Conquista

UOL
   RENOVAÇÃO CONTÍNUA


Qdo penso em tudo que já consegui e qdo leio/ouço e respondo a comentários sobre minha força de vontade e a vitória que é continuar na estrada mesmo após ter emagrecido tanto, mesmo depois de 3 anos de batalha, qdo seria tão mais fácil sentar nos louros, o que mais me vem à mente é a certeza de que isto só acontece pq eu INVISTO NA RENOVAÇÃO CONTÍNUA que me trouxe aqui e que me levará à conclusão desta fase do processo, que é o emagrecimento.
Que renovação é esta? Para começar e levar até o final um processo destes é preciso renovar o tempo todo o nosso QUERER, nossa MOTIVAÇÃO, a DETERMINAÇÃO, a PACIÊNCIA e a PERSISTÊNCIA. Estes elementos andam juntos, de mãos dadas e uns alimentam os outros o tempo todo e cada um precisa tb ser fortalecido o tempo todo p/ que possa realmente atuar positivamente junto aos demais. Vou explicar como vejo isto:
O QUERER é a vontade de emagrecer, mas não pode ser uma vontadezinha básica, ela tem quer bem fundamentada, tem que ser forte p/ nos sentirmos dispostos a batalhar de verdade p/ satisfazê-la, encarando os desafios, as dificuldades e tudo que pintar pela frente.
O que alimenta o QUERER é a MOTIVAÇÃO. Temos que saber direitinho o que nos motiva a querer emagrecer p/ termos garra p/ encarar o processo, buscando entender todos os porques de entrarmos na luta, senão vamos entrar de qquer jeito e qquer tombinho vai nos fazer desistir. Se nossa MOTIVAÇÃO for parruda e nós a fortalecermos continuamente,  vamos querer cada vez mais e vamos agir p/ conquistar. O alimento da motivação é tudo aquilo que sabemos que vamos obter de benefícios à medida em que progredirmos. A saúde, o bem-estar, a beleza, a agilidade etc., tudo aquilo que desejamos. Sempre sugiro (aprendi no VP) que façam uma lista (e atualizem sempre) de tudo que é um `porque` p/ seu emagrecimento. Por ex., eu queria que minha pressão voltasse a ser normal, queria poder novamente passar na roleta do ônibus, queria comprar roupas em lojas normais etc.(a lista é enorme). A minha motivação sempre foi e é alimentada por tudo que eu queria e ainda quero alcançar e tb por tudo que já foi conseguido.
A DETERMINAÇÃO é alimentada pela motivação e pelo querer. Sabendo que quero (e quero muito) e tendo muita motivação eu me determino a dar o melhor de mim. Esta determinação me ajuda em tudo, até mesmo a buscar mais reforços p/ a motivação, p/ o querer e p/ os demais elementos. Uns fortalecem os outros, repito.
Aí vem a bendita da PACIÊNCIA. Ela é o Ó do BOBÓ. Há quem me ache super paciente. Morro de rir.
De longe, sou sim, o máximo. Quem me conhece de perto sabe que não é assim...rs Sem dúvida que a maturidade, os anos de praia, os tantos pedaços bons e ruins já vividos me ensinaram muito e não nego que sou bem mais paciente p/ algumas coisas do que já fui.
Mas há situações (e pessoas) que Deus do céu, têm uma capacidade de me tirar a paciência que nem lhes conto!
Mas no processo de emagrecimento eu realmente aprendi a ter paciência. Confesso, não teve outro jeito, se não aprendesse continuaria repetindo erros antigos que não me levaram a nada de bom. E era hora de fazer a coisa certa e vencer. Uma coisa é ser impaciente, outra é ser burra e isto não sou...rs 
A PACIÊNCIA tb precisa ser renovada, ela então tem que ser empanturrada mesmo, pq ela tem uma rapidez danada p/ se esvaziar, então exige atenção, a barriguinha dela tem que estar sempre lotada. Se ela se esgota, rapidamente contagia a determinação e aí a motivação e o querer terão que se virar sozinhos, ficará tudo mais difícil, um elo de corrente que se fragilize bota o cordão todo em risco, vcs sabem.
E como se realimenta a paciência? O que ela precisa p/ ser forte o suficiente? Na minha opinião, ela precisa que a gente tenha consciência plena de tudo que perderemos ou deixaremos de ganhar se pararmos, se desistirmos, se dermos as costas aos nossos objetivos. É olhar a lista de motivos, que geralmente só cresce, ver o que já foi conquistado ou está quase sendo e ver tudo que ainda queremos e pensar: 'Caramba, vou abrir mão disso? Por que? Eu gosto das dificuldades que vivo ou vivi? Eu me sinto bem do jeito que estou ou que era antes? Eu seria mais feliz tão acima do peso, c/ riscos de saúde, sem poder usar isto e aquilo, me olhando e não gostando do que via/vejo no espelho etc? Se eu perder a paciência e meter os pés pelas mãos eu me livro do que e eu preservo o que?'

Quem fizer esta reflexão constantemente e c/ muita honestidade vai respirar fundo e oxigenar a sua paciência e mesmo que ela dê uma escorregada, será mais fácil reerguê-la.  Faço isto até hoje e sei que terei que fazer sempre, pois ao encerrar a fase do emagrecimento virá a da manutenção, que será eterna. Claro que me impaciento qdo me vejo tão perto da meta e não a alcanço. Mas se isto pode me levar justamente à direção contrária eu paro, penso e renovo a paciência, tem que ser assim.E temos a PERSISTÊNCIA. Ela é o elo mais importante, pq é aquele onde o fecho do colar fica preso. Falhou ali, o resto vai pro brejo. Persistir é fundamental, é seguir sempre apesar dos tropeços e tombos, é continuar mesmo que de vez em qdo os resultados não apareçam ou não sejam favoráveis, é continuar sempre olhando p/ onde quer chegar. A persistência é alimentada pelo querer, pela motivação, pela determinação e pela paciência. O que nos leva a persistir é querer, é saber pq queremos, é nos determinarmos a conquistar e termos paciência p/ entender os percalços, superar dificuldades, compreender nosso próprio funcionamento, aprender a administrar a vida.
Por isso eu digo que a renovação tem que ser contínua, praticada todo dia, naturalmente. Acordar e antes mesmo de sair da cama mentalizar que vai ter um dia bacana, que vai se esforçar p/ que sua parte seja caprichadinha já é uma realimentação. Está andando na rua, viu uma vitrine, gamou numa roupinha que ainda não cabe ou não fica bem, aproveita e usa como alimento p/ a motivação (tem gente que desperdiça energia ficando triste pq a roupa ainda não dá e aí, entra na lanchonete em frente e se entope de porcaria). Conseguiu fechar aquele botão que antes não fechava, vai lá e realimenta novamente a motivação, agora c/ mais uma conquista. Sentiu-se angustiado pq algo não está acontecendo no tempo que desejava, pare p/ realimentar a paciência, pensando que se perdê-la vai ficar numa situação muito pior! E assim, persistirá e chegará onde quer, aprenderá a se renovar continuamente e isto servirá p/ tudo na vida.

Ah, faltou uma renovação que é a mais essencial de todas. Renovar o amor por si mesmo, diariamente. Ele é o combustível para que queira sempre conquistar algo de bom p/ si mesmo. É assim que eu funciono. Algumas vezes, é mole. Outras, vou aos trancos e barrancos. Mas eu sigo. E recomendo.
QUER UMA FONTE DE RENOVAÇÃO MUITO ESPECIAL? VÁ AO 18° ENCONTRO DA BLOGOSFERA LIGHT CARIOCA!   Eu vou!!! Beijos!


 Escrito por Beth ?s 19h52
[] [envie esta mensagem]


 
   VALE A PENA SIM!!!

A semana está indo super bem, estou tranquilinha. Saíram os resultados dos exames pedidos pelo endocrino. Minhas taxas estão maravilhosas! Na avaliação hormonal, uma surpresa: não estou na menopausa. Tudo absolutamente normal, nenhuma variação ainda. Com relação ao processo, a meta agora é eliminar os kg que readquiri após chegar aopeso mínimo que foi 87,6 e na última pesagem oficial (a do desabafo) deu 92,7. Vou fazendo a minha parte e chegando de novo no peso mínimo, devo entrar em manutenção. A consulta com a nutri é hoje no final da tarde. Nada de ativ. física, o médico pediu p/ suspender, pois a perna esquerda, que tem o linfedema, o preocupa. Amanhã é o dia do eco-doppler solicitado pelo angiologista e até que o resultado seja analisado pelos dois, nada de esforço e perna p/cima. Estou trabalhando apoiando-a numa outra cadeira.
Me sinto mais leve e roupas mais soltinhas. Estou menstruada, mas até sábado, qdo irei pesar, não estarei mais e vamos ver o que Filizola dirá. Sinceramente, não estou ansiosa, depois do piripaque e de uma boa reflexão, me ajustei. Independentemente de qquer coisa, eu e a reeducação estamos juntas e p/ sempre. O que ela me traz, além do emagrecimento, é bom demais em todos os sentidos. As mudanças que já fiz e que ainda farei p/ melhor só me trazem benefícios dos quais não abro mão, quem não gosta de coisa boa?

Começar e cumprir um processo destes requer uma série de coisas e a principal é QUERER MESMO EMAGRECER e emagrecer não é só reduzir peso, p/isso basta fazer uma dieta da moda, seguir uma das maluquices que chegam via internet, revistas ou correr p/ fórmulas etc. e pronto, desincha daqui, desidrata dali, proibe isto, só pode aquilo e o peso reduz rapidamente à custa de uma série de privações que ninguém agüenta por muito tempo e de atitudes drásticas que não fazem bem. E o resultado qdo (e se) aparece, vai embora mais rápido ainda.  Falo em emagrecer de verdade, c/ mudança de hábitos, tornando natural uma forma nova e melhor de pensar/agir e assim, manter-se depois no peso. Sempre à custa de atenção e controle, mas sem neuras. Tem gente que pensa que ter atenção e controle é ficar 24h/dia fazendo conta e pensando no assunto. Não é isso.
O processo é como um casamento. Há quem se case sem comprometimento, já entra na vida a dois pensando “se não for exatamente como eu imagino, eu me mando”. Eu tb acho que não é preciso nem é bom viver p/ sempre c/ alguém sem haver felicidade e tudo mais, porém casar já c/ este pensamento é começar sem a intenção de fazer a sua parte p/ que dê certo. A reed. alimentar não é uma dieta que tem começo, meio e fim, não é um “ficante” e sim um parceiro que a gente escolhe p/ viver p/ sempre, a menos que queira engordar tudo de novo. Isto requer confiança, determinação, boa-vontade, paciência (muita), bom-humor, criatividade, amor (por si mesmo, antes de tudo), compreensão, atenção e mais um monte de coisas. Vale p/ uma relação a dois, vale p/ um proc. de emagrecimento de verdade e p/ tudo que se pretende que seja efetivo, definitivo. Não adianta já entrar dizendo que não quer se preocupar c/ isto nem aquilo. Por isso tem que saber escolher o caminho e assumir a parte que lhe cabe. Pq cair do céu, infelizmente o resultado não vai cair não!
É preciso foco, dedicação e compreender que se não for promovida nenhuma mudança no estilo de vida, nenhuma inovação no cotidiano, na forma de encarar as coisas, nas escolhas que se faz e sem vontade de ver muitas coisas de um jeito novo, diferente, interessante, não vai rolar.Tudo tem seu preço. Eu pago c/ imenso prazer o preço de tudo que estou conquistando. Até dou meus ataques de vez em qdo, mas se não fosse assim, não seria a Beth....rs
 
O que a princípio parece que tolhe a liberdade, é o que realmente dá liberdade. Liberdade não é deixar correr tudo solto e se estrepar por falta de controle e sim justamente ter o controle na mão, decidir como usá-lo, aprender a aplicar da melhor maneira em seu benefício. Não tem quem ache que liberdade é não se unir a ninguém, ficar só e pulando de galho em galho, o tempo todo? No emagrecimento isto corresponde a não ter compromisso c/ o processo. Faz hoje, não faz amanhã, hoje usa o método X, amanhã corre p/ um modismo qquer, depois muda de novo...
Eu já acho que liberdade é saber escolher, é identificar o que na verdade faz bem à gente e, achando, pegar firme, tentar c/ todo o coração e cabeça fazer com que aquilo seja bom de verdade. Vamos errar, vamos ter momentos esquisitos, mas vamos ajustar e seguir. É um casamento! Ou no casamento, já no 1º desentendimento pega as trouxas e some no mundo?

A gente erra daqui, acerta dali, vai se ajustando, aprendendo, chegando onde quer. O ônus é se responsabilizar por isso. O bônus é conquistar o objetivo. Vale a pena. Eu casei com a reeducação. Abaixo, uma prova de que é uma relação que dá certo.Aliás, de duas, afinal meu casamento com o Vi tb é tudo de bom!!! Beijos

Não é a melhor foto, já estava descabeladinha etc. mas dá uma noção...rs



 Escrito por Beth ?s 09h58
[] [envie esta mensagem]


 
   OITO VERDADES SOBRE MIM E TB NOTÍCIAS FRESQUINHAS!

Há algum tempo, recebi de 2 amigas um ‘pepino’. Editei as respostas, mas não postei logo e o tempo passou, o arquivo sumiu. Fiquei devendo, me perdoem! Agora a Dani me passou outro, já estou respondendo p/ não furar:
Oito verdades sobre mim:
1. Sou muito sincera e espero sempre que as pessoas sejam igualmente sinceras comigo.
2. Sou intensa, tudo comigo é “muito”. Amo muito, detesto muito, choro muito, rio muito, falo muito, escrevo muito...
3. Sou muito intuitiva e aprendi a entender e atender à minha intuição, ela é um dos meios que Deus me deu p/ entender os Seus sinais.
4. Detesto ser mal interpretada, por isso procuro ser bastante clara naquilo que exponho. A menos que realmente seja algo que requeira avaliação e leve a mais de uma forma de ver, aí é diferente, é até instigante e altamente positivo botar em discussão, eleva a mente, faz pensar.
5. Vivo um dia de cada vez. Aprendi na prática que de outro jeito a gente perde muita coisa que o HOJE proporciona , deixa de vivê-lo integralmente e não se capacita a um amanhã legal.
6. Dou grande valor a uma amizade sincera e graças a Deus, ao longo da vida conquistei e continuo conquistando amigos sinceros, daqueles p/ tudo e toda hora. Meu coração é ‘de mãe’ ou, como dizem brincando, igual a camburão: sempre cabe mais um. Mas que venha c/ carinho, sinceridade, lealdade, pois sinto cheiro de falsidade longe e aqui não tem vez.
7. Sou absolutamente normal, com defeitos e qualidades, altos e baixos, erros e acertos, mas sempre aberta ao entendimento, à compreensão mais profunda das coisas e das pessoas e ao auto-conhecimento.
8. Tenho fé infinita e incondicional em Deus. Ele é tudo, está em tudo e é minha inspiração p/ tudo. Devo a Ele rigorosamente tudo em minha vida e tenho muito mais a agradecer do que pedir.
PASSO O PEPINO P/ REGINA E LUANA

Feriadão gostoso, emendei tudo, que delícia! Na 5ª feira só descansei, aproveitei p/ visitar os blogs amigos e atualizar a lista de links (que aumenta progressivamente). Na 6ª feira fui bater perna e cuidar de mim, fiz meus exames (os do endócrino), unhas, sobrancelhas etc. e umas comprinhas.
No sábado dei um furo que me chateou: dormi mais que a cama e perdi a hora do VP. Quase não acreditei qdo acordei tarde, mesmo assim só pq o interfone tocou e nosso cachorro latiu! Todos dormiam profundamente em casa. Eu queria ir, queria pesar. Mas não programei o despertador, confiei só no do Vi, que geralmente nos acorda. Mas não adiantava ficar amuada e tratei de fazer outras coisas que tb estavam programadas.Retoquei a raiz do cabelo e me reorganizei p/ não me atrasar, já que sairia à noite.

À noite fomos ao casamento de uma amiga. Modéstia à parte fiquei muito bonita, graças tb à generosidade e desprendimento de duas amigas nota 10. Usei um vestido fino lindo lilás, emprestado (valeu, Ka) e a carteira e os brincos tb eram dela! Usei tb um xale espanhol preto maravilhoso, tb emprestado por outra amiga (valeu, Glauce). Brinquei dizendo que tirando a calcinha, a meia-calça e o marido, o resto era tudo emprestado! Nem tanto, claro, o sapato e os outros adornos tb eram meus...rs   Acontece que encontrei em lojas muitas roupas que ficaram ótimas em mim, mas os preços estavam muito altos e onde encontrei um vestido adequado a um preço melhor, o modelo era mais justinho e o G coube bem, mas marcou um pouco. E a loja ficou de tentar conseguir um igual, num manequim maior. Foi qdo comentei c/ as amigas e elas ofereceram as peças.

Já c/ tudo em minha casa, refleti e voltei na loja, comprei vestido naquele tam. mesmo (G), pois cabe a mim afinar p/ que ele fique menos marcante. Eu já tinha decidido há tempos e já contei aqui mais de uma vez, que rejeito totalmente a possibilidade de voltar a usar algumas numerações e manequins, então não ia agora voltar atrás. Como serei madrinha de casamento do meu cunhadinho no dia 30, até lá o vestido teria que estar ótimo. E usei o da amiga p/ o casamento de ontem.
DETALHE: Ao chegar do casamento, só de curiosidade tirei o vestido lilás e experimentei o vermelho (o que comprei) só p/ o Vi ver, já que ele não tinha ido comigo na loja. E o vestido já ficou ótimo, não está marcando! Fiquei feliz da vida!
Estreei aquele sapato alto lindo, preto c/ prata que o Vi me deu. Voltei a usar saltos mais altos há tempos, depois que emagreci bastante, mas este foi o mais alto e fino de todos nesta nova fase. Antes de engordar usava muito, depois ficou impraticável, não conseguia nem ficar de pé. Ontem até dancei c/ ele! Cheguei em casa c/ os pés doendo, mas aí nada diferente de qquer outra mulher depois de uma noite em cima daquele salto!

Ao ficar pronta, adorei o resultado. Me senti muito bem, me achei bonita, elegante e recebi o OK do filho (que é altamente crítico e elogiou), saí de casa ‘me achando’. O Vi tb tinha elogiado muito, mas vcs sabem como ele é, sempre enche a minha bola...rs Ao sairmos do elevador do nosso prédio demos de cara c/ um vizinho, ele arregalou os olhos e disse: “Nossa! São vocês mesmos?”. Fez mais um elogio e eu e o Vi ficamos felizes da vida, saímos rindo feito crianças.
O casamento foi lindo e a recepção excelente. Me preparei durante o dia p/ poder comer coisas da festa e deu tudo certo, não abusei tanto embora tenha comido tudo que tive vontade. Havia uma linda mesa de frios, canapés etc. onde fui uma única vez e preparei um pratinho c/ variedades p/ todos que estavam na mesma mesa. E ele até foi recolhido ainda c/ bastante coisa que não foi tocada. Embora a mesa de doces fosse uma coisa de louco, eu escolhi 2 docinhos p/ mim e 2 p/ o Vi e isto bastou. Não fiz como antigamente, que ficava rondando a mesa. Na hora do bolo comi uma fatia normal e deixei um pedaço, pois embora fosse muito gostoso eu o achei muito doce. Havia grande variedade de bebida e como não estou bebendo nada alcoólico tomei água e refri (infelizmente, não havia light). Tb havia uma mesa maravilhosa c/ variedades de bombons e chocolates, mas não suporto chocolate. Conversei, ri, dancei, curti a festa e a comida foi só um detalhe (delicioso, claro! rs).
Domingo o dia começou meio nublado, fui ao horti-fruti garantir hortaliças p/ semana. Apesar de ser rata de praia e nem precisar de sol p/ ir, acabei cedendo à preguiça. Tem dias que fico assim, c/ vontade de ficar largadona num canto. E é o que faço.

Começa
uma nova semana! Que seja todinha de alegria, força de vontade, saúde e realizações p/ todos nós! E que mais uma vez, a gente se ACREDITE capaz e mais forte que os apelos que podem nos atrapalhar a evolução. Quem acredita, faz com que vire realidade.
Beijão!



 Escrito por Beth ?s 17h04
[] [envie esta mensagem]


 
  

Antes de qualquer coisa, liguem o som e cliquem no meio da imagem abaixo, esperem carregar e assistam a um vídeo espetacular, esta banda fez esta apresentação ao vivo! Eu que odeio esteira fiquei fascinada! Assim eu ia até gostar! Alguém se habilita? (se o micro for lento, não aparecerá direito, veja então diretamente no site).  

 

 

Qdo menina, bem pequena ainda, eu gostava das aulas de ginástica na escola, pq era a oportunidade de correr, gritar mais alto, fazer farra. Morava em apto pequeno onde correr era impossível e corria na praia e na calçada da Av. Atlântica, mas era diferente. Qdo adolescente, se as aulas de ed. física no colégio fossem convencionais, dava um jeito de faltar, inventava dor de cabeça, dor na coluna ou que estava menstruada (naquela época isto era considerado justificativa...rs). Mas se a aula fosse a prática de algum jogo, principalmente c/ bola, nada me derrubava, eu fazia questão de participar. Handebol, voleibol etc., eu estava dentro. Depois, passei a levar p/ a escola todos os dias minha bola de vôlei. Era meu presente preferido, ganhava todo ano uma nova. Jogava antes da aula, nos intervalos, no recreio e na saída. Na praia, tirando estar no mar, era tb o que eu fazia 80% do tempo. Não era grande jogadora não, apenas gostava e praticava muito.
Tb gostava de pular, requebrar, vivia dançando em casa na frente do espelho, nas festas, em todo lugar. Gostava de me mexer, desde que aquilo me desse prazer. Até hoje sou assim, tem que ter prazer senão não rola.  Ainda adolescente, fazia ginástica no fim da madrugada, orientada por 2 salva-vidas amigos que não davam moleza, eram exercícios pesados que modelavam o corpo em poucos dias. Mas não suportava a corrida que antecedia os exercícios, era feita na beira d´água e como eu chegava lá ainda cheia de sono, fazia corpo mole. Mas os cabelos compridos, abaixo da cintura, amarrados num rabo-de-cavalo, eram usados por um dos salva-vidas p/ me “incentivar” a correr, ou seja, o danadinho me puxava pelo rabo de cavalo. E como tenho o couro cabeludo super sensível e odeio que me puxem um fiozinho de cabelo, eu corria pra valer...rs
Estas aulas tiveram que acabar pq a noiva de um deles ficou c/ ciúmes e deu um ultimato, senão terminaria o noivado. E o outro foi pego numa negligente, inadequada à sua função e foi afastado do nosso posto. E eu fui continuar a ativ. física numa academia, cujo dono e prof. principal, muito conhecido na época, era um senhor c/ forma física invejável e que conduzia tudo c/ muito amor e responsabilidade. Na época, era chamada ginástica rítmica e eu gostava, os exercícios seguiam as músicas atuais, que a gente ouvia nas rádios e dançava nas festas. E o tal prof. ainda incrementava c/ jogo de luz, era muito legal, na época era algo super moderno.  Depois ainda fiz ginástica em outros locais e até qdo estava engordando de vez em qdo me inscrevia em algum lugar, mas já estava naquela fase do “vou-mas-não-vou” e interrompia sempre. Não foram poucas as vezes em que paguei mensalidade p/ não freqüentar.
Tb fiz natação mais de uma vez. Só não dei continuidade por causa dos horários, eu já vivia às voltas c/ várias atividades e não conseguia conciliar.E depois da entrada na fase “deixa rolar” e na “vou pelo caminho errado”, não busquei nada que prestasse, não fui atrás de uma ativ. física legal.
Qdo iniciei este processo comecei a caminhar no fim da madrugada, saio de casa ainda escuro, céu estrelado e é lindo demais ver o sol nascendo e eu já ali me movimentando e tendo o privilégio de assistir a mais um despertar da minha cidade querida. Por isso, qdo fico algum tempo sem estas caminhadas, sinto uma falta danada. E tb por isso, não valorizo tanto qdo a caminhada não acontece em lugar que me permita esta gostosa apreciação da natureza dando bom-dia. Não é a mesma coisa. Tenho no meu condomínio uma área excelente, um bosque bonito e bem cuidado e não costumo caminhar ali, não me dá o prazer que sinto ao caminhar no calçadão, c/ o mar de um lado e o resto da vida do outro.
Faço minha bicicl. ergométrica c/ prazer. Conforme eu me comprometi comigo mesma e c/ meu marido qdo pedi a ele este presente há 1 ano atrás, ela não virou cabide, jamais. Eu a uso, meu filho a usa. E ela é uma aliada excelente. Mas eu fui exigente, quis uma c/ mais recursos, não foi frescura, eu me conheço e sei que precisava de alguns requisitos p/ que levasse a cabo meu compromisso.
Fiz hidroginástica no meu condomínio durante alguns meses no ano passado e adorava, era uma aula dinâmica, ritmo intenso e interrompi por causa de alguns problemas que estavam me afetando fisicamente, qdo quis voltar não deu, o horário da aula já não coincidiu c/ meu horário de sair p/ o trabalho (e tb de chegar). Mas é algo que faria hoje novamente, se tudo combinasse.
Acho que em tudo na vida devemos fazer assim: identificar o que nos leva a seguir, a querer fazer e tentar nos propiciar estas condições, justamente p/ que nossa proposta seja cumprida por nós mesmos.
Não adiantaria eu me enfiar numa academia p/ fazer musculação pois é algo que não gosto, que não me dá prazer, que acho monótono e só faria se fosse realmente imprescindível (caso pudesse, hoje tenho restrição médica). Senão, seria entrar e falhar.
Não adiantaria eu me propor a caminhar num lugar em que me sentisse insegura e que não me trouxesse prazer, já que tenho a possibilidade de fazer do jeito que gosto.


Não há dúvida de que a ativ. física contribui muito p/ o emagrecimento mas o bacana não é só fixar-me nisso e sim no bem-estar geral que eu sinto qdo pratico regularmente e principalmemente, na terapia maravilhosa que faço enqto me movimento. Vcs não têm idéia da “viagem” que é minha ‘sessão’ de bicicleta ergom., eu me transporto, faço c/ luz apagada, música altíssima, só abro o olho regularmente p/ acompanhar no monitor minha pulsação etc. E durante a caminhada, eu tb faço uma limpeza de alma e de mente que recomendo a todo mundo, é deliciosa, vale a pena.
Então, qdo alguém pensar em “ahhh tenho preguiça”, pare e veja se não está praticando algo que não gosta, que não lhe dá prazer e que não lhe beneficia por completo. Não enxergue só a questão do emagrecimento, mas o todo, busque algo que lhe traga muito prazer, garanto que encontrará.

Porém, sou sincera e não vou mentir a vocês: com tudo isto que penso e sinto, esta semana fiz corpo mole.Não caminhei pela manhã por causa do frio e chuva e não compensei fazendo a bicicleta. Mistura de preguiça c/ sem-vergonhice. Viram como não sou este ó do bobó? Rsss
Estou emendando o feriado, vou sair agora p/ fazer um monte de coisas. Domingo eu  posto de novo! Beijos!



 Escrito por Beth ?s 08h42
[] [envie esta mensagem]


 
   EMAGRECENDO NUM CLICK?

 A gente começa um processo de emagrecimento e ainda nem deu direito os primeiro passinhos, já quer logo ver os resultados, é uma ansiedade danada. Não importa qtos kg cada um quer emagrecer, isto é um processo, requer uma série de coisas p/ dar certo e não só na eliminação do peso, já que é um trabalho de aprimoramento e nada se aprimora assim, num estalar de dedos.
Ainda existe uma impressão equivocada de que alguém que precisa emagrecer 5 kg tem mais facilidade do que quem está obeso. Não é assim e quem está na estrada tentando se livrar do que seriam “poucos” kg sabe. A coisa é proporcional e dá trabalho do mesmo jeito. Os cerca de 60kg a mais no meu caso, qdo iniciei, correspondem a 5, 10, 20 ou qquer outra qtde de kg a mais de outras pessoas.
Naturalmente, o tempo p/ a conclusão não seria o mesmo, independentemente dos esforços de cada um, ainda assim isto não tornava o processo dela uma moleza e nem que o meu fosse impossível.
Mesmo quem entra na estrada c/ o mesmo peso de partida e a mesma meta e até que sigam o mesmo programa, façam a mesma ativ, física, comam tudo igualzinho sempre, a eliminação semanal não será a mesma. Cada organismo tem seu funcionamento próprio, cada um tem sua vida, sua história, seus momentos de maior tensão, de alegria e tristeza, as emoções e a forma como cada um reage, tudo isto faz c/ que cada um seja um e o tempo p/ cada um é um tb.
E é nestas horas que a gente pensa de novo em mágicas e que seria bom poder dormir gordo e acordar magro, se houvesse um jeitinho mágico de resolver esta situação que geralmente não se apresentou da noite p/ o dia, mas a solução a gente quer rapidinho. E se puder ser sem esforço, melhor ainda. Será que valeria a pena?
No filme CLICK, que assisti no cinema semana passada (adorei) e claro que não vou contar, em respeito a quem ainda não viu, o lance é este (isto posso dizer, é a sinopse). Ri muito, chorei tb e depois refleti sobre tantas coisas. Sobre o emagrecimento, pensei assim: E se no dia em que iniciei meu processo eu tivesse apertado um botão e repentinamente me visse já no final dele?  O que teria ganho? O que teria perdido?
Teria sido ótimo em apenas um dia me ver no peso normal, c/ a vida prática totalmente facilitada novamente, entrar numa loja e comprar uma roupa linda e tão menor, vestir novamente um biquini e ele já ser pequenininho como sempre gostei. Imagine só, num estalar de dedos eu chegar na frente de todo mundo magra, quantos Ohhh e Ahhh eu ia ouvir! Sem mais nem menos, sem esforço algum, sem precisar me controlar, sem ter que pensar antes de agir e de comer, sem ter que reaprender a fazer escolhas, tudo ali num click!

O fato é que meu corpo precisa de tempo p/ toda esta transformação c/ segurança e se de um dia p/ o outro ele reduzisse tanto, não aguentaria. Eu não estaria aqui p/ conversar sobre isto hoje. O tempo p/ ser  revertido todo o processo de engorda que durou quase 30 anos é algo que Click nenhum poderia diminuir. Então, eu acordaria magra, porém tendo percorrido este tempo todo, só que sem a consciência do mesmo, ou seja, SEM VIVÊ-LO. O que perderia, não vivendo este tempo?

Qta coisa boa perderia no convívio com meu marido, o filhão, a filhotinha, meu cachorrinho, família, amigos.....Não teria me proporcionado tanto auto-conhecimento a mais, não teria aprendido tanta coisa, não teria crescido interiormente embora isto envolvesse às vezes alguma dor...   Não teria conhecido este mundinho blogosférico que de virtual só tem o nome, pois ele é tão real e, através dele, tanta gente que me ajuda nesta caminhada, me transmitindo força, carinho, atenção e me dando oportunidade de refletir, aprender mais, e me fortalecer sempre mais por mim e tb p/ poder compartilhar esta força?  Não teria o blog? Não teria vivido cada pedacinho deste processo c/om suas alegrias e angústias, comemorações de peso eliminado e tb c/ as raivas da Filizola qdo o resultado não foi bom?
Não teria aprendido a comer legumes e verduras, não teria descoberto que vivo muito bem sem beliscar todos os dias tudo que é salgado folhado, frito, assado etc. pelas lanchonetes da vida, não teria descoberto como é bom tomar café da manhã sentada na mesa, c/ calma e fazer todas as demais refeiçoes regulares de um jeito mais adequado que, independentemente de emagrecimento, me garantem muito mais saúde, um funcionamento tão mais normal!
Não teria escrito tanto sobre tanta coisa que penso, aliás nem teria pensado tanta coisa, que desperdício! Não teria organizado nem participado dos encontros lights que já aconteceram, não teria dado e recebido tanto abraço gostoso, não teria me emocionado tanto nos momentos lights. E muito mais! Pensando bem, chegar ao destino sem curtir  a viagem verdadeiramente, tem mais perda do que ganho.
Já escrevi isto certa vez aqui no blog, seria como botar um capuz e só tirar qdo o veículo chegasse no local desejado. Não teria visto muita paisagem feia e sem graça, coisas desagradáveis tb pelo caminho, nem teria talvez notado pedras, buracos e perigos.
Mas não teria tb apreciado panoramas maravilhosos, nem conhecido vilarejos, cidadezinhas bonitas, não teria visto/revisto pessoas, animais, tanta coisa legal! Não teria sequer do que me orgulhar, pois cada conquista é fruto de trabalho, de aprendizado, de esforço. Não me capacitaria sequer a manter isto. Continuaria c/ crenças erradas, cometendo os mesmos erros e colocaria tudo por água abaixo. Como acontece com quem, num “falso click” , emagrece rapidamente, quase magicamente, por métodos inseguros e perigosos, sem viver um processo completo e verdadeiro.

Viver é um dia de cada vez.  Sinceramente, apesar de não gostar dos percalços, eu o entendo como instrumentos de crescimento. Reclamo, xingo e choro. Mas sigo, procurando aprender c/ eles tb. Fazem parte da vida e eu não vim a  passeio. E tudo de bom que cada diazinho nos oferece, não abro mão. O verdadeiro Click, p/ mim, é constatar isso.

Li na revista Domingo (jornal O Globo) a seguinte frase que a cantora Alcione disse ser a sua favorita: “Cuidado com aquilo que você quer muito, pois você pode obter. Peça primeiramente que venha com graça de Deus.”
Ótima, não? Boa para pensar! Beijos!



 Escrito por Beth ?s 15h30
[] [envie esta mensagem]


 
   OLÁ GENTE BOA! SEGUNDONA CHUVOSA NO RJ, EU AQUI DANDO SÓ UM ALOZINHO OK?



ATENÇÃO!
18o ENCONTRO DA BLOGOSFERA LIGHT DO RJ !

Será dia 16/09, na casa da Marcinha, amiga blogueira que está gravidinha, aproveitaremos p/ um chá de fraldas.  Mas terá tudo de sempre: alegria, confraternização, risos, bate-papo e nosso tão importante e esperado “Momento Light”.
Mesmo quem for pela 1a vez se sentirá em casa, ok? Já fizemos 17 encontros e sempre saímos renovados, felizes, mais unidos ainda e prontos p/ seguir c/ muita garra!
Eu estarei lá, claro!  Quero abraçar todo mundo!
o precisa ter blog p/ ir aos encontros! Se vc tem afinidade conosco, será recebido c/ imenso carinho! Leve quem quiser, é comum irem maridos/namorados, filhos, mãe, amigos... O endereço vai por e-mail, por segurança e outros detalhes no blog da Marsele (e aqui, eu tb vou ajudá-la na divulgação). Quem não receber por algum problema no envio ou por ser a 1a vez, avise via e-mail ou comente, ok? Fiquei em falta c/ algumas pessoas da outra vez, por causa do trabalho não li o e-mail pedindo informações a tempo. Peço desculpas e me comprometo a ficar atenta em dobro p/ não deixar mais furo.

MAS MUITA ATENÇÃO, PESSOAL! NÃO VÃO SE CONFUNDIR! A nossa amiga blogueira Elaine tb está agendando um encontro p/ o dia 23, mas não é o mesmo! Acho importante deixar claro p/ que todos possam se organizar direitinho! O do dia 23 é em outro local p/ comemorar o niver da querida Cookie! Quem quiser e puder ir aos dois, será ótimo e se não puder, tem a chance de se planejar da melhor maneira, está bem? O Encontro da Blogosfera Light Carioca de sempre, é o do dia 16/09. Já pedi à Elaine p/ tb esclarecer isto, assim ninguém se confunde (eu mesma me confundi toda, mas já “desconfundi”  rs).

 
IMPORTANTE:  Sempre me perguntam por e-mail ou comentário "O QUE FAZER P/ SER DA BLOGOSFERA LIGHT?"A resposta segue mais uma vez: A Blogosfera Light não é uma instituição, não requer nenhuma formalidade. Blogosfera é como sempre foi chamado na Internet o ambiente em que se encontram os Blogs em geral e Blogosfera Light é como carinhosamente e informalmente chamamos, há anos, o conjunto dos blogs que tratam de assuntos relacionados a emagrecimento, reed. alimentar e afins.
 imagem: www.monica.com.br/cards/amizade/welcome.htm
Se vc tem um blog ou frequenta por interesse no assunto, por afinidade c/ o que compartilhamos, por gostar da gente etc., então vc é um blogueiro light ou simpatizante, então "Tá Dentro"!  
Entendam a Blogosfera Light como um GRANDE CORAÇÃO em que cada um chega e instala-se, passando a ser mais um elo de uma corrente de positividade, incentivo, carinho. Neste coração não há líder, não rola grana, não há diferença entre ninguém, nem vaidade/ego exacerbado, somos todos iguais, especiais, vitoriosos, independentemente de qtos passos cada um já deu. Chegue-se e seja bem-vindo desde sempre!
Esta espontaneidade, esta comunhão tão natural é o grande barato e é por isso que é tão gostosa e dá certo, é isto que gosto de ressaltar e garantir que seja preservada. Se fosse diferente, eu estaria fora, posso garantir.

EU E MEU CORRE-CORRE: 
Ando trabalhando muito e nos últimos meses até nos finais de semana tenho estado ligada ao serviço remotamente, por isso atrasei muito, de novo, nas visitas. Tento, vou aqui e ali porém menos do que gostaria. Tb já andei esquecendo de linkar alguns blogs pq geralmente eu linko na hora, mas se algo me impede deixo p/ depois e na dinâmica toda, posso acabar deixando passar. Não é desinteresse, podem ter certeza. Então, se vc estiver nesta situação não se zangue comigo, me ajude fazendo o seguinte: me envie um e-mail (beth.ebprs@gmail.com ou ebprs@hotmail.com) ou deixe novamente comentário avisando (puxe minhas orelhinhas) e a cabecinha oca aqui vai correndo acertar a lista . Tb no Orkut não tenho ido, quem me adicionou espere só um tiquinho que ainda esta semana vou atualizar ok?

Eu estou ótima, tive um final de semana agradável, recebi amigos em casa no sábado e foi uma delícia. Não fui ao VP por decisão própria, tratei de andar por lojas catando uma roupa p/ 2 casamentos, num deles serei madrinha. Ganhei do morzão uma calça capri jeans linda, 46 c/ strech (não são todas ainda que me cabem) e me virei pelo avesso p/ fechar na cabine da loja, mas depois que fechou ficou legal. Estou tranquila, comecei o tratamento indicado pelo angiologista e amanhã farei os exames de sangue que o endocrino pediu (esqueci de novo de fazer o tempo do jejum)E vcs, caprichando? Vamos lá! Vamos juntos! Beijão!



 Escrito por Beth ?s 10h40
[] [envie esta mensagem]


 
   ”ÀS VEZES UM ACONTECIMENTO SEM IMPORTÂNCIA É CAPAZ DE TRANSFORMAR TODA A BELEZA EM UM MOMENTO DE ANGÚSTIA. INSISTIMOS EM VER O CISCO NO OLHO E ESQUECEMOS AS MONTANHAS, OS CAMPOS E AS OLIVEIRAS."

Achei esta frase outro dia (desconheço o autor) e fiquei pensando em como é verdadeira. É tão comum esta atitude no dia-a-dia, nosso e de quem nos cerca! Qdo tudo vai bem nós curtimos, saboreamos, muitas vezes até deixamos de dar conta de tantas bênçãos, tantas coisas interessantes que nos acontecem e fazemos acontecer, tudo parece tão normal, tão “de direito”!
 Mas basta uma pedrinha no sapato e pronto, o mundo quase acaba. Nos sentimos injustiçados, passamos a ser vítimas de toda a má sorte do mundo, a culpa é de Marte que ficou mais próximo da Terra, é de Plutão indignado c/ sua mudança de status, é da sogra do vizinho, o fato é que tudo que já conseguimos, que aprendemos, tudo que temos vira um ‘nadica de nada’ frente ao grande acontecimento que nos contrariou, mesmo que ele seja isto: uma pedrinha no sapato.  Ah! Mas pedra no sapato dói, incomoda, pode ferir, se ferir pode inflamar e até infeccionar, isto pode virar um bicho de 7 cabeças!   É verdade! Pode sim! Uma pedra pode virar um monstro c/ muito mais que 7 cabeças e todas elas podem nos devorar, ao mesmo tempo, cada uma escolhe um pedacinho e CRÉU! Começando pelo cérebro, claro, pq a 1ª coisa que parece ser embotada qdo surge uma contrariedade é nossa clareza e honestidade ao pensar, nossa avaliação do problema. E quem o eleva a uma categoria de imenso, poderoso, terrível e superior a tudo de bom que já conseguimos somos nós mesmos! Quem dá a ele a amplitude que nos pode derrubar somos nós! Quem diz à pedra: "Vem querida, me arrase, acabe c/ meu pé e através dele impregne todo o meu ser de desconforto, desânimo, dor e abatimento geral, aproveita que eu estou me dando todinho a você"? NÓS. O bicho tem qtas cabeças atribuirmos a ele e só come quem se deixa ser comido.
Pensei em 2 categorias especiais de ‘pedra’. Uma, é aquela que pode nos tirar da linha, nos coloca em risco de deslizes, pode nos corromper a firmeza na condução do processo e, conforme nossa força e condição de lutar, pode trazer prejuízos. Um exemplo desta pedra foi dado na reunião do VP de sábado passado (26/08). A Cíntia falou bastante sobre a tal pedra, trazendo-a p/ nosso cotidiano no proc. de emagrecimento, daquele jeito dela, tão expressivo e claro, tão verdadeiro e contundente, pois ela fala c/ a sabedoria e experiência de quem viveu e vive o processo, já emagreceu tudo mas está sempre ali de olho, sabe que se vacilar, dança!
No processo a pedra é aquilo que pode nos tirar da linha e mesmo que tire, isto só pode nos derrotar se persistirmos na condição de “estou entregue”. Há pedras que aparecem sem aviso prévio e às vezes não estamos preparados p/ lidar c/ elas. É como estar c/ tudo programado de um jeito, sem um plano B na manga e vem uma circunstância especial, um evento inesperado, até mesmo uma sensação/sentimento que não estava no nosso script. Aí, temos que ser criativos, ‘safos’ como se diz. Nem sempre dá, ou nem sempre o que fazemos é suficiente, mas tudo bem, aqui ninguém está se candidatando a infalível, nem a Dr. Sabe Tudo. Muito menos a Dr. Não-erra-nunca. Mas há coisas que já conhecemos, já são pedrinhas antigas e só nos atrapalham mesmo se deixarmos. Dá-se um jeito.
A orientadora disse que a pedra dela era a casa dos pais, onde ia p/ curtir sol e piscina. Era um petisca daqui e dali, pai e a mãe oferecendo o tempo todo uma coisinha e outra p/ comerem e após a piscina faziam então uma única super refeição (“ajantarado”). P/ quem batalha p/ emagrecer ou manter o peso (ela emagreceu 50 kg) isto é um pedregulho. Então ela começou a evitar ir, decidiu que entre uma bronzeada gorda e uma magra branca, ficava c/ a 2ª alternativa. Os pais quiseram saber o que tinha havido, ela explicou e tudo foi solucionado. Agora sempre tem lá gelatina diet e refri light, uma frutinha etc., coisa que antes não tinha. A pedrona virou pedrinha, não sumiu pq lá continua tendo mil outros apelos, mas aí cabe a ela segurar a onda, coisa que sabe fazer.
Outra categoria de pedra que poderia nos derrubar: aquela que nos  tira o ânimo.  Um resultado negativo na balança, um comentário infeliz escutado numa hora imprópria (comentário infeliz nunca é bom de ouvir, mas tem horas que ‘bate’ pior), uma roupa que não coube, um abatimento por qquer motivo que pode parecer simples mas só a gente sabe como nos pegou de jeito etc. Mas aí, por mais que não seja tão simples, podemos SIM trabalhar melhor p/ que a pedra não vire um monstro.
 Não podemos vê-la como uma montanha intransponível, uma potência contra a qual não teremos chance. Se encararmos assim, estaremos nós mesmos nos condenando ao insucesso, não tem graça isso!  Não vamos ser os primeiros a endeusar a dificuldade e transformá-la em algo ainda maior que possa nos destituir de força, alegria e garra p/ vencer não! Não é moleza, muitas vezes, eu sei (e como sei...rs), mas a gente pode e deve se enxergar mais forte e maior que a pedra. Ela não está ali só p/ encher o saco, atrasar nossa caminhada. Está ali p/ nos ensinar alguma coisa.
 Tb através da orientadora no sábado relembrei em que acredito, procuro praticar e estou sempre sugerindo a vcs: vamos tirar proveito da pedra. Estudá-la em vez de esmurrá-la incessantemente, isto só vai nos machucar. Como diz a Cíntia, se a gente se atirar contra ela, quebra a cara. Vamos entender se ela deve ser escalada, contornada, quebrada pouco a pouco. Vamos compreender como ela apareceu ali, qual a função dela na nossa vida e o que vamos fazer com ela. Pode ser que ela esteja até nos mostrando que agora o caminho é um pouquinho diferente, ela pode estar nos protegendo de algo atrás dela, quem sabe um precipício que não vimos! O fato é que em vez de sentarmos e chorarmos pelo surgimento dela, em vez de desanimarmos achando que é o fim da linha, temos é que parar e pensar.
Ok, dar uma xingadinha tb, que não somos de ferro! Mas vamos agir, botar a coisa em movimento, aliás vamos nos colocar em movimento e seguir na direção do nosso objetivo. Se ele não fosse possível e bom, mas é! Em vez de valorizar demais a pedra ou cisco no olho, vamos ver qta coisa já conquistamos até aqui,  nada disto pode ser esquecido diante de uma pedrinha. Temos limites, temos que aprender a lidar com eles, não p/ nos estagnarmos mas p/ aprender.Assim, venceremos. Palavra de quem até aqui já se deparou c/ pedra de todo tipo e tamanho. Muitas, já vencidas. Outras, vencerei. E agora, aprendendo a lidar c/ limites. É crescimento. Não paro não. Beijos e em frente! Tenham um final de semana muito feliz e que a nova semana seja todinha de alegria!



 Escrito por Beth ?s 14h26
[] [envie esta mensagem]


 
  [ ver mensagens anteriores ]  
 
 



Meu perfil
BRASIL, Sudeste, RIO DE JANEIRO, Mulher, de 46 a 55 anos, Portuguese, English, Arte e cultura, Livros, Praia, Dançar, Curtir a vida
MSN -



EU ERA ASSIM  

ESTOU ASSIM Meu nome ? Elizabeth, sou conhecida como Beth
Analista de Sistemas, especialista em Metodologia, Processos e Qualidade em TI, Ger?ncia de Projetos,An?lise de Neg?cios, Auditora ISO, sou leonina do dia 10/08, carioca da gema, moro na minha na cidade maravilhosa (RJ), adoro fazer amizades, sonhar, ler, escrever, sou casada c/ Vicente - meu grande amor, m?e do Alexandre, um filh?o maravilhoso, que ? universit?rio e "boadastra" da Mimi, minha enteadinha adolescente linda a quem chamo aqui de filhotinha.

Meu e-mail: beth.ebprs@gmail.com
Meu MSN: ebprs@hotmail.com



Objetivo deste Blog: Compartilhar meu processo de reeducação alimentar e mudança de hábitos que resultou no meu emagrecimento, me tirou da obesidade mórbida e me ensinou e ensina tanto!



Meu processo: Fui beb? 'cheinho',crian?a de peso normal, na adolesc?ncia tinha ?timo corpo. No in?cio da fase adulta comecei a engordar c/facilidade em fun??o de uma mudan?a p/ pior dos h?bitos alimentares e tb devido a dificuldade que tive em enfrentar alguns problemas pessoais, decep??es e m?goas que se transformaram em Kg a mais (eu as COMI). Durante anos optei por m?todos indevidos, tomei rem?dios, f?rmulas, inje??es, fiz dietas mirabolantes e isto tudo me ajudou a virar uma sanfona que cada vez abria mais e fechava menos. Cheguei ao auge da obesidade c/ 140 kg e dei o basta. Primeiro, fiz um pequeno controle que me ajudou a emagrecer quase 5 kg. Depois, entrei para o Vigilantes do Peso, onde emagreci 53kg c/equil?brio, seguran?a e muita alegria. Aprendi muito, o caminho foi t?o importante quanto os resultados. Eliminei 53 kg com o método do Vigilantes do Peso e atividade física. Aumentei depois alguns kg e agora prossigo, para reconquistar a minha meta e mantê-la para sempre.

Cr?ditos Imagens: Google
Comunidade no Orkut!


Comunidade Orkut: Eu sou f? da Beth - A Conquista! criado com carinho pela amiga Lili (obrigada, lindinha!)
http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=2052374


 
Clique AQUI e veja
o que eu como!




HIST?RICO
 01/01/2011 a 15/01/2011
 16/12/2010 a 31/12/2010
 01/12/2010 a 15/12/2010
 16/11/2010 a 30/11/2010
 01/11/2010 a 15/11/2010
 16/10/2010 a 31/10/2010
 01/10/2010 a 15/10/2010
 16/09/2010 a 30/09/2010
 01/09/2010 a 15/09/2010
 16/08/2010 a 31/08/2010
 01/08/2010 a 15/08/2010
 16/07/2010 a 31/07/2010
 01/07/2010 a 15/07/2010
 16/06/2010 a 30/06/2010
 01/06/2010 a 15/06/2010
 16/05/2010 a 31/05/2010
 01/05/2010 a 15/05/2010
 16/04/2010 a 30/04/2010
 01/04/2010 a 15/04/2010
 16/03/2010 a 31/03/2010
 01/03/2010 a 15/03/2010
 16/02/2010 a 28/02/2010
 01/02/2010 a 15/02/2010
 16/01/2010 a 31/01/2010
 01/01/2010 a 15/01/2010
 16/12/2009 a 31/12/2009
 01/12/2009 a 15/12/2009
 16/11/2009 a 30/11/2009
 01/11/2009 a 15/11/2009
 16/10/2009 a 31/10/2009
 01/10/2009 a 15/10/2009
 16/09/2009 a 30/09/2009
 01/09/2009 a 15/09/2009
 16/08/2009 a 31/08/2009
 01/08/2009 a 15/08/2009
 16/07/2009 a 31/07/2009
 01/07/2009 a 15/07/2009
 16/06/2009 a 30/06/2009
 01/06/2009 a 15/06/2009
 16/05/2009 a 31/05/2009
 01/05/2009 a 15/05/2009
 16/04/2009 a 30/04/2009
 01/04/2009 a 15/04/2009
 16/03/2009 a 31/03/2009
 01/03/2009 a 15/03/2009
 16/02/2009 a 28/02/2009
 01/02/2009 a 15/02/2009
 16/01/2009 a 31/01/2009
 01/01/2009 a 15/01/2009
 16/12/2008 a 31/12/2008
 01/12/2008 a 15/12/2008
 16/11/2008 a 30/11/2008
 01/11/2008 a 15/11/2008
 16/10/2008 a 31/10/2008
 01/10/2008 a 15/10/2008
 16/09/2008 a 30/09/2008
 01/09/2008 a 15/09/2008
 16/08/2008 a 31/08/2008
 01/08/2008 a 15/08/2008
 16/07/2008 a 31/07/2008
 01/07/2008 a 15/07/2008
 16/06/2008 a 30/06/2008
 01/06/2008 a 15/06/2008
 16/05/2008 a 31/05/2008
 01/05/2008 a 15/05/2008
 16/04/2008 a 30/04/2008
 01/04/2008 a 15/04/2008
 16/03/2008 a 31/03/2008
 01/03/2008 a 15/03/2008
 16/02/2008 a 29/02/2008
 01/02/2008 a 15/02/2008
 16/01/2008 a 31/01/2008
 01/01/2008 a 15/01/2008
 16/12/2007 a 31/12/2007
 01/12/2007 a 15/12/2007
 16/11/2007 a 30/11/2007
 01/11/2007 a 15/11/2007
 16/10/2007 a 31/10/2007
 01/10/2007 a 15/10/2007
 16/09/2007 a 30/09/2007
 01/09/2007 a 15/09/2007
 16/08/2007 a 31/08/2007
 01/08/2007 a 15/08/2007
 16/07/2007 a 31/07/2007
 01/07/2007 a 15/07/2007
 16/06/2007 a 30/06/2007
 01/06/2007 a 15/06/2007
 16/05/2007 a 31/05/2007
 01/05/2007 a 15/05/2007
 16/04/2007 a 30/04/2007
 01/04/2007 a 15/04/2007
 16/03/2007 a 31/03/2007
 01/03/2007 a 15/03/2007
 16/02/2007 a 28/02/2007
 01/02/2007 a 15/02/2007
 16/01/2007 a 31/01/2007
 01/01/2007 a 15/01/2007
 16/12/2006 a 31/12/2006
 01/12/2006 a 15/12/2006
 16/11/2006 a 30/11/2006
 01/11/2006 a 15/11/2006
 16/10/2006 a 31/10/2006
 01/10/2006 a 15/10/2006
 16/09/2006 a 30/09/2006
 01/09/2006 a 15/09/2006
 16/08/2006 a 31/08/2006
 01/08/2006 a 15/08/2006
 16/07/2006 a 31/07/2006
 01/07/2006 a 15/07/2006
 16/06/2006 a 30/06/2006
 01/06/2006 a 15/06/2006
 16/05/2006 a 31/05/2006
 01/05/2006 a 15/05/2006
 16/04/2006 a 30/04/2006
 01/04/2006 a 15/04/2006
 16/03/2006 a 31/03/2006
 01/03/2006 a 15/03/2006
 16/02/2006 a 28/02/2006
 01/02/2006 a 15/02/2006
 16/01/2006 a 31/01/2006
 01/01/2006 a 15/01/2006
 16/12/2005 a 31/12/2005
 01/12/2005 a 15/12/2005
 16/11/2005 a 30/11/2005
 01/11/2005 a 15/11/2005
 16/10/2005 a 31/10/2005
 01/10/2005 a 15/10/2005
 16/09/2005 a 30/09/2005
 01/09/2005 a 15/09/2005
 16/08/2005 a 31/08/2005
 01/08/2005 a 15/08/2005
 16/07/2005 a 31/07/2005
 01/07/2005 a 15/07/2005
 16/06/2005 a 30/06/2005
 01/06/2005 a 15/06/2005
 16/05/2005 a 31/05/2005
 01/05/2005 a 15/05/2005
 16/04/2005 a 30/04/2005
 01/04/2005 a 15/04/2005
 16/03/2005 a 31/03/2005
 01/03/2005 a 15/03/2005
 16/02/2005 a 28/02/2005
 01/02/2005 a 15/02/2005
 16/01/2005 a 31/01/2005
 01/01/2005 a 15/01/2005
 16/12/2004 a 31/12/2004
 01/12/2004 a 15/12/2004
 16/11/2004 a 30/11/2004
 01/11/2004 a 15/11/2004
 16/10/2004 a 31/10/2004
 01/10/2004 a 15/10/2004
 16/09/2004 a 30/09/2004
 01/09/2004 a 15/09/2004
 16/08/2004 a 31/08/2004
 01/08/2004 a 15/08/2004
 16/07/2004 a 31/07/2004
 01/07/2004 a 15/07/2004
 16/06/2004 a 30/06/2004
 01/06/2004 a 15/06/2004



OUTROS SITES
 Site do Vigilantes do Peso
 Ação pelo semelhante
 Nutrella
 MC DONALDS - Tabela Nutricional
 Site ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL
 Saudável.Info
 Vegê Gourmê - Blog da Chef Michele Maia
 Lu Francesa
 Selma Guerreira
 Meu Emagrecimento (Sara)
 Serei magra (Andreia)
 Renascer (Thuca)
 Valquíria
 Blog da Magui
 Neblina
 O sabor da vitória (Electra)
 Entretanto, eu (Jana)
 Diva esbelta e feliz (Diva)
 Miss Blueberry
 Vida boa é vida saudável (Cristy Costa)
 Diário light (Sylmara)
 Blog da Eloyza
 Veneno urgente (Flavia Rocha)
 Blog da Fafá
 Espelho light (Elaine)
 Blog da Cynthia (Londres)
 Agora eu emagreço (Aline) Brasília
 Never give up (Renata - Tita)
 Blog da Micha - RJ
 Homem também faz dieta (Carlos) RJ
 Jaqueline
 Mulher de Atitude - Cacau RJ
 Serei sereia (Fabi) RS
 A caminho da vitória (Elaine Regiane) SP
 Blog da Rogeria
 Blog da Georgia
 Escrevendo emagrecendo (Lisa)
 Diet Forever (Zá)
 Garotinha ruiva (o outro blog da Lu Russa)
 Dieta urgente (Luciana Alexandrino)
 Space Cris
 Tetê Sereiah
 Andréa Aoki
 Gordinha da Silva
 O sucesso da Lorena
 Renata sem firulas
 Valérie Roberto
 Arianna
 Clara - RJ
 Andréa Cordoniz
 Ana Carolina grávida
 Ana Carolina
 Miss Slim
 Drica (Paraty-RJ)
 Ada Sheila
 Anselmo
 Sueli
 Sol
 Kelly
 Jessica (Elite)
 Nilce
 Leila (Ninguém merece ser 3G)
 Fanta Diet
 Infobeso
 Cris Lopes
 Aline Tomaz (RJ)
 Roberta Alves
 Sue - gravidinha
 Cris fit
 Annie
 Novidades da Cris
 Leila Batista
 Clarita
 Rebecca sapeca
 Lua emagrecendo
 Brian
 Diario da bonita Andrea
 Marilia
 Marilia Vitória
 Aline Virtus
 Paula pra melhor
 Cristiane
 Teresinha
 Ana Cleide
 
 Marcia (Marquinhas)
 Pri 2
 Ludmila
 Lela
 Jana Carmen
 Pri emagrecendo...
 Luzluzinha
 Barbarella (Andrea Glauce)
 Raiane
 Luciana Kotaka
 Vanessa (Campinas)
 Patty emagrecendo de bem...
 Nanda (Idade da Pedra)
 Carlos Medeiros
 Lara
 Dani - Brasília
 Teresa Cristina
 Sisi
 Miriam - RJ
 Kaká
 Gabi e Ana Luiza
 Diário de Macherrie
 Catia
 Amanda Costa
 Rosimeyre
 Alice
 Walkiria
 Crizinha
 Char
 Lu Pinheiro
 Elisandra
 Lahys
 Cotidiano (Zany)
 Karen
 Kika
 Nicky
 O novo blog da Taty Carioca
 Isabela
 Lisandra
 Ju sem pressa
 VIGILANTES DA AUTO ESTIMA
 JT
 Barbarella
 Angelica Fernandes
 Claudia
 Lagarta de borboleta
 Alisson
 Nova Jacque
 Patty Roberta
 Michelle 2
 Elissandra
 Juliene
 Ana Paula
 Annie emagrecendo
 Lili Bolero
 Fernanda Betini
 Karina Torres
 Valqs
 Ana Telma
 Lilian Raquel (Lee)
 Cáritas
 Baxie
 Cacau II
 Renatita
 Nando Neri
 Isabelle
 Nanda
 Edite
 Way to go (Clara )
 Bartira
 BLOG COMER SEM CULPA
 Andreia Cantelli
 Lu Mme Light
 Magali
 Lu
 Aline RJ


VOTA??O
 D? uma nota para meu blog!