Conquista

UOL
   BALANÇO DA SEMANA PASSADA, NOVA SEMANA COMEÇANDO COM TPM, ANSIEDADE, UNHA COTOCO, MAS MUITA GARRA, VONTADE E CONQUISTAS P/ CELEBRAR!

A semana passada foi de muito trabalho, saindo alguns dias bem depois do horário e até almoçando qdo muitos já iam embora p/ casa. No dia que consegui sair no horário normal p/ ir à ‘coca-light’ c/ amigas da blogosfera, o maridão passou mal e eu corri p/ atendê-lo em casa.

Das resoluções p/ 2007, já tenho avanços bacanas. Retomei p/ valer o tratamento de dentes e gengiva, comecei a planejar melhor meus gastos e como gosto de consumir, definir prioridades é essencial.
 Assim, retirei as unhas de silicone cuja manutenção é muito cara e nem tenho coragem de dizer qto me custavam por mês, em grana, tempo, desgaste a cada quebra, sempre em dias em que não dava p/ me preocupar com isto. Este valor eu usarei em algo mais importante, como as aplicações a laser nas pernas, que fazem parte do meu tratamento. As mãos estão horríveis, até as unhas naturais fortalecerem e crescerem o aspecto é feio, estou estranhando e detestando, chega a quase baixar a auto-estima, confesso. E fico cutucando tudo que é pelezinha e pedacinho de unha descamando, me machuco e aí fica mais feio e dolorido. Mas é questão de tempo, disciplina p/ não cutucar e tratar direitinho, na manicure normal, p/ ficarem apresentáveis. Até lá, olho e xingo um palavrão, toda hora...rs

No quesito alimentação procurei dar o meu melhor, mas sinceramente eu sei fazer um ‘melhor bem melhor’ do que aquele. Sabem o “tiquinho”sobre o qual postei há pouco tempo? Pois é, andei apelando p/ ele, fingindo não notar. Mas ‘fingir não ver’ não é o mesmo que ‘não ver’, então assumo, foi menos legal do que eu mesma achei que tivesse sido.  Mesmo assim, se estivesse em outra fase do processo teria emagrecido um pouco, com tiquinho e tudo! Mas, no estágio em que estou, não é assim e sem ser rigorosa demais, apenas consciente, honesta e firme comigo mesma, dou-me puxão de orelhas. É assim que me ajusto, aperfeiçôo meu comportamento e sem neuras e nenhum sacrifício dou minha virada, como sempre dei. E como é o que quero, assim será. Eu tenho 1,8 kg a eliminar p/ voltar à meta que me colocou em manutenção, nada de dar bobeira.

Sábado eu dormi até o fiofó fazer bico e isto me fez um bem enorme. Além do cansaço físico e mental, estou na TPM e o sono tb me venceu. Por isso não fui ao VP (já acordei quase 11h). Não amarelei por causa da pesagem, eu já sabia o que ia dar e já passei da fase de temer a Filizola. Com toda certeza não engordei, mas tb não emagreci. 

Estou ansiosa demais, desde 6ª feira. Não estou correndo p/ a comida, mas com algumas coisas na frente, preciso ter força.  Ontem entrei numa lanchonete p/ comprar água mineral, qdo vi estava com a boca cheia d´água olhando um mil folhas horrível, com cara de velho que nem nos tempos antigos me atrairia. Sabendo que era coisa da TPM diferentona que me atacou, tratei de sair dali e comi uvas passas que comprei ali ao lado e resolveu. Meu organismo não pedia doce de verdade (tipo açúcar refinado) e sim sabor doce. E frutas saciam, graças a Deus!

Sempre digo que a ansiedade é péssima companhia, uma conselheira horrorosa e a atenção especial p/ não dar trela a ela tb exige bastante da gente. Então, olho vivo. Por isso sempre repito aos amigos que conversam comigo sobre isto: se a gente pensar direitinho antes e der uma desviadinha no pensamento, se vira bem. Foi o que fiz na questão do doce, as uvas passas são docinhas e resolveram o problema na boa! Se eu comesse aquele doce ressecado, não valeria a pena.
Começa uma nova semana HOJE e não 2ª feira. Então mesmo sendo um dia mais complexo, nada mal a gente ficar atenta, né? Afinal, isto faz com que em vez de 6 dias de atenção a gente cumpra 7, ou seja, a semana inteirinha, sem proibições, mas com atitude consciente. O benefício é nosso!

Um aviso: não sou a criadora da idéia de fazermos listas de motivações p/ nos mantermos firmes no processo. No VP isto é orientado sempre, é uma das ferramentas de apoio, muito eficaz que sempre fiz uso, desde então. O que faço desde o começo é expandir isto, não só listando motivos p/ emagrecer e, agora no meu eu caso, p/ manter, mas gerando outras listas, variações que tb me ajudaram e ajudam demais. Mas não posso deixar que pensem que sou a gênia da lâmpada, posso até ser bem espertinha e aprimorar algumas coisas conforme vejo que ajudam ainda mais, porém os louros desta lista não são meus, são do VP.
Falando nisto, trago hoje mais umas comparações entre o antes e depois, as famosas e queridas conquistas.

Por  muito tempo, nenhum blaser que eu comprasse, mesmo em lojas de tam. especial, fechava em mim. Não encontrava no meu tam. nenhum que ficasse totalmente bom, ou o preço era acima demais do que eu achava justo (ou podia pagar), então comprava o que dava nas costas e braços (embora muitas vezes não pudesse dar um abraço vestida nele, pois o movimento era impossível) e usava abertinho, como se fosse charme. Sendo que alguns ficavam tão abertos (na altura do bico dos seios) que ficava claro que o problema era mesmo de tamanho. Hoje é uma bênção poder usar e fechar blaser, paletó de terninhos comprados prontos e o melhor: baratos, pois sou uma ótima muvuqueira, garimpeira de preço bom e pechincar tb é comigo!
Outro item: meu pé era tão gordo que quase todos os sapatos fechados o marcavam muito, eu tirava o sapato e ficava aquele arco desenhado em baixo relevo, vermelho e muitas vezes até esfolado, doendo muito. Não sei mais há quanto tempo isto não acontece, sei que é bom demais usar o calçado na boa, se machucar não é por causa de gordura no pé.

Ah! Fechar a fivela de sandália ou sapato era uma arte. Ou alguém prendia p/ mim ou eu me contorcia toda c/ a perna torta em cima da cama, dava nó na coluna e muitas vezes fiquei c/ dor muscular p/ fechar o calçado. E isto se a perna não estivesse inchada, aí tinha que usar outro calçado. Isto também acabou. E escrever isto me deixou mais animadinha ainda, cheia de planos p/ continuar firme, caprichando cada vez mais. E tem muito mais, aos poucos eu conto as mudanças.

Hoje vou c/ o Vi ao show do Ney Matogrosso (adoro) no VIVO Rio, estou contente. E vou decidir com que com roupinha nova irei (daquelas que ganhei e ainda não estreei), outra novidade boa, antigamente não era assim! Roupinha nova não inaugurada ainda p/ escolher assim? Vixe, como isto é bom!  Beijos, uma semana linda para todos!


 Escrito por Beth ?s 16h45
[] [envie esta mensagem]


 
   DESPEDIDA COM COMILANÇA E MUITAS E LÁGRIMAS DE CROCODILO? SAI PRA LÁ! RSSS

Olá! Comigo tudo bem, trabalhando muito, firme no controle alimentar, mas já notei que ainda não será neste sábado que darei o troco do jeito que Filizola merece. Faço minha parte direitinho, mas o corpo é assim: pega a gordurinha de uma só vez, mas p/ largar faz charminho...rs
Vamos ao assunto de hoje? 


Imagem encontrada no Google
(em homenagem à Jaque Saradona (rs)

Geralmente, quem entra num processo de emagrecimento faz antes uma ou mais despedidas, é impressionante (sei pq eu tb fazia antigamente), parece que está indo p/ um campo de concentração. O que come na despedida é até mais do que comeria normalmente, pensando: ‘a causa é justa, afinal vou ficar tanto tempo sem poder comer direito!’ e aí está o 1º erro: associar o processo a sacrifício, fome, privações, proibições, desespero, vazio etc. Já começa encarando de um jeito ruim. Como alguém consegue se entusiasmar p/ algo que desde antes já vê c/ negatividade? Complicado né?
  Melhor mudar isto logo, afinal é algo que só trará benefícios! O processo é bacana, positivo em todos os sentidos, desde qdo ainda está sendo pensado, planejado e que estamos nos munindo dos recursos p/ começarmos. E desde que seja algo responsável, correto, claro!
Tem a ver com alto-astral!  Não se faz nada c/ boa-vontade se já partir c/ um pensamento de “Ah, que droga, preciso emagrecer” ou na hora que ouvir a musiquinha do Fantástico pensar 'amanhã é 2a feira' e já fazer careta ao lembrar que ‘além de tudo é dia de começar a dieta’.

Eu penso assim e pelo que observo em mim e nos que me rodeiam, tudo que é encarado de um jeito pesado é tb de forma pesada que acaba sendo feito. E assim, muitas vezes a pessoa só enxerga problemas e dificuldades p/ levar o processo adiante, vê os percalços como bichos de mil cabeças (sete é pouco...rs) e fica mesmo muito fácil desanimar, chutar o balde.

Outra coisa errada e que compromete desde o 1º passo é justamente a questão do “TENHO que emagrecer”. O legal é entrar nisto consciente de que QUER emagrecer e não que PRECISA, TEM QUE ou algo assim como ’Eu tenho que pagar aquela conta (ai que chato, mais uma!)’, ‘...preciso lembrar de arrumar o quartinho de empregada (ai, por que fui lembrar)’, ‘...tenho que passar aquele monte de roupas’, ‘...preciso ir lá no cafundó do judas buscar aquela encomenda...’ etc. Exemplos de que geralmente tudo que a gente TEM QUE ou PRECISA fazer é quase sempre pensado e dito de forma carregada e feito sem muito entusiasmo.

Mas qdo, por exemplo, pensa e diz QUERO tudo muda! Por exemplo: "QUERO MUITO comprar aquele sapato", "QUERO MUITO ir lá no cafundó do judas buscar o presente que a titia comprou p/ mim". Não é mais motivador? A gente nem pára p/ pensar se é longe ou perto, fácil ou difícil, a gente sabe que QUER e QUER MUITO e isto já é suficiente p/ encarar as dificuldades de outro jeito.

Se está sem carro e PRECISA ir a algum lugar, já dá preguiça, faz cara feia, suspira pesado (eu sou assim). Mas se QUER MUITO ir ao mesmo lugar e não tem carro, já começa a imaginar a maneira como vai se virar, liga pra um e pra outro, entra no site que tem o mapa e descobre que condução passa lá, não mede esforços, mesmo que canse, dê trabalho e até despesa, afinal, vale a pena!

E por que não seria assim c/ o processo de emagrecimento? Se é algo que vc QUER muito, certamente há de se esforçar, se dedicar c/ dedicação, carinho e boa vontade. Mas se é algo que TEM QUE fazer, já vai meio no ‘tem que ser, então lá vou eu’ (com uma má vontade que só vendo). Não é a mesma coisa! Bom pensar nisto (não p/ desistir e sim p/ começar a mudar a forma de ver a coisa toda).

Mais um erro tremendo: achar que tem que se despedir pq vai ficar um período tendo que se controlar. Se pensar assim é pq não sacou ainda o que é a reed. alimentar. Pretende fazer dietas, regimes, coisas pontuais que a gente faz por um tempo e depois termina. Mas quem tem excesso de peso não pode entrar nesta, não é assim que a banda toca.  O que nos fez engordar e perder o controle foi a absorção de hábitos ruins, foi a associação indevida de comida com emoções e um monte de coisas que se a gente não procurar mudar, aos poucos, vai viver engordando e emagrecendo, o que não é legal.
Quem tem hábitos ruins, alimentação desregrada e tudo mais que leva ao peso elevado e aos problemas que ele acarreta tem que se reeducar. Senão, pode até emagrecer mas ao parar, se não tiver havido uma real transformação o efeito logo irá embora, pois geralmente o emagrecimento aconteceu por conta de privações, alimentação muito restrita, cheia de proibições e não ensinando nada do que é essencial p/ depois a pessoa manter-se no peso. Ao retornar ao costume anterior o peso voltará também.

Então, a reeducação é o caminho pq ela habilita a manter o peso. Não tem começo, meio e fim. Ela é o meio de emagrecer e manter-se depois no peso alcançado.  A gente começa a absorver e vai enraizando, tornando-a um modo natural de agir, é um estilo de vida onde não há proibições e sim controle. E não é anormal, pq anormal é comer do jeito que muitos ainda comem no dia-a-dia e encaram a alimentação.
 Então, não precisamos nos despedir de nada, pois nada nos será tirado. Nem o doce, nem o choppinho, nem a batata frita. Apenas aprendemos a equilibrar, a saber a melhor hora, a qtde adequada, a combinação mais bacana, a forma de ver, sentir, pensar e agir no dia-a-dia. E excepcionalmente, sempre há um abusinho, mas será um comportamento eventual, qdo hoje é o rotineiro.

Se vai se despedir, só se for do exagero, do descontrole, de tudo que só faz mal ao corpo, à cabeça, a tudo. Mas se faz tão mal assim, não precisa de despedida!  Alguém aí faz questão absoluta de se despedir com abraços e beijos de uma pessoa que só enche o saco, que só o leva p/ furadas, que só ferra sua vida? Que nada, a gente quer mais que ela suma sem olhar pra trás, não é? O mesmo p/ os hábitos ruins. Não é preciso jorrar lágrimas de saudade antecipada, eles não farão falta alguma. Logo será um alívio não conviver mais c/ eles, eu garanto. 

E se um dia der vontade de dar uma largadinha maior, dá p/ fazer isto e depois voltar ao normal sem problemas. Tem é que acreditar e se sentir o dono mesmo da rédea. Vale a pena. Começando, recomeçando ou continuando, vamos ver a coisa como ela é: bacana, positiva, um presente que estamos nos dando, combinado?
  Já está chegando o final de semana? E daí? Começa, retoma, continua hoje mesmo, vai adiar o que? Quem adia o trabalho, adia o resultado!Beijos em todos!



 Escrito por Beth ?s 23h45
[] [envie esta mensagem]


 
   LISTA DE MOTIVAÇÕES: SUSTENTAÇÃO DO ÂNIMO

Volta e meia alguém me pergunta como fazer p/ não desanimar, onde buscar motivação e força p/ começar ou continuar o processo mesmo que algo não saia sempre bem e de onde tiro forças, como eu fiz p/ não abandonar tudo mesmo qdo tive platôs e como aguentei mais de 3 anos até chegar à meta etc.
A resposta resumidíssima é: me apeguei e me apego, até hoje, a tudo que desejo de verdade p/ mim e à vontade forte-imbatível de tirar da minha vida uma série de dificuldades, constrangimentos, inviabilidades, riscos etc. que a obesidade já me proporcionava ou ainda iria me trazer.
 E uma das dicas que estou sempre passando é: relacione tudo que vc quer conquistar c/ seu emagrecimento! Não precisa mostrar a ninguém, se não desejar, mas faça-a e não fique só no básico Saúde, Beleza etc., destrinche isto!

O item Saúde se desmembra em mil coisinhas, o item Beleza também e por aí vai! E cada coisinha pode se subdividir em tantas outras e qdo vemos temos N motivos bacanas p/ nos agarrarmos e usarmos como apoio nas horas em que algo tentar nos tirar a disposição!

Eles serão p/ nós uma alça firme onde seguraremos qdo a coisa balançar. Se a gente falhar ou algo não sair como esperado, em vez de supervalorizar o erro e a dificuldade, lembraremos de tudo que está na nossa lista e a estas coisas sim, vamos dar muito valor, aí elas sempre serão muito mais fortes e nos sustentarão. Não haverá dificuldade suficiente p/ nos fazer chutar o balde de vez. A gente até dá um chutinho leve, mas qdo o balde começar a cambalear a gente ajeita ele rapidinho, nem deixa virar né?

Por isso estou sempre contando coisas que já passei por causa da obesidade, mostrando as mudanças. Além de fortalecer a mim mesma, pois manutenção é p/ toda a vida, evidencio que se quisermos de verdade e se dermos sempre peso ao que realmente deve ser considerado importante, conseguimos chegar lá.
Importante: Ninguém é um pobre-coitado_sofredor por estar acima do peso e já ter alguns destes empecilhos. Nem precisa deixar de viver, deixar de ir aos lugares, de se divertir, passear e tudo mais. Eu não me privei,não me escondi, procurei me adaptar. Basta se conscientizar, acreditar que pode dar a virada e agir. E nada de ficar enaltecendo as pedras do caminho, transformando-as em montanhas e sim olhar a montanha no caminho e transformá-la em pedrinha! Acreditar que é possível vencer é essencial p/ que se entre na arena. Senão, nem precisa lutar, vai lá na toca do leão e se enfia na boca do bicho, ué! Eu hem!

Sempre gostei muito de usar bijuterias. Mas passei uma temporada longa sem usar gargantilhas e colares mais curtos, por causa da obesidade, sabiam?  É que meu colo ficou tão carnudão por causa da gordura, meu pescoço ficou gorducho e eu tinha uma papada que juntava no pescoço de tal forma que ao abaixar um pouquinho a cabeça, já encostava lá. 

Hoje é preciso abaixar bem a cabeça p/ que meu queixo encoste no peito, antes bastava um mínimo trejeito. E assim, naturalmente, os colares e gargantilhas se tornavam algo quase inviável, eles não me cabiam, não fechavam no meu  pescoço. Só podia comprar se tivessem extensor e nem sempre isto bastava. Já aconteceu de não poder levar algo que gostei pq ao colocar os extensores necessários, acabou ficando esquisito, parecendo coleira!

Os colares mais curtos não ficavam na altura que deveriam ficar, como nas outras mulheres, em mim ficavam muito mais acima, era esquisito, então o melhor era não usar, neste caso. Como h
ouve uma época em que os colares mais compridos estavam totalmente fora de contexto e mesmo eu não sendo escrava de modismos e da ditadura da moda, ficava complicado pq nem encontrava coisas bonitas mais compridas, já que não era foco, as lojas não investiam naquilo.
Então eu compensava usando brincos maiores, mais extravagantes, coloridos (felizmente, estavam em voga) e outras coisas que me enfeitassem mas que ficassem bem.
 E as pulseiras? Outra dificuldade, e eu sempre gostei tanto delas!Hoje em dia esqueço muitas vezes de colocar, acho que por não lembrar sempre que já cabem...rs Antes, com o braço bem gordinho, as pulseiras tipo bracelete só serviam se fossem do tipo aberto, ajustável e ainda assim, se tivessem que ficar muito abertas, perdiam o feitio e não ficavam legais! E as fechadas não entravam, embora minha mão não seja tão grande, mas ela estava gorduchinha demais. As que tinham fecho nem sempre fechavam e as que fechavam, quase sempre ficavam tão justas que prendiam a circulação.
Tenho um relógio que adoro, ganhei há 20 anos atrás e passei anos sem usar pq era tão justo que causava dormência no braço, um perigo, tive que guardar por bom tempo e hoje uso normalmente, fica ótimo e já mandei ajustar a correia, diminuindo claro!

E os anéis?  Minha aliança de casamento c/ o Vi está tão larga que hoje eu uso no dedo do meio, aparada por outros 2 anéis, senão ela cai se eu simplesmente virar a mão, não preciso nem sacodir. Pudera, a medida da aliança é 26 (e ela chegou a ficar meio justa depois) e hoje meu dedo anelar é 17! Qtos anéis deixei de comprar por causa do dedo fora de padrão?! O Vi tinha dificuldade, sempre gostou de me dar presentes, fazer surpresas e nem sempre conseguia por causa disto! Uma vez me deu de Natal um anel de ouro, lindo. Mas sabia que não caberia, então me deu assim mesmo e depois, conforme previu e combinou na joalheria, fomos lá p/ tirar a medida e mandar fazer outro, em troca do que me deu.

Vejam que em tudo a gente consegue enxergar mais um item para a lista de motivações que nos garantem a garra, a vontade, a renovação de forças p/ vencer dificuldades e seguir. Se vc parar agora e olhar para si mesmo um instantinho, vai lembrar de algo que o incomoda ou que já incomodou e vc já se livrou. Tente!
Minha lista é enorrrrme, aos pouquinhos vou trazendo mais alguma coisa para cá. Mas é p/ se animarem hem?
 Déia (de preto) e Marília (de azul) no Parabéns pra você!
Hoje, dia 10/01, é aniversário da queridíssima Déia, nossa musa da simpatia, sorriso de ouro, minha amiga do coração, blogueira da "velha-guarda blogosférica light". Amiga linda, Deus a abençoe, seja hoje e sempre muito feliz!
Ah! Tem fotos da festinha dela e da Marília no meu fotoblog! Vão ver!
Beijos em todos!



 Escrito por Beth ?s 23h23
[] [envie esta mensagem]


 
   COMPARE SEMPRE SEU ANTES E AGORA, NÃO SÓ NAS ROUPAS E NO PESO, MAS NA FORMA DE PENSAR/AGIR EM TUDO! COMPARE SENSAÇÕES! AJUDA NA MOTIVAÇÃO!

É interessante como ainda hoje tantas coisas que já consigo fazer há tempos e que na obesidade mórbida eram complicadíssimas (ou inviáveis) ainda me surpreendem de vez em quando. Na 4a feira passada à noite saí c/ o Vi p/ fazer uma compra e depois jantamos num restaurante simpático e gostoso, onde revivi sensações que me fizeram parar, pensar, sorrir por dentro e por fora, de satisfação.

Primeiro, ao passar pelas mesas ocupadas e me dirigir àquela onde sentaríamos, num cantinho aconchegante, foi ótimo novamente trafegar tranquilamente entre as mesas e cadeiras ocupadas. Antes, eu tinha que desviar, dar a volta pelos cantos onde as mesas estivessem desocupadas p/ evitar ter que dar meia-volta ao constatar que em determinado vão não conseguiria passar. Sem contar que era normal algum outro cliente ter que interromper sua refeição p/ chegar a cadeira p/ frente ou mesmo levantar-se p/ que eu conseguisse passar. E tb não foram poucas as vezes em que forcei a barra p/ passar, achando que dava. Às vezes até dava, mas a barriga muito grande acabava empurrando a cabeça (ou costas) da criatura sentada comendo e eu com cara de bunda dizia: ‘Ih, desculpe” (que mico)!

Depois, me senti ótima de novo ao sentar c/ facilidade naquele cantinho gostoso, qdo antes precisávamos de uma mesa maior ou no caso 2 mesas juntas p/ eu me acomodasse melhor. Mas agora é tranqüilo, é simples. Aí cruzei as pernas, coisa que fiquei tantos anos sem poder fazer e num restaurante era inimaginável, não dava mesmo! Qquer tentativa se frustrava pq as coxas muito grossas e a barriga muito grande impediam a posição e tb porque a distância entre minha perna e a mesa era muito menor, o que inviabilizava movimentos. Mais de uma vez tentei e sem querer levantei a mesa c/ o joelho, aí ao abaixá-lo ela voltava, mas o copo virava ou algo caía. Não é brincadeira, gente! É verdade! Dava vídeo-cassetada das boas, garanto.

Antes de fazermos os pedidos, fui ao banheiro e de novo comparei. Ao entrar no pequeno box onde fica o sanitário, recordei que antes era uma complicação. Eu tinha técnica p/ entrar em banheiros públicos, muitos deles são tão pequenos que até pessoas mais magras, às vezes, têm que dar uma reboladinha rs Mas p/ mim era sempre complicado. Eu ia, claro, pois sabia dar meu jeito, muitas vezes eu entrava no box já de costas (ou quase) pq depois não conseguiria mais me virar lá dentro p/ urinar, é mole? E agora, salvo situações muito especiais em que o problema é do banheiro e não meu, eu entro normalmente. Vejam como a gente consegue em rigorosamente todo tipo de situação encontrar motivos p/ se cuidar melhor. Até no xixizinho nosso de cada dia!

Ao sentar-me novamente à mesa,  peguei o guardanapo de pano e veio de novo a lembrança dos velhos tempos, qdo não havia jeito de colocá-lo sobre as pernas, que eram cobertas em grande parte pela barriga imensa. Aí o guardanapo ficava ou nos joelhos (não cumprindo sua função) ou o colocava sobre o abdômen muito elevado (ficava parecendo mais um babador que escorregou e não um guardanapo). Em ambas as situações, ele acabava indo p/ o chão. Agora isto não acontece mais, o guardanapo fica no lugar certo e se cai é pq sou inquieta, estabanada mesmo (quem me conhece de perto, sabe).

Pedimos a bebida e optei por chá gelado diet. Me propus a segurar a onda do refri durante a semana e já tinha furado no almoço, por esquecimento.  O cardápio tinha opções interessantes, mas eu amo as saladas do Empório Pax e por mais que outros pratos sejam apetitosos, eu naturalmente acabo sempre pedindo um combinado, no qual indico numa comanda específica os itens que quero na minha salada, o molho e um acompanhamento, geralmente um quiche (os de lá são ótimos). Há tempos atrás eu jamais iria me fixar nas saladas, ainda mais à noite! Agora é primordial. Fiz minha escolha, por sinal maravilhosa, o prato veio perfeito. O Vi tb escolheu um combinado destes e comeu babando de prazer e esta é outra novidade, afinal qdo antes meu marido faria esta escolha? Nunquinha! Ele pediria um filé a parmegianna c/ arroz, batatas fritas e sei lá mais o que! Coisa que gosta e eu também, que come se tem vontade e eu também, mas não é mais uma prioridade, nem rotina. Em 90% das vezes ele quer uma salada, nem que seja como entrada. Sente falta, como eu. 

Terminamos de jantar e qdo o maitre nos trouxe novamente o cardápio p/ escolhermos a sobremesa, agradecemos e declinamos. Outra coisa que antigamente não aconteceria, não perderíamos a oportunidade de comer uma sobremesa gostosa, ‘imperdível’ (tudo era imperdível como se a gente não estivesse sempre diante de uma oportunidade destas).
Lá há ótimas tortas e tem uma, em especial, que nós gostamos tanto que eventualmente vamos em uma das filiais deles, só p/ comer uma fatia. Mas é eventual! Naquela noite não queríamos mesmo e não precisamos aceitar só por sabermos que havia a tal torta disponível.  Isto comprova a evolução real do comportamento, ele é naturalmente melhor, mesmo com as jacadas e deslizes eventuais de qquer pessoa. E até isto mudou, antes a jacada das festas era continuada até que um dia a gente lembrava que era hora de dar um tempo. Hoje é mais imediato, e o melhor é que não fazemos só por necessidade e sim por vontade. Associamos o controle, hoje em dia, a bem-estar e a estas sensações que estou sempre relatando, elas parecem simples, mas são super gostosas e motivadoras.

Por que eu trago isto p/ o blog? A mim, ajuda registrar novamente estas sensações gostosas, isto me dá força, é uma recarimbada no atestado de “vale a pena”. E aos meus parceiros de estrada, auxilia tb pois quem não chegou a um grau de obesidade ou sobrepeso que tenha causado estas e outras dificuldades na vida prática, fica alerta p/ não chegar a isto.. Quem já passou ou passa por elas se motiva, tem mais um item que ajuda a fortalecer a vontade, a disposição, a persistência, a paciência tão necessárias no processo.

Sempre digo que ter consciência dos porquês de estarmos na estrada é essencial p/ não querermos sair dela e se avaliarmos todos os dias, em todas as situações, o qto temos de razões p/ persistirmos no emagrecimento ou na manutenção, encontraremos sempre mais um item p/ a lista.  Eu lhes digo que é muito bom renovar a constatação do qto a vida prática ficou mais tranqüila. Dá alívio, felicidade e gratidão a mim mesma, a Deus e a todos que de alguma forma contribuem p/ isto. Inclusive vocês, né? Obrigada!

No fotoblog, fotos motivadoras, de roupa antes e depois, acho que vão gostar! Algo como esta aqui embaixo!


Sábado, conforme esperado, Filizola me nocauteou e eu mereci. Precisava mesmo de uma sacodida. N
a deliciosa festinha de niver da Marília e da Déia neste sábado não fui muito disciplinada, belisquei, repeti doces, uma coisa! rs Domingo já entrei mais nos eixos e a semana toda será bem redondinha, já estou 'no sapatinho'.
Filizola me aguarde...ela está jurada. Viro vitalícia no VP em breve ou não me chamo Elizabeth...rs
Ótima semana p/ todos! Vamos caprichar, combinado?Beijos!



 Escrito por Beth ?s 22h09
[] [envie esta mensagem]


 
   PEDIR OU RESOLVER?


Reveillon 2006-2007
Embaixo de chuva, na praia de Copacabana

Entrei o ano vestindo uma camisetinha amarela que na frente tem a palavra inscrita c/ brilho e não foi à toa. É a fé em Deus, incondicional, infinita e gostosa, que me dá suporte em todas as situações e ocasiões, e tb a fé em mim mesma, pois se não confiar no meu taco, como será? E quem mais confiará?

Não costumava fazer uma lista, propriamente, de resoluções de Ano Novo. Sempre sabia o que queria, sempre havia algo especial, três ou quatro coisas fora os ‘pedidos básicos’, geralmente formulados de forma macro: saúde, segurança, amor etc. E aí, cabe diferenciar PEDIDO de RESOLUÇÃO.

Uma coisa é, nas preces e mentalizações especiais de virada de ano, reforçar os pedidos de sempre e incluir na lista ‘presentinhos especiais’, afinal é uma ocasião tb especial! Outra coisa é identificar onde eu entro, mais efetivamente p/ que alguns pedidos sejam atendidos.

Ocorre que é muito fácil pedir saúde, por exemplo, desejar que Deus nos garanta uma vida livre de doenças graves e qquer desconforto deste tipo por muitos e muitos anos. Mas, adianta pedir saúde a Ele e não fazer minha parte p/ que ela seja mantida ou melhorada, caso haja algum probleminha? Preciso mesmo só contar com os milagres divinos até p/ coisas que estão ao meu alcance cuidar ou reverter?
É fácil pedir saúde e não ter atitudes que a privilegiam, não fazer rotineiramente as avaliações que previnem o aparecimento de alguns males ou, pelo menos, ajudam a identificar algo qdo ainda é simples, evitando que se torne complexo e aí sim, necessitar do milagre no que transcender os recursos da ciência?
Assim é com tudo, serve p/ todos os segmentos da nossa vida, p/ muitas coisas do que queremos conquistar, manter ou melhorar.
 Então, fiz uma lista que não é simplesmente de pedidos e sim de resoluções. Resolução é uma palavra c/ vários significados e na forma como estou usando-a, ela significa: resolver, decidir, determinar, ter um propósito. Então, relacionei coisas que estou resolvida a fazer, mesmo que em partes, mesmo que não seja viável concluir ainda em 2007, mas começar é algo que quero. Acredito que isto me ajudará muito.
Tenho o hábito de reclamar demais de coisas que me incomodam muito, mas que em grande parte eu mesma poderia mudar, ao menos um pouquinho e aos pouquinhos. E assim como fui e sou determinada na questão do emagrecimento e agora da manutenção (apesar das falhas) e também sempre fui e sou em uma série de outros segmentos da minha vida, posso perfeitamente resolver ser assim também para outras coisas. Se me incomodam e se dependem pelo menos em parte de mim mesma, o que me impede então de sair da mesmice? O que me bloqueia?

Eu sei a resposta. Escolho o que vou focar, conforme necessidade, vontade e o tanto de satisfação que aquilo me trará, sabendo direitinho os ‘porquês’. Foi assim p/ encarar firme mais de 3 anos de processo de emagrecimento, será assim p/ manter-me na linha para sempre. Mas porque eu simplesmente decidi que assim seria e me apoiei em motivos especiais, fortes e que renovei a cada dia (e continuo renovando).

Tenho que fazer o mesmo trabalho, agora, para algumas outras coisas. O tipo de prazer que me darão é bem diferente e o tipo de atitude que vão requerer, nem sempre pode ser algo que eu esteja muito a fim de fazer, por falta de aptidão, de gosto, até mesmo de boa vontade. Assim como trabalhei e trabalho, diariamente, no fortalecimento das crenças positivas e da motivação para jamais retornar à obesidade elevada e ao que ela poderia me causar, preciso e vou trabalhar agora, firmemente, com foco em outras questões.
 Na minha lista há vários itens, a saúde está em destaque, tanto com a retomada firme do meu tratamento de gengiva e dentes (já estou até c/ consulta marcada p/ amanhã), a continuação do tratamento das pernas, a habitual avaliação periódica e preventiva e até a ida ao alergista p/ pesquisar esta insuportável intolerância a álcool que já há um bom tempo resolveu aparecer e não me permite tomar uma bebidinha sequer, eventualmente. Até o brinde de fim de ano foi com sidra não alcóolica.
Não pretendo me embebedar, mas gosto de um choppinho, de uma caipirinha etc. e estou totalmente impedida por causa da reação imediata, horrorosa e incômoda que até assusta.

Tb relacionei um monte de itens voltados p/ minha casa e este capítulo vai longe. Eu resmungo diariamente que não gosto de um monte de coisas mas não invisto muito na transformação delas, escolho sempre deixar isto de lado, chego a me flagrar dizendo que “não curto gastar c/ a casa dinheiro que quero gastar comigo, com o Vi, os filhos etc.”   Ok que não privilegie certas coisas em detrimento da gente, mas a nossa casa não é coisa da gente? Não é o lar onde vivemos? Se ela me incomoda tanto e se não pessoa de luxos, será que não daria p/ ajeitar mesmo que devagarinho o que me incomoda tanto? Claro que dá, vejo tanta gente com tão menos fazendo tão mais! Sem-vergonhice minha, pura...rs Está na lista sim e vou focar, mesmo de mansinho.
 E a questão do peso? Está na lista, claro! Manter-me na meta atual e virar vitalícia daqui a poucas semanas, mas primeiro tenho que reverter um pequeno acréscimo que tenho certeza que aconteceu nestes últimos dias, é evidente, sinto nas roupas, vejo no espelho e a balança não há de se fingir de morta, vai me jogar na cara sim! Rs  Mas eu vou reverter, isto é certo. E manter-me depois na linha é essencial, eu quero e vou conseguir.
Planejar e viabilizar a plástica, pelo menos do abdomen e costas e se der tb os seios, está na lista. Não depende só de mim, mas tenho parcela significativa nisto. envolve $ e preciso me organizar. Falando em grana, está na lista, em destaque, uma administração melhor  pq nos últimos anos faltou gerenciamento e por isso sobraram sustos e dívidas.

Como disse no começo, eu entrei em 2007 c/ muita fé e desta vez, resolvida a ser agente de transformação de muitas coisas que antes eu não estava dando bola nenhuma. Elas não caem do céu, Deus tem bem mais o que fazer e já que Ele me deu condições físicas, intelectuais etc. p/ eu mesma promover, conto c/ Sua luz e proteção e já estou bem encaminhada.

E vocês, também se resolveram a algo p/ 2007 ou só fizeram pedidos? Espero que tudo seja concedido, no que for p/ seu bem. Mas sugiro que assim como eu fiz, avaliem o que depende só da bondade divina e o que vocês podem fazer p/ que os sonhos e desejos virem realidade. Beijocas!



 Escrito por Beth ?s 09h28
[] [envie esta mensagem]


 
   E FOI DADA A PARTIDA! CHEGOU 2007, AGORA É PRA VALER!!!!!

E chegou 2007! Como eu disse no encerramento do post anterior, que seja bem-vindo, vamos agora traçá-lo! Traçar pode ser: delinear, assinar, demarcar, marcar, projetar na mente, imaginar, mandar, ordenar, decidir, determinar, resolver, armar, preparar, promover, maquinar, tramar, compor, escrever, expor, esboçar, assentar, escolher, estabelecer para si.
Mas pode também ser consumir, gastar, ralar, estraçalhar, cortar, roer (como a traça), dilacerar.
A escolha é nossa! Vamos TRAÇAR do jeito melhor, então!

O que passou, passou e deixou marcas,  lembranças, sobretudo LIÇÕES. Não voltaremos nem um minutinho o tempo para trás, então agora é hora de olhar o HOJE e o AGORA e fazer a cada momento um momento especial, positivo, produtivo, feliz e precursor de um outro momento, seguinte, na mesma linha!

O reveillon foi uma delícia. No dia 31 amanheci bem, tratei de logo cedo fazer rabanadas e uma farofa caprichada que meu filho pediu p/ levar à noite p/ a festa que ele e a galera amiga programaram. Tão logo terminei, me senti estranha, atacou um mau-humor inesperado e sem razão, fiquei chatíssima como se estivesse na TPM (não estou), mas depois passou, quando me concentrei, fiz uma oração, tomei um gostoso banho e me vesti p/ aguardar a chegada de alguns amigos que nos deram a alegria da sua companhia numa noite tão especial.
Confraternizamos aqui em casa e por volta das 23h fomos todos para a praia de Copacabana, onde rompemos o ano e curtimos a queima dos fogos de artifício que, por si só, já não me encantam mais tanto, talvez pq já sou habituada e por achar que antes, qdo eram lançados da areia, eram muito mais bonitos e envolventes. Mas esta mudança (lançamento de balsas, no mar) visou a segurança de todos, então é o que vale!

Mas para mim o sentido de tudo isto é muito maior, mais profundo. A felicidade de virar o ano c/ gente querida, num clima de harmonia, alegria, união e carinho verdadeiros, observar a carinha feliz e extasiada de cada um, alguns pela 1ª vez virando o ano daquela maneira, é indescritível e torna cada reveillon destes uma ocasião única, linda, especialíssima, emocionante.

Pouquinho antes da meia-noite nos abraçamos e reforçamos nossos votos de felicidade, saúde, união e tudo mais e qdo deu a hora, foi aquela alegria. Brindamos com sidra e espumante, nas tacinhas descartáveis que sempre levamos p/ a praia, nossa farra é simples, barata e ao mesmo tempo a coisa mais rica deste mundo, pois o valor dela é muito, muito maior do que qualquer avaliação material poderia supor.
Depois dos 22 minutos de queima de fogos, voltamos p/ casa tranquilamente e aqui ficamos de papo e comilança (eita ferro, eu podia evitar este assunto...rs) até quase o dia clarear. Sim, eu falei comilança. Cada um trouxe algo e o povo se esmerou, o que tinha de gostosura na mesa, se eu relatar vocês engordarão só de ler! Mas valeu a pena, estava tudo maravilhoso e se negar que pisei novamente na jaca c/ ‘as 4 patas’ mentirei e não vou começar o ano dando uma de Pinocchio. (Não me olhem assim, são patas de leoazinha, não estou me desmerecendo não...rs)

O dia 1º foi chuvoso no RJ, fiquei em casa de papo c/ as amigas que dormiram aqui e à noite, conforme havia sido programado antes, fui com o Vi e meu filho numa churrascaria. Foi o de menos, pois este tipo de programação não me oferece tanto risco, já que não sou tão carnívora assim, mas além das saladas eu petisquei friturinhas e juntando c/o que já havia abusado antes, cheguei em casa empanzinada e não coube nem a sobremesa (a aletria da Janice e o manjar do Marcelo, deliciosos demais) que me aguardavam na geladeira, ai que pena!

Mas o organismo já não aceita mesmo estas farras do boi e, por conta dos efeitos disto, comecei o ano faltando ao trabalho. Estou totalmente na linha, tomando chá de carqueja p/ dar um trato na digestão, frutinhas e saladinhas leves no cardápio, planejamento da alimentação da semana esboçado, cabecinha no lugar numa boa, a hora é de ajustar tudo e isto farei.
  Faltam 3 semanas para virar vitalícia do VP e eu não vou perder isto nem que a vaca tussa!

Amanhã (03/01) é aniversário da Marília “Vitória”, esta querida amiga que a blogosfera me trouxe e que já conquistou lugar no meu coração, com direito a sentar na janelinha!
 Parabéns, lindeza! Seja este novo ciclo da sua vida repleto de alegria, continue firme na conquista dos seus objetivos, seja sempre muito feliz, porque você merece!

Desejo que todos vocês tenham rompido o ano alegremente, com muita esperança e paz, muito amor e convicção de que podem e vão levar mais este novo período da melhor maneira possível.

E aos que estiveram comigo nesta virada, não há palavras que expressem suficientemente o carinho, a gratidão, a importância e o significado da companhia de cada um, sem exceção (vale p/ maridos, filhos, é todo mundo MESMO). Como disse naquela horinha, obrigada por fazerem parte da minha vida, sejam sempre muito bem-vindos à minha casa, pois no coração vocês já moram.

E vamos nós, unidos, felizes, confiantes e sempre na luz, TRAÇANDO desde já este nosso novo ano. Feliz 2007 gente amiga, e vamos em frente! Fiquem com uma mensagem bacana que recebi da querida amiga Bernadette e gostei tanto que ela encerra hoje este post.
Beijos!



 Escrito por Beth ?s 12h34
[] [envie esta mensagem]


 
  [ ver mensagens anteriores ]  
 
 



Meu perfil
BRASIL, Sudeste, RIO DE JANEIRO, Mulher, de 46 a 55 anos, Portuguese, English, Arte e cultura, Livros, Praia, Dançar, Curtir a vida
MSN -



EU ERA ASSIM  

ESTOU ASSIM Meu nome ? Elizabeth, sou conhecida como Beth
Analista de Sistemas, especialista em Metodologia, Processos e Qualidade em TI, Ger?ncia de Projetos,An?lise de Neg?cios, Auditora ISO, sou leonina do dia 10/08, carioca da gema, moro na minha na cidade maravilhosa (RJ), adoro fazer amizades, sonhar, ler, escrever, sou casada c/ Vicente - meu grande amor, m?e do Alexandre, um filh?o maravilhoso, que ? universit?rio e "boadastra" da Mimi, minha enteadinha adolescente linda a quem chamo aqui de filhotinha.

Meu e-mail: beth.ebprs@gmail.com
Meu MSN: ebprs@hotmail.com



Objetivo deste Blog: Compartilhar meu processo de reeducação alimentar e mudança de hábitos que resultou no meu emagrecimento, me tirou da obesidade mórbida e me ensinou e ensina tanto!



Meu processo: Fui beb? 'cheinho',crian?a de peso normal, na adolesc?ncia tinha ?timo corpo. No in?cio da fase adulta comecei a engordar c/facilidade em fun??o de uma mudan?a p/ pior dos h?bitos alimentares e tb devido a dificuldade que tive em enfrentar alguns problemas pessoais, decep??es e m?goas que se transformaram em Kg a mais (eu as COMI). Durante anos optei por m?todos indevidos, tomei rem?dios, f?rmulas, inje??es, fiz dietas mirabolantes e isto tudo me ajudou a virar uma sanfona que cada vez abria mais e fechava menos. Cheguei ao auge da obesidade c/ 140 kg e dei o basta. Primeiro, fiz um pequeno controle que me ajudou a emagrecer quase 5 kg. Depois, entrei para o Vigilantes do Peso, onde emagreci 53kg c/equil?brio, seguran?a e muita alegria. Aprendi muito, o caminho foi t?o importante quanto os resultados. Eliminei 53 kg com o método do Vigilantes do Peso e atividade física. Aumentei depois alguns kg e agora prossigo, para reconquistar a minha meta e mantê-la para sempre.

Cr?ditos Imagens: Google
Comunidade no Orkut!


Comunidade Orkut: Eu sou f? da Beth - A Conquista! criado com carinho pela amiga Lili (obrigada, lindinha!)
http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=2052374


 
Clique AQUI e veja
o que eu como!




HIST?RICO
 01/01/2011 a 15/01/2011
 16/12/2010 a 31/12/2010
 01/12/2010 a 15/12/2010
 16/11/2010 a 30/11/2010
 01/11/2010 a 15/11/2010
 16/10/2010 a 31/10/2010
 01/10/2010 a 15/10/2010
 16/09/2010 a 30/09/2010
 01/09/2010 a 15/09/2010
 16/08/2010 a 31/08/2010
 01/08/2010 a 15/08/2010
 16/07/2010 a 31/07/2010
 01/07/2010 a 15/07/2010
 16/06/2010 a 30/06/2010
 01/06/2010 a 15/06/2010
 16/05/2010 a 31/05/2010
 01/05/2010 a 15/05/2010
 16/04/2010 a 30/04/2010
 01/04/2010 a 15/04/2010
 16/03/2010 a 31/03/2010
 01/03/2010 a 15/03/2010
 16/02/2010 a 28/02/2010
 01/02/2010 a 15/02/2010
 16/01/2010 a 31/01/2010
 01/01/2010 a 15/01/2010
 16/12/2009 a 31/12/2009
 01/12/2009 a 15/12/2009
 16/11/2009 a 30/11/2009
 01/11/2009 a 15/11/2009
 16/10/2009 a 31/10/2009
 01/10/2009 a 15/10/2009
 16/09/2009 a 30/09/2009
 01/09/2009 a 15/09/2009
 16/08/2009 a 31/08/2009
 01/08/2009 a 15/08/2009
 16/07/2009 a 31/07/2009
 01/07/2009 a 15/07/2009
 16/06/2009 a 30/06/2009
 01/06/2009 a 15/06/2009
 16/05/2009 a 31/05/2009
 01/05/2009 a 15/05/2009
 16/04/2009 a 30/04/2009
 01/04/2009 a 15/04/2009
 16/03/2009 a 31/03/2009
 01/03/2009 a 15/03/2009
 16/02/2009 a 28/02/2009
 01/02/2009 a 15/02/2009
 16/01/2009 a 31/01/2009
 01/01/2009 a 15/01/2009
 16/12/2008 a 31/12/2008
 01/12/2008 a 15/12/2008
 16/11/2008 a 30/11/2008
 01/11/2008 a 15/11/2008
 16/10/2008 a 31/10/2008
 01/10/2008 a 15/10/2008
 16/09/2008 a 30/09/2008
 01/09/2008 a 15/09/2008
 16/08/2008 a 31/08/2008
 01/08/2008 a 15/08/2008
 16/07/2008 a 31/07/2008
 01/07/2008 a 15/07/2008
 16/06/2008 a 30/06/2008
 01/06/2008 a 15/06/2008
 16/05/2008 a 31/05/2008
 01/05/2008 a 15/05/2008
 16/04/2008 a 30/04/2008
 01/04/2008 a 15/04/2008
 16/03/2008 a 31/03/2008
 01/03/2008 a 15/03/2008
 16/02/2008 a 29/02/2008
 01/02/2008 a 15/02/2008
 16/01/2008 a 31/01/2008
 01/01/2008 a 15/01/2008
 16/12/2007 a 31/12/2007
 01/12/2007 a 15/12/2007
 16/11/2007 a 30/11/2007
 01/11/2007 a 15/11/2007
 16/10/2007 a 31/10/2007
 01/10/2007 a 15/10/2007
 16/09/2007 a 30/09/2007
 01/09/2007 a 15/09/2007
 16/08/2007 a 31/08/2007
 01/08/2007 a 15/08/2007
 16/07/2007 a 31/07/2007
 01/07/2007 a 15/07/2007
 16/06/2007 a 30/06/2007
 01/06/2007 a 15/06/2007
 16/05/2007 a 31/05/2007
 01/05/2007 a 15/05/2007
 16/04/2007 a 30/04/2007
 01/04/2007 a 15/04/2007
 16/03/2007 a 31/03/2007
 01/03/2007 a 15/03/2007
 16/02/2007 a 28/02/2007
 01/02/2007 a 15/02/2007
 16/01/2007 a 31/01/2007
 01/01/2007 a 15/01/2007
 16/12/2006 a 31/12/2006
 01/12/2006 a 15/12/2006
 16/11/2006 a 30/11/2006
 01/11/2006 a 15/11/2006
 16/10/2006 a 31/10/2006
 01/10/2006 a 15/10/2006
 16/09/2006 a 30/09/2006
 01/09/2006 a 15/09/2006
 16/08/2006 a 31/08/2006
 01/08/2006 a 15/08/2006
 16/07/2006 a 31/07/2006
 01/07/2006 a 15/07/2006
 16/06/2006 a 30/06/2006
 01/06/2006 a 15/06/2006
 16/05/2006 a 31/05/2006
 01/05/2006 a 15/05/2006
 16/04/2006 a 30/04/2006
 01/04/2006 a 15/04/2006
 16/03/2006 a 31/03/2006
 01/03/2006 a 15/03/2006
 16/02/2006 a 28/02/2006
 01/02/2006 a 15/02/2006
 16/01/2006 a 31/01/2006
 01/01/2006 a 15/01/2006
 16/12/2005 a 31/12/2005
 01/12/2005 a 15/12/2005
 16/11/2005 a 30/11/2005
 01/11/2005 a 15/11/2005
 16/10/2005 a 31/10/2005
 01/10/2005 a 15/10/2005
 16/09/2005 a 30/09/2005
 01/09/2005 a 15/09/2005
 16/08/2005 a 31/08/2005
 01/08/2005 a 15/08/2005
 16/07/2005 a 31/07/2005
 01/07/2005 a 15/07/2005
 16/06/2005 a 30/06/2005
 01/06/2005 a 15/06/2005
 16/05/2005 a 31/05/2005
 01/05/2005 a 15/05/2005
 16/04/2005 a 30/04/2005
 01/04/2005 a 15/04/2005
 16/03/2005 a 31/03/2005
 01/03/2005 a 15/03/2005
 16/02/2005 a 28/02/2005
 01/02/2005 a 15/02/2005
 16/01/2005 a 31/01/2005
 01/01/2005 a 15/01/2005
 16/12/2004 a 31/12/2004
 01/12/2004 a 15/12/2004
 16/11/2004 a 30/11/2004
 01/11/2004 a 15/11/2004
 16/10/2004 a 31/10/2004
 01/10/2004 a 15/10/2004
 16/09/2004 a 30/09/2004
 01/09/2004 a 15/09/2004
 16/08/2004 a 31/08/2004
 01/08/2004 a 15/08/2004
 16/07/2004 a 31/07/2004
 01/07/2004 a 15/07/2004
 16/06/2004 a 30/06/2004
 01/06/2004 a 15/06/2004



OUTROS SITES
 Site do Vigilantes do Peso
 Ação pelo semelhante
 Nutrella
 MC DONALDS - Tabela Nutricional
 Site ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL
 Saudável.Info
 Vegê Gourmê - Blog da Chef Michele Maia
 Lu Francesa
 Selma Guerreira
 Meu Emagrecimento (Sara)
 Serei magra (Andreia)
 Renascer (Thuca)
 Valquíria
 Blog da Magui
 Neblina
 O sabor da vitória (Electra)
 Entretanto, eu (Jana)
 Diva esbelta e feliz (Diva)
 Miss Blueberry
 Vida boa é vida saudável (Cristy Costa)
 Diário light (Sylmara)
 Blog da Eloyza
 Veneno urgente (Flavia Rocha)
 Blog da Fafá
 Espelho light (Elaine)
 Blog da Cynthia (Londres)
 Agora eu emagreço (Aline) Brasília
 Never give up (Renata - Tita)
 Blog da Micha - RJ
 Homem também faz dieta (Carlos) RJ
 Jaqueline
 Mulher de Atitude - Cacau RJ
 Serei sereia (Fabi) RS
 A caminho da vitória (Elaine Regiane) SP
 Blog da Rogeria
 Blog da Georgia
 Escrevendo emagrecendo (Lisa)
 Diet Forever (Zá)
 Garotinha ruiva (o outro blog da Lu Russa)
 Dieta urgente (Luciana Alexandrino)
 Space Cris
 Tetê Sereiah
 Andréa Aoki
 Gordinha da Silva
 O sucesso da Lorena
 Renata sem firulas
 Valérie Roberto
 Arianna
 Clara - RJ
 Andréa Cordoniz
 Ana Carolina grávida
 Ana Carolina
 Miss Slim
 Drica (Paraty-RJ)
 Ada Sheila
 Anselmo
 Sueli
 Sol
 Kelly
 Jessica (Elite)
 Nilce
 Leila (Ninguém merece ser 3G)
 Fanta Diet
 Infobeso
 Cris Lopes
 Aline Tomaz (RJ)
 Roberta Alves
 Sue - gravidinha
 Cris fit
 Annie
 Novidades da Cris
 Leila Batista
 Clarita
 Rebecca sapeca
 Lua emagrecendo
 Brian
 Diario da bonita Andrea
 Marilia
 Marilia Vitória
 Aline Virtus
 Paula pra melhor
 Cristiane
 Teresinha
 Ana Cleide
 
 Marcia (Marquinhas)
 Pri 2
 Ludmila
 Lela
 Jana Carmen
 Pri emagrecendo...
 Luzluzinha
 Barbarella (Andrea Glauce)
 Raiane
 Luciana Kotaka
 Vanessa (Campinas)
 Patty emagrecendo de bem...
 Nanda (Idade da Pedra)
 Carlos Medeiros
 Lara
 Dani - Brasília
 Teresa Cristina
 Sisi
 Miriam - RJ
 Kaká
 Gabi e Ana Luiza
 Diário de Macherrie
 Catia
 Amanda Costa
 Rosimeyre
 Alice
 Walkiria
 Crizinha
 Char
 Lu Pinheiro
 Elisandra
 Lahys
 Cotidiano (Zany)
 Karen
 Kika
 Nicky
 O novo blog da Taty Carioca
 Isabela
 Lisandra
 Ju sem pressa
 VIGILANTES DA AUTO ESTIMA
 JT
 Barbarella
 Angelica Fernandes
 Claudia
 Lagarta de borboleta
 Alisson
 Nova Jacque
 Patty Roberta
 Michelle 2
 Elissandra
 Juliene
 Ana Paula
 Annie emagrecendo
 Lili Bolero
 Fernanda Betini
 Karina Torres
 Valqs
 Ana Telma
 Lilian Raquel (Lee)
 Cáritas
 Baxie
 Cacau II
 Renatita
 Nando Neri
 Isabelle
 Nanda
 Edite
 Way to go (Clara )
 Bartira
 BLOG COMER SEM CULPA
 Andreia Cantelli
 Lu Mme Light
 Magali
 Lu
 Aline RJ


VOTA??O
 D? uma nota para meu blog!