mole! Vamos dizer: "Eu sei que vou fazer o melhor possível e emagrecerei". 

10) Substitua o CONDICIONAL pelo PRESENTE. Por exemplo: Ao invés de dizer "Eu gostaria de agradecer à presença de vocês", diga "Eu agradeço a presença de vocês". O verbo no presente fica mais forte e concreto.
Pois é, e tem gente que diz: "Eu queria tanto resistir...". É trocar por "Eu sou forte e resistirei".

Pois é amigos, o que faz a diferença é o nosso AGIR mas o que pensamos e falamos é pura energia e, não há dúvida, se podemos nos programar positivamente, por que faríamos diferente hem?

E vamos que vamos... afinal, tem uma taça nos esperando! Beijão! Até breve!



 Escrito por Beth ?s 21h03
[] [envie esta mensagem]


 
   Plano de Vôo - Livro: Os 7 hábitos das famílias muito eficazes - Stephen R.Covey

Boas famílias - até mesmo as melhores - ficam fora da rota 90% do tempo! O segredo é que elas têm um senso de destinação. Conhecem a "trilha". E estão sempre corrigindo o curso, de novo e de novo.
É como o vôo de um avião. Antes da decolagem, os pilotos examinam o plano do vôo. Por isso, sabem exatamente aonde vão e iniciam os procedimentos em conformidade c/ esse plano. Contudo, durante a viagem, o vento, a chuva, a turbulência, o tráfego aéreo, erros humanos e outros fatores interferem no plano, impulsionando ligeiramente a aeronave em direções diferentes, de modo que na maior parte do tempo o avião fica fora da rota do vôo prescrita! Ao longo de toda a jornada ocorrem pequenos desvios em relação ao plano de vôo. Condições climáticas adversas ou um tráfego aéreo especialmente pesado causam desvios maiores. Se não acontecer nada muito grave, o avião chegará ao seu destino.
Mas como isso é possível? Durante o vôo, os pilotos recebem constantes feedbacks. São comunicações dos instrumentos sobre o meio ambiente, informações das torres de controle, de outras aeronaves e as vezes até das estrelas.E, c/ base nesses feedbacks, fazem os ajustes necessários para de tempos em tempos retornar ao plano de vôo.
A esperança não jaz nos desvios, mas na visão, no plano e na habilidade de corrigir o curso.
O vôo desse avião constitui a metáfora ideal p/ a vida familiar. Não faz nenhuma diferença se a nossa familia saiu da rota ou mesmo está enredada em problemas. A esperança se encontra na visão, no plano e na coragem de continuar corrigindo o curso de novo e de novo.
O segredo é ter uma destinação, um plano de vôo e uma bússola.

Refletindo juntos: Acho que esta metáfora serve p/ tudo e podemos associá-la tranquilamento ao nosso emagrecimento, concordam?
Nosso processo pode ser tb comparado ao vôo de um avião. Fazemos nosso plano, examinamos bastante, sabemos onde vamos, como vamos etc. Durante o percurso, muitos fatores podem influenciar e exigir nosso jogo de cintura, nossa persistência, força, garra: problemas hormonais, emocionais, tudo afinal! Podemos desviar até por descuido nosso, isto acontece.
Os nossos feedbacks podem ser vários: nossos resultados (medidas, peso), nossa imagem no espelho, nossa saúde principalmente, nossas roupas...tudo isto é indicador de como está nosso vôo. E vamos ajustando nosso plano (cardápios, ativ. física, comportamento, maneira de pensar/agior/falar), vamos corrigindo falhas, vamos seguindo.

Tb saímos da rota, algumas vezes, no nosso processo. Mas temos condições de sempre voltar a ela. Devemos fazer isso! Por maiores que sejam as adversidades, se estivermos atentos e realmente dispostos a chegar onde queremos, vamos sempre dar um jeito e seguir.
É como o autor mesmo disse: Temos que ter um destino (nossa meta), um plano (nosso método) e uma bússola (indicadores da qualidade/eficácia do que estamos fazendo). 
Que isto valha p/ todos nós qdo nos encontrarmos em plena turbulência, ao invés de nos exasperarmos, ao invés de pensarmos em descer de qquer jeito - saltar de pára-quedas (desistir!) , em retornar ao ponto de partida (andar p/ trás) e abrir mão do nosso sonho (vixe!!!), vamos sim rever nosso plano, fazer os ajustes, entender o pq da situação que estamos passando e aí, c/ responsabilidade, vontade renovada, esperança e garra, principalmente muito amor e respeito por nós mesmos, prosseguir e chegar no destino. Emagrecer c/ saúde e alegria.
Acredito nisso. Por isso, nestes praticamente 2 anos de processo jamais desisti. Neste exato momento, estou reavaliando o plano, no entanto, sem parar o avião. Até parei um pouquinho só, p/ reabastecer. Estou em pleno vôo. E é ótimo ver os aviõezinhos amigos de vcs aqui, do ladinho viu? E vamos lá!
OBS.: Desculpem a demora em postar, ando atarefadíssima, mas não sumo não!!!  
Recado da Rebeca: Está bem, mas c/ problemas no servidor, pede que leiam a atualização do blog dela nos próprios comentários ok?
Beijão!



 Escrito por Beth ?s 19h57
[] [envie esta mensagem]


 
   O POÇO E A PEDRA - Autor desconhecido

Um monge peregrino ia por uma estrada qdo, do meio da relva alta, surgiu um jovem de grande estatura e olhos muito tristes. Assustado c/aquele aparecimento inesperado, o monge parou e perguntou se podia fazer algo por ele.
O homem abaixou os olhos e murmurou envergonhado: "sou um criminoso, um ladrão. Perdi o afeto de meus pais e  amigos. Como quem afunda na lama, tenho praticado crime após crime. Tenho medo do futuro e não sinto sossego por nenhum instante. Vejo que o senhor é um monge, livre-me então desse sofrimento, dessa angústia!" pediu ajoelhando-se.
O monge, que ouvira tudo em silêncio, fitou os olhos do homem e disse: "estou c/ muita sede. Há alguma fonte por aqui?"
Surpreso pela pergunta, o jovem respondeu: "sim, há um poço logo ali, porém nele não há roldana, nem balde. Tenho aqui, no entanto, uma corda que posso amarrar na sua cintura e descê-lo p/dentro do poço. O sr poderá tomar água até se saciar, qdo estiver satisfeito avise-me que eu o puxarei p/ cima."
O monge sorrindo aceitou a idéia e logo em seguida encontrava-se dentro do poço. Pouco depois, veio a voz do monge: "pode puxar!"
O homem deu um puxão na corda empregando grande força, mas nada do monge subir. Era estranho, pois parecia que a corda estava mais pesada agora do que no início.
Depois de inúteis tentativas p/ fazer com que o monge subisse, o homem esticou o pescoço pela borda, observou a semi-escuridão do interior do poço p/ ver o que se passava lá no fundo.  Qual não foi sua surpresa ao ver o monge firmemente agarrado a uma grande pedra que havia na lateral.
Por um momento ficou mudo de espanto, em seguida gritou zangado: "hei, que é isso? O que faz o senhor aí? Pare já c/ essa brincadeira boba! Está escurecendo, logo será noite. Vamos, largue essa rocha p/ que eu possa içá-lo."
De lá de dentro o monge pediu calma ao rapaz, explicando:
"Você é grande e forte, mas mesmo c/ toda essa força não consegue me puxar se eu ficar assim agarrado a esta pedra. É exatamente isso que está acontecendo c/ você. Vc se considera um criminoso, um ladrão, uma pessoa que não merece o amor e o afeto de ninguém. Encontra-se firmemente agarrado a essas idéias. Desse jeito, mesmo que eu ou qquer outra pessoa faça grande esforço p/ reerguê-lo, não vai adiantar nada. Tudo depende de vc. Somente vc pode resolver se vai continuar agarrado ou se vai se soltar. Se quer realmente mudar, é necessário que se desprenda dessas idéias negativas que o vêm mantendo no fundo do poço.Desprenda-se e liberte-se."

Ouço/leio muitas frases negativas, muita gente c/ uma auto-imagem péssima, agarrada aos enganos do passado e não falo de um passado distante, falo de qquer momento que já se foi, pode ter sido há 1 min atrás.
No processo de emagrecimento é comum – mas ERRADO se prender ao deslize de agora há pouco e assim justificar a falta de atitude AGORA MESMO p/ continuar indo em frente. É um tal de “fiz isso, fiz aquilo, portanto eu sou fraco, eu sou um m...., eu não consigo etc. e tal”.
 
E se isso acontece c/ pequenos erros que TODOS cometemos vez ou outra, imaginem só qdo se trata da lembrança dos insucessos mais antigos? Aí mesmo é que a pessoa guarda uma idéia tão pessimista sobre si mesma, sobre a sua força (que só vê como fraqueza) e, agarrada a esta “pedra” não se permite subir p/ um outro patamar, o VERDADEIRO, que é a sua real capacidade de reverter qquer situação, mudar a sua história, ter sucesso naquilo que se propõe.

Fiz dezenas de tentativas, no passado, p/ emagrecer. Malograram, eram mal conduzidas, inseguras, perigosas e, em algumas vezes, não eram tão ruins mas eu que deixei rolar, não me empenhei e fracassei, sim. Mas daí a enfiar na minha cabeça que sou um fracasso, vai grande diferença. Acredito sim na minha força, na minha determinação, no meu potencial e foi assim que botei o pé na estrada - desta vez do jeito certo e não serão os deslizes que já cometi e ainda cometerei (sou humana) que mudarão a fé em mim mesma, a auto-confiança, a garra c/ que seguirei em frente.

Haverá sempre quem nos lembre dos nossos insucessos anteriores. Ignorem! Eles são coisa do passado. Estamos no HOJE e HOJE é o melhor dia e AGORA o melhor momento de trabalharmos nosso sucesso.

Vamos largar a pedra que nos deixa no fundo do poço, combinado? Cada um tem sua pedrinha, se pensar direitinho encontrará. Encontre sim, mas só p/ dar um chutão nela e seguir em frente, tem uma taça esperando cada um de nós lá na frente!
Beijos e uma semana totalmente POSITIVA p/ todos!



 Escrito por Beth ?s 07h36
[] [envie esta mensagem]


 
  


(Não suba nela... isto pode deixá-la louca!) rs

Não foi uma semana vigilante, meu cardápio alternou refeições leves e bem balanceadas c/ beliscos não programados e desnecessários, fiz o que sei/digo que não se deve fazer, comi algumas vezes sem fome e por pura sem-vergonhice mesmo! Mas senti saudade de voltar ao esquema normal. Comi poucas frutas e adoro frutas, comi poucos vegetais e já estou habituada a eles, não me exercitei e meu corpo sentiu falta. Ou seja, não sei mais ficar numa boa sem estar me cuidando direito. E assim, me vejo hoje,em pleno sábado, reajustando direitinho o passo. Não por uma sensação de DEVER e sim por QUERER, por ser esta minha nova e definitiva, embora c/ tropeços, forma de pensar e agir.
Fui ontem ao VP, cheia de saudade (faltei na semana passada lembram?) mesmo sabendo que Filizola, cheia de razão, me daria uma rasteira (+ 1,6 kg). Quem deu a rasteira,na verdade, não foi ela e sim eu mesma, qdo afrouxei as rédeas. Culpa? Nenhuma. Já sou grandinha e seguro as consequências de meus atos. E terido ao VP e me sentir como sempre tão bem lá me mostrou que continuo na estrada sim, pro que der e vier.
Estive visitando algumas pessoas (poucas ainda, mas foi o que deu). Encontrei gente muito feliz c/ seu processo, tendo ótimos resultados, mantendo-se firme na estrada. Encontrei gente chateada por não estar se comportando tão bem assim e se esforçando muito p/ não desanimar. Encontrei amigas blogosféricas antigas, que andavam sumidas e agora enfeitam de novo nossa blogosfera, como a Rana e a Luciana (uma das madrinhas deste blog). Infelizmente, vi tb blogs desativados,outros desatualizados há tempos. Uma pena.
Gente amiga, errar é humano, derrapar é comum, a gente não pode se entregar ao desânimo qdo perceber que fez algo 'errado' ou que abusou um pouquinho. Só não pode é persistir no erro. Sim, temos que ser persistentes, mas vamos aplicar a nossa persistência em prol do que nós queremos alcançar e não ao contrário, certo?

Mesmo qdo cometo minhas besteiradas, eu sigo, seria desistir de mim mesma e isto está fora de cogitação. Por isso,alerto sempre: não dêem as costas aos seus objetivos. Mesmo c/ alguns insucessos, dúvidas ou o que for. Apeguem-se à Deus e confiem em si mesmos. Só erra quem está tentando acertar. Se vcs não estivessem na estrada, se já não tivesse evoluído e se não fossem capazes da conquista, não estariam aqui agora, me lendo, atualizando seus blogs (quem tem), batalhando, não é?

Em tudo podemos/devemos nos fortalecer. Eu vivo contando, uso e abuso de todos os recursos. Um olhar positivo me enche de alegria e me faz querer evoluir mais, um olhar negativo me sacode,me faz avaliar meu passo e me faz querer evoluir mais tb.
Ontem fui trabalhar c/ uma calça nova que adoro e estreando uma blusa muito lindinha, me senti maravilhosa. Me olhei muito no espelho durante todo o dia, curti minha imagem, examinei tudo direitinho, me elogiei várias vezes intimamente, me comprometi a seguir em frente c/ muita responsabilidade. Tenho um bom chão pela frente e quero/VOU percorrê-lo c/passos firmes e segurança.

Hoje percorri lojas procurando um terninho bonito e fino, p/ uma ocasião especial e, depois, usar tb p/ trabalhar. Entrei numa loja tradicional, onde antigamente rigorosamente nada me cabia. E agora, quase todos os modelos me cabem. Mas preços altíssimos, levei cada susto! Quase todos os terninhos que eu gostei custavam mais de R$ 500,00. Não comprei nenhum, mas deixei reservado um, pouco menos caro, ainda vou pensar se vale ou não comprá-lo.  Aí, fui em outras lojas, numa delas que eu não sabia mas tem tamanhos grandes tb, encontrei terninhos a ótimo preço, embora não sejam de qualidade tão boa como os da 1a loja. Mas são bonitos, bem cortados e o primeiro que vesti caiu como uma luva. E o melhor de tudo: em promoção, de 190,00 por apenas 65,00, quase desmaiei de alegria, quis levar mais - porém os outros modelos não ficaram bem em mim. Mas qdo vesti o terninho eu queria pular na cabine. Ainda me surpreendo ao vestir algo que olho e acho que não vai me caber e a peça fica boa. Aí, ouvi um comentário vindo da cabine ao lado da minha. Uma bonita mulher, tb gordinha, experimentava algo e as que estavam com ela - acho que parentes, riam junto dela por algo não ter cabido. Mas não eram risos de escárnio, eram de solidariedade. E qdo ouvi-as comentando sobre as reações das vendedoras qdo vêem gente gorda chegando na loja e já avisando "aqui não tem nada no seu tamanho" e o qto aquilo dói, eu não aguentei. Geeeeeente, eu sou muito entrona, eu abri a cortina da minha cabine e não fui me meter na conversa? Tive que dizer a elas que eu sabia direitinho do que estavam falando, me solidarizei, no final das contas eu já estava dando palpites, incentivando a colega de cabine a levar uma calça jeans muito linda que, por sinal, ficou bem bonita nela. E ela comentou comigo que não usa calça jeans, por causa da gordura etc.   Dei a maior força, disse a ela que levasse sim, que não se escondesse, que não deixasse de usar nada que gostasse, não era justo uma mulher jovem e bonita se privar de alegria, de coisas alegres e joviais...
Conversamos um pouco, eu e o grupo delas, mostrei minha foto de ANTES (sim, sempre tenho uma na bolsa) e todas amaram qdo souberam que faço o VP e que não fiz redução de estômago. Comentaram sobre a forma como as pessoas falam e riem da gordura delas, eu disse um pouquinho do que penso e do que tantas vezes trago para cá, falei do blog e as convidei a virem conhecer este cantinho e também o de vocÊs.

Elas se manifestaram interessadas, pois o que sentem falta é de incentivo de verdade, eu disse que isto aqui é o que não faltará. Se estiverem me lendo, minhas coleguinhas lá da ARRAZO, sejam bem-vindas e desejo que sintam-se em casa aqui e em cada bloguinho amigo linkado a este.
E, como eu disse lá na loja, façam o melhor por si mesmas. Mas não p/ agradar a ninguém mais, e sim a vocês mesmas! Vocês são bonitas, cheias de vida e de luz. Emagrecer é p/ a sua saúde, satisfação e facilidades na vida prática.

Então é isso, minha gente querida, nada de ficar borocoxô. Todos temos nossas fases esquisitinhas, todos temos nossos momentos de desatenção mas se não abandonarmos nosso sonho e entendermos que sempre podemos recomeçar ou continuar, tudo se ajeita sim. Para quem está firme e forte, parabéns, siga assim! Quem teve tropeços (como eu), tb é hora de seguir em frente! Com alegria, determinação, paciência, persistência e confiança!
Façam seu cardápio previamente, mesmo que depois algo mude, sempre fica mais fácil manter o controle! Evitem frases e pensamentos negativos, afirmem e reafirmem intimamente o tempo todo a confiança que possuem em si mesmos! Evitem companhias que os levam p/ baixo! Priorizem companhias que os valorizem independente do corpo/peso que estão! Nós somos mais que um corpo, embora tenhamos que cuidar dele, temos muitas coisas lindas e boas que precisam ser tb cuidadas, valorizadas, preservadas!

Quero desejar a todos um lindo sábado, cheio de luz, de alegria, de paz e de ÂNIMO. Quero todo mundo se olhando no espelho COM AMOR E GENEROSIDADE, todo mundo SE COMPROMETENDO CONSIGO MESMO a fazer o melhor possível. Amem-se! Quem se ama, se cuida! E vamos em frente! Beijos mil 



 Escrito por Beth ?s 14h23
[] [envie esta mensagem]


 
  

"Quando temos corações limpos e mentes limpas, e lideramos pelo exemplo, isto se manifestará através das vibrações que emanamos. As pessoas em contato se sentirão inspiradas em seguir a direção positiva que escolhemos. Como resultado, cresce a rede daqueles que estão olhando para dentro a fim de mudar. Se eu tenho amor por honestidade será esta qualidade que as pessoas ao meu redor apreciarão. Eles virão até mim por causa dessa qualidade. Se no mundo físico os opostos se atraem, na dimensão espiritual os semelhantes é que se atraem."
BK Jayanti

Organização Brahma Kumaris

Minha semana está complexa. Ando tensa, irritada e, ao mesmo tempo, satisfeita c/ algumas coisas, rindo e falando minhas besteiras. Eu sou assim mesmo. Consigo passar por todas as estações num mesmo dia, no final das contas estou sorrindo. Tudo faz parte deste ser interessante e nem sempre tão compreensível que é a Beth...rs

Coisa feia: Roí as unhas, lá vou eu começar tudo de novo...
 
Falta de tempo p/ tudo! Muito trabalho e novidades, a partir da próxima  2a feira agrego novas funções, mais desafios, sou movida por eles! Passarei 80% do tempo no outro prédio da empresa, perto de casa, a vantagem é que poderei ir e voltar a pé – mais exercício, mais economia! Lá tenho tb amigas e vai ser bom. Em 30 anos de trabalho, sou movida a constantes desafios, descobertas, aprendendo sempre. E tanta gente novinha querendo pendurar as chuteiras, eu quero é jogo! rs

Falar em jogo, estava me comparando (mal, claro) ao Pelé - o Atleta do Século que, depois de mais de 1000 gols feitos e devidamente comemorados, pode hoje viver da glória do passado. Disse isso ao meu homeopata, na consulta de quase 3 semanas atrás. Só que o Pelé está aposentado, pode ficar na aba dos feitos passados, não precisa mais fazer gol em campo, pelo menos não jogando futebol! Eu ainda estou no campo, o jogo não terminou, o juiz ainda não apitou, eu já fiz um monte de gols mas cansei de só ficar pulando pelos já feitos, quero e preciso fazer mais, aliás eu VOU fazer mais. Mas estava negando a mim mesma o qto esta estagnação me fragilizou, me impacientou - não ao ponto de me desanimar, pois minha vontade e determinação são realmente maiores que a chateação... mas não negarei a vcs que me vi muito mais tensa e aborrecida do que eu mesma imaginava.
Mas não adianta só a gente se aborrecer, digo sempre – e acredito nisto, os pensamentos têm que ser seguidos de ação efetiva p/ que a gente realize algo que deseja.
Foi preciso constatar/admitir que depois de + de 40 kg eliminados e uma mudança considerável nos hábitos alimentares e na forma de vida, é óbvio que minha cabeça não é mais a mesma, meu corpo não é mais o mesmo, meu organismo não funciona mais do mesmo jeito e, naturalmente, as ações necessárias p/ percorrer este último 1/3 da estrada, não podem ser rigorosamente as mesmas. Posso/devo seguir pela mesma linha, mas c/ ajustes. E pode ser que eu não seja, neste novo contexto, apta a sozinha fazer estes ajustes, afinal eu não sei quais são eles.
Assim, passo agora a ter acompanhamento de um endocrinologista e de uma nutricionista. Farei diversos exames clínicos já solicitados, vamos ver o que meu corpo aprontou neste período, depois de todo o emagrecimento etc., vamos ver como está meu sangue, vitaminas, proteínas, taxas em geral, hormônios. Terá meu organismo, nesta sua defesa aguerrida, alterado o funcionamento de algum órgão?
Assim: eu estou de um lado, empurrando um muro e sei que, persistindo, ele há de ceder cedo ou tarde. Acontece que eu não sei que tipo de ajuste o tal muro pode ter feito p/ resistir ao máximo ao meu empurrão. Quem sabe há “algo” atrás do muro, empurrando na direção contrária, neste caso vamos ficar neste empurra-empurra muito tempo, me cansando e até dando oportunidade p/ que ele ou tb ceda ou até se fortaleça mais, criando mais mecanismos de defesa?
É esta minha etapa. Paralelamente, a nutricionista irá me orientar num plano alimentar específico, p/ tentarmos inverter o meu metabolismo atual.
Ou seja: eu continuo no VP. Mas no que se refere especificamente à minha nutrição, estarei c/ um direcionamento personalizado. Isto está sendo necessário.
Se tomarei remédios? Garanto a vcs que mantenho (o médico sabe disso) minha posição. Sou contra, sei o que já me fizeram no passado. E na prática, comprovei que sem eles é possível. Não tomarei remédio p/ emagrecer.
A única abertura p/ medicamento está diretamente condicionada à detecção de alguma disfunção orgânica, aí sim, se for preciso, terei que tomar algo p/ corrigi-la. Mas nem sabemos ainda se isto será necessário e espero, sinceramente, que não, até pq sou adepta de homeopatia unicista há anos e sempre fico meio ressentida em fugir desta linha.
Mas vamos ver.
Eu queria contar isto a vcs, nem podia vir postar hoje, por causa do pouco tempo, mas dei um jeitinho. Mas eu faço questão absoluta de sempre ser uma pessoa confiável, crível, alguém que vcs possam saber que está sempre dizendo o que pensa, o que sente, o que acredita e, naturalmente, o que faz!
Torçam por mim, tá?

Ah, mas tem coisa bonitinha tb p/ contar ué! Eu e maridão comemoramos sempre niver de namoro, de casamento 'na prática' e casamento no civil. Dia 4/7 (última 2a feira) foi niver de casam. na prática. Vejam que fofo: de madrugada, fui ao banheiro fazer xixi. Ao pegar o papel higiênico, felizmente abri o olho (até então, estavam fechadinhos...rs). Surpresa! Meu amor tinha registrado um grande EU TE AMO ao longo do rolo, acreditam? Fiquei feito boba, não sabia se ria ou chorava feliz sentada no vaso sanitário... situação! rs  E, ao levantar no dia seguinte (o dia 4), o espelho do banheiro c/ uma
Meu amor, você é de ouro!

Quero comprar uma bicicleta ergométrica, só não sei onde posso botar lá em casa, já está tudo tão atravancado...quero fazer todos os dias depois do trabalho, mas num lugar onde possa ver tv ou ouvir som bem alto, p/ animar... está difícil...vou amadurecer esta idéia, depois conto!

Não tenho atualizado o outro blog (Cardápio) por falta de tempo. O que como até está registrado em caderno, mas o blog realmente vai esperar, estou corridíssima.
Prometo que sábado virei aqui com calma, contar tudo mais detalhadamente. Tenham um lindo dia, fiquem com Deus! Beijão!



 Escrito por Beth ?s 14h32
[] [envie esta mensagem]


 
   AGRADEÇA !

Agradeça
Sempre que você sentir necessidade de agradecer, agradeça a você também.
Egoísmo?
Não. É gratidão e reconhecimento com a única pessoa responsável por tudo que acontece com você.
Nada de bom ou ruim te acontece se você não permitir.
Achar culpados e heróis é perda de tempo, pense você é o responsável.....
Ah! E Deus? Não é ele que decide tudo? Sim, mas você decide de que forma Ele vai agir em sua vida.
Você que decide se Ele te orienta ou te pune.
Se você parar um pouco e analisar entenderá......
Pode me dizer: "Não tenho sorte". Eu te pergunto: Você joga? Você arrisca?
Se me disseres: "Não progrido no trabalho". Pergunto: Você já procurou outro?
Assim é tudo na vida, você que é o responsável......
Portanto, quando der um muito obrigado dirija-se a sua pessoa também, pois se alguém lhe ajudou , foi você que deu oportunidade a ele.
E tenha também a mesma conduta ao procurar culpados para fatos que te ocorreram, pois foi também você quem deu a oportunidade.
Se pensarmos assim teremos um mundo mais justo e feliz, pois cada um irá se preocupar com seus atos e procurar fazer o melhor, para ter o melhor.
(autor desconhecido)

    Recebi este texto de um velho e querido amigo, gostei muito e pensei bastante sobre o que diz.
Realmente, é muito comum nos isentarmos das responsabilidades por boa parte do que nos acontece de bom e de ruim. Até que muita gente costuma se responsabilizar bastante pelo ruim, trazendo a tal da culpa, que por sua vez gera descontentamento, desânimo e tanta coisa negativa que não precisamos e nem merecemos sentir.

Mas cada vez menos vejo gente se responsabilizando pelo que de bom lhe acontece. Modéstia? Nem sempre. Pq podemos ser modestos, humildes, sem deixarmos de valorizar nossos bons atos, as coisas bacaninhas que conseguimos construir. Não digo que devemos fingir que não sabemos qdo somos responsáveis por algo que não deu certo, é importante avaliarmos, entendermos onde falhamos p/ ajustarmos nosso pensamento e nossa atitude, visando corrigir o erro ou, pelo menos, não repeti-lo. Aprimoramento.

Mas caramba, tb não vamos fingir que não somos merecedores de nossa própria gratidão pelo que fazemos de legal não é?
Pois eu agradeço a Deus por cada segundo de minha vida, por tudo de bom que Ele me proporcionou, as oportunidades que me concedeu e concede, a cada instante. Mas agradeço sim, e muito, a mim mesma, pelas vezes em que fiquei antenada e assim, pude perceber e compreender cada oportunidade dada por Ele e aproveitado-a!

No meu processo de emagrecimento, sou grata a Deus por ter permitido que chegasse ao que cheguei - na obesidade mórbida, sem maiores sequelas na saúde, por ter deixado que eu acordasse e tomasse uma atitude antes que fosse tarde demais. Mas sou grata a mim mesma por ter acordado, por ter resolvido dar a virada!  E agora, a fazer as reavaliações necessárias p/ percorrer o resto do caminho... está sendo preciso!

Assim é na minha vida em geral. Sei que em muitos momentos, Ele me sinalizou claramente muitas coisas e eu fingi não ver. Paguei meu preço, pela teimosia, pelos antolhos que usei, deliberadamente. Mas que me ensinaram muito. Pq nos erros, aprende-se também. Pelo jeito mais difícil, mas aprende.

Então, amigos, vamos lá, vamos valorizar nossas conquistas, nossos feitos, sempre sabendo que fomos inspirados,iluminados, orientados mas que tb fomos receptivos, acreditamos, usamos nossa força interior, nossa fé, nossa confiança e coragem e seguimos em frente.

Isto nos dá força p/ continuarmos sabiam? Isto nos dá orgulho, aumenta nossa auto-confiança, nossa auto-estima ainda mais! E é mais um empurrão que nós mesmos nos damos, na direção do nosso objetivo!

Eu agradeço a Deus, a mim, ao meu amor, ao meu filho, aos meus amigos que me acompanham, me compreendem, torcem por mim e até me dão umas cutucadas, qdo preciso. Vcs estão nesta lista! Beijos e OBRIGADA!

 



 Escrito por Beth ?s 15h19
[] [envie esta mensagem]


 
   A Cidade dos Resmungos

Era uma vez um lugar chamado Cidade dos Resmungos, onde todos resmungavam, resmungavam, resmungavam.  No verão, resmungavam que estava muito quente. No inverno, que estava muito frio. Quando chovia, as crianças choramingavam porque não podiam sair. Quando fazia sol, reclamavam que não tinham o que fazer. Os vizinhos queixavam-se uns dos outros, os pais queixavam-se dos filhos, os irmãos das irmãs. Todos tinham um problema, e todos reclamavam que alguém deveria fazer alguma coisa.
Um dia chegou à cidade um mascate carregando um enorme cesto às costas. Ao perceber toda aquela inquietação e choradeira,  pôs o cesto no chão e gritou:
- Ó cidadãos deste belo lugar! Os campos estão abarrotados de trigo, os pomares carregados de frutas. As cordilheiras são cobertas de florestas espessas, e os vales banhados por rios profundos. Jamais vi um lugar abençoado por tantas conveniências e tamanha abundância. Por que tanta insatisfação? Aproximem-se, e eu lhes mostrarei o caminho para a felicidade.
Ora, a camisa do mascate estava rasgada e puída. Havia remendos nas calças e buracos nos sapatos. As pessoas riram ao pensar que alguém como ele pudesse mostrar-lhes como ser feliz. Mas enquanto riam, ele puxou uma corda comprida do cesto e a esticou entre dois postes na praça da cidade.
Então, segurando o cesto diante de si, gritou:

- Povo desta cidade! Aqueles que estiverem insatisfeitos escrevam seus problemas num pedaço de papel e ponham dentro deste cesto. Trocarei seus problemas por felicidade!
A multidão se aglomerou ao seu redor. Ninguém hesitou diante da chance de se livrar dos problemas. Todo homem, mulher e criança da vila rabiscou sua queixa num pedaço de papel e jogou no cesto.

Eles observaram o mascate pegar cada problema e pendurá-lo na corda. Quando ele terminou, havia problemas tremulando em cada polegada da corda, de um extremo a outro. Então ele disse:

- Agora cada um de vocês deve retirar desta linha mágica o menor problema que puder encontrar.
Todos correram para examinar os problemas. Procuraram, manusearam os pedaços de papel e ponderaram, cada qual tentando escolher o menor problema. Depois de algum tempo a corda estava vazia.
Eis que cada um segurava o mesmíssimo problema que havia colocado no cesto. Cada pessoa havia escolhido o seu próprio problema, julgando ser ele o menor da corda.
Daí por diante, o povo daquela cidade deixou de resmungar o tempo todo. E sempre que alguém sentia o desejo de resmungar ou reclamar, pensava no mascate e na sua corda mágica.
 - O Livro das Virtudes II - O Compasso Moral - William J. Bennett

 

Aqui vos fala uma grande resmungona, vcs nem imaginam o qto, tem dias que eu não me aguento.  Há dias em que resmungo c/ toda a razão, há situações que irritam mesmo. Há dias em que resmungo por pura chatice. Mas, na verdade, naquele momento da irritação, parece que meu motivo é o maior, o mais difícil do planeta.  E assim eu acho que é com quase todo mundo.
Hoje  foi um dia em que amanheci chata, resmungando muito, c/ um bico enorme que foi amenizando somente já na praia (pudera, um dia lindo desse, se eu desperdiçasse, seria um pecado!). Irritada com coisas que aparentemente eram enormes e agora, pensando bem, vejo o qto são simples e o melhor: eu posso perfeitamente solucionar uma a uma. Graças a Deus, depende só de mim, de decisões que eu posso tomar. 
Quero propor a vcs começarmos esta nova semana de um jeito  positivo, sem tantos resmungos, sem acharmos que temos mais problemas que todo mundo e que os nossos (se tivermos mesmo) são maiores que o de todos.
Situações adversas, contrariedades, motivos p/ chateação, isto tudo é inerente a quem está na vida, na luta. Mas dependendo de como encararmos e de como batalharmos a solução, tudo se ajeita. No mínimo, conseguimos nos abater menos, no mínimo, conseguimos passar um pouco melhor pela fase complexa e, quem sabe, até avaliar e ver que há coisa sempre muito pior.
Assim na nossa vida em geral, assim especificamente no nosso processo de emagrecimento. Acredito que em grande parte, vamos descobrir que somos nós mesmos os criadores das situações e, portanto, nós mesmos podemos resolver tudo. Combinado?

Beijos! Deus abençoe a semana de cada um de vocês!



 Escrito por Beth ?s 17h12
[] [envie esta mensagem]


 
   NOTÍCIAS

1) VP: Nesta 6a eu não fui! Não costumo faltar, mas foi preciso,tinha outras coisas a fazer e, do jeito que ando correndo, me permiti inverter, um diazinho, minhas prioridades. Na boa. Em quase 2 anos de processo, conto nos dedos das mãos as vezes em que faltei (tirando as semanas em que estava convalescendo de minha cirurg. reparadora), em cerca de 96 semanas eu tenho em média 90% de frequência, está bom! Semana que vem estarei lá, firme e forte. O peso eu tenho noção...claro...progredi um pouquinho...mas não é oficial, não registro.  

2) Reflexão: Enqto andava pela rua, pensei na pergunta que volta e meia me fazem e, recentemente, alguém fez de novo: “Pq não desisto?”. Não falo em desistir e voltar a ser obesa mórbida eu hem...tô fora.  Mas em me conformar em ficar neste peso médio, entre 97, 98 e pouco, já que me corpo, tem se conformado c/ isto. Aí eu ri sozinha na rua e respondi a mim mesma:"Imagine, nem morta!" . Não estou no peso desejado e sequer é um peso bom p/ minha saúde, bem-estar total. Não é só por estética. Afinal, embora ainda acima do peso, eu já compro roupas c/ facilidade, já escolho, já pago preços bons, já aproveito liquidações e p/ quem me viu c/ meus ex-140 kg, eu estou linda, maravilhosa.
Tudo depende da referência e quem tem como referência a Beth de antes, claro que me vê e diz: nossa, vc está ótima, nem precisa emagrecer mais. Um exagero, claro, eu estou obesa moderada, e não magra...rs
Mas a minha ref. não pode ser só esta. Esta cabe p/ eu me manter firme, p/ me mostrar que se cheguei até aqui, posso perfeitamente chegar mais adiante, eliminar os 20 a 22 kg que faltam. Percorri 70% do caminho, não deixaria os 30% restantes p/ trás, a menos que fosse um preciosismo, uma exigência minha sem muito cabimento. Mas eu não estou tentando/nem quero chegar ao corpo da juventude, estou trabalhando p/ chegar a um peso que, teoricamente, é superior ao ideal mas que fará de mim uma pessoa fora da obesidade e, realmente, bem fisicamente (falando em termos estéticos e de saúde).
Não sonho c/ nada que seja inalcançável ou que dependa de atitudes radicais.
Mas seria cômodo ficar como estou, manter este peso que mesmo ainda alto já me traz tantos benefícios, não há dia em que eu não receba um comentário, um elogio.
Mas acomodação não é uma palavra que combine comigo. Durante anos eu me acomodei na questão do corpo/peso, enqto sempre batalhei bravamente por tudo mais na vida e agora, que estou nesta arena c/ tanta vontade, não iria sentar e deixar tudo como está. Sim, eu progredi muito, eu já sou outra, mas não sou ainda como devo e quero estar.
Mas depois de 2 anos de batalha, mesmo c/ ótimos resultados contabilizados até aqui, apesar do "quase desistente platô", eu tenho mais do que nunca que renovar diariamente, hora a hora, minuto a minuto, tudo que me trouxe a este processo e que me fez chegar aqui, p/ justamente continuar.
Por que pensei isso? Sei lá, veio à cabeça e resolvi contar a vcs!

3) Motivação, Estímulo: Costumo dizer que sou uma garimpeira de informação, dicas, tudo que agrega valor e tb energia, motivação e estímulo. A motivação eu busco em mim mesma, eu a tenho e só preciso reforçar. Saber o que quero, como quero, pq quero e aí, fazer o melhor possível p/ conquistar.
O estímulo, eu garimpo dentro e fora de mim. Sou estimulada pelas conquistas que já tenho e pelas que ainda virão. Eu já usei calça 60 e hoje uso algumas calças/saias 48 mas há uma na Renner que não fecha. Semanalmente, entro na loja e experimento a bendita. Comparo c/ a semana anterior. Mesma coisa? Um pouco menos justa? Ok. deixo a calça lá, satisfeita, ela só é um indicador, uma referência a mais. O fato de ainda não ficar boa não me abate. Se ela ficasse mais justa do que antes, aí eu ia grilar sim. Mas não acontece, felizmente. E isto vira um estímulo fantástico. 
A blusa que usei p/ trabalhar 6a feira desfiou, tive que comprar outra na hora do almoço. Tinha que ser verde como a outra, p/combinar c/ sapato, brincos etc. Em todas as lojas que entrei, experimentei blusas sem dificuldade, tamanho G (em malha ou linha) todas couberam, nem todas ficaram tão bem, mas eu pude escolher. Comprei uma simples, bonita, barata. Mais um estímulo. Em outros tempos, havia somente 2 lojas ali perto do trabalho onde encontraria algo p/ mim e a preço no mínimo duas vezes maior do que paguei pela blusa.

4) Críticas são bem-vindas! Nem só de elogios e roupa nova eu me estimulo. As críticas tb me estimulam e muito. As construtivas, sem dúvida alguma me impulsionam, me ajudam a refletir e aprimorar. As negativas, por incrível que pareça, tb.
Qdo alguém me aborda p/ tentar jogar água fria no meu ânimo, cutucando c/ vara curta, c/ a intenção de tentar me demover o ânimo, a fé apesar dos buracos, pedras, muros, espinhos etc., na verdade está é me estimulando em dobro, pq acaba me levando a pensar de novo em tudo. Me ajuda a avaliar isto tudo que vivencio desde o 1º dia, recordar os tempos passados em que ou fiz  tudo errado ou simplesmente não fiz nada, me mostra o qto eu acertei no caminho que escolhi e que venho seguindo.
Mas há quem queira só cutucar, como faz aquele que gosta do carro do vizinho mas em vez de ir à luta p/ ter o seu, vai lá e bota taxinha na calçada p/ furar o pneu do outro...rs...pobreza de espírito. No meu caso, não cola. Chuva grossa não me molha, sereno quer me molhar, meu "sinhô"? haha

Neste processo, nada me demove a força, a vontade. Pode vir platô, pode vir o que vier, eu não renuncio a mim mesma, ao meu bem-estar, à minha saúde, às coisas que sonhei e posso/vou realizar. Não seriam tolas e irônicas palavras de quem, certamente, nada tem de bom a acrescentar e que, enqto gasta seu tempo e sua energia botando em vão taxinha no caminho do outro, deixa de fazer algo produtivo e bom por si mesmo.
Energia é força em ação. E eu sou pura energia.

Obs.: Eu não pixo muros hehe! A imagem no post de ontem foi criada através do site http://www.letterjames.de/  indicado pela querida amiga Folha de Chá.
Beijos



 Escrito por Beth ?s 13h10
[] [envie esta mensagem]


 
  [ ver mensagens anteriores ]  
 
 



Meu perfil
BRASIL, Sudeste, RIO DE JANEIRO, Mulher, de 46 a 55 anos, Portuguese, English, Arte e cultura, Livros, Praia, Dançar, Curtir a vida
MSN -



EU ERA ASSIM  

ESTOU ASSIM Meu nome ? Elizabeth, sou conhecida como Beth
Analista de Sistemas, especialista em Metodologia, Processos e Qualidade em TI, Ger?ncia de Projetos,An?lise de Neg?cios, Auditora ISO, sou leonina do dia 10/08, carioca da gema, moro na minha na cidade maravilhosa (RJ), adoro fazer amizades, sonhar, ler, escrever, sou casada c/ Vicente - meu grande amor, m?e do Alexandre, um filh?o maravilhoso, que ? universit?rio e "boadastra" da Mimi, minha enteadinha adolescente linda a quem chamo aqui de filhotinha.

Meu e-mail: beth.ebprs@gmail.com
Meu MSN: ebprs@hotmail.com



Objetivo deste Blog: Compartilhar meu processo de reeducação alimentar e mudança de hábitos que resultou no meu emagrecimento, me tirou da obesidade mórbida e me ensinou e ensina tanto!



Meu processo: Fui beb? 'cheinho',crian?a de peso normal, na adolesc?ncia tinha ?timo corpo. No in?cio da fase adulta comecei a engordar c/facilidade em fun??o de uma mudan?a p/ pior dos h?bitos alimentares e tb devido a dificuldade que tive em enfrentar alguns problemas pessoais, decep??es e m?goas que se transformaram em Kg a mais (eu as COMI). Durante anos optei por m?todos indevidos, tomei rem?dios, f?rmulas, inje??es, fiz dietas mirabolantes e isto tudo me ajudou a virar uma sanfona que cada vez abria mais e fechava menos. Cheguei ao auge da obesidade c/ 140 kg e dei o basta. Primeiro, fiz um pequeno controle que me ajudou a emagrecer quase 5 kg. Depois, entrei para o Vigilantes do Peso, onde emagreci 53kg c/equil?brio, seguran?a e muita alegria. Aprendi muito, o caminho foi t?o importante quanto os resultados. Eliminei 53 kg com o método do Vigilantes do Peso e atividade física. Aumentei depois alguns kg e agora prossigo, para reconquistar a minha meta e mantê-la para sempre.

Cr?ditos Imagens: Google
Comunidade no Orkut!


Comunidade Orkut: Eu sou f? da Beth - A Conquista! criado com carinho pela amiga Lili (obrigada, lindinha!)
http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=2052374


 
Clique AQUI e veja
o que eu como!




HIST?RICO
 01/01/2011 a 15/01/2011
 16/12/2010 a 31/12/2010
 01/12/2010 a 15/12/2010
 16/11/2010 a 30/11/2010
 01/11/2010 a 15/11/2010
 16/10/2010 a 31/10/2010
 01/10/2010 a 15/10/2010
 16/09/2010 a 30/09/2010
 01/09/2010 a 15/09/2010
 16/08/2010 a 31/08/2010
 01/08/2010 a 15/08/2010
 16/07/2010 a 31/07/2010
 01/07/2010 a 15/07/2010
 16/06/2010 a 30/06/2010
 01/06/2010 a 15/06/2010
 16/05/2010 a 31/05/2010
 01/05/2010 a 15/05/2010
 16/04/2010 a 30/04/2010
 01/04/2010 a 15/04/2010
 16/03/2010 a 31/03/2010
 01/03/2010 a 15/03/2010
 16/02/2010 a 28/02/2010
 01/02/2010 a 15/02/2010
 16/01/2010 a 31/01/2010
 01/01/2010 a 15/01/2010
 16/12/2009 a 31/12/2009
 01/12/2009 a 15/12/2009
 16/11/2009 a 30/11/2009
 01/11/2009 a 15/11/2009
 16/10/2009 a 31/10/2009
 01/10/2009 a 15/10/2009
 16/09/2009 a 30/09/2009
 01/09/2009 a 15/09/2009
 16/08/2009 a 31/08/2009
 01/08/2009 a 15/08/2009
 16/07/2009 a 31/07/2009
 01/07/2009 a 15/07/2009
 16/06/2009 a 30/06/2009
 01/06/2009 a 15/06/2009
 16/05/2009 a 31/05/2009
 01/05/2009 a 15/05/2009
 16/04/2009 a 30/04/2009
 01/04/2009 a 15/04/2009
 16/03/2009 a 31/03/2009
 01/03/2009 a 15/03/2009
 16/02/2009 a 28/02/2009
 01/02/2009 a 15/02/2009
 16/01/2009 a 31/01/2009
 01/01/2009 a 15/01/2009
 16/12/2008 a 31/12/2008
 01/12/2008 a 15/12/2008
 16/11/2008 a 30/11/2008
 01/11/2008 a 15/11/2008
 16/10/2008 a 31/10/2008
 01/10/2008 a 15/10/2008
 16/09/2008 a 30/09/2008
 01/09/2008 a 15/09/2008
 16/08/2008 a 31/08/2008
 01/08/2008 a 15/08/2008
 16/07/2008 a 31/07/2008
 01/07/2008 a 15/07/2008
 16/06/2008 a 30/06/2008
 01/06/2008 a 15/06/2008
 16/05/2008 a 31/05/2008
 01/05/2008 a 15/05/2008
 16/04/2008 a 30/04/2008
 01/04/2008 a 15/04/2008
 16/03/2008 a 31/03/2008
 01/03/2008 a 15/03/2008
 16/02/2008 a 29/02/2008
 01/02/2008 a 15/02/2008
 16/01/2008 a 31/01/2008
 01/01/2008 a 15/01/2008
 16/12/2007 a 31/12/2007
 01/12/2007 a 15/12/2007
 16/11/2007 a 30/11/2007
 01/11/2007 a 15/11/2007
 16/10/2007 a 31/10/2007
 01/10/2007 a 15/10/2007
 16/09/2007 a 30/09/2007
 01/09/2007 a 15/09/2007
 16/08/2007 a 31/08/2007
 01/08/2007 a 15/08/2007
 16/07/2007 a 31/07/2007
 01/07/2007 a 15/07/2007
 16/06/2007 a 30/06/2007
 01/06/2007 a 15/06/2007
 16/05/2007 a 31/05/2007
 01/05/2007 a 15/05/2007
 16/04/2007 a 30/04/2007
 01/04/2007 a 15/04/2007
 16/03/2007 a 31/03/2007
 01/03/2007 a 15/03/2007
 16/02/2007 a 28/02/2007
 01/02/2007 a 15/02/2007
 16/01/2007 a 31/01/2007
 01/01/2007 a 15/01/2007
 16/12/2006 a 31/12/2006
 01/12/2006 a 15/12/2006
 16/11/2006 a 30/11/2006
 01/11/2006 a 15/11/2006
 16/10/2006 a 31/10/2006
 01/10/2006 a 15/10/2006
 16/09/2006 a 30/09/2006
 01/09/2006 a 15/09/2006
 16/08/2006 a 31/08/2006
 01/08/2006 a 15/08/2006
 16/07/2006 a 31/07/2006
 01/07/2006 a 15/07/2006
 16/06/2006 a 30/06/2006
 01/06/2006 a 15/06/2006
 16/05/2006 a 31/05/2006
 01/05/2006 a 15/05/2006
 16/04/2006 a 30/04/2006
 01/04/2006 a 15/04/2006
 16/03/2006 a 31/03/2006
 01/03/2006 a 15/03/2006
 16/02/2006 a 28/02/2006
 01/02/2006 a 15/02/2006
 16/01/2006 a 31/01/2006
 01/01/2006 a 15/01/2006
 16/12/2005 a 31/12/2005
 01/12/2005 a 15/12/2005
 16/11/2005 a 30/11/2005
 01/11/2005 a 15/11/2005
 16/10/2005 a 31/10/2005
 01/10/2005 a 15/10/2005
 16/09/2005 a 30/09/2005
 01/09/2005 a 15/09/2005
 16/08/2005 a 31/08/2005
 01/08/2005 a 15/08/2005
 16/07/2005 a 31/07/2005
 01/07/2005 a 15/07/2005
 16/06/2005 a 30/06/2005
 01/06/2005 a 15/06/2005
 16/05/2005 a 31/05/2005
 01/05/2005 a 15/05/2005
 16/04/2005 a 30/04/2005
 01/04/2005 a 15/04/2005
 16/03/2005 a 31/03/2005
 01/03/2005 a 15/03/2005
 16/02/2005 a 28/02/2005
 01/02/2005 a 15/02/2005
 16/01/2005 a 31/01/2005
 01/01/2005 a 15/01/2005
 16/12/2004 a 31/12/2004
 01/12/2004 a 15/12/2004
 16/11/2004 a 30/11/2004
 01/11/2004 a 15/11/2004
 16/10/2004 a 31/10/2004
 01/10/2004 a 15/10/2004
 16/09/2004 a 30/09/2004
 01/09/2004 a 15/09/2004
 16/08/2004 a 31/08/2004
 01/08/2004 a 15/08/2004
 16/07/2004 a 31/07/2004
 01/07/2004 a 15/07/2004
 16/06/2004 a 30/06/2004
 01/06/2004 a 15/06/2004



OUTROS SITES
 Site do Vigilantes do Peso
 Ação pelo semelhante
 Nutrella
 MC DONALDS - Tabela Nutricional
 Site ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL
 Saudável.Info
 Vegê Gourmê - Blog da Chef Michele Maia
 Lu Francesa
 Selma Guerreira
 Meu Emagrecimento (Sara)
 Serei magra (Andreia)
 Renascer (Thuca)
 Valquíria
 Blog da Magui
 Neblina
 O sabor da vitória (Electra)
 Entretanto, eu (Jana)
 Diva esbelta e feliz (Diva)
 Miss Blueberry
 Vida boa é vida saudável (Cristy Costa)
 Diário light (Sylmara)
 Blog da Eloyza
 Veneno urgente (Flavia Rocha)
 Blog da Fafá
 Espelho light (Elaine)
 Blog da Cynthia (Londres)
 Agora eu emagreço (Aline) Brasília
 Never give up (Renata - Tita)
 Blog da Micha - RJ
 Homem também faz dieta (Carlos) RJ
 Jaqueline
 Mulher de Atitude - Cacau RJ
 Serei sereia (Fabi) RS
 A caminho da vitória (Elaine Regiane) SP
 Blog da Rogeria
 Blog da Georgia
 Escrevendo emagrecendo (Lisa)
 Diet Forever (Zá)
 Garotinha ruiva (o outro blog da Lu Russa)
 Dieta urgente (Luciana Alexandrino)
 Space Cris
 Tetê Sereiah
 Andréa Aoki
 Gordinha da Silva
 O sucesso da Lorena
 Renata sem firulas
 Valérie Roberto
 Arianna
 Clara - RJ
 Andréa Cordoniz
 Ana Carolina grávida
 Ana Carolina
 Miss Slim
 Drica (Paraty-RJ)
 Ada Sheila
 Anselmo
 Sueli
 Sol
 Kelly
 Jessica (Elite)
 Nilce
 Leila (Ninguém merece ser 3G)
 Fanta Diet
 Infobeso
 Cris Lopes
 Aline Tomaz (RJ)
 Roberta Alves
 Sue - gravidinha
 Cris fit
 Annie
 Novidades da Cris
 Leila Batista
 Clarita
 Rebecca sapeca
 Lua emagrecendo
 Brian
 Diario da bonita Andrea
 Marilia
 Marilia Vitória
 Aline Virtus
 Paula pra melhor
 Cristiane
 Teresinha
 Ana Cleide
 
 Marcia (Marquinhas)
 Pri 2
 Ludmila
 Lela
 Jana Carmen
 Pri emagrecendo...
 Luzluzinha
 Barbarella (Andrea Glauce)
 Raiane
 Luciana Kotaka
 Vanessa (Campinas)
 Patty emagrecendo de bem...
 Nanda (Idade da Pedra)
 Carlos Medeiros
 Lara
 Dani - Brasília
 Teresa Cristina
 Sisi
 Miriam - RJ
 Kaká
 Gabi e Ana Luiza
 Diário de Macherrie
 Catia
 Amanda Costa
 Rosimeyre
 Alice
 Walkiria
 Crizinha
 Char
 Lu Pinheiro
 Elisandra
 Lahys
 Cotidiano (Zany)
 Karen
 Kika
 Nicky
 O novo blog da Taty Carioca
 Isabela
 Lisandra
 Ju sem pressa
 VIGILANTES DA AUTO ESTIMA
 JT
 Barbarella
 Angelica Fernandes
 Claudia
 Lagarta de borboleta
 Alisson
 Nova Jacque
 Patty Roberta
 Michelle 2
 Elissandra
 Juliene
 Ana Paula
 Annie emagrecendo
 Lili Bolero
 Fernanda Betini
 Karina Torres
 Valqs
 Ana Telma
 Lilian Raquel (Lee)
 Cáritas
 Baxie
 Cacau II
 Renatita
 Nando Neri
 Isabelle
 Nanda
 Edite
 Way to go (Clara )
 Bartira
 BLOG COMER SEM CULPA
 Andreia Cantelli
 Lu Mme Light
 Magali
 Lu
 Aline RJ


VOTA??O
 D? uma nota para meu blog!