Conquista

UOL
   É CARNAVAL! É OBA-OBA? DEPENDE!

Quem é da folia, pule muito c/ alegria e paz, atenção e responsabilidade. Quem não gosta, aproveite p/ descansar, ler, passear, dormir, curtir coisas que aprecie. Eu gosto de brincar, pular nos blocos, adoro os desfiles e se Deus quiser no ano que vem desfilarei de novo (desfilei uma vez, há muitos anos), me planejarei.
Tb gosto de aproveitar p/ curtir muita praia, não ter hora certa p/ nada, ficar largadona. Ah! Eu mereço! Trabalho pra caramba, dou conta do meu recado e se não dou, tento. E só eu sei dos nós em pingo d´água p/ contornar stress e nheco-nhecos do dia-a-dia. Há quem pense que levo a vida na flauta. Não é assim. O que faço, visando manter-me sã de corpo e alma, é levar a vida c/ seriedade, mas c/ leveza, dentro do possível. Escolho ser feliz e cá entre nós, não posso me queixar. Até me queixo às vezes, mas no fundo só tenho a agradecer. E vou levando! (como diz um amigo meu, muito piadista, é melhor ‘levando’ que ‘tomando’) haha

A gripe melhorou, mas não foi embora. Há ainda uma tosse irritante e congestão nasal, mas isso passa. A alimentação está + / - , sem grandes deslizes e c/ atenção, mas não nego que podia estar melhor. É estranho!Eu adoro planejar e cumprir meu plano alimentar, isto me faz bem em todos os sentidos. Mas esta semana simplesmente estou ignorando-o, a ponto de ter feito uma sopa deliciosa p/ a janta e ela estar dormindo na geladeira há 3 dias, sob desprezo total.
Até levei p/ o trabalho um dia, mas só tomei 4 colheradas e deixei de lado. Primeiro, achei que era a gripe alterando o apetite. Mas que gripe sem-vergonha é esta que só altera o apetite p/ sopa e não o atrapalha p/ a empada? Vá entender...rs

Recoloquei as unhas de silicone, foi pro brejo a substituição deste gasto ‘supérfluo’ por algo mais proveitoso! Eu estava muito desgostosa c/ o aspecto das minhas mãos. Embora não estivesse roendo as unhas naturais, cutucava-as nervosamente p/ descontar as tensões e cheguei a ficar constrangida várias vezes em reuniões de trabalho e outras ocasiões ao gesticular, apontar algum relatório etc.  Reavaliei e vi que não são tão supérfluas assim.  Elas me fazem bem, me ajudam a ficar c/ uma aparência melhor, me sinto mais bonita e mais arrumada e se eu consigo bancar de forma responsável c/ R$ do meu trabalho, então eu mereço sim e como o maridão concordou e deu força, então está feito. Mãos de mocinha novamente, que lindinhas!

Os que me acompanham há mais tempo devem lembrar que em out
/2005 participei de um prog. na TV, uma produção do canal da Prefeitura RJ, exibido na BAND, mas só aqui). Foi uma reportagem sobre mudança de hábitos alimentares e eu fui a personagem, c/ minha história real. Vieram aqui em casa e filmaram meu café da manhã, dei depoimento em vários locais de casa e até lá embaixo, no jardim do condomínio, depois me levaram ao mercado p/ eu simular minhas compras e, finalmente, a um restaurante onde almocei e mostrei minhas escolhas p/ um prato gostoso e saudável. Foi legal. Até hoje, de vez em quando, reprisam o programa e alguém me diz que viu.  Estou devendo, já há 1 ano e meio, trazer p/ cá o link p/ que vejam as imagens, acreditam que nunca lembro de gravar em arquivo? Continuo em dívida, tá?

Acho muito legal poder expor minha transformação pessoal e o qto ela me fez bem e com isto incentivar mais pessoas a se cuidarem melhor. Mas não vivo atrás da mídia na ânsia de aparecer, não é minha praia. Porém, se acontece naturalmente, conforme a situação eu topo, claro! E aconteceu! Fui procurada por uma jornalista e depois de alguns contatos, fui entrevistada p/ uma matéria da revista ANA MARIA sobre meu emagrecimento.
Nesta 5a feira fiz as fotos em estúdio e foi muito, muito bacanal! O carro da reportagem me buscou em casa e depois me trouxe. No
estúdio havia produtora, maquiadora/cabeleireira e todo um aparato p/ as fotos atuais (as de ANTES eu já havia enviado à jornalista, a pedido dela). Fui produzida e, modéstia à parte, fiquei linda (o que uma boa maquiagem não faz hem?) Eu acho que até remocei! Usei roupas da produção, super bonitinhas e modernas, a fotógrafa é simplesmente um amor e me deixou super à vontade, aliás a equipe todinha foi maravilhosa, fiquei encantada. Aos poucos me soltei mais. Alguém que me conhece consegue me imaginar tímida? Pois até isto aconteceu! rs Acho que o resultado vai ficar muito bom. Pelo menos, a fotógrafa elogiou muito, muito mesmo.

O Vi foi comigo e ficou muito quietinho, nem parecia ele. Depois, me disse que estava se segurando o tempo todo, pois a emoção estava também invadindo-o, principalmente quando de repente, comecei a chorar um pouquinho no meio das fotos. Fiquei comovida ao pensar, enquanto posava, no que promovi em mim, afinal esta matéria e estas fotos significam mais uma evidência da minha vitória. Eu que era apontada como a aberração, que era o mau exemplo para tantas pessoas que não tinham lá muita sensibilidade ao me olhar e ao fazer comentários, estava ali, posando num estúdio p/ aparecer numa revista como referência de virada, força de vontade, conquista. Não deu p/ segurar as lágrimas, mas logo a maquiadora correu e socorreu haha Que chique!

Acho que a reportagem vai ficar muito legal e assim que souber a edição certinha avisarei p/ que vocês possam me ver na revista, ok? A nossa blogueira vitoriosa Flavia Curci também estará na matéria, falamos por telefone e já rimos por conta da nossa ansiedade (positiva) quanto a isto.

Voltando ao carnaval: Nos papos sobre o carnaval, 90% do que ouço aborda comida e bebida como principais itens do período. E sempre MUITA. Poucos os que não se referem ao carnaval associando-o ae excessos alimentares e alcóolicos. Muitos falam que vão viajar e já contam qtas caixas de cerveja, qtas garrafas de aguardente, whisky etc. estão comprando p/ levar, pois ‘a geral bebe muiiiito’. Muitos que ficarão aqui citam o tanto qu pretendem encher a cara. E tem uma mulherada conhecida não pára de combinar a comidarada a serfeita e consumida nos dias de Momo. Dá indigestão só de pensar (na quantidade, pois qualidade ali é 100%, o povo cozinha bem e capricha mesmo).

Desejo que todos nós, independentemente da programação de cada um, sejamos conscientes. Não há sentido em jogar pelo ralo o trabalho de semanas, meses, anos...em 4 dias! Comer sim, beber se for o caso sim, mas sempre c/ atenção, responsabilidade, bom sens, COMEDIMENTO.
Quem é alegre não precisa encher a cara p/ curtir a diversão! E quem não é ou não está tão alegre, não precisa tb disto. A alegria é algo que vem de dentro, é da alma. E o estímulo externo que tanto ajuda não precisa ser excesso de álcool, nem de comida, felizmente há muita coisa boa p/ animar a gente. Que o carnaval de todos seja antes de tudo em paz, feliz e sob a proteção infinita e amorosa de Deus.Beijos!



 Escrito por Beth ?s 23h16
[] [envie esta mensagem]


 
   NERVOSISMO? ANGÚSTIA? ISTO ENGORDA!

Li um artigo em que a terapeuta Tami Close cita a estreita relação entre a energia e a forma como atraímos o excesso de peso. Somos pura energia e tudo que existe é formado por energia (mesmo as coisas materiais), então tudo é afetado pelas leis naturais do Universo, criadas de forma que a direção do nosso pensamento fará c/ que os acontecimentos se manifestem.
 Uma destas leis é a de Atração e a forma como a aplicamos, sem saber, pode ser um fator p/ atrairmos o excesso de peso. Segundo ela, qdo concentramos pensamentos negativos no nosso corpo aparecem sintomas baseados nos nossos pensamentos. O nervosismo e a angústia seriam as principais causas do excesso de peso e ela dá o exemplo da angústia por um amor não correspondido ou nervosismo por causa dos pais.
Eu penso que 
cheguei a achar, no passado, que meu espírito era gordo, portanto eu não conseguiria ficar magra de novo, pois o corpo tenderia a ficar compatível c/ o espírito. Sinceramente, tinha cabimento? Pois hoje eu digo que se meu espírito é gordo, ele trate de se reeducar e emagrecer p/ ficar compatível c/ meu corpo, que não precisa ser magrinho, mas obeso não será mais! Ora esta, era o que me faltava!haha

No tal artigo, a autora propõe que a gente identifique quem é a pessoa que nos deixa angustiado ou nervoso (podemos descobrir que somos nós mesmos) e depois, descrever o porque e como esta pessoa nos faz ter estes sentimentos. Eu acho que só de pararmos p/ pensar no que sentimos, identificando quem/o que está por trás dos sentimentos que nos atrapalham e registrando, soltando a alma através da escrita, entrando em contato com o que nos aflige, já  é um avanço e tanto!

Muita gente tende a preferir deixar tudo obscuro. Sofre e não gosta,  mas não encara o que o faz sofrer, por medo de...sofrer! Há quem ache melhor não saber o que tanto o angustia, pq mexer em coisas arquivadas pode reacender mágoas, dores, ressentimentos, lembranças que prefere deixar no fundo do baú.

Minha experiência pessoal mostrou que mesmo no fundo do baú, bem trancada a 7 chaves c/ correntes bem grossas, muita coisa é capaz de nos influenciar sem percebermos, pois ‘esquecida’ em ‘arquivos mortos’ (na verdade estão vivos, a gente que não sabe ou finge não saber) está por trás daqueles bloqueios que a gente não sabe pq nos acontecem, das auto-sabotagens que conhecemos tão bem e não nos conformamos em praticar, chegando a ter raiva de nós mesmos por termos feito novamente, como se fôssemos os vilões de toda a história, os incapazes, os merdinhas que não conseguem nem levar adiante algo que nos fará tão bem!
 Por isso precisamos sempre procurar entender o que aconteceu e não ficar só apontando falhas, sentindo raiva, alimentando crenças negativas a respeito de nós mesmos. O tempo e a energia gastos p/ acusarmos, julgarmos e condenarmos impiedosamente a nós mesmos por qquer falha e carimbarmos no nosso cérebro que ‘não adianta, não conseguiremos’ seriam muito melhor utilizados tentando compreender melhor o que nos levou  a fazer ou não fazer algo deste ou daquele jeito e aí sim, chegarmos à raiz do problema e cortarmos o mal ali, sem chance de voltar

E isto se identificarmos que há mesmo um problema, pq nem sempre há uma novela mexicana por trás de um erro, sendo humanos erramos mesmo por bobeira algumas vezes, pelo simples hábito de fazermos a coisa de outro jeito, deesinformação, interpretação errada e tantas coisas! E por mais que já estejamos conscientes de que o jeito certo é diferente, se a atenção for desviada, é comum a gente voltar nem que seja uma vezinha ao caminho torto. O que não é motivo p/ ninguém se açoitar cem vezes.
Infelizmente, a autora não chega a ensinar no artigo o que fazer depois, mas eu imagino que seja refletir bastante, c/ honestidade, sendo imparcial. Sem muito filtro, sem defensiva.
Muitas vezes vamos ver que nos abalamos muito c/ algo que hoje não representa mais nada e esquecemos de limpar lá dentro, em algum cantinho nosso, aquela poeira e ela ficou se manifestando e atrapalhando a gente.
 Ou vamos ver que algo que pensávamos não mais nos incomodar ainda dói sim, então teremos a chance de curar a ferida direitinho, ela criou casca mas ainda tem pus, vamos desinfetar, remediar isto p/ seguir a vida sarados e não ‘esquecidos da dor’. Assim nosso jeito de pensar e agir vai melhorar, vamos nos livrar de medos e inseguranças que antes não entendíamos mas nos faziam ficar de costas às vezes ao que queremos conquistar. Como quem navega procurando terra e ao avistá-la, fica feliz mas, sem entender bem porque, muda o rumo e se afasta do que desejava tanto alcançar

Estou num momento assim, alternando satisfação comigo mesma em várias coisas e angústia/nervosismo por conta de uma situação específica. Isto tem me provocado pensamentos e ações nem sempre compatíveis c/ o que sei, gosto e quero praticar. Estou batalhando isto.
No mais, tudo ótimo. Muita gripe, muito trabalho, mas muita força p/ seguir em frente. E o sorriso nos lábios, marca registrada que vem do coração, ele não se rende...rs Tenham uma 2a metade de semana bem linda! Logo postarei de novo, com novidades! BEIJOCA!
JÁ FORAM NO FOTOBLOG VER AS FOTOS DO ENCONTRO?



 Escrito por Beth ?s 10h37
[] [envie esta mensagem]


 
   SEMPRE EM FRENTE...

Foi uma semana bacana. Me cuidei direitinho, trabalhei muito como sempre, mas sem grandes estresses  e de modo geral, tudo correu bem graças a Deus.
 Na 6ª feira pela manhã fui ao Centro resolver assuntos pessoais e a caminho do terminal onde pegaria o ônibus p/ o trabalho me flagrei olhando muito e tb entrando em lanchonetes que freqüentei há anos atrás, qdo trabalhava por ali. Olhava salgados, doces etc. e saía sem comprar nada. Chegava a pensar: ‘podia pegar este’, mas outra voz mais forte rebatia dentro de mim: “Não, vc não está c/ vontade” e eu saía numa boa dali.  Mas aí olhava p/ a outra lanchonete do outro lado da rua e sentia algo como chegar num lugar cheio de gente de quem já fui íntima e querendo observar cada um, escolhendo com quem falar, entendem? Algo como: olha o fulano ali, nossa envelheceu! Ih, a siclana, quem diria, continua linda! Ei, e não é que beltraninha está aqui, também?

Mas só levei uma água mineral, que fiz questão de comprar num barzinho desconhecido, onde até havia coisas atraentes, mas a questão não era ‘ser gostoso ou atraente’, o que me ‘chamava’ eram lugares/coisas que já fizeram, efetivamente, parte do meu cotidiano. Não me atraía nenhum ‘novo relacionamento’ e sim ‘reencontros’.  Não cedi, afinal todo trabalho que venho fazendo comigo é nesta hora que tem que aparecer mesmo. Era véspera de pesagem, fiz uma semana muito legalzinha na minha RA, não ia vacilar à toa, dar mole p/ Filizola só por estar num lugar onde antes eu entrava em todo canto p/ beliscar algo.
Desviei a atenção de um jeito bem adequado e representativo num proc. de emagrecimento/manut. de peso: experimentando biquínis numa loja. Isto mesmo! Nada melhor p/ dar peteleco numa jaca, concordam? Não comprei nenhum, pois os que experimentei não eram bem como eu queria e o que mais se aproximava do que eu queria não ficou bom e fui embora.

Almocei no prédio onde trabalho e a escolha foi perfeita: uma salada de folhas c/ laranja, manjericão, tomate seco e mussarela de búfala,  quiche de alho-poró e suco de limão natural. Fiquei muito feliz comigo mesma por não ter cedido lá no Centro ao cutucão do velho hábito. Mais uma vez, constatei que o pensamento firme 1 seg. antes de fazer uma bobagem pode evitá-la e o que se evita, na verdade, é a chateação de depois.   Batalho há quase 4 anos p/ transformar realmente meu modo de pensar e agir e cada vez que me vejo praticando, sem dificuldades e de forma tão consciente tudo que venho aprendendo, fico muito gratificada. Me sinto no comando, como gosto e como deve ser. 
E chegou o sábado, que amanheceu lindo, ensolarado do jeito que eu gosto. Fui ao VP c/ meu amor, ele às vezes me acompanha e neste sábado fez questão pq havia a possibilidade de eu virar vitalícia e ele meu grande incentivador, meu parceirão, não perderia por nada estar do meu lado na hora da entrega da Taça (levou até a câmera).
 Mas nem tudo depende só do nosso controle. Na 4ª feira à noite eu dei um piti em casa, me descompensei muito por causa de uma bobagem e no dia seguinte, ao acordar c/ os seios doloridos, me sentindo toda inchada, lembrei que iria menstruar. Estava na TPM e nem tinha notado. E tudo que eu havia percebido de evolução no corpo durante a semana deixou de ser notável, por conta da variação hormonal. Mesmo mantendo a atenção, tomando bastante água e chá, a retenção foi inevitável, o inchaço idem. Menstruei na própria 6ª feira e Filizola registrou, sem cerimônia, mais 600g.  Eu sei que não engordei, então dei de ombros, mas não nego a pontinha de frustração, que logo passou. A consciência tranqüila nesta hora é fundamental, se eu tivesse feito bobagem já teria ficado chateada, felizmente não foi o caso. Então, vida que segue, logo a M vai embora e eu, mantendo-me na linha, chego lá.


À tarde fomos ao 22º Encontro Light do RJ. Mais uma vez foi ótimo. Desta vez nossa anfitriã foi a Nathy, que tb era estreante no encontro e nos recebeu c/ muito carinho num lugar lindo e aconchegante. Ela é um amor! Lá estavam tb: Jackie cada vez mais bonita e segura de si, c/ a filhota Luiza; Marília cada vez mais linda e magra c/o maridão Marcelo; Janice arrasando de mini-saia (pernocas c/ tudo em cima, hem amiga!); Taty Carioca mostrando mais uma vez que não está pra brincadeira, a danadinha está mais linda, mais magra e mais feliz; Juliana, raparecendo super bonita, mais fina e cheia de planos ótimos p/ se cuidar muito e dar lindas viradas; Valeria (que foi c/ o maridão Felipe), minha mana querida que não tem mais o blog light e há mais de 1 ano não participava de encontros (mas nunca nos abandonou). Sempre gosto de lembrar que o 1º encontro light, em 2004, contou só c/ 2 pessoas: eu e ela! Claudinha, sempre linda e progredindo muito, acompanhada do maridão André (que tb está mais magro) e o casal de filhos lindos; Jana Penedo ‘tudo de bom’ e sua princesinha Carla; Jaqueline cada vez mais saradona, poderosíssima; Marsele sempre muito bonita e sorridente, dando show de otimismo e alegria na sua retomada pós-férias; outra estreante bacanérrima, a Leka, que foi c/ o marido e os filhotes lindos; a Regina, rigorosamente linda na sua novíssima versão, mais colorida, mais solta, mais pronta p/ vencer, acompanhada da filhinha linda Ana Carolina; Cássia, que bonitaça (amei o modelito), exultante c/seus progressos, merecidos!

Algumas pessoas que costumam participar não puderam, devido a outros compromissos, viagens etc. e é claro que todos entendem. Os encontros são oportunidades bonitas de congraçamento, estreitamento de laços de amizade, troca de energia, carinho e apoio, como fazemos nos blogs, só que ao vivo e a cores. Fontes de força adicional, propiciam momentos de muita alegria, o que a gente ri não é fichinha.

Muita emoção como sempre, no Momento Light, muita admiração, respeito, carinho mútuos. E renovação dos compromissos que assumimos para com nós mesmos, de seguirmos em frente com paz no coração e vontade forte de alcançar objetivos.  Ir aos encontros não é garantia de emagrecimento, pois o milagre é cada um que faz, com sua determinação, garra, paciência, persistência, conscientização, renovação constante da motivação e tudo mais. Mas é, sem dúvida, garantia de participar de momentos muito bonitos, especiais, gostosos e agregadores. Vejam fotos no fotoblog nesta 2a feira!

O domingo foi 'morno' e passei o dia meio bolada por conta de uma preocupação especial c/a minha mãe, a cabeça a mil/hora, o coração apertadinho. Mas são coisas da vida, tudo se resolverá.
Fiquem bem. Começa uma nova semana, vamos , caprichar, ok? Eu volto a me exercitar nesta 2a feira eba eba eba! Beijos!



 Escrito por Beth ?s 23h07
[] [envie esta mensagem]


 
   MARIA-VAI-COM-AS-OUTRAS NÃO! SOU EU NO COMANDO, SOU EU A RESPONSÁVEL (NOS ERROS E NOS ACERTOS)

 Na semana passada fui ao Café que funciona no prédio da empresa e lá encontrei e cumprimentei uma colega de outro setor.  O cheirinho do pão de queijo que acabara de sair era TEN-TA-DOR  e a colega (que está m uiiito fora do peso) disse: “Humm o pão de queijo está tão cheiroso, que tortura, lá vai a gente comer!” Respondi que eu não ia comer e que tinha ido só buscar chá verde. E ela, c/ olhar pidão: “Aiii, não sei se como...!" Eu disse: “Na dúvida, não come! Falta tão pouco p/ o almoço, aguenta um pouquinho!”
Acho que a decepcionei, talvez ela esperasse incentivo e companhia p/ devorar os pães quentinhos. Aí, quem sabe, aplacaria sua ‘culpa’ pensando: “Comi pq a Beth incentivou e
até comeu tb. Mas aí, ela me olhou e disse, meio sem jeito:  “Ah, mas eu só vou almoçar às 13h, vou pegar sim.”  Fiquei na minha, claro, não tinha nada com isso. Mas, intimamente, lamentei a decisão dela, pois já ia dar meio-dia, logo ela iria almoçar, não precisava mesmo fazer aquela 'boquinha',  não era fome, era gula. Era o cheiro envolvendo, chamando, atiçando...Um chazinho, água etc. a faria aguentar legal...

Então ela pediu, mas de um jeito que me fez lembrar de mim mesma, no passado (e até hoje em dia, conforme a situação): “Uma porçãozinha deste pãozinho de queijo”. E repetia como p/ convencer a si mesma:  “Só uma porçãozinha de pãozinho, tá?” Só ‘uma porçãozinha”. Tudo bem ‘inhozinho’, p/ reduzir a culpa, a importância ou sei lá o que e, enqto o rapaz a servia, ela ia justificando (p/ si mesma) e eu na minha, bisbilhotando outras coisas sobre o balcão (vendo tab. nutricional de um, preço de outro...) Nisto, ela viu os mini-brownies expostos e comentou: “Isto aqui é bom, não é?” 
Decepcionei-a de novo, dizendo: “Deve ser, eu não gosto de chocolate”. Ela me olhou de novo como se eu fosse o ET de Varginha haha

Qdo o rapaz do caixa me perguntou se tinha algo mais a pagar, ela falou por mim: "Só o chá, a Beth não come, ela só toma”. Sorri serenamente e, em vez de reagir como ela esperava (e merecia), decepcionei-a de novo. Falei sorrindo e c/ um sarcasmo nada disfarçado (propositalmente): "A Beth come sim, mas tem bom senso. Vou almoçar daqui a pouco, não tem sentido comer nada agora. E mais: pensar um pouco antes de comer me fez eliminar 53 kg e continuar pensando me fará manter isto."

Ela arregalou os olhos, ficou abismada em saber que não fiz  gastroplastia nem nada radical e que emagreci c/ reed. e me parabenizou. Nos despedimos e tratei de subir p/ meu setor, tranquilamente.
Não a critico. Estamos em fases diferentes e torço p/ que ela mude tb p/ seu próprio bem. Ela é gente boa, só que está em outra, como eu já estive.  Sei o que é isto, já fui assim e não posso dizer que jamais na vida cederei a um cheirinho, a uma vontade.

A diferença é que 90% das vezes o que faço é de forma consciente, sem me enganar, pelo menos é como vou tentando proceder. Sem neuras, pois não quero e não vou virar neurótica de plantão que baba um negócio e não come, quase se despedaçando por dentro, pq tem não-sei-qtas kcal ou algum ingrediente teoricamente engordativo. Obs.:  Digo teoricamente pq tudo depende de como, qdo, qto, com que e em que periodicidade é consumido. Nada é proibido, mas nem tudo é oportuno, como repete sempre minha orientadora Cíntia. 
E se eu tivesse resolvido embarcar na da colega, teria comido e pronto, sem culpar a mim mesma, pois falo em responsabilidade e não em culpa, que é má conselheira.

No dia seguinte, saindo do trab.  senti fome. Tinha lanchado algo muito leve, o estômago roncava e eu só ia comer dali a quase 2 horas, então resolvi entrar no mesmo Café e pegar 1 porção do pão de queijo. A porção tem 6 pãezinhos, mas qdo comi o 6º, vi que ainda haviam 2 no saco (a balconista se enganou, pelo visto).  Pensei que o certo seria parar ali mesmo, dar os 2 a alguém, mas claro que eu os comi!  Contabilizei, compensei na refeição noturna e pronto: responsabilidade minha. Imagine se ia culpar a moça que se enganou por eu ter comido a mais? rs

Isto parece besteira, mas é sério. Muita gente usa tudo como desculpa (p/ si mesmo) e como culpa (p/ outro) qdo faz alguma coisa a mais (ou a menos). Já fui assim.  Ninguém abre nossa boca e enfia comida lá dentro, na marra. Mesmo se fizer “aviãozinho” c/ o garfo colher, copo, casquinha etc. como se faz c/ crianças pequenas, não cola, pq até criança pequena,qdo não quer mesmo comer cerra a boca e não tem jeito, o aviãozinho não entra mesmo e haja paciência e truques p/ fazê-la comer. 

O que nos faz entrar na onda dos outros é o mau hábito que realmente demora um pouco mais a sair e outras coisas, como: não querer que a pessoa que insiste se ofenda, por ex.   Isto não cola. Se a pessoa quer bem a vc, tem que entender, aceitar, não pode ficar achando que vc está sendo ingrato, mal-educado etc. Basta vc ter jeitinho na hora de recusar. Até pq muitas vezes este ser que hoje insiste p/ vc pegar mais um pouquinho de algo, é o mesmo que nota e comenta, sem cerimônia alguma (e sem medo de ofender) se vc engordar. Às vezes eu tb cometo este erro, insisto com alguém, por costume, mas vou tentando me educar.

Minha dica (p/ vocês e p/ mim): Não coma sem vontade/necessidade, indo na onda dos outros. Certo ou errado, coma sob sua responsabilidade, de forma consciente. Mesmo que não seja nada muito adequado, anote direitinho, tente reajustar seu cardápio p/ o resto do dia ou da semana e siga.  Não se deixe levar por neuras que são muito negativas e tornam você uma pessoa infeliz, que diz NÃO querendo dizer SIM, diz SIM querendo dizer NÃO, que acha que tudo vai engordar ou que nada vai atrapalhar. Bom senso, controle e o principal: quem comanda seu barco é vc e não o vento. Cada dia mais eu aplico isto e garanto, tem valido a pena. E esta semana, muito especialmente, estou de olhos bem abertos!
Bom restinho de semana! SÁBADO TEM ENCONTRO GALERA DO RJ!



 Escrito por Beth ?s 08h49
[] [envie esta mensagem]


 
   AMOR FALADO OU DEMONSTRADO?

Post inspirado na parte final da reunião do VP, sábado passado. A orientadora falou sobre NOS COLOCARMOS EM PRIORIDADE e isto está diretamente ligado à importância que nos damos e ao amor que temos por nós mesmos.
 Qdo você ama alguém, só fala deste amor ou tb o expressa de outras formas? O afeto pelos amigos, parentes etc. vai só em forma de "eu gosto de você" ou é demonstrado tb c/atenção, telefonemas, e-mails, ombro amigo na hora, palavra de apoio, interesse no bem-estar do outro etc?

Basta dizer ao seu filho que o ama ou este amor é mostrado c/ atitudes (acarinhar, educar, cuidar, orientar, ouvir, brincar junto, dar atenção, medicar etc.?) Basta dizer ao seu amor que o ama ou isto fica muito mais efetivo se envolver TAMBÉM demonstrações mais concretas? E você? Fica contente qdo alguém diz que gosta de vc, mas se isto não passar de palavras e as atitudes da pessoa (ou falta de atitudes) não combinarem c/ estas palavras não fica tudo tão superficial e até falso? Não tem horas que parece até que a frase sai 'no automático', sem emoção, sem sentimento? Exercitar o amor é só falar dele? Sentir-se amado é só ouvir que é amado?  Mesmo adorando ouvir palavras de carinho, amor, paixão, amizade, todos gostamos de SENTIR este apreço de forma mais efetiva.
 Agora vou perguntar outra coisa a cada um de vocês:  - Você se ama? Geralmente, a maior parte baterá no peito e dirá "me amo muito".
Não duvido!  Mas faço a 2ª pergunta: - O que você tem feito por si mesmo, como demonstração efetiva deste amor? 

Muita gente tem esquecido totalmente de demonstrar a si mesmo que se ama e até qdo fala deste amor, muitas vezes nem é c/ tanta convicção. Na hora de demonstrar o amor pelo próximo se vira ao avesso, não vê dificuldades e se vê encara, afinal o outro merece, é bonzinho, bonitinho, legalzinho, queridinho...é amado por você e quem ama não mede esforços. Ok, ok...   Mas qdo é p/ demonstrar o amor por si mesmo dá desânimo, preguiça, falta tempo, falta vontade, dá trabalho, custa mais um pouquinho, da outra vez que tentou não deu muito certo então acha que não precisa tentar mais e por aí vai... Ou seja, tem sempre uma boa desculpa p/ não demonstrar NA PRÁTICA o amor que diz sentir por si mesmo. Adia sempre algo neste sentido e de tanto adiar, cai no esquecimento e deixa de ser algo importante. Deixa de ser prioridade. Fica lá no final de uma lista imensa de coisas e pessoas. Até que um dia a pessoa chega a duvidar deste amor por si mesma.

Há quem corra p/ resgatá-lo, mas há quem simplesmente busque os argumentos p/ provar a si mesmo e ao próximo que realmente mereceu deixar de se amar. Em vez de catar correndo onde esqueceu o amor por si mesma e recuperá-lo, joga energia fora tentando listar motivos p/ o esquecimento de si mesmo, das suas necessidades. Não se vira ao avesso p/ satisfazer aquele gosto, mas se desdobra p/ confirmar que não vale nenhum esforço em seu próprio benefício. Qdo não acha, fabrica (infelizmente, p/ muita gente é muito fácil achar motivos p/ se deixar de lado do que p/ batalhar por si mesmo. Que esquisitice! Mas o ser humano é esquisito mesmo!
  NÃO ENTRE NESSA!

Talvez acreditem que ‘deixando quieto’ dá menos trabalho, não requer esforço, não exige mudanças, não obriga a refletir sobre tudo que levou àquela situação e tudo mais. Acomodação e conformismo, associados a infelicidade, frustrações e tantas coisas chatas que, acumuladas e sempre guardadinhas a 7 chaves, alimentam o descaso. E descaso alimentado resulta em mais tristeza mais chateação, mais frustração. Ou seja, é o cultivo da baixa auto-estima e do baixo-astral.

Pare e pense no que tem feito por si mesmo, POR AMOR, ultimamente (lembrando que podem ser coisas muito simples, quem disse que o amor a gente só expressa com presentes caros, viagens fabulosas, coisas do outro mundo). O que você fez por amor a si mesmo hoje? E ontem? Na última semana? No último mês? No ano que passou?

Eu costumo dizer a mim mesma: "Eu te amo" olhando no espelho. Você tb disse que se ama várias vezes? Ótimo, tem que dizer mesmo, mas não é só com palavras! É com ATITUDE!  
Eu digo que me amo não só com palavras, embora por muito tempo tenha sido assim. Mas um dia, resolvi que iria demonstrar o amor por mim de outras maneiras mais concretas. O cuidado comigo mesma, emagrecer e ficar mais bonita, mais saudável, mais ágil, mais feliz com o que vejo no espelho, tornar mais simples coisas básicas do dia-a-dia como descer/subir escadas, abaixar e levantar, até o banho, tudo gente!

Qdo me compro um mimo, mesmo que custe R$ 1,00, qdo decido que vou à praia pq é o que desejo muito fazer em vez de ir àquele outro compromisso que tb seria legal,  qdo me compreendo em vez de me açoitar pelos meus erros, qdo procuro aprender mais p/ parar de tropeçar nas mesmas pedras, qdo me olho no espelho e sorrio p/ mim, qdo acordo cedo p/ minha caminhada, qdo mesmo com preguiça faço minha salada, minha sopa, penso num cardápio mais bacana, mais criativo, qdo digo até um "hoje eu posso" (sem exageros) para não ser rigorosa demais, estou me declarando amor. E qdo grito por socorro, caso seja preciso. E qdo cedo a algo que não queria, mas já sei que é melhor p/ mim. E qndo digo alguns "nãos" para mim também, pois nem sempre o sim é amor.  Não se diz 'não' ao filho que quer fazer uma bobagem e irá se ferrar? Não é por amor? Com a gente também é assim! 
Quem se ama se prioriza e isto não é ser egoísta, como lembrou bem a orientadora Cíntia. E mais: torna-se melhor companhia p/ quem o cerca, fica mais apto a amar e ser amado concretamente.
E este é tb um dos motivos de eu estar chegando na minha vitória final. Colocar-me em prioridade é declarar meu amor por mim mesma sem culpa, de forma responsável pq ser responsável não é só cuidar de todos e de tudo, é cuidar de mim tb e acima de tudo. Pensem nisto. 
Beijos e inté!



 Escrito por Beth ?s 10h03
[] [envie esta mensagem]


 
   O 1º ROUND ESTÁ GANHO. AGORA, VAMOS EM FRENTE! RUMO AO NOCAUTE DA FIFI

A 2a metade da semana foi de muito trabalho e pepinos, mas foi tb cheia de coisas boas e isto é o que vale. Não gosto de supervalorizar as chatices, isto acaba não deixando ver  e viver intensamente o que é bom. Não sou Polyana pois eu resmungo e torço o nariz como todo mundo, mas PREFIRO, portanto ESCOLHO sempre que possível ficar do lado positivo, é muito melhor. Nem sempre aplico tão bem, mas vou aprendendo.
 Nem sempre podemos parar ‘a chuva’ e ‘os ventos’ que possam estar nos travando em alguma coisa, mas se conseguimos passar melhor por estes períodos, tudo fica menos complicado e qdo o sol voltar, estamos menos consumidos e amargurados e aproveitamos melhor a claridade, o calor, tudo que ele traz. E como não há chuva nem vento sem função na vida da gente, gostando ou não, vamos enfrentar e tirar proveito, né?

Na 4a feira jantei c/ amigas queridas do meu convívio pessoal e foi ótimo. Papo cabeça e muito riso, como não podia deixar de ser (bando de mulher boba, inclusive eu hahaha), c/ direito a sopinha de abóbora feita pelo meu amor.

Na 5a feira dei uma passadinha rápida na formatura da Cacau p/ levar meu abraço carinhoso por mais esta conquista da querida_batalhadora amiga, mas não fiquei p/ a cerimônia, pois já tinha compromisso agendado dias antes c/ amigos. E era uma boa gandaia. Eu e o Vi fomos c/ amigos meus do trabalho no Circo Voador onde a atração da noite era o ensaio do Trio Expresso 2222 c/ Gilberto Gil e os seguintes convidados (a fabulosa banda baiana Motumbá, que faz rolar um axé com cara de afro-pop que é tudo de bom e me fez pular tmuito; o gatíssimo Toni Garrido – cada dia mais, mais, mais...rs; o sempre ótimo Lulu Santos;a especialíssima e frenética Sandra de Sá; a marrom de ouro Alcione; Preta Gil arrasando tb e a Bateria da Escola de Samba Grande Rio).  Me acabei. Eu ADORO uma farrinha assim.

Chegamos em casa 3:30 da madrugada, entregues às baratas...rs Duro foi levantar cedo na 6a p/ trabalhar, o corpo apareceu na empresa e trabalhou muito, tive que me esforçar p/ não dormir na frente do micro e tive até reunião, mas deu tudo certo. A alma? Esta ficou em casa dormindo o dia todo haha
Sábado foi dia de VP e levantei cedinho, querendo conferir meu saldo neste embate p/ retornar à meta. O 1º round está vencido, eliminei 1,4 kg esta semana e agora continuarei na briga com concentração e vontade forte, quero ver Filizola com a língua de fora, pedindo arrego.

Depois, como alguns planos familiares foram alterados, eu e o Vi pegamos um praião delicioso. Já bem no final da tarde saímos da praia e a
lmoçamos num galeto, demos uma andadinha e viemos p/ casa. A Banda de Ipanema saiu e, embora estivéssemos lá, desta vez não acompanhamos (milagre!), resolvemos sossegar pq ainda não sabemos se vamos mesmo ou não vamos hoje ao ensaio da Mangueira.
Se formos, vou adorar pq sou mangueirense e adoro um samba, ainda mais lá na quadra. Mas se não formos tudo bem, a grana está apertada e este mês tem carnaval, sempre é um gasto extra, estamos decidindo.

Se ficar em casa, aproveitarei p/ tentar atualizar as visitas, que estão atrasadíssimas. O carinho, o interesse, a vontade de estar juntinho sabendo como vai cada um de vcs é imenso, cada vez maior. Mas o tempo fica cada vez menor e meu micro de casa está péssimo! E a vida além blogosfera é intensa também, então já viram, né?
Na alimentação, a semana que passou foi de atenção e disciplina, sempre sem paranóia. Procurei cumprir meu planejamento prévio, qdo mudei algo foi c/atenção e algumas variações feitas foram bem conscientes. Nem as saídas noturnas comprometeram, pois saímos c/ foco em diversão e não em comida e mesmo qdo comemos fora foi c/ controle e consciência.

Sempre falo que não é tão fácil, mas tb não é tão difícil ter um comportamento mais firme, pelo menos na maior parte das vezes.  Insisto em afirmar que querer e conseguir ficar 100% bacaninha o tempo todo e se culpar e amargurar qdo faz um pouco menos é rigor demais, que não ajuda em nada. Nós não estamos 100% c/ tudo em cima todos os dias, as circunstâncias não são 100% favoráveis todos os dias e exigir 100% da gente o tempo todo acaba virando neura, leva a angústia, ansiedade e coisas do tipo, nada positivas, nada produtivas, nada boas de sentir e que ainda podem induzir a pensamentos e ações erradas. Mas a gente pode querer ser o 100% POSSÍVEL a cada dia. Mesmo que hoje o meu melhor, ou seja, o meu 100% seja equivalente a 70%.

Muito longe de ser santinha e perfeitinha, posso dizer que sou normalzinha com tendência a acertar mais que errar. Até porque quem escolhe o erro, geralmente, sou eu e a responsabilidade a que isto me remete é importante, ela me cutuca. Qdo me faço de boba e ignoro o cutucão, o que acontece são os kg a mais, nada gostosinhos né? Rs A gente vai aprendendo com as palmadas, também...rs

Torço p/ que domingo faça sol ou mesmo um mormacinho básico p/ garantir a praia, depois não sei o que faremos, mas certamente algo simples e gostoso, como é nosso jeitão.
Uma nova semana começa e desejo a nós todos que seja repleta de luz e alegria, muita força garra e confiança. Que sejamos firmes, fortes e vitoriosos lembrando que vitória não é só eliminar N kg ou gramas, não é só eliminar X cm nas medidas, vestir o manequim Y, ou algo assim.
 Tudo em que percebemos evolução é vitória. Qdo vc para,  pensa em si mesmo c/ amor, generosidade, respeito e interesse em se cuidar bem já é vitória. Efetivar e manter isto, repetindo no dia seguinte, é vitória. Parar e pensar antes de cometer algo que possa atrapalhar o progresso é vitória. E se pensar e ainda assim falhar, é vitória pq antes falharia sem pensar, sem saber o que estava fazendo, sem ter noção se aquilo seria ou não adequado.

E mais:  nem tudo depende só de nós. No que depender, vamos dar o nosso melhor POSSÍVEL. No que não depender, vamos procurar entender, ajudar no que pudermos, aprender e administrar do melhor jeito que conseguirmos, assim qdo o problema, a dificuldade ou algo assim passar (sempre passa) estaremos ali, firmes, e isto já é mais uma vitória tb.
Então, uma semana vitoriosa para todos nós! Beijoconas.



 Escrito por Beth ?s 20h06
[] [envie esta mensagem]


 
  [ ver mensagens anteriores ]  
 
 



Meu perfil
BRASIL, Sudeste, RIO DE JANEIRO, Mulher, de 46 a 55 anos, Portuguese, English, Arte e cultura, Livros, Praia, Dançar, Curtir a vida
MSN -



EU ERA ASSIM  

ESTOU ASSIM Meu nome ? Elizabeth, sou conhecida como Beth
Analista de Sistemas, especialista em Metodologia, Processos e Qualidade em TI, Ger?ncia de Projetos,An?lise de Neg?cios, Auditora ISO, sou leonina do dia 10/08, carioca da gema, moro na minha na cidade maravilhosa (RJ), adoro fazer amizades, sonhar, ler, escrever, sou casada c/ Vicente - meu grande amor, m?e do Alexandre, um filh?o maravilhoso, que ? universit?rio e "boadastra" da Mimi, minha enteadinha adolescente linda a quem chamo aqui de filhotinha.

Meu e-mail: beth.ebprs@gmail.com
Meu MSN: ebprs@hotmail.com



Objetivo deste Blog: Compartilhar meu processo de reeducação alimentar e mudança de hábitos que resultou no meu emagrecimento, me tirou da obesidade mórbida e me ensinou e ensina tanto!



Meu processo: Fui beb? 'cheinho',crian?a de peso normal, na adolesc?ncia tinha ?timo corpo. No in?cio da fase adulta comecei a engordar c/facilidade em fun??o de uma mudan?a p/ pior dos h?bitos alimentares e tb devido a dificuldade que tive em enfrentar alguns problemas pessoais, decep??es e m?goas que se transformaram em Kg a mais (eu as COMI). Durante anos optei por m?todos indevidos, tomei rem?dios, f?rmulas, inje??es, fiz dietas mirabolantes e isto tudo me ajudou a virar uma sanfona que cada vez abria mais e fechava menos. Cheguei ao auge da obesidade c/ 140 kg e dei o basta. Primeiro, fiz um pequeno controle que me ajudou a emagrecer quase 5 kg. Depois, entrei para o Vigilantes do Peso, onde emagreci 53kg c/equil?brio, seguran?a e muita alegria. Aprendi muito, o caminho foi t?o importante quanto os resultados. Eliminei 53 kg com o método do Vigilantes do Peso e atividade física. Aumentei depois alguns kg e agora prossigo, para reconquistar a minha meta e mantê-la para sempre.

Cr?ditos Imagens: Google
Comunidade no Orkut!


Comunidade Orkut: Eu sou f? da Beth - A Conquista! criado com carinho pela amiga Lili (obrigada, lindinha!)
http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=2052374


 
Clique AQUI e veja
o que eu como!




HIST?RICO
 01/01/2011 a 15/01/2011
 16/12/2010 a 31/12/2010
 01/12/2010 a 15/12/2010
 16/11/2010 a 30/11/2010
 01/11/2010 a 15/11/2010
 16/10/2010 a 31/10/2010
 01/10/2010 a 15/10/2010
 16/09/2010 a 30/09/2010
 01/09/2010 a 15/09/2010
 16/08/2010 a 31/08/2010
 01/08/2010 a 15/08/2010
 16/07/2010 a 31/07/2010
 01/07/2010 a 15/07/2010
 16/06/2010 a 30/06/2010
 01/06/2010 a 15/06/2010
 16/05/2010 a 31/05/2010
 01/05/2010 a 15/05/2010
 16/04/2010 a 30/04/2010
 01/04/2010 a 15/04/2010
 16/03/2010 a 31/03/2010
 01/03/2010 a 15/03/2010
 16/02/2010 a 28/02/2010
 01/02/2010 a 15/02/2010
 16/01/2010 a 31/01/2010
 01/01/2010 a 15/01/2010
 16/12/2009 a 31/12/2009
 01/12/2009 a 15/12/2009
 16/11/2009 a 30/11/2009
 01/11/2009 a 15/11/2009
 16/10/2009 a 31/10/2009
 01/10/2009 a 15/10/2009
 16/09/2009 a 30/09/2009
 01/09/2009 a 15/09/2009
 16/08/2009 a 31/08/2009
 01/08/2009 a 15/08/2009
 16/07/2009 a 31/07/2009
 01/07/2009 a 15/07/2009
 16/06/2009 a 30/06/2009
 01/06/2009 a 15/06/2009
 16/05/2009 a 31/05/2009
 01/05/2009 a 15/05/2009
 16/04/2009 a 30/04/2009
 01/04/2009 a 15/04/2009
 16/03/2009 a 31/03/2009
 01/03/2009 a 15/03/2009
 16/02/2009 a 28/02/2009
 01/02/2009 a 15/02/2009
 16/01/2009 a 31/01/2009
 01/01/2009 a 15/01/2009
 16/12/2008 a 31/12/2008
 01/12/2008 a 15/12/2008
 16/11/2008 a 30/11/2008
 01/11/2008 a 15/11/2008
 16/10/2008 a 31/10/2008
 01/10/2008 a 15/10/2008
 16/09/2008 a 30/09/2008
 01/09/2008 a 15/09/2008
 16/08/2008 a 31/08/2008
 01/08/2008 a 15/08/2008
 16/07/2008 a 31/07/2008
 01/07/2008 a 15/07/2008
 16/06/2008 a 30/06/2008
 01/06/2008 a 15/06/2008
 16/05/2008 a 31/05/2008
 01/05/2008 a 15/05/2008
 16/04/2008 a 30/04/2008
 01/04/2008 a 15/04/2008
 16/03/2008 a 31/03/2008
 01/03/2008 a 15/03/2008
 16/02/2008 a 29/02/2008
 01/02/2008 a 15/02/2008
 16/01/2008 a 31/01/2008
 01/01/2008 a 15/01/2008
 16/12/2007 a 31/12/2007
 01/12/2007 a 15/12/2007
 16/11/2007 a 30/11/2007
 01/11/2007 a 15/11/2007
 16/10/2007 a 31/10/2007
 01/10/2007 a 15/10/2007
 16/09/2007 a 30/09/2007
 01/09/2007 a 15/09/2007
 16/08/2007 a 31/08/2007
 01/08/2007 a 15/08/2007
 16/07/2007 a 31/07/2007
 01/07/2007 a 15/07/2007
 16/06/2007 a 30/06/2007
 01/06/2007 a 15/06/2007
 16/05/2007 a 31/05/2007
 01/05/2007 a 15/05/2007
 16/04/2007 a 30/04/2007
 01/04/2007 a 15/04/2007
 16/03/2007 a 31/03/2007
 01/03/2007 a 15/03/2007
 16/02/2007 a 28/02/2007
 01/02/2007 a 15/02/2007
 16/01/2007 a 31/01/2007
 01/01/2007 a 15/01/2007
 16/12/2006 a 31/12/2006
 01/12/2006 a 15/12/2006
 16/11/2006 a 30/11/2006
 01/11/2006 a 15/11/2006
 16/10/2006 a 31/10/2006
 01/10/2006 a 15/10/2006
 16/09/2006 a 30/09/2006
 01/09/2006 a 15/09/2006
 16/08/2006 a 31/08/2006
 01/08/2006 a 15/08/2006
 16/07/2006 a 31/07/2006
 01/07/2006 a 15/07/2006
 16/06/2006 a 30/06/2006
 01/06/2006 a 15/06/2006
 16/05/2006 a 31/05/2006
 01/05/2006 a 15/05/2006
 16/04/2006 a 30/04/2006
 01/04/2006 a 15/04/2006
 16/03/2006 a 31/03/2006
 01/03/2006 a 15/03/2006
 16/02/2006 a 28/02/2006
 01/02/2006 a 15/02/2006
 16/01/2006 a 31/01/2006
 01/01/2006 a 15/01/2006
 16/12/2005 a 31/12/2005
 01/12/2005 a 15/12/2005
 16/11/2005 a 30/11/2005
 01/11/2005 a 15/11/2005
 16/10/2005 a 31/10/2005
 01/10/2005 a 15/10/2005
 16/09/2005 a 30/09/2005
 01/09/2005 a 15/09/2005
 16/08/2005 a 31/08/2005
 01/08/2005 a 15/08/2005
 16/07/2005 a 31/07/2005
 01/07/2005 a 15/07/2005
 16/06/2005 a 30/06/2005
 01/06/2005 a 15/06/2005
 16/05/2005 a 31/05/2005
 01/05/2005 a 15/05/2005
 16/04/2005 a 30/04/2005
 01/04/2005 a 15/04/2005
 16/03/2005 a 31/03/2005
 01/03/2005 a 15/03/2005
 16/02/2005 a 28/02/2005
 01/02/2005 a 15/02/2005
 16/01/2005 a 31/01/2005
 01/01/2005 a 15/01/2005
 16/12/2004 a 31/12/2004
 01/12/2004 a 15/12/2004
 16/11/2004 a 30/11/2004
 01/11/2004 a 15/11/2004
 16/10/2004 a 31/10/2004
 01/10/2004 a 15/10/2004
 16/09/2004 a 30/09/2004
 01/09/2004 a 15/09/2004
 16/08/2004 a 31/08/2004
 01/08/2004 a 15/08/2004
 16/07/2004 a 31/07/2004
 01/07/2004 a 15/07/2004
 16/06/2004 a 30/06/2004
 01/06/2004 a 15/06/2004



OUTROS SITES
 Site do Vigilantes do Peso
 Ação pelo semelhante
 Nutrella
 MC DONALDS - Tabela Nutricional
 Site ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL
 Saudável.Info
 Vegê Gourmê - Blog da Chef Michele Maia
 Lu Francesa
 Selma Guerreira
 Meu Emagrecimento (Sara)
 Serei magra (Andreia)
 Renascer (Thuca)
 Valquíria
 Blog da Magui
 Neblina
 O sabor da vitória (Electra)
 Entretanto, eu (Jana)
 Diva esbelta e feliz (Diva)
 Miss Blueberry
 Vida boa é vida saudável (Cristy Costa)
 Diário light (Sylmara)
 Blog da Eloyza
 Veneno urgente (Flavia Rocha)
 Blog da Fafá
 Espelho light (Elaine)
 Blog da Cynthia (Londres)
 Agora eu emagreço (Aline) Brasília
 Never give up (Renata - Tita)
 Blog da Micha - RJ
 Homem também faz dieta (Carlos) RJ
 Jaqueline
 Mulher de Atitude - Cacau RJ
 Serei sereia (Fabi) RS
 A caminho da vitória (Elaine Regiane) SP
 Blog da Rogeria
 Blog da Georgia
 Escrevendo emagrecendo (Lisa)
 Diet Forever (Zá)
 Garotinha ruiva (o outro blog da Lu Russa)
 Dieta urgente (Luciana Alexandrino)
 Space Cris
 Tetê Sereiah
 Andréa Aoki
 Gordinha da Silva
 O sucesso da Lorena
 Renata sem firulas
 Valérie Roberto
 Arianna
 Clara - RJ
 Andréa Cordoniz
 Ana Carolina grávida
 Ana Carolina
 Miss Slim
 Drica (Paraty-RJ)
 Ada Sheila
 Anselmo
 Sueli
 Sol
 Kelly
 Jessica (Elite)
 Nilce
 Leila (Ninguém merece ser 3G)
 Fanta Diet
 Infobeso
 Cris Lopes
 Aline Tomaz (RJ)
 Roberta Alves
 Sue - gravidinha
 Cris fit
 Annie
 Novidades da Cris
 Leila Batista
 Clarita
 Rebecca sapeca
 Lua emagrecendo
 Brian
 Diario da bonita Andrea
 Marilia
 Marilia Vitória
 Aline Virtus
 Paula pra melhor
 Cristiane
 Teresinha
 Ana Cleide
 
 Marcia (Marquinhas)
 Pri 2
 Ludmila
 Lela
 Jana Carmen
 Pri emagrecendo...
 Luzluzinha
 Barbarella (Andrea Glauce)
 Raiane
 Luciana Kotaka
 Vanessa (Campinas)
 Patty emagrecendo de bem...
 Nanda (Idade da Pedra)
 Carlos Medeiros
 Lara
 Dani - Brasília
 Teresa Cristina
 Sisi
 Miriam - RJ
 Kaká
 Gabi e Ana Luiza
 Diário de Macherrie
 Catia
 Amanda Costa
 Rosimeyre
 Alice
 Walkiria
 Crizinha
 Char
 Lu Pinheiro
 Elisandra
 Lahys
 Cotidiano (Zany)
 Karen
 Kika
 Nicky
 O novo blog da Taty Carioca
 Isabela
 Lisandra
 Ju sem pressa
 VIGILANTES DA AUTO ESTIMA
 JT
 Barbarella
 Angelica Fernandes
 Claudia
 Lagarta de borboleta
 Alisson
 Nova Jacque
 Patty Roberta
 Michelle 2
 Elissandra
 Juliene
 Ana Paula
 Annie emagrecendo
 Lili Bolero
 Fernanda Betini
 Karina Torres
 Valqs
 Ana Telma
 Lilian Raquel (Lee)
 Cáritas
 Baxie
 Cacau II
 Renatita
 Nando Neri
 Isabelle
 Nanda
 Edite
 Way to go (Clara )
 Bartira
 BLOG COMER SEM CULPA
 Andreia Cantelli
 Lu Mme Light
 Magali
 Lu
 Aline RJ


VOTA??O
 D? uma nota para meu blog!