Conquista

UOL
  

Tem feito uns dias tão lindos no RJ, um calorão, um céu azul sem uma nuvenzinha p/ contar história, que coisa maravilhosa! Domingo eu curti uma praia deliciosa, o mar estava perigosíssimo, pela 1a vez em 49 anos de praia eu vi o salva-vidas, ali em Ipanema,  isolando literalmente uma faixa de mar, c/ uma fita amarela, daquelas que a Defesa Civil coloca em frente a prédios c/ risco  imaginem só! Ainda assim consegui dar uns mergulhinhos básicos, fora da tal área, claro!
Ontem fez 39º à sombra aqui no bairro onde trabalho e no jornal há foto de um termômetro de rua indicando 45º em Copacabana (foto). Exagero, acho eu, talvez o equipamento estivesse c/ problema, mas o calor que tem feito não dá tanta dúvida assim. Hoje, às 8:30 da manhã, os termômetros (mais de um) marcavam 35º na Pr. Botafogo!. Pena não poder ir p/ a praia, ai ai...mas o trabalho me esperava e muiiito trabalho, por sinal!
Meu apetite continua mínimo e este calorão, embora seja velho conhecido meu, está ajudando bastante a não ter fome, comer c/ bastante critério. Coisas leves, gordura mínima, até a gelatina diet que fiz uso constante durante as últimas semanas eu não estou conseguindo consumir, acho que enjoei. É mole?
Tenho mandado ver na minha bike ergométrica, cada dia um CD animadinho ao fundo, ontem foi um antigo do Netinho, música baiana super empolgante, tive até que segurar o “tchan”, pois uma hora lá a pulsação estava bem acelerada e muito mais pela empolgação que eu estava na cantoria e no embalo lá na bicicleta do que pelas minhas pedaladas, segura peãooooo hehehe
Tenho novidades: comprei o bendito sunkini que eu estava querendo. Caraca, que coisa, eu parecia criança, enqto não comprasse não sossegava. Nem podia ver isto agora, não era prioridade, ando dura, mas não teve jeito.
No fundo, sei bem o que é isso. Não é uma ansiedade normal, não é um “quero pq quero”. É o significado mais profundo, o desejo mais oculto que está sendo saciado, de certa forma.
Lembro de uma reunião no VP de muito tempo atrás, que até inspirou um post tb antigo, sobre os desejos mais interiores que cada um de nós possui p/ querer emagrecer. Coisas como: quero cruzar as pernas (oba, eu já cruzo de novo), usar blusinha ‘assim-assado’, quero andar deste ou daquele jeito, muita coisa que nem sempre confessamos a ninguém e até de nós mesmos escondemos, por um tempo.  Mas agora, como estamos na estrada, como estamos trabalhando p/ concretizar o emagrecimento, é mais que natural entendermos todos os desejos que estão por trás disto. E um desejo meu, de muitíssimos anos, era voltar a usar biquini. Não, não comprei biquini de verdade, do jeito que eu entendo que seja um biquini, do jeito que usava antes, que era pequenininho. Não tenho corpo p/ isso, muitas gordinhas usam e se sentem-se bem, tem mais que usar mesmo. Mas eu não me sinto ainda pronta. O sunkini é uma evolução fantástica p/ quem usa maiô há mais de vinte anos.  É um 2 peças. A calça é imensa, claro que eu não gostava e que só opto por este modelo pq é o que hoje me é possível. Quero me olhar e gostar do que vejo e eu andei vestindo outros modelos e vi que realmente não ficavam legais.
Comprei um muito bonitinho. Meu primeiro 2 peças depois de tantos anos. Minha barriguinha (inha??? Haha) de fora na praia depois de tempos, meu Deus como ela está branquinha, haja protetor solar p/ segurar a onda até ela amorenar, igualar ao resto do corpo! Por isso não espero o verão, tratarei de já começar a usar, no próximo fim de semana há de fazer sol p/ eu estrear minha conquista.
Pois é, a pressa era essa. Em curtir esta realização, ainda parcial, mas muito significativa p/ mim. Tanto qto ter um dia passado na roleta sem constrangimento, sem entalar. Tanto qto sentar como sento hoje sem medo da cadeira plástica desabar, tanto qto um mundo de coisas simples do cotidiano que um dia foram inacessíveis p/ mim. Então eu não podia esperar, eu não queria esperar. E cheguei em casa ontem como quem fez uma arte, não via a hora de mostrar ao marido. Mas qdo ele chegou do trabalho eu estava sonolenta e não teve beijinho nem assédio que me fizesse despertar, imaginem se eu ia experimentar sunkini? Haha Mas hoje cedo eu compensei rigorosamente TUDO (rs) e aproveitei p/ desfilar p/ ele c/ minha nova roupinha de praia. E ele amou. Achou linda. Estimulou muito, dizendo que eu não estou nem de longe como muita mulher que a gente vê na praia c/ tudo despencado (é o amor, meus anjos, é o amor, estou despencadinha sim...rssss), que o sunkini é lindo, que eu sou linda, enfim... fez por merecer tudo que veio a seguir...hahaha 
Fiquei pensando sobre esta pressa toda e no pq de não esperar emagrecer o que falta etc. Aí pensei: ué, qdo eu eliminar os 19,5 que faltam, vai ficar ainda mais mole! E eu não tenho grana agora e não sei se daqui a 1 ano terei, disponível, p/ fazer a plástica definitiva de abdomen. Tomara que possa, meu marido diz que a gente se vira, mas eu sei que não é assim, vai depender de muita coisa. Penso positivamente, trabalharei p/ isso, mas não posso ficar esperando que algo aconteça no futuro p/ realizar uma coisa que já posso começar agora. Me dar este presente, depende só de mim. Então me dei. Qdo estiver mais magra, melhor ficará. Qdo fizer a plástica – caso possa mesmo fazer, ótimo, aí eu compro um menorzinho bem lindão e pronto!
Alegria nunca é demais, principalmente qdo é originada pela nossa determinação, pelo trabalho amoroso que fazemos por nós mesmos.
E eu saí de casa me sentindo ainda mais bonita, mais plena. Sei que no começo vou estranhar um pouquinho, pelo menos até a barriga escurecer, talvez disfarçar melhor esta cicatriz que eu tenho (ela é grande mesmo, são 52 pts que salvaram minha vida em 86) e que nunca me incimodou em nada, mas hoje, pelo fato de franzir em função da barriga mole depois do emagrecimento, realça mais do que precisaria...rs  Mas eu não vou nem ligar. Vou curtir muito. Ah, não vou prometer tirar foto por enquanto, deixa queimar a barriga, depois eu vejo tá? Quem for à praia comigo verá, claro. Não me escondo não. Estou muito feliz. Eu conquistei mais uma coisa que estava adormecida. Outras virão!


E vcs? Já identificaram seus desejos, os mais claros e os mais escondidinhos? Façam isso! Ajuda muito a gente a ficar firme, a continuar indo em frente!
Vale a pena, vamos lá, quem ainda não fez, faça... quem já fez, reavalie, sempre tem coisas já conquistadas e novas vontadezinhas a descobrir!

Beijos



 Escrito por Beth ?s 10h50
[] [envie esta mensagem]


 
   SATISFAÇÃO GARANTIDA!!!

O que lhe traz satisfação? Muita coisa? Pouca coisa? 
A mim, um monte! Não sou de muito lero-lero, me satisfaço c/ coisas simples, o importante é que elas efetivamente 'me toquem': a alma, o coração, o corpo e isto inclui o estômago...rs  Pessoas, coisas, comidas, situações, realizações...tanta coisa me deixa feliz, me preenche!

Um olhar carinhoso diz tanto, um beijo de amor dado c/ o coração acima de tudo, uma palavra sincera...Meu marido é super romântico, do tipo que expressa seu amor de tudo que é jeito. No jeito alegre, no "eu te amo" escrito no guardanapo de papel da lanchonete, no coração desenhado c/ hidrocor no copo ou montado naquele fitilho que aperta o saco de pão ..rs E estas coisas satisfazem muito mais do outras que algumas pessoas valorizam tanto,muitas vezes supérfluas, tão materiais... 

A satisfação especial que quero mencionar hoje é relacionada ao processo de emagrecimento. Tem a ver c/ comida, sim. O tema foi abordado na última reunião do VP. A orientadora falou sobre a importância de manter-se a satisfação. Tem gente que entra em dieta e acha que não terá mais prazer em comer. Que a comida precisará ser algo sem graça, sem cor, sem sabor. Que vai comer alface e grelhado o tempo inteiro.

Assim, não há quem consiga mesmo levar adiante por muito tempo e como a idéia não é simplesmente emagrecer, mas adquirir novos hábitos, p/ manter-se magro, é preciso realmente garantir a satisfação.   Sempre há novas maneiras de se fazer um mesmo alimento. Sempre há como transformar uma simples salada em algo tão bonito que a gente queira repetir. Sempre há como descobrir algo novo.
Como vcs sabem, levei a vida toda detestando brócolis, há pouco mais de 1 mês descobri que já gosto de arroz de brócolis, há 15 dias descobri que consigo comê-lo cozido no vapor e na salada e hoje eu me propus a inovar, fiz rapidamente um risoto inventado na frigideira tefal, c/ brócolis, cebola, alho, azeite, arroz e carne moída. Ficou o ó do borogodó. Comi c/ uma satisfação imensa. Prato pouco calórico, super gostoso, bonito, nutritivo!

Manter-me saciada é importante, a reunião ontem focou mais a questão da comida, mas eu quero evoluir isso. Pq o melhor p/ mim não é simplesmente a saciedade que a comida gostosa, light e bonita me deixou. Mas a satisfação de ter progredido, de ter vencido uma teima c/ relação a um alimento, por ter vencido a mim mesma, ao preconceito, ao "não gosto e pronto". Mas não é só isso. O que me faz ficar efetivamente feliz, satisfeiticíssima é o fato de saber que c/ mais esta superação eu aumento ainda mais minhas possibilidades, amplio meu potencial p/ vencer a parada e chegar lá nos 77 kg bonitinhos que me esperam na linha de chegada!

A satisfação maior é ver que não só vou caminhando p/ lá, mas que eu ainda crio e vou criar situações de melhora na minha atitude, no jeito de pensar, eu não passei a simplesmente a colher o que plantei lá atrás, eu continuo plantando uma Beth mais bacaninha, p/ chegar lá na meta uma pessoa melhor, mais preparada, c/um conhecimento ainda maior de tudo que sou capaz de construir, principalmente em mim mesma!
Satisfação, pelo que venho aprendendo cada vez mais, é algo que a gente planta sim. Se olhar p/ algo c/ olhos de "nem quero ver", não haverá prazer algum na visão. Se olhar buscando ali algo que valha a pena, certamente aumentam as chances.
E isto vale na hora de preparar um prato, escolher uma roupa, olhar no espelho, optar por uma programação ou companhia. O prazer deve ser realmente garantido.
Assim como vc evita uma má companhia, que vá lhe deixar p/ baixo, evita vestir algo que não lhe valoriza, vc deve evitar escolhas alimentares que lhe afastem do seu objetivo. Para isso, deve aprender a criar, dentro daquilo que lhe favorece, as melhores condições de prazer. Saciar não só a fome, mas a vontade de comer algo bonito e gostoso. E saciar, principalmente, a vontade de ficar mais magra, mais leve, mais saudável, mais feliz consigo mesma. Mais bonita! 

Por isso, satisfação p/ mim tem um conceito hoje em dia mais amplo. Ela abrange um estado de ser, uma alegria interior, um orgulho de mim mesma. Não abro mão do prazer de comer algo que queira muito, mas abro sim, do exagero, da repetição constante daquilo que me fará retroceder, qdo quero ir p/ a frente! E como faço isso? Medindo a satisfação!
Comparo a satisfação momentânea que aquele ato indevido, na hora indevida irá me proporcionar c/ a satisfação que eu SEI que sinto se vencê-lo, e c/ a satisfação que eu sinto qdo percebo que evoluí, eliminei mais peso, entrei numa roupa, recebi um elogio, principalmente, que eu  me senti mais leve e mais bonita! E aí, eu opto. Escolho se quero aquele prazer imediato e efêmero, que some ao engolir o alimento ou se quero o outro, que perdura!

Muitas vezes, escolherei sim, o prazer momentâneo, não por avaliação errada, mas por saber que posso perfeitamente compensar aquilo, que eu realmente não vou repetir dali a pouco, não é um erro, é uma escolha pensada, algo que não está abolido da vida da gente, o que precisamos é saber conter, limitar, garantir controle.

Assim como a gente garante saciedade evitando muitas horas s/ comer, fazendo refeições regulares, bem equilibradas, saudáveis... a gente garante saciedade emocional promovendo ações contínuas que levam a um prazer maior, uma alegria crescente, uma auto-estima renovada, um orgulho de si mesmo que é bom demais da gente sentir, enfim, a satisfação para com aquilo que somos, fazemos, sentimos.

Assim como a gente se sente muito mal qdo faz as coisas do jeito diferente que gostaria, que planejou, que sabe que é certo, por justamente saber que fomos os causadores daquilo, nos sentimos bem quando fazemos a coisa certa, principalmente sabendo que foi escolha nossa!

Eu sinto imenso prazer em me sentir feliz. E me sinto feliz em saber que eu me proporciono esta satisfação.

Desejo que a semana que inicia seja repleta de SATISFAÇÃO p/ todos nós! Que saibamos discernir e escolher, c/ sabedoria mas principalmente prazer, aquilo que vamos fazer, comer, vestir, nos fazer acompanhar etc. e assim, estaremos com toda certeza escolhendo o que iremos sentir. Naquilo que estiver no nosso controle, no nosso poder de decisão, que saibamos decidir pela Satisfação verdadeira!  

Beijos especiais: Para Patty, lindona desculpe o esquecimento no outro post, mas amei falar c/ vc tb pelo telefone no encontro de SP hem! E p/ minha amiguinha Liane! Força na peruca menina, e estou aguardando o nascimento do seu bloguinho ok?

Beijãoooooooooooo



 Escrito por Beth ?s 12h13
[] [envie esta mensagem]


 
   Sexta-feira das boas! Pena que chove e faz frio (de leve) na cidade maravilhosa!

Hoje cedo,antes do banho, me olhei despida no espelho cuidadosamente. Constatei que os kg eliminados nas 4 semanas anteriores (já sob os cuidados da nutri) agora estão mais visíveis.
Qdo me vesti, a calça comprida (uma das que ganhei do morzão, recentemente) já se mostrou mais solta, ela fechava bem mas a cintura ficava bem justinha e agora, não mais. E a calça não tem strech, ou eu diminuo ou ela não se mexe haha. Aí vesti a blusa, que é justinha e até a última vez que usei, ficava mais subidinha, na altura do cós da calça. Hoje ela ficou lá embaixo, dando uma esticadinha chegou no quadril! E revelou o discreto desenho da minha cintura, já de um jeito bonitinho, sem aquela coisa "tchum" da gordurinha muito sobressalente, realmente era um desenho mais...harmonioso, eu diria! Que lindo!

Em casa, no elevador do prédio, na portaria, no banheiro da empresa, toda hora me olhava bem e percebia meu afinamento e, Deus que me perdoe, cheguei a pensar: Bendita dor de barriga!  haha (agora que passou, claro né? Rs).
Tinha almoço de aniversário de 3 colegas, mas desta vez declinei, pq continuo c/ pouquíssima fome e não valeria a pena, gastaria muito p/ comer quase nada e tb não via a hora de ir ao VP. Queria me pesar, queria rever e conversar c/ a orientadora já que na semana passada tive nutri.
Chegando lá, logo que entrei uma outra orientadora que estava ajudando a secretária me olhou, arregalou os olhos e disse bem alto: - Noossa! Vc está cada dia melhor! Parabéns! A secretária concordou e eu fiquei toda boba. Minha orientadora de fé me recebeu como sempre carinhosamente.

Em tempo: a balança do VP tem uma diferença p/ a da nutri, já constatei. A nutri gostaria que eu só pesasse lá, na consulta. E no VP, faz parte a gente pesar. Então, simplesmente eu peso nas duas, só que meu peso oficial passou a ser o da nutri.  Preciso de uma referência só. A do VP, por enqto, passou a ser ‘uma prévia’. O certo é pesar em uma única balança, mas como estou neste momento especial, seguindo o VP mas acompanhada pela nutri, peso nas duas, até pq já sei a média da diferença entre as duas. Bom, então subi na balança e o peso mostrado foi 96,5kg. Ou seja:da última pesagem do VP há 2 semanas, foram – 2,1 kg  e p/ a última pesagem na nutri 6a feira passada, são – 600g.
Estou muito satisfeita. Meu organismo já reage. E não vou dar todo o crédito da semana aos problemas gástricos pois qdo estava em pleno platô, durante 6 meses, não houve gripe, dor de barriga nem nada que me causasse esta sequência de resultados positivos, que já me remete ao meu estado normal pré-platô, ou seja, meu metabolismo entendeu e voltou a reagir.
Estou feliz. Novamente, é o menor peso dos últimos vinte e poucos anos!

Qdo terminou a reunião,  2 senhoras, antigas no VP que interromperam e agora voltaram, vieram me parabenizar. Uma delas até perguntou se eu havia feito cirurgia do estômago, pois estava impressionada c/ a diferença entre hoje e a época em que elas me viam lá. Ouvi muitas palavras de incentivo e elogios e fiquei ainda mais contente. E no hall, outras associadas antigas me parabenizaram, uma disse que lembrava de qdo comecei lá (ela já é vitalícia), disse que estou linda e fez uma festa tão grande que até me comovi.
E naquele momento, senti um orgulho danado de mim, não vou negar, não vou dar uma de modesta pq a verdade é que eu quase explodi de orgulho mesmo. Um dia, faltaram mais de 60kg. Hoje faltam menos de 20kg. Faltam exatos 19,5 kg p/ eu chegar à minha meta.
Já tive 140 kg. Cheguei no VP c/ 135,4. Hoje peso 96,5. É p/ babar ou não? É simmmm! Yupiii!!
Fui pela rua, quase levitando. Ouvir coisas boas, palavras de apoio, elogios, empurrões positivos é bom demais, é positivo e tem um efeito maravihoso, se a gente usar isto como combustível. E eu uso. Qquer olhadinha de admiração positiva eu jogo no meu tanque de força, de entusiasmo, motivação.
Pela 1a vez na semana, senti fome hoje! Senti a barriga dar uma roncadinha, gostei disto, sinal de que o organismo vai voltando ao normal.  Entrei em vários lugares, mas o cheiro de muita comida ainda me enjoa. E no que escolhi, a comida era simples, de boa aparência e não havia aquele cheiro misturado. Mas botei bem pouquinho no prato, o suficiente p/ me nutrir s/ forçar a barra. Comi c/ calma, mesmo sendo pouco. Já aplicando o tema da reunião de hoje, que era o de continuarmos garantindo satisfação, prazer na comida e para isso, é preciso comer devagar, dar tempo de o cérebro e o estômago de falarem, chegar o aviso de que estou satisfeita.
Depois, dei um passeio pelo shopping e pela feirinha de artesanato, sem comprar nada, pois grana não há. Mas eu não precisava comprar nada. O que eu ganhei hoje vale mais que mil compras. Uma renovação a mais nas forças, na vontade, na raça p/ seguir adiante c/ ainda mais atenção, positividade, segurança e alegria.

Nosso próximo encontro será dia 18/09 – um domingo, iremos à Ilha de Paquetá, um passeio de dia inteiro, imperdível.  Faremos um piquenique, quem já puder confirmar presença faça isto e diga o que pretende levar, p/ que não haja muita repetição e p/ que não falte nada essencial.
Legal levar frutas, água, refrigerante/refresco, sanduiches, biscoitos – preferencialmente lights né, gente? A galera que vai sempre já sabe, vamos nos falar p/ organizar tudo bem direitinho. Quem ainda não foi, esta é a hora, vamos lá, vale a pena, vamos nos ver, nos abraçar, compartilhar!
E temos chance de receber neste encontro a Milena, nossa amiga blogueirinha de Taubaté, que está se programando p/ nos acompanhar neste passeio, olhem que maravilha! E teremos a participação de uma convidada especial, como já mencionei no post anterior, que nos conduzirá no “momento light”.
E pode levar marido, amigo, namorado, noivo, filho, mãe, avó, quem vc quiser, mas se vc não quiser ou não tiver ninguém p/ levar, vá assim mesmo, pois nós somos amigos, ninguém se sentirá só nem deslocado sequer por 1 seg ok?  Vai ficar fora desta? Ahhh qual é?
Beijos, um lindo fim de semana p/ todos!



 Escrito por Beth ?s 16h13
[] [envie esta mensagem]


 
   NOTÍCIAS EM DOIS TEMPOS

4a feira, 22:41, uma noite quente no RJ. Comecei hoje um curso na empresa, 2 dias por semana até outubro, que bom! Gosto de reciclar, aprender, reaprender. Estava no tal curso, o cel. vibrou. Deixei cair na cx postal. Ouvi depois o recado da menina malcriadinha que tanto adoro: "Ai, mas p/que este povo tem celular se não é p/ atender a me...leca!" e aí, o aviso: "Beth aqui é a Rebecca, estou indo ao encontro..bla bla bla". 
Mandei 2 torpedinhos e mais tarde liguei. Consegui dar meu "alô" p/ cada amiga que que estava no encontro paulista. Ah foi tão gostoso, fazia tempo que eu queria aprontar isto, a Rebequinha é um doce, por isso me ligou, dando o toque, p/ me proporcionar a chance deste gostinho! Falei c/ ela, depois c/ a Adri, foi surpresa e a mulher quase desmaiou, que é isso lindona? Falei tb c/ a Kelly e a Sabrina, gente do céu, como é bom a gente ouvir a voz de amigas c/ quem 'convive' neste mundinho nada virtual que é a nossa blogosfera hem! Bom demais! Me senti entre elas! Participei, ao meu modo, deste encontro! E o carinho que recebi através de cada vozinha alegre no tel. foi maravilhoso, comovente...

E mais! Fiquei sabendo que estão mesmo programando uma vinda ao Rio p/ participar de um encontro nosso, provavelmente em novembro, vixe que isto vai ser um arraso! Vamos combinar sim, vamos tratando disso, galerinha, c/ muito carinho!

E falando do encontro carioca, a cabeça fervilhando de idéias p/ tornar estas ocasiões ainda mais gostosas e produtivas. Pois além da alegria de nos vermos/revermos, tirarmos fotos, nos divertirmos etc., estes encontros têm a função principal da troca de idéias, experiências,informações e principalmente apoio mútuo. Esta questão foi pertinentemente levantada por MarcinhaMarsele e já começamos a pensar mil coisas, tenho certeza de que os próximos encontros serão ainda mais maravilhosos. Acrescentaremos o "momento light" (não é nome oficial), ou seja, a horinha em que nós vamos conversar, ou fazer alguma atividade/dinâmica relacionada ao nosso assunto "foco" que é o processo de emagrecimento. Tudo de um jeito leve, gostoso, pois a intenção é, além de compartilharmos pessoalmente, como fazemos através dos blogs, sairmos fortalecidas, sentirmo-nos ainda mais amparadas e preparadas p/ mais um período de bastante garra e atitudes positivas na direção do que queremos.


E já me adiantei e acionei uma pessoa muito especial p/ contribuir nisso, uma convidada que, no próximo encontro (o de Paquetá, em setembro), vai nos proporcionar um momento muito gostoso, especial mesmo! Mais pertinho eu vou contar isto direitinho, tá? 
Gente, dia 18/09 está de pé? Galera carioca, confirme para a Denise poder divulgar o convite bacana que já fez e p/ nascer o selinho e começarmos a espalhar...combinar tudo legalzinho!


5a feira, entrou frente fria (felizmente, nem tão fria) e esta cidade linda está cinza, ai que pena, não tem jeito, carioca não gosta de dia nublado...Dizem que fica até domingo, é mole? E eu precisando tanto da minha prainha p/ dar uma relaxada básica...

Último dia, este ano, na "war room",volto amanhã p/ minha área, no prédio da Tijuca, conforme sonhava. O projeto continua, mas a data de implantação foi adiada p/ o próximo ano, não preciso mais ficar totalmente dedicada. Sim, ficarei mais longe de casa, mas prefiro.

Estou melhor a cada dia que passa, embora ainda haja incômodo digestivo. Talvez pq ontem tive um 'stress nada básico', mas eu seguro, "xacomigo". O apetite ainda é pequenininho, mas isto nem é tão ruim, né? hehe

Amanhã é dia de VP. Virei à noite postar e contar as novidades. Um beijo em vocês.



 Escrito por Beth ?s 21h47
[] [envie esta mensagem]


 
   A VIDA TEM A COR QUE VOCÊ PINTA (Mário Bonatti) - Esta é uma frase que eu aprecio!

E esta é a 1a msg do livrinho que ganhei da querida Déia, no meu aniversário:

O OTIMISMO que proporciona alegria faz a diferença entre viver bem,
ter decisões seguras e auto-confiança.
Cabe-nos descobrir os meios para atingir este estado de espírito.

É! Tem tudo a ver, é a minha cara.
Sou uma pessoa otimista, embora tenha - como qquer mortal, meus momentos down - felizmente, raros. Pq eu costumo reagir a eles. Não sou do tipo que "senta" e se deixa açoitar pelos maus pensamentos, pelas dúvidas, pela chateação e mesmo pelos fatos, afinal nem tudo sai sempre do jeito que a gente quer. Eu fico P da vida, eu reclamo, resmungo, fico possessa mesmo. Mas isto não me impede de 2 min depois estar rindo de uma outra coisa, estar projetando algo bacana p/ mim, procuro não azedar o caldo que está bom c/ o ingrediente ruim que me foi imposto ou que eu, por descuido, tenha pego.

Muitas coisas não estão no meu controle, não sou a toda-poderosa do mundo...rs, mas aquilo que controlo eu procuro levar do melhor jeito possível e o que não está, eu administro. Bem ou mal? Depende! Mas sempre c/ vontade de fazer o melhor. E de tirar proveito, ensinamento. Cada vez mais encaro quase tudo como oportunidade de crescimento.
Afinal o que é ser otimista? Ver tudo azul de bolinhas douradas (como dizia meu paizinho)? Levar uma topada, o dedão doer p/ kct dizer "oba" e sair rindo sem nem um palavrãozinho? rss Não, esta não seria eu!

Acho que ser otimista é ao menos procurar entender o que se passa, dentro e fora da gente e compreender que tudo pode levar a uma situação favorável. É ter uma expectativa positiva em relação à vida, ao que possa acontecer e ao que nós podemos fazer acontecer! É acreditar na possibilidade de ganhos! Nem estou falando em ganhos materiais, embora eles possam e devam, sim ser tb vislumbrados, ora bolas, a gente não vive em Shan-gri-lah! Mas não há dúvida de que o maior ganho da gente, tendo uma perspectiva otimista da vida, é uma tranquilidade maior, uma forma mais suave de levar o dia-a-dia, as situações favoráveis e desfavoráveis que vão pintando no pedaço. E isto influencia no jeito como vamos agir, não tenho dúvida!
O pessimista não acredita nas possibilidades positivas então pq iria aplicar o melhor de si p/ a conquista? Pq vai reagir positivamente a algo bom que venha a lhe ocorrer? Sempre procurará ver o lado negativo, a possível perda a seguir.
Há algum tempo, uma pesquisa científica apontou que pessoas otimistas tendem em geral a viver mais que as céticas e pessimistas.  Isto pq acabam sendo um pouco mais relaxadas, sentem menos temores e inseguranças e este bem-estar gera um comportamento melhor do organismo como um todo.

Acredito nisso. Afinal, quem vive tenso demais, deprimido demais, procurando agulha no palheiro (e duvidando que encontrará...) e sem acreditar nas possibilidades boas da vida pessoal/profissional, certamente não agirá tb da melhor maneira possível, interiormente estará oprimido pela própria maneira de pensar, no descrédito que planta em si mesmo e que emana, isto não pode fazer bem à saúde, né? Haja stress, corpo travado... o tal artigo dizia, drasticamente: "Ser pessimista é viver no inferno e tentar proteger-se disto o tempo todo".
Felizmente há como mudar isso. Conforme o nível de pessimismo, há maneiras de tratar e até mesmo clinicamente, pois existe um grau que é considerado doença e tem remédio!

Bom, então como eu dizia, eu sou otimista. Claro que tem coisas c/ as quais fico c/ o pezinho atrás né? Pessimismo?Não! Talvez precaução! Afinal eu me chamo Elizabeth e não Pollyanna hehe

E assim, do mesmo jeito que encaro tudo na minha vida, foi c/ otimismo que iniciei há 2 anos atrás meu processo de emagrecimento (este, o verdadeiro, o efetivo, eficaz e definitivo). Acreditando desde o 1º momento que estava dando um passo importante e que seria apenas o 1º de muitos passos. Acreditando que acertava totalmente no caminho escolhido e que saberia percorrer a estrada c/ tudo que fosse necessário. E não há como negar, muito é exigido o tempo todo.
Muita VONTADE - esta por maior que seja, se não for alimentada no dia-a-dia, se finge de morta se a gente bobear. E felizmente, a vontade "come de tudo": roupinha nova, sapatinho de salto mais alto, leveza no andar, agilidade, elogios etc. Tudo alimenta a vontade, tudo ela topa. Que bom!
Tb é exigida GARRA. Uma força que a gente tem tb que todos os dias exercitar. E cada vez que alguém ao menos sonhar que vc vai desistir, vc se alimentar daquele descrédito da pessoa, transformando-o em mais combustível p/ sua garra. É assim que faço.
E DETERMINAÇÃO, então? Outra coisa que a gente tem que reforçar sempre, olhando p/ onde quer chegar, sem perder o foco, ela tb fica firme.
PACIÊNCIA? Eita, esta é então mais do que exigida, é quase arrancada haha Mas é preciso. Pq se a gente perde a paciência, a gente se perde tb. Aí perde a graça né?
E tb são exigidos PERSISTÊNCIA, OBSERVAÇÃO, ATENÇÃO REDOBRADA, um monte de coisas que nos levam onde queremos.
E p/ que se possa seguir em frente e aplicar, na melhor medida possível, cada item destes, só mesmo c/ muito otimismo. Porque como diz o texto  acima, é isto que gera auto-confiança, proporciona alegria, dá aquela sensação de "eu posso" e, consequentemente, de "eu vou" (como disse Caetano: Por que não? Por que não?)

Agora, p/ quem pensar em tirar de mim este otimismo:  Nem tente! Sabe por que? Todas as receitas tentadas foram jogadas no lixo. Estragadas. Nada dá certo. Meu otimismo é presente de Deus! E contra ele? Ninguém né?

 Então, vc que está na estrada, mãozinha dada comigo, pense sempre nas suas possibilidades de forma positiva. Qdo pensar em esmorecer, mude o pensamento, desvie p/ tudo aquilo que vc sabe, melhor que ninguém, que está lhe esperando se vc persistir, se reanimar, eleve seu espírito e siga em frente, com otimismo. Vale a pena!

Obs.: Estou um pouquinho melhor, ainda c/ dor e correndo pro banheiro, não pude trabalhar, mas logo estarei 100%! Obrigada pela força!

Beijos mil !!!!!! Muitos abraços cheios de energia positiva!!!!!



 Escrito por Beth ?s 11h13
[] [envie esta mensagem]


 
   Virei Planta (no vaso) ou Rainha?(no trono) eita...

Amanheci totalmente enfraquecida, mal-estar, dor...não fui trabalhar, entrei em contato c/a área de saúde da empresa, fui devidamente orientada (aliás, tenho que registrar: eu não tenho apenas bons médicos que me orientam, eles são mesmo ANJOS dedicados que me abraçam c/ suas asas, Deus os abençoe. Como é bom sentir isso, como dá conforto e segurança!).

Passei o dia de molho, tomando remédios, tentando me alimentar mas este lado está complicado, o apetite desapareceu, é uma lenha p/ comer ou beber alguma coisa! Tenho que tomar muito líquido, mas nem isto (que adoro) estou conseguindo, vai de golinho em golinho, único jeito.
Só de ouvir falar de comida me dá enjôo. Aí meu marido ligou a TV no prog. da Ana Maria Braga, p/ me distrair. E ela me aparece c/ uma receita de torta de...REPOLHO! Justamente o que eu mais comi no sábado e que acredito ser a causa deste meu mal-estar é mole? Eita...Aí vem a mãe e comenta sobre um empadão (me revirou o estômago mas disfarcei), a empregada falando sobre o cachorro quente de forno que sabe fazer (e eu quase vomitando), o marido pedindo p/ ela fazer qquer dia destes (e eu concordando, sorrindo, quase tendo um piripaque)... É engraçado como nestas ocasiões a gente fica diferente né? Nossa...Ai meu Deus, agora vem o filho e pergunta: "Mãe, vc comprou hamburguer?" BLERGHHH

O maridaço ficou em casa durante o dia p/ me cuidar, só foi dar aula agora à noite pq não tem como cancelar a turma. É bênção na minha vida este meu amor!

Bom, como vcs sabem, tirando este momento 'dodói', minha alimentação volta ao normal, já c/um equilíbrio maior e só não estou 100% nestes 2 dias por causa do mal-estar. 
Quem me acompanha sabe que eu não estava intimamente confortável por estar c/ restrições e, mais ainda, por estar fazendo uma dieta low carb. O que me fez segui-la ainda assim? Confiança! Consciência! Bom senso! Capacidade de pensar, avaliar e compreender que não sei tudo, aliás quem sabe tudo nesta vida hem?
Procurei um médico devidamente capacitado, indicado, confiável. E através dele, uma nutricionista igualmente habilitada. Totalmente a par do meu processo, do meu modo de pensar e agir, eles me passaram orientação especial, c/ o objetivo de dar uma sacudida no metabolismo, após um platô de meses. E eu penso assim: se procuro ajuda e confio em quem me orienta, é p/ seguir. Mesmo não me sentindo confortável. Pq era confortável continuar exatamente no mesmo esquema, mas não era nada gostoso estacionar por tanto tempo. Então, segui a orientação e se fosse necessário continuar por mais algum tempo, eu o faria, mesmo sem gostar tanto.
Há pessoas que têm orgasmos múltiplos em poder se entupir de carnes, linguiças... não é meu caso. Até gosto, mas efetivamente churrasco p/ mim tem  muito mais valor pela oportunidade do encontro c/ amigos e família do que pela comilança. Há outras coisas que me atraem bem mais, podem ter certeza.
E felizmente, a orientação que recebi, mesmo sendo baseada em proteínas, não era tão solta como tenho visto algumas pessoas fazendo. Li uma tal de "dieta cetônica" que a mãe de uma colega faz (e distribui às amigas) que prega o consumo indiscriminado de bacon, linguiças, gorduras em geral. E eu tive a orientação de privilegiar carnes magras, linguiça de frango ou peru light etc. Ou seja, não chegava a ser a farra do boi.
Mas confesso que realmente me sinto bem melhor agora, voltando a uma dieta mais flexível.
Meu prato, em geral, conforme orienta o VP, é VIGILANTE: Metade dele é de vegetais. A outra metade, divido em 2 partes: uma c/ uma proteína (peixe, carne, ave) e a outra, c/ um cereal. Claro que nem todo dia faço exatamente isso. Eu como na rua e se vou ao Spoleto, por ex., comer uma salada deliciosa, o vegetal e a proteína entram, mas não faço questão de massa e não opto por uma. Mas aí eu como umas torradinhas, que as de lá são gostosinhas que só elas!
Sim, eu uso alimentos industrializados, a vida moderna nos impele a isso, eu não sou dona-de-casa padrão, fico mais tempo fora do que dentro de casa, dependo de empregada que certamente tem muito mais a fazer do que gerar caldo de carne caseiro etc. Bem que eu gostaria, que vida saudável tinham os antigos não é?
Falando nisso, atenção, o caldo 0% de gordura de carne, frango etc. é muito gostoso, mas o que não tem de gordura tem de excesso de sódio, que aumenta a pressão, cuidado galera! Nem tudo que reluz é ouro! Privilegiem temperos naturais, ervas aromáticas, sempre há o que usar p/ deixar a comidinha gostosa sem se prejudicar ok?
Bom, então, como eu ia dizendo, estou novamente no esquema VP sendo que a composição dos cardápios diários seguem uma orientação especial da nutricionista que me cuida agora. Ou seja, tenho qtdes fixas de carboidratos (e é bastante), vegetais (livres em um grupo, em porções definidas em outro), carnes, gorduras, leites e derivados. Entendo como um jeito otimizado de seguir o VP, pois eu sigo a linha deles, mas na hora de definir o que vou comer, cuido p/ que as proporções de cada grupo de alimentos esteja dentro do que a nutri indicou. Até pq o prog. do VP é absolutamente saudável e equilibrado e o que ela me indicou, idem.

Estou crescendo, me aprimorando e, aos poucos, corrigindo o que for necessário. Faço concessões qdo acho que devo, sim, pq a vida é assim! A gente tem que aprender a viver no dia-a-dia c/ tudo que aparece pela frente! O dia-a-dia nos propicia oportunidades incríveis de aprimoramento e aprendi que aprimorar não é simplesmente fazer tudo certo, mas selecionar, refletir, avaliar, fazer o melhor POSSÍVEL mesmo que este melhor não seja o totalmente correto. A vida é feita de legumes, verduras, carnes magras mas tb é feita de pizza, de doce e de refrigerantes e eu não me propus nunca a cumprir este trajeto como uma penitência e sim como algo positivo, que me está trazendo benefícios imensos e trará muitos mais ainda. Por isso, gente amiga, nada de ficar em desespero pq comeu uma pizza, pq pegou um bombom, o importante não é se abster do que gosta e sim saber controlar, saber escolher a melhor hora, selecionar direitinho e cuidar da qtde né?
Bom, eu ajo assim.
Não é comendo alface e babando a pizza do vizinho que conseguirei me tornar uma pessoa mais magra e melhor. Ficarei infeliz, quando gosto de ser feliz - e sou! Ah e ficarei chata e isto eu já sou, se piorar estraga haha

Outra coisa: há amigas queridas se ressentindo pq o emagrecimento trouxe ou está trazendo alguma flacidez, alguma consequência desagradável. Gente, não há como fazer omelete sem quebrar ovos, entendam isso! E se manter gorda não garantiria carninha dura não, e ainda por cima traria muitos problemas de saúde. Quem optou por emagrecer sabe direitinho do que deseja se livrar não é? O que cair, a gente dá um jeitinho depois e levanta! O que sobrar, a gente vê como fica depois! Não pode é se desanimar por causa disso. Tudo tem jeito. Ginástica, massagem, creme, plástica... sei lá, o que for. Curtam seu momento, entendam que estão se livrando de algo que faz muito mais mal do que uma pelanquinha que depois a gente resolve ok?  Vixe... eu estou tão molinha... e feliz da vida...
Beijos em todos! Muita luz, muita paz, muita alegria!!!



 Escrito por Beth ?s 17h01
[] [envie esta mensagem]


 
  

SÁBADO
Na manhã de sábado fui c/ Marsele buscar o kit p/ a caminhada. Imagine que fomos parar no lugar errado, a criatura c/ quem fiz a inscrição por tel. me deu uma referência furada, mas no final deu tudo certo.
Após o almoço dormi muito, demais mesmo e acordei me sentindo muito esquisita. Um mal-estar que imaginei fosse só amuo por ter dormido muito durante o dia. Meu marido chegou do trabalho e fomos levar minha mãe ao shopping (ela veio passar o findi conosco). E foi uma coisa, eu me arrastando pelo shopping, dor no corpo, garganta arranhando, calafrios...gripe chegando? Bem possível, a cabeça estourando. E me deu medinho de não estar bem no domingo p/ a caminhada!
Ainda assim, deu p/ entrar na Renner e paquerar umas coisinhas. Não ia comprar nada, nada, nada! Mas o danadinho do marido começou a percorrer as araras (como faz sempre) e me mostrar peças bonitas, blusas interessantes, bons preços e eu avisei: se eu vestir alguma coisa e gostar, vou querer levar, olha lá o que está fazendo!!! rs Não deu outra! Adorei uma blusa que ele havia escolhido e aí ele TEVE que me dar de presente, afinal de quem foi a idéia? rs


A outra novidade, que nem ia contar agora a vcs, é que resolvi experimentar uns Sunkinis, só p/ ver como ficam. Não tenho a menor condição de usar biquini ainda, embora muita gente mais gordinha até que eu use, não é complexo - não sou disso,  mas eu ainda não estou de um jeito que eu ache que vai ficar legalzinho, mesmo com banhazinhas pulando. O Sunkini, por ter uma calça mais larguinha, certamente vai dar uma seguradinha na barriga (mole agora como uma gelatina que ainda não endureceu, sacam?). Qdo acho a calça que fica melhor em mim, o soutian é muito fechado e eu gosto de peito de fora...rs E qdo acho o modelo do soutian que gosto, a calça é baixa e aí, é hilário, cai o abdomen por cima da calça, como eu tenho uma cicatriz grande, na vertical (resuiltado de uma cirurgia séria em 1986 p/ salvar minha vida), o emagrecimento provocou um franzimento, a carne mole com aquele risco que parece até que fizerm um drapeamento (quem entende de costura já imaginou? que espetáculo hem? haha). E fica parecendo que tenho uma bundinha na frente hahahaha Então, vou continuar procurando com calma, quando achar algo que fique menos ruim, vou comprar sim.
Não uso biquini há mais de 25 anos, embora antes - qdo tinha um corpo bacana, usasse um "quase nada", pois sempre fui abusadinha. E agora, mesmo sem chegar no peso desejado ainda e mesmo sabendo que até qdo estiver nos 77 kg ainda serei gordinha (mas muiiito melhor que hoje), acho que já é hora de começar a botar a barriga p/ tomar sol, escurecer, quem não quiser ver que feche os olhos. Meu amor deu a maior força. Então, torçam para eu encontrar viram? Claro que será uma calça larga, diferente do que eu gosto, mas é o que fica melhor e já é um progresso que só eu sei. Querer usar novamente 2 peças, querer novamente expor minha barriga ao sol, é uma coisa que me gratifica demais.
Só poderei fazer plástica qdo concluir o emagrecimento e mesmo assim, se a grana der. Então, não vou ficar esperando não, HOJE é o dia p/ me dar meus presentes, fazer minhas vontades não é? Então é isso!

DOMINGO


Acordei melhor, animada p/ a caminhada. Ainda sentindo dores e mal-estar mas a vontade de caminhar, de curtir o evento era maior que tudo. Estava tudo lindo, gente demais. Não sabíamos que qquer pessoa poderia participar da caminhada, independentemente de ter se inscrito, que pena, assim muitas amigas que não puderam ir teriam aproveitado hoje.
Eram 7:45 da matina qdo Marsele e Vinícius chegaram aqui em casa, eu e meu maridinho nos juntamos a ele e logo estávamos lá no local, concentrando. A largada foi animada, na base do Hu-Hu, parecia um bloco de carnaval logo no começo. Depois, hora de andar de verdade. Foram 5 km de caminhada sob o sol, eu confesso que só percorri o trajeto inteiro graças ao incentivo do Vi e da Marsele, já que eu realmente não me sentia tão bem, cólicas iam e vinham e as dores no corpo e o enjôo tb. Pensei até em "furar" a volta, mas graças a eles tive força e fiz tudo 'como manda o figurino'. E a felicidade e orgulho no final, indescritível. Ganhava medalha quem completasse o percurso em 1:15 no máximo e nós fizemos em 1:12 que delícia!
Vejam nossas medalhas!

O resto do domingo foi 'de molho', voltei a me sentir esquisita, mas já 'quase' sei o que houve, além da readaptação do corpo à alimentação mais normal, eu ontem comi muito repolho, tanto no almoço (salada) como na sopa à noite, acho que fermentou tudo lá dentro. O resultado é que, nesta noite de domingo, estou virando "rainha", no trono o tempo inteiro.
Mas este "detalhe" vc realmente não fazem questão de saber haha

Desejo a todos uma semana maravilhosa. A minha já começa c/ uma grande expectativa com relação ao trabalho, acho que isto tb me deixou ansiosa. Não é nada ruim não, fiquem tranquilos!

Beijos mil, amanhã virei com calma! Fiquem com Deus!



 Escrito por Beth ?s 19h37
[] [envie esta mensagem]


 
  

UpDate (19/08 - 23:41) - Recebi comentários bem críticos para o post abaixo, que publiquei hoje.  Respeito sempre a opinião de quem vem aqui me acompanhar. Mas há duas coisas importantes a dizer:

1a) Faltou uma leitura mais atenta do post, pois ali eu escrevo direitinho que voltei ao processo de reed. alimentar, ou seja, o momento restritivo, orientado apenas para dar um cutucão no meu organismo, já foi vencido. E, conforme havia sido previsto, volto a um prog. alimentar em que como de tudo, c/ regra, disciplina, maior flexibilidade, incluindo vegetais, carnes, frutas, carboidratos... ou seja, vidinha normal, mas sob controle, então quem chiou pelo jeito não se preocupou em entender o texto e sim só em malhar...tsc tsc tsc

2a) Todos os comentários são muito bem recebidos, mesmo que contenham críticas (construtivas, claro), mas quem sabe o que diz e pretende realmente contribuir c/ sua opinião, não tem pq se envergonhar. Quem não tem coragem de assinar um simples comentário, certamente não merecem atenção, mesmo que suas palavras possuam verdade total ou parcial. Em todos os comentários que faço nos blogs que visito, mesmo que minha msg leve uma crítica, um alerta, seja o que for, sempre ela estará assinada, dignamente, pois dignidade é algo que valorizo e a minha é inegociável. E assino sim, sempre: Beth. http://aconquista.zip.net. É isso. E agora, vem o post... aqui embaixo. 
Esta casa está sempre carinhosamente de braços abertos a todos os que aqui chegarem, mas uma coisa é lei: eu respeito para ser respeitada. E para mim, é uma tremenda falta de respeito uma pessoa se manifestar e não assinar, por vergonha. Que bom, eu nunca precisei ter vergonha de nada que disse ou fiz na vida.



 Escrito por Beth ?s 22h55
[] [envie esta mensagem]


 
   OLÁ!!!!!

Fiquei uns dias sem postar. Muito trabalho e um pouco mais de atenção à família, um cineminha, uma comprinha (ai a blusinha nova é linda...rs).  Até escrevi 2  posts inspirada por ótimos textos que li e que me tocaram muito. Mas muitas vezes preparo um post e na horade publicar, o que me vem á mente – ao coração p/ trazer a vcs é diferente, então eu mudo tudo. Guardo aquilo que escrevi p/ uma outra ocasião e trato de escrever na hora aquilo que me está vindo.  É como qdo procuramos alguém p/ falar de um assunto e na hora, sentimos vontade ou necessidade de falarmos sobre outra coisa. Ou qdo percebemos que aquele assunto que iríamos abordar não e mais tão pertinente, ou aquele não é o momento ideal p/ falarmos dele.
Andei escrevendo sobre muitas coisas que me têm feito pensar, mas não mostrei ainda, justamente pq me veio este ‘cutucão’ na cabeça dizendo: não fala disso hoje... fala daquilo...
Duas amigas fizeram aniversário ontem (18/08) e eu nem pude ir nas casinhas dar os parabéns, deixo aqui um beijo especial, peço a Deus que as abençoe, que lhe proporcione toda a felicidade, todas as realizações de seus sonhos, beijos do coração p/ vocês!
A semana foi boa, tudo fluiu bem no trabalho. O saco cheio esvaziou, fiquei tranquilinha, conforme me propus e contei a vcs. O bom humor prevaleceu. A disposição tb.
Comecei a usar minha bike ergométrica linda, maravilhosa, Diariamente, pela manhã, ponho um CD bem gostoso – cada dia um estilo, trato de subir nela e pedalo alegremente. De frente p/ a janela, vendo o Cristo Redentor, braços abertos sobre minha linda cidade e me dizendo, com toda certeza:  Pedala, Betinha!   

Não sei o que o vizinho está achando daquela música toda logo cedo, mas aí é outra história...rsss
Completei a 2a quinzena do programa alimentar da nutricionista 100% ok, ou seja, não cometi nenhum deslize, não houve sequer uma dentadinha em algo indevido. Total conscientização da necessidade de cumprir tudo direitinho, total compreensão de que, se fui pedir ajuda ao endocrino e à nutri, se recebi a orientação, se confio (e eu efetivamente confio) neles, então é p/ seguir e ponto final. E estou fazendo isto.
Se estou totalmente confortável c/ o novo modelo? Claro que não. Habituada a um esquema sem restrições, claro que me ressinto um pouco, mas saber que é algo temporário e necessário, me faz respirar fundo, tudo é o jeito como vemos a coisa. E eu sempre digo, é questão de escolha. Escolho ver como algo que me tirará da estagnação e não como algo que me tolhe. Escolho entender como mais um aprendizado.
Hoje é dia da nutri. Daqui a pouco estarei lá, conversando c/ ela, subindo na Filizola, tirando as medidas e vendo como meu corpo reagiu a estas 2 semanas. Sinceramente, não estou com nenhuma expectativa boa nem ruim. Ah que mentira rsssss estou sim... Esperançosa de ter um resultado bacana e um pouco temerosa do meu organismos ainda estar agarrado c/ unhas e dentes às gordurinhas que ele devia detestar, mas pelo jeito, gosta muiiiito...rs
Interrompo aqui este post, está quase na hora de ir lá. Daqui a pouco venho contar como foi.

Pronto, cheguei! A consulta foi ótima, levou mais de 1 h, valeu a pena,  a Dra Renata é maravilhosa, super atenciosa e atenta a cada detalhe, não há nada que se diga que para ela não tenha uma importância especial, é mais uma pessoa bacana que Papai do Céu pôs no meu caminho!
Bom, chega de suspense, o resultado da quinzena foi positivo, emagreci mais 1,4 kg. Estou com bonitos 97,1 kg, que é o meu MENOR PESO ATÉ AGORA DESDE QUE COMECEI O PROCESSO. Na verdade, não peso isto há cerca de 20 anos, algo assim. Sinto que agora estou mesmo indo em frente novamente.


O total do mês sob “nova direção” foi de 2,4 kg eliminados. P/ quem estava num platô de meses e meses, me considero novamente progredindo, sim. Ai que bom!
A outra coisa bacana é que, numa avaliação mais profunda, a nutri constatou que é possível já começar a mudar meu programa alimentar, já eliminando as restrições, permitindo um cardápio mais flexível embora hipocalórico, bem mais ao estilo VP, estou feliz. Mas precisaremos avaliar, daqui a 15 dias, como meu organismo estará reagindo a este retorno, da minha parte vou fazer tudo muito lindinho, já estou bolando direitinho os cardápios. Confesso que já estava quase enjoando de queijo, para uma ratinha como eu isto não é estranho?

Hehe Estou feliz.

No domingo participarei da Caminhada Contra o Câncer de Mama, que acontecerá no Rio. A Marsele vai também, vamos juntas no sábado buscar o kit (camiseta etc.) . Nossos  Vi´s (o meu Vicente e o Vinícius da Marsele) irão conosco, mas como homem não pode participar da caminhada, vão por fora, levando aguinha p/ nós e tirando fotos nossas, eita companheirões hem... O meu marido vai até usar uma camisa do evento, que eu dei de presente p/ ele, além de mostrar o apoio à campanha ele estará assim protestando pela restrição imposta de que só mulheres podem caminhar. Um absurdo isto, não acham? Quem sabe no próximo eles já liberam! Qtos homens gostariam de participar disto, p/ apoiar suas mulheres, filhas, mães...!

Bom, domingo eu venho contar novidades, quem sabe já trarei até fotos da caminhada? Beijos mil, tenham um final de semana cheio de alegria e paz.



 Escrito por Beth ?s 15h47
[] [envie esta mensagem]


 
   Lesco-lesco? Eu? Ihhhh... Saindo desta já já!!! rsss

Comecei a semana meio ‘lesco-lesco’. Aparentemente, sem motivo. Amuada, como numa TPM totalmente fora de época (estou em final de menstr.), desconforto físico (sono, moleza, dor de cabeça) e emocional (irritabilidade, falta de paciência, vontade de ficar quieta num canto).  Nada muito acentuado, as sensações se alternam c/ o estado normal, entre um muxoxo e outro tem sorrisos, besteiras sendo ditas, tem de tudo.  Ainda bem, assim não fico tão insuportável, nem p/ mim nem p/ quem me atura...


O caso é que, qdo nós mulheres estamos assim, usamos uma lente de aumento embutida na nossa córnea, que só enxerga porcaria e defeito, já notaram? A gente se acha mais gorda, mesmo que tenha emagrecido. Cisma c/ a roupa que sempre caiu bem, implica c/ o dedo do pé. Qquer coisa que se ouve soa mal. Elogio dá vontade de bater; crítica, dá vontade de socar haha

Mas e aí? Como reagir a isso? Como superar esta coisa?
Primeiro, claro, precisa entender o que está havendo. Identificar a causa. Pode ser ‘nada’,  pode ser ‘tudo’.  Há que ter bom-senso e equilíbrio na identificação, p/ não enxergar chifre em cabeça de passarinho, mas tb não deixar de ver algo que precisa ser encarado de frente, trabalhado.
Se houver uma causa, ela tem que ser administrada do melhor jeito. Não adianta fingir que ela não existe. Tem dias que não é nada, são os hormônios efervescendo, é chilique mesmo.

Seja como for, a gente tem que dar a volta por cima, pq ninguém merece aturar mau-humor, cara feia, é ruim p/ todo mundo e p/ nós é pior ainda.
No meu caso, descobri direitinho o que me deixou assim. Um misto de coisas, algumas que eu posso resolver e outras eu preciso administrar, pois não tenho controle total sobre elas.

As que posso resolver, já estou resolvendo. É coisa simples, faltava foco. Legal. E o que eu não posso, estou me ajustando por dentro p/ viver  melhor a fase, pois ela vai passar. É que estou sentindo muita falta de estar no meu local fixo de trabalho, no prédio da Tijuca, na minha própria área, c/ o povo de lá, estou meio de saco cheio de estar na “War Room” deste projeto, onde estou bem adaptada, me dou super bem c/ as pessoas e tal, mas é aquela sensação de estar bem hospedada mas não estar na sua casa. Mas isto eu não tenho como resolver, então o que fazer?  Entender a situação como oportunidade (que efetivamente É) de mais aprimoramento, extensão de conhecimento de maneira geral e até de reconhecimento maior, ou seja, ver o lado bom da coisa, pois ele existe sim. Então é aí que entram os recursos motivacionais, tão necessários p/ que esta falta de vontade de sair de casa p/ o trabalho seja superada e não haja a sensação de estar indo p/ o matadouro, que é ruim e até injusta no meu contexto.
Então não é questão de diminuir o grau da lente e sim aproveitar que estou c/ ela p/ ver o lado bacana das coisas, enxergar o que há de positivo nisto tudo. E usar a criatividade p/ bolar maneiras de encarar tudo melhor. Eu sei fazer isso, ora bolas!
Reforço a tranquilidade de estar trabalhando a pouquíssimos minutos a pé de casa, a beleza da vista que tenho da janela, o fato de estar me relacionando c/ outras pessoas e abrindo horizontes – nunca se sabe se amanhã isto será a grande chave que abrirá alguma porta na horinha H, enfim, não falta coisa interessante p/ mudar o jeito de ver a coisa.
Assim é c/ o resto. Sei que não engordei e que estou cumprindo 100% as orientações recebidas da nutri, não há um deslize sequer a contabilizar desde o dia 29/07. Então pq me achar imensa? A tal lente de aumento! Hora de usar recursos, artifícios...
Tratei de vestir uma roupa que gosto muito, p/ trabalhar. Blusa branca, que geralmente cai muito bem em mim. Meu irmão mais novo, já falecido, dizia sempre que eu vestia branco: “Os Rueda de branco são imbatíveis”. Um jeito particular e gostoso do meu maninho elogiar...
Pois é, então tratei de mudar o jeito de me ver. Faltava p/ melhorar o astral, fazer uma comprinha, meu Deus, como fazer compra é terapêutico não? Mas não deu... isto não deu haha

A verdade é que podemos escolher o jeito que vamos prosseguir o dia. Muitas vezes cabe somente a nós a opção de ficar down ou transformar, dentro do possível, aquele amuo em um estado mais positivo. Se posso escolher, então escolho ficar bem. Escolho pelo menos, ficar menos mal. Escolho usar meu direito e- mais que isso, meu dever de reenergizar meu próprio ser e voltar a sentir força, alegria, vontade. O interruptor está ali, ao meu alcance. Escolho acender a luz.

Com luz acesa, volto a me ver como realmente sou e estou. E eu sou legal, estou bem, estou caminhando, estou indo em frente c/ determinação, estou superando dificuldades, estou pulando cercas, escalando muros, furando as ondas. Então estou VIVA. Tem coisa melhor?

Olhei de novo as fotos do encontro... é, ainda me achei imensa, mas já resolvi atentar mais p/ o sorriso, p/ a blusinha que estava estreando, p/ a alegria que norteou o evento, p/ a expectativa do próximo, que vai ser maravilhoso tb!
Hoje o técnico veio montar minha bicicleta ergométrica, me ensinou a usar, ela é toda sofisticada, cheia de recursos, mede e conatrola limites de pulsação, é cheia de controles. Amanhã cedo vou estrear.
Já estou aqui quietinha e felizinha, contando a vcs mais um pouco de mim e de como faço p/ levar adiante, sempre adiante, meus projetos de vida, de vida melhor.


Aí, mais um recurso, que é mostrar esta foto fofa, eu e meu maridão na formatura dele...como eu me achei muito bonitinha na foto, claro que fiquei olhando para ela né...Aí passou a cisma... haha

Beijos...



 Escrito por Beth ?s 13h16
[] [envie esta mensagem]


 
  [ ver mensagens anteriores ]  
 
 



Meu perfil
BRASIL, Sudeste, RIO DE JANEIRO, Mulher, de 46 a 55 anos, Portuguese, English, Arte e cultura, Livros, Praia, Dançar, Curtir a vida
MSN -



EU ERA ASSIM  

ESTOU ASSIM Meu nome ? Elizabeth, sou conhecida como Beth
Analista de Sistemas, especialista em Metodologia, Processos e Qualidade em TI, Ger?ncia de Projetos,An?lise de Neg?cios, Auditora ISO, sou leonina do dia 10/08, carioca da gema, moro na minha na cidade maravilhosa (RJ), adoro fazer amizades, sonhar, ler, escrever, sou casada c/ Vicente - meu grande amor, m?e do Alexandre, um filh?o maravilhoso, que ? universit?rio e "boadastra" da Mimi, minha enteadinha adolescente linda a quem chamo aqui de filhotinha.

Meu e-mail: beth.ebprs@gmail.com
Meu MSN: ebprs@hotmail.com



Objetivo deste Blog: Compartilhar meu processo de reeducação alimentar e mudança de hábitos que resultou no meu emagrecimento, me tirou da obesidade mórbida e me ensinou e ensina tanto!



Meu processo: Fui beb? 'cheinho',crian?a de peso normal, na adolesc?ncia tinha ?timo corpo. No in?cio da fase adulta comecei a engordar c/facilidade em fun??o de uma mudan?a p/ pior dos h?bitos alimentares e tb devido a dificuldade que tive em enfrentar alguns problemas pessoais, decep??es e m?goas que se transformaram em Kg a mais (eu as COMI). Durante anos optei por m?todos indevidos, tomei rem?dios, f?rmulas, inje??es, fiz dietas mirabolantes e isto tudo me ajudou a virar uma sanfona que cada vez abria mais e fechava menos. Cheguei ao auge da obesidade c/ 140 kg e dei o basta. Primeiro, fiz um pequeno controle que me ajudou a emagrecer quase 5 kg. Depois, entrei para o Vigilantes do Peso, onde emagreci 53kg c/equil?brio, seguran?a e muita alegria. Aprendi muito, o caminho foi t?o importante quanto os resultados. Eliminei 53 kg com o método do Vigilantes do Peso e atividade física. Aumentei depois alguns kg e agora prossigo, para reconquistar a minha meta e mantê-la para sempre.

Cr?ditos Imagens: Google
Comunidade no Orkut!


Comunidade Orkut: Eu sou f? da Beth - A Conquista! criado com carinho pela amiga Lili (obrigada, lindinha!)
http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=2052374


 
Clique AQUI e veja
o que eu como!




HIST?RICO
 01/01/2011 a 15/01/2011
 16/12/2010 a 31/12/2010
 01/12/2010 a 15/12/2010
 16/11/2010 a 30/11/2010
 01/11/2010 a 15/11/2010
 16/10/2010 a 31/10/2010
 01/10/2010 a 15/10/2010
 16/09/2010 a 30/09/2010
 01/09/2010 a 15/09/2010
 16/08/2010 a 31/08/2010
 01/08/2010 a 15/08/2010
 16/07/2010 a 31/07/2010
 01/07/2010 a 15/07/2010
 16/06/2010 a 30/06/2010
 01/06/2010 a 15/06/2010
 16/05/2010 a 31/05/2010
 01/05/2010 a 15/05/2010
 16/04/2010 a 30/04/2010
 01/04/2010 a 15/04/2010
 16/03/2010 a 31/03/2010
 01/03/2010 a 15/03/2010
 16/02/2010 a 28/02/2010
 01/02/2010 a 15/02/2010
 16/01/2010 a 31/01/2010
 01/01/2010 a 15/01/2010
 16/12/2009 a 31/12/2009
 01/12/2009 a 15/12/2009
 16/11/2009 a 30/11/2009
 01/11/2009 a 15/11/2009
 16/10/2009 a 31/10/2009
 01/10/2009 a 15/10/2009
 16/09/2009 a 30/09/2009
 01/09/2009 a 15/09/2009
 16/08/2009 a 31/08/2009
 01/08/2009 a 15/08/2009
 16/07/2009 a 31/07/2009
 01/07/2009 a 15/07/2009
 16/06/2009 a 30/06/2009
 01/06/2009 a 15/06/2009
 16/05/2009 a 31/05/2009
 01/05/2009 a 15/05/2009
 16/04/2009 a 30/04/2009
 01/04/2009 a 15/04/2009
 16/03/2009 a 31/03/2009
 01/03/2009 a 15/03/2009
 16/02/2009 a 28/02/2009
 01/02/2009 a 15/02/2009
 16/01/2009 a 31/01/2009
 01/01/2009 a 15/01/2009
 16/12/2008 a 31/12/2008
 01/12/2008 a 15/12/2008
 16/11/2008 a 30/11/2008
 01/11/2008 a 15/11/2008
 16/10/2008 a 31/10/2008
 01/10/2008 a 15/10/2008
 16/09/2008 a 30/09/2008
 01/09/2008 a 15/09/2008
 16/08/2008 a 31/08/2008
 01/08/2008 a 15/08/2008
 16/07/2008 a 31/07/2008
 01/07/2008 a 15/07/2008
 16/06/2008 a 30/06/2008
 01/06/2008 a 15/06/2008
 16/05/2008 a 31/05/2008
 01/05/2008 a 15/05/2008
 16/04/2008 a 30/04/2008
 01/04/2008 a 15/04/2008
 16/03/2008 a 31/03/2008
 01/03/2008 a 15/03/2008
 16/02/2008 a 29/02/2008
 01/02/2008 a 15/02/2008
 16/01/2008 a 31/01/2008
 01/01/2008 a 15/01/2008
 16/12/2007 a 31/12/2007
 01/12/2007 a 15/12/2007
 16/11/2007 a 30/11/2007
 01/11/2007 a 15/11/2007
 16/10/2007 a 31/10/2007
 01/10/2007 a 15/10/2007
 16/09/2007 a 30/09/2007
 01/09/2007 a 15/09/2007
 16/08/2007 a 31/08/2007
 01/08/2007 a 15/08/2007
 16/07/2007 a 31/07/2007
 01/07/2007 a 15/07/2007
 16/06/2007 a 30/06/2007
 01/06/2007 a 15/06/2007
 16/05/2007 a 31/05/2007
 01/05/2007 a 15/05/2007
 16/04/2007 a 30/04/2007
 01/04/2007 a 15/04/2007
 16/03/2007 a 31/03/2007
 01/03/2007 a 15/03/2007
 16/02/2007 a 28/02/2007
 01/02/2007 a 15/02/2007
 16/01/2007 a 31/01/2007
 01/01/2007 a 15/01/2007
 16/12/2006 a 31/12/2006
 01/12/2006 a 15/12/2006
 16/11/2006 a 30/11/2006
 01/11/2006 a 15/11/2006
 16/10/2006 a 31/10/2006
 01/10/2006 a 15/10/2006
 16/09/2006 a 30/09/2006
 01/09/2006 a 15/09/2006
 16/08/2006 a 31/08/2006
 01/08/2006 a 15/08/2006
 16/07/2006 a 31/07/2006
 01/07/2006 a 15/07/2006
 16/06/2006 a 30/06/2006
 01/06/2006 a 15/06/2006
 16/05/2006 a 31/05/2006
 01/05/2006 a 15/05/2006
 16/04/2006 a 30/04/2006
 01/04/2006 a 15/04/2006
 16/03/2006 a 31/03/2006
 01/03/2006 a 15/03/2006
 16/02/2006 a 28/02/2006
 01/02/2006 a 15/02/2006
 16/01/2006 a 31/01/2006
 01/01/2006 a 15/01/2006
 16/12/2005 a 31/12/2005
 01/12/2005 a 15/12/2005
 16/11/2005 a 30/11/2005
 01/11/2005 a 15/11/2005
 16/10/2005 a 31/10/2005
 01/10/2005 a 15/10/2005
 16/09/2005 a 30/09/2005
 01/09/2005 a 15/09/2005
 16/08/2005 a 31/08/2005
 01/08/2005 a 15/08/2005
 16/07/2005 a 31/07/2005
 01/07/2005 a 15/07/2005
 16/06/2005 a 30/06/2005
 01/06/2005 a 15/06/2005
 16/05/2005 a 31/05/2005
 01/05/2005 a 15/05/2005
 16/04/2005 a 30/04/2005
 01/04/2005 a 15/04/2005
 16/03/2005 a 31/03/2005
 01/03/2005 a 15/03/2005
 16/02/2005 a 28/02/2005
 01/02/2005 a 15/02/2005
 16/01/2005 a 31/01/2005
 01/01/2005 a 15/01/2005
 16/12/2004 a 31/12/2004
 01/12/2004 a 15/12/2004
 16/11/2004 a 30/11/2004
 01/11/2004 a 15/11/2004
 16/10/2004 a 31/10/2004
 01/10/2004 a 15/10/2004
 16/09/2004 a 30/09/2004
 01/09/2004 a 15/09/2004
 16/08/2004 a 31/08/2004
 01/08/2004 a 15/08/2004
 16/07/2004 a 31/07/2004
 01/07/2004 a 15/07/2004
 16/06/2004 a 30/06/2004
 01/06/2004 a 15/06/2004



OUTROS SITES
 Site do Vigilantes do Peso
 Ação pelo semelhante
 Nutrella
 MC DONALDS - Tabela Nutricional
 Site ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL
 Saudável.Info
 Vegê Gourmê - Blog da Chef Michele Maia
 Lu Francesa
 Selma Guerreira
 Meu Emagrecimento (Sara)
 Serei magra (Andreia)
 Renascer (Thuca)
 Valquíria
 Blog da Magui
 Neblina
 O sabor da vitória (Electra)
 Entretanto, eu (Jana)
 Diva esbelta e feliz (Diva)
 Miss Blueberry
 Vida boa é vida saudável (Cristy Costa)
 Diário light (Sylmara)
 Blog da Eloyza
 Veneno urgente (Flavia Rocha)
 Blog da Fafá
 Espelho light (Elaine)
 Blog da Cynthia (Londres)
 Agora eu emagreço (Aline) Brasília
 Never give up (Renata - Tita)
 Blog da Micha - RJ
 Homem também faz dieta (Carlos) RJ
 Jaqueline
 Mulher de Atitude - Cacau RJ
 Serei sereia (Fabi) RS
 A caminho da vitória (Elaine Regiane) SP
 Blog da Rogeria
 Blog da Georgia
 Escrevendo emagrecendo (Lisa)
 Diet Forever (Zá)
 Garotinha ruiva (o outro blog da Lu Russa)
 Dieta urgente (Luciana Alexandrino)
 Space Cris
 Tetê Sereiah
 Andréa Aoki
 Gordinha da Silva
 O sucesso da Lorena
 Renata sem firulas
 Valérie Roberto
 Arianna
 Clara - RJ
 Andréa Cordoniz
 Ana Carolina grávida
 Ana Carolina
 Miss Slim
 Drica (Paraty-RJ)
 Ada Sheila
 Anselmo
 Sueli
 Sol
 Kelly
 Jessica (Elite)
 Nilce
 Leila (Ninguém merece ser 3G)
 Fanta Diet
 Infobeso
 Cris Lopes
 Aline Tomaz (RJ)
 Roberta Alves
 Sue - gravidinha
 Cris fit
 Annie
 Novidades da Cris
 Leila Batista
 Clarita
 Rebecca sapeca
 Lua emagrecendo
 Brian
 Diario da bonita Andrea
 Marilia
 Marilia Vitória
 Aline Virtus
 Paula pra melhor
 Cristiane
 Teresinha
 Ana Cleide
 
 Marcia (Marquinhas)
 Pri 2
 Ludmila
 Lela
 Jana Carmen
 Pri emagrecendo...
 Luzluzinha
 Barbarella (Andrea Glauce)
 Raiane
 Luciana Kotaka
 Vanessa (Campinas)
 Patty emagrecendo de bem...
 Nanda (Idade da Pedra)
 Carlos Medeiros
 Lara
 Dani - Brasília
 Teresa Cristina
 Sisi
 Miriam - RJ
 Kaká
 Gabi e Ana Luiza
 Diário de Macherrie
 Catia
 Amanda Costa
 Rosimeyre
 Alice
 Walkiria
 Crizinha
 Char
 Lu Pinheiro
 Elisandra
 Lahys
 Cotidiano (Zany)
 Karen
 Kika
 Nicky
 O novo blog da Taty Carioca
 Isabela
 Lisandra
 Ju sem pressa
 VIGILANTES DA AUTO ESTIMA
 JT
 Barbarella
 Angelica Fernandes
 Claudia
 Lagarta de borboleta
 Alisson
 Nova Jacque
 Patty Roberta
 Michelle 2
 Elissandra
 Juliene
 Ana Paula
 Annie emagrecendo
 Lili Bolero
 Fernanda Betini
 Karina Torres
 Valqs
 Ana Telma
 Lilian Raquel (Lee)
 Cáritas
 Baxie
 Cacau II
 Renatita
 Nando Neri
 Isabelle
 Nanda
 Edite
 Way to go (Clara )
 Bartira
 BLOG COMER SEM CULPA
 Andreia Cantelli
 Lu Mme Light
 Magali
 Lu
 Aline RJ


VOTA??O
 D? uma nota para meu blog!