Conquista

UOL
   NOTÍCIAS DE MEIO DE SEMANA

Na 2ª feira eu mencionei no blog que o meu marido chegaria cedo do trabalho e iríamos à praia. Publiquei o post, me arrumei, tudo direitinho e fiquei esperando. E o homem demorou, demorou, demorou... até que chegou, só que pálido, quase verde. Estava com uma dor de barriga tremenda, este o motivo de ter demorado tanto, teve um piriri na saída da unidade onde deu aulas. Resultado: com aquele calorão todo e sol escaldante, não era prudente ele ir para a praia, até pq continuava sentindo cólicas. E o programinha da 2ª feira à tarde babou. Mas fiquei meio P da vida com ele. Não era prudente ficar naquele sol todo, sentindo-se meio mal, mas era prudente comer coisas gordurosas como ele fez no decorrer do dia? Se eu soubesse, tinha colocado ele no sol sim...

Eu poderia ter ido sozinha numa boa, pois sou habituada e, assim como gosto da praia com gente p/ papear, tb curto tranquilamente, numa ótima, estar lá sozinha. Aliás, sozinha não, mas numa ótima companhia: a minha. Gostar da minha própria companhia foi algo que aprendi e que cultivo com amor. Imaginem só, se eu não apreciar a convivência comigo, quem apreciará? E digo mais: há momentos em que ela me basta, é a preferida mesmo. Nestas horas eu me recolho e o povo em casa já sabe que é p/ me deixar quieta. Nada a ver com depressão ou tristeza, muitas vezes é apenas vontade de ficar comigo mesma e ninguém mais. É muito bom, também!

Na 3ª feira pela manhã fiz uma longa caminhada, moderadamente, p/ comprar um produto numa loja que é bem distante da minha casa, embora no mesmo bairro. Geralmente eu pegaria um táxi, mas resolvi que seria um bom exercício, fui na boa, apesar do calor tremendo, um sol delicioso (amo). Na volta, decidi que chegando em casa tomaria um banho (estava suadíssima), comeria algo leve e iria à praia. Mal cheguei, recebi do porteiro uma correspondência e qdo abri o envelope vi que era algo que precisava de uma resolução urgente, uma cobrança de IPTU atrasadíssimo, que me irritou muito, não tinha cabimento aquela situação.
 Fiquei P da vida com a bobeada, foi displicência e isto me aborreceu, pois uma coisa é atrasar algo por falta de dinheiro, mas se é por negligência/falta de atenção eu fico possessa, mesmo que a responsável seja eu, de certa forma.  Na mesma hora me arrumei e saí batida p/ o Centro e fiquei horas dentro de um órgão aguardando atendimento, mas felizmente resolvi tudo. Roxa de fome, pois saí sem almoçar, imaginei que não seria tão demorado e foi. Não fosse aquela bananadinha do camelô, comprada e mastigada p/ “fingir que aliviava a raiva” (e raiva passa com bananada? NÃO!) eu ia assustar o povo lá dentro com o ronco do estômago, lá pelas tantas.   Tudo resolvido, graças a Deus.
 Saí de lá e p/ onde olhava, via lanchonetes e todo tipo de apelo p/ comer bem ou mal. Mas o pensamento me direcionava p/ o mal, uma espécie de empurrão do subconsciente p/ atitude de auto-flagelo por ter passado por uma situação indesejável e saber que, de certa forma, permiti que ela tivesse existido. Porém, não seria justo, definitivamente, eu me tratar mal, só p/ me punir. Ou seja, como fui displicente com algo sério e que me deixou chateada, eu teria que ser também displicente comigo mesma, atrapalhando meu processo que me faz tão bem, como castigo? O que isto resolveria? Nada. O que resolveu o problema foi ir ao determinado lugar e negociar o pagamento, e estava feito. Portanto, nada de inventar desculpas p/ fazer m....

Respirei fundo e, em vez de comer salgados que me chamaram das vitrines ou até mesm um “número qualquer” do McDonalds, já que a fome existia de fato, disse a mim mesma que de ônibus ou táxi eu estaria em casa no máximo em 15 min., podendo fazer uma refeição bem legalzinha, sem excessos, gostosa, nutritiva e que não me tiraria do eixo. E que eu ficaria muito mais satisfeita física e emocionalmente, sem dúvida. E assim eu fiz, valeu a pena totalmente.

Em outros tempos, bem passados, eu certamente não teria pensado meia vez, quanto mais 2 vezes! Rs Teria ‘todos os motivos do mundo’ p/ me enfiar num dos tantos cantinhos do Centro que conheci tão bem, afinal aliava-se ali um monte de coisas como fome, raiva, cansaço, decepção com a forma como algo tinha sido conduzido. Enfim, a satisfação por ter me concentrado foi bem maior do que se eu tivesse me feito de boba. Claro que se eu precisasse ficar mais tempo na rua, iria comer algo, mas ainda assim o que não falta ali é opção adequada, eu poderia perfeitamente fazer uma escolha melhor. E acho que, pensando um pouquinho antes, como eu fiz, a escolha seria boa sim.
 Vejam bem, mesmo com o tempo de estrada que eu tenho e tudo que já consegui, se eu não parar e pensar, os apelos podem me pegar sim, não sou imune a nada, não há experiência de vida, de processo etc. que tornem alguém totalmente imune aos chamados dos velhos hábitos, mesmo que eles tenham sido substituídos há muito tempo. Ou a gente exercita, todos os dias, a atenção e o comando, ou a gente se atrapalha sim. Por isso eu falei outro dia e repito: é treino, treino, treino. E aplicação do que se treina. E mais: se calhar de mesmo assim, pensando antes, fazer a escolha pior, não será nada inconsciente, será algo que a gente já escolhe pensando em como irá contornar, compensar ou mesmo agüentar a conseqüência depois, se for o caso. Será assumindo a responsabilidade, numa boa, pelo que está escolhendo. Assim é tão melhor!

Hoje vou ao massoterapeuta, finalmente, ô parto encruado! É que por conta de muitas coisas, como entrevistas de trabalho, horário disto e daquilo, consulta médica adiada por conta da chuva da semana passada e a própria chuva, eu fui protelando a ida e isto atrasou o tratamento desta dorzinha chata no quadril e perna direita. De hoje não passa, já está marcado e não vejo a hora de me entregar aos “amassos”profissionais do Hélio, que me ajudam muito, até pq a massagem me relaxa, eu saio de lá outra! Espero sair de lá com o OK p/ voltar a caminhar diariamente, isto tem me feito falta ao corpo e à mente.

Gente, que delícia, acabei de falar por telefone com a Edilene (Didi), que coisa boa, ela é um amorzinho, adorei Didi!

Desejo a todos uma continuação de semana bem legal, com muita atenção, bom senso e serenidade. E já sabem, pensando ANTES de agir, combinado? E se alguém falhar, não precisa se descabelar, basta entender o que foi feito, avaliar direitinho, se programar para na próxima fazer melhor e   SEGUIR EM FRENTE. Beijos!


 Escrito por Beth ?s 09h59
[] [envie esta mensagem]


 
   SEGUNDONA DE SOL, SEMANA COM FERIADÃO, QUE BELEZA HEM!

O final de semana foi ótimo. Apesar de o sol ter se firmado e ter feito um super calor, acabei não indo à praia. No sábado, tinha que comprar umas coisas, passei a manhã andando no comércio, a tarde foi em casa dando atenção à família e à noite eu e o Vi fomos na festa de aniversário de uma amiga, num espaço super legalzinho, com uma banda animada, dançamos bastante até de madrugada, foi ótimo. As fotos abaixo foram tirada na festa, não estão muito boas, foram tiradas no escuro, com o celular.
 

No domingo acordamos tarde e no bagaço, será que estamos ficando velhos? haha Que nada, velho é trapo...rs O Vi está com cansaço acumulado, tem trabalhado muito, tb estudando bastante (fazendo pós) e mais um monte de coisas em casa. E eu com dor, pois ainda não me livrei totalmente daquele problema muscular na perna, e no auge da TPM o ciático começou a incomodar (é rotineiro em mim, nesta época hormonal) e na festa dancei com um salto muito alto, sou abusada... A visita ao massoterapeuta, esta semana, não falhará. À tarde, fomos a uma reunião de amigos, também muito gostosa, que se estendeu por parte da noite. Eu simplesmente adoro sair, me divertir, estar entre amigos, portanto, adorei o final de semana.

Estou nos meus últimos dias de disponibilidade, volto muito em breve ao batente e quero aproveitar bastante este finalzinho de "férias". Hoje é 2a feira, o tempo está maravilhoso, sem uma nuvem no céu e como o maridão só vai dar aulas na parte da manhã, combinamos de irmos à praia assim que ele chegar, já vou me arrumar para isto. Se der, vou durante toda a semana.

NOTÍCIAS DA CACAU: Conversamos bastante novamente hoje, eu transmiti a ela todos os recadinhos, toda a força carinhosa que está sendo mandada por vocês, ela agradeceu e mandou beijos a todos. Continua hospitalizada, sendo tratada direitinho p/ logo estar novinha em folha, este tratamento requer um pouco de tempo p/os remédios fazerem efeito e ela tem que ficar em observação, por isso não pode ter alta antes da hora. Valeu amigos, vamos continuar na nossa corrente, enviando muita energia tá?


Minha alimentação no sábado foi legalzinha, mesmo com o aniversário. Dei uma sorte danada, o bolo da minha amiga era de chocolate com café, eu detesto os dois, então nem cheguei perto...rs Já no domingo, não posso dizer que tenha sido disciplinada não, belisquei bastante na reunião com os amigos.  Ok, vida que segue, nova semana está aí para dar um capricho maior. Já estou dando!

Um dos recursos que eu tenho procurado aplicar p/ me ajudar neste processo de reconquista, é relembrar e fortalecer pensamentos e atitudes que me levaram à conquista, há quase 1 ano atrás. Mudar hábitos envolve mais do que uma vontade, a gente enfia na cabeça que tem que fazer determinadas coisas de outro jeito, mas pelo costume, muitas vezes tão antigo, de fazer do jeito errado, a gente precisa mesmo se ajudar com pequenas atitudes, muitas vezes tão simples, que dão certo. Vejam como foi no meu caso, com a geladeira.

Se a gente abre a porta dela e dá de cara c/ algo que atiça, que diz "oba, vc por aqui, que bom, aproveita e me come!" e aí, dependendo do momento, isto pode ser perigoso, dependendo do que está atiçando e se está na hora ou não de comer algo. O que eu fiz p/ minimizar o risco?
 1) Passei a colocar as coisas que eu poderia beliscar fora de hora na parte de trás das prateleiras, assim não dava de cara com elas ao abrir a porta p/ pegar água ou outra coisa qualquer. Lembro que as uvas estavam sendo problema, certa época, eu abria a geladeira e já catava umas uvinhas e enfiava na boca. Mesmo sendo frutas, dependendo da hora não tinha sentido eu fazer aquilo. Qdo elas foram para trás de outras tigelas e embalagens de outros produtos, não as via e não beliscava. Até hoje, qdo presto atenção nisto, me dou bem;

2) Comprei há quase 2 anos (ou mais?) um filtro de parede (que no meu caso, fica sobre a pia), que já sai água gelada ou normal, o Everest Slim. Com isto, acabei com garrafa de água na geladeira e, consequentemente, abre-se a geladeira aqui em casa muito menos vezes do que antes, posso dizer que 80% a menos. Abrindo menos, diminuí a possibilidade de ficar tentada em pegar algo fora de hora. Se abro para procurar algo, seja dentro ou fora de hora, não posso dizer que foi um acidente, pois estava só pegando água, este argumento "babou"...rs

3) Se não quero consumir algo rotineiramente, não compro e se comprar, não é em excesso. Seria sacanagem comigo mesma encher a geladeira de itens que não são apropriados p/ o dia-a-dia. Seria jogar contra o meu time. Ok, mas e o resto da família? Educação é para todos, não só p/ mim e excesso de comida, de doces e outras coisas não é legal para ninguém. Claro que compro as coisas, mas não faço estoque deste tipo de produtos, como fazia antes. Compro uns sim, outros não e na próxima compra, se for o caso, troco, pego aquele que não trouxe da outra vez e não pego o que eu tinha trazido. E tem dias que nem trago nenhum, afinal não é item essencial. Uma coisa é a gente se proporcionar uns gostinhos especiais, outra coisa é tranformar o que é supérfluo em cotidiano e o que é essencial virar eventual, COMO ERA AQUI EM CASA ANTIGAMENTE. A geladeira fica cheia e colorida, mas com coisas que valem a pena p/ todos. Sem neuras, tem doce dentro dela, de vez em quando sim. Mas não é em grande qtde, nem é todo dia, nem toda semana.

4) Esta eu não fiz, mas se fosse preciso teria feito e se um dia precisar, farei sim! Colocar na porta da geladeira algo que ajude a pensar antes de procurar algo fora de hora ou até mesmo dentro do horário de uma refeição, inspirando positivamente a uma atitude mais adequada. O que pode ser? Uma foto inspiradora, por exemplo! Se vc já foi mais magro antes, prenda na porta da geladeira aquela foto bonita que vai lembrá-lo de como vc quer voltar a ficar, assim vai pensar 2 vezes antes de vacilar, qdo chegar na geladeira. Pode ser tb uma frase, um texto, um ímã sugestivo... Tudo que lembra a gente de que há um objetivo a ser atingido, de uma forma simpática, sem cobranças excessivas, sem ameaças, sem medos e paranóias, pode e deve ser usado. Gosto muito da frase da música COMIDA (Titãs): VOCÊ TEM FOME DE QUE?

  Ela ajuda a pensar antes de comer, porque se a gente identifica que a fome não é de comida e sim emocional, dá tempo de pararmos e buscarmos outra forma, mais adequada, de suprir aquilo. Porque se comer passasse raiva, tédio, tristeza, saudade, frustração etc... mas não é assim né?

ANIVERSÁRIO: Hoje nossa amiga querida Jaque Saradona está comemorando uma nova e linda idade, parabéns querida!!!!

Desejo a todos uma ótima semana. Vamos caprichar e na hora de abrir a geladeira, vamos pensar antes, combinado? Beijoca!



 Escrito por Beth ?s 22h21
[] [envie esta mensagem]


 
   MÃOS E CORAÇÕES UNIDAS COM A AMIGA CACAU

 Amigos queridos, começo este post pedindo a todos que se unam em coração e mente enviando bastante energia positiva para a nossa amiga CACAU, que encontra-se hospitalizada há 4 dias, com meningite viral. Por este motivo, ela não tem postado e vai ficar uns dias a mais sem aparecer na blogosfera. Seja qual for sua religião, sua forma de mentalizar, vamos lá, gente, vamos pedir ao Alto que proteja e cure nossa amiga querida, vamos mandar bastante luz, preces, tudo de bom para ela , ok? Uma corrente de solidariedade, de amor, de esperança e fé, combinado? Mas ela está bem, dentro do quadro médico, gente. Tenho falado com ela diariamente. Está sendo bem cuidada.

 Cacauzinha querida, fique boa logo!


Cacau e eu, no encontro light de abril/07. Damas de vermelho...

Comigo está tudo bem, graças a Deus. A semana chega ao fim, com saldo positivo. Boa parte do que me propus a fazer, eu fiz e o que faltou fazer foi apenas postergado, por circunstâncias alheias à minha vontade, mas totalmente contornáveis, questão de paciência. Me alimentei direitinho, até fiz uma concessão ontem desnecessária, mas desejada e assim, valeu a pena. Já hoje, fiz uma bobaginha que não vai me comprometer, mas que não valeu a pena. Não era proibido, mas não era oportuno.

Não aferi o peso ainda, seguindo a orientação médica de dar um tempo para mim, é só por mais uns dias, a fim de desencanar, mas com toda a certeza fazendo minha parte direitinho, mas dando tempo p/ o meu organismo se ajustar, afinal andei tão descompensadinha, tão chateada, preocupada etc. que acabei desequilibrando minha energia vital, isto interfere demais em tudo. Mas já está tudo bem melhor.

Noto meu corpo novamente afinando, aos poucos (e nem precisa ser depressa, vai devagarzinho, mas vai) e, mesmo estando no auge da TPM, percebi avanços esta semana, inclusive nas roupas.  Avalio bastante de frente para o espelho e hoje por onde passava, na rua e em dois shoppings, olhava meu reflexo de perfil, nos vidros das lojas e realmente me senti bem melhor. Isto é bom, é sempre gostoso ver o resultado do que a gente faz, é sinal que meu corpo já voltou a reagir melhor. Ótimo!


Entrei na Renner e experimentei um vestido muito bonitinho, ficou uma graça, mas não comprei, não estou precisando, tenho vestidos que ainda nem estreei, nada de olho grande. Mas não resisti a uma calça muito linda, de tecido acetinado, como está muito em moda e uma blusinha de um só ombro que ficou bonitinha mesmo em mim. Eu amo tomara-que-caia e um só ombro, aliás é algo em comum com a amiga Cacau, ela tb adora! Modéstia à parte, ambas ficamos muito bem com este tipo de roupa...rs

O final de semana parece que vai ser bem legal.  O tempo hoje voltou a abrir no RJ, o sol reapareceu e fez um calor tremendo. Eu tinha ido ao médico com uma roupa um pouco mais quente, faltei derreter na rua. E se amanhã o sol continuar firme, vou pegar uma prainha, recarregar a bateria, detesto dias nublados, quanto mais chuvosos. Ainda mais esta chuva que deu nó aqui.  Amanhã tenho uma festa de aniversário de uma amiga, vou gandaiar com o marido, pretendo dançar muiiiiito. Se eu tirar foto, mostrarei depois. E domingo tenho uma reuniãozinha de amigos que promete ser também muito gostosa.

Hoje fui ao angiologista, depois de mais de 4 meses, não devia e nem podia ficar tanto tempo sem me consultar e muito menos sem tomar alguns medicamentos para o tratamento da circulação das pernas, mas já estou com as receitas e na 2a feira vou mandar fazer tudo direitinho, não vou mais dar mole não. Eu adoro este médico também, aliás dou muita sorte, sou cercada de profissionais competentes, carinhosos, responsáveis e este virou um amigo também. Amigos são bênçãos, eu valorizo muito uma amizade sincera, verdadeira.

Desejo a todos um ótimo final de semana, cheio de alegria e paz. Tenham força de vontade, tenham confiança em si mesmos, tenham certeza de que vale o esforço para se manterem dentro do controle, da disciplina mas, atenção, sem neuras nem radicalismos. E pensando bem, nem sei se podemos chamar de esforço algo que nos traz mais beleza, mais saúde, mais bem-estar, mais mobilidade, mais satisfação. Tem sido minha linha de pensamento desde que entrei na estrada, há anos atrás, e cada dia que passa isto só se fortalece. Mesmo quando dou minhas "cagadinhas", nunca é por ter dúvida do quanto é importante, positivo e valioso estar no controle, é que sou humana né...rs

Beijocas carinhosas e, mais uma vez, vamos orar, rezar, mentalizar e tudo mais pela Cacauzinha!!! Ela conta conosco ok?



 Escrito por Beth ?s 20h34
[] [envie esta mensagem]


 
   BALANÇO DA QUARTA-FEIRA (24/10/07)

A semana vai indo bem, graças a Deus. Estou satisfeita, pois coisas importantes estão acontecendo (evoluindo) e em grande parte isto contribui p/ eu me sentir cada dia mais alegrinha. É bom me reconhecer, me reencontrar comigo mesma, com o meu jeito mais normal. Ainda falta um bocadinho, pois há outros fatores, mas já estou com cara e jeito de Beth, enfim!
Tenho cumprido meu plano alimentar, pequenos ajustes são feitos em função de alguma circunstância especial, sem problemas. E o blog Cardápio da Beth está lá, atualizadinho, como eu me propus a manter. Com o que há de bom, ruim, melhor ou pior em cada dia, pq é assim que todos somos: melhores ou piores em alguma coisa, em cada dia, não somos maquininhas de só fazer certo, nem tampouco somos maquininhas sempre encrencadas que só fazem tudo errado.
  Entender isto ajuda muito, porque tem gente que se cobra demais (eu sou uma, muitas vezes) e qdo erra, de repente já acha que isto é a sua marca registrada e, por isso, jamais acertará o passo (isto, eu não faço não).

Uma das coisas que mais contribuem p/ desânimo, frustração etc. de muita gente nesta estrada é a percepção errada de que falhar é proibido e que é sinal de fraqueza e incompetência. Sempre digo isto, mas não custa repetir, já que esta constatação se repete em todo canto: errar é humano, persistir no mesmo erro é que impede o progresso. Mas a gente pode parar de persistir no erro, desde que seja produtivo quando errar, avaliando e procurando se ajustar!

Se somos capazes de persistir em atitudes e pensamentos que não nos ajudam em nada, que só nos atrasam a vida, atrapalham a saúde e trazem problemas e insatisfações, por que não seríamos capazes de persistir naquilo que nos alegra DE VERDADE, que nos embeleza, nos dá saúde, nos faz bem de uma forma geral? Sei que não é moleza, afinal, todo mundo quer de verdade pensar de um outro jeito e agir melhor e a gente não dorme de um jeito e acorda com outra cabeça, não há um milagre durante o sono que nos faça despertar aprimorados, totalmente em outra sintonia. É como eu hoje conversei por MSN c/ a Ale do John, blogueira amiga: é treino, treino e treino. A gente tem que treinar todos os dias uma nova atitude, e antes ainda, um jeito melhor de pensar. A mente nos conduz às atitudes melhores ou piores, né? Então temos que investir nela.

Nem todo dia a gente consegue isto muito bem, mas é o treino que vai fazer com que a gente consiga a cada dia fazer melhor. Sempre haverá aquele diazinho em que vamos melecar tudo, mas será um dia ou outro, cada vez mais espaçados, não vai ser nossa rotina. Mas p/ isto, é preciso treinar sempre, como fazem os times de qquer modalidade esportiva, e ensaiar também, como todo cantor, banda, ator etc. precisa fazer p/ ter uma boa apresentação.  Mesmo uma seleção super campeã, lotada de craques e c/ técnico bom tem que treinar sempre.

E mesmo atores consagrados, super experientes e maravilhosos ensaiam, o Paulo Autran, este monstro sagrado que acaba de partir, ensaiava! Com a gente também tem que ser assim.
Eu treino todos os dias, claro que até bobeio, mas aí meu time começa a perder, eu avalio onde estão as falhas e trato de ajustar tudo. Às vezes demoro um pouco mais do que o ideal, mas é assim mesmo. Além das “cacas” internas, temos os fatores externos, nem sempre sob nosso controle, aí é a hora de administrar, contornar, é na base do “se vira nos trinta”. Mas desanimar, desistir, chutar o balde? Jamais.
Como eu ia dizendo, estou dando o meu melhor nestes dias, bastante concentrada e procurando seguir meu planejamento geral da semana. Hoje chove muito aqui no RJ e o trânsito está caótico, tive que adiar a consulta c/ o angiologista, ainda bem que consegui p/ esta semana, ainda. Em conseqüência disto, o almoço c/ o Leo tb foi adiado, uma pena. Mas, paciência! É como eu disse, há circunstâncias que a gente não pode sempre controlar, tem é que administrar. Não tinha previsto almoçar em casa, mas com estas mudanças tive que alterar a programação do cardápio, parei e pensei, replanejei o dia e pronto, tudo nos trinques. E não é que eu seja a 8ª maravilha do universo (longe disto) e sim pq eu QUIS dar um jeito jeito favorável a mim. Afinal, o benefício não é meu mesmo? E se eu não for a primeira a me beneficiar, quem será? Mas sempre foi assim? Sempre pensei desta forma? Sempre privilegiei esta conduta? Não. Hoje ela é mais natural, mas é em função de treino, treino e treino. Ensaio, ensaio e ensaio. E naturalmente, aplicar tudo que é treinado e ensaiado, senão não adianta, claro...rs

Na 3ª feira saí p/ fazer pés e mãos, depois fui ao shopping almoçar e bater perna. Comprei um presente de aniversário p/ uma amiga muiiiito querida e uma blusinha BBB (boa, bonita e barata) que pretendo usar no sábado, numa festa. Por volta das 17h, lembrei de uma torta doce do Emporio Pax, que eu amo de paixão.Calórica atééééé...rs  E cheguei a pensar assim: “Ah, eu estou tão comportadinha, fazendo tudo tão direitinho conforme planejado, que até podia comer uma fatia daquela torta né?” Mas, imediatamente, pensei um segundinho e eu mesma respondi, tb em pensamento: “Está doida? Almoçou há 1 hora atrás (tarde, mesmo), está satisfeita, ainda sente o gostinho da salada, sente-se feliz por estar nos eixos e vai comer torta por que e pra que?” 

Tratei foi de acelerar o passo, desviei p/ o outro lado do corredor, pois se eu não queria comer, não precisava ficar me testando, passando em frente, a menos que não houvesse outro caminho. Poderia perfeitamente passar na frente da vitrine e ver a torta, abrindo mão dela, mas se já havia um capetinha guloso me cutucando e eu já tinha dito NÃO a ele, pra que testar? Desci e vim embora pra casa, tranquilamente.
 Na hora do lanche, já em casa, comi uvas Thompson, aquelas verdinhas chilenas sem caroço deliciosas, estas que comprei estão muito doces, parecem mel. E o melhor: geralmente são bem caras, mas no Horti-fruti (atenção galera carioca) estão em oferta esta semana por apenas R$ 1,99 o kg. Imperdível!

Mas, se eu não tivesse pensado 1 seg. antes, provavelmente teria comido a torta. Crime? Nenhum. Mas não era fome, não era nem apetite, nem sei se posso dizer que era gula. Era só o velho mau hábito que já melhorei muito, mas que de vez em qdo vem e atiça. Outro dia, qdo a vontade for muito forte e valer a pena, vou comer a torta. Não era o caso. Eu iria comer só porque estávamos ali, no mesmo espaço, eu e ela. Isto é treino. De tanto treinar, fica mais natural praticar. E vamos em frente!


 Escrito por Beth ?s 13h34
[] [envie esta mensagem]


 
   ÂNIMO, GENTE BOA!

Fico feliz por terem gostado do post anterior, em que repassei um pouco a minha trajetória, a mim fez um bem danado relembrar e registrar estes marcos do meu processo, tomara que tenha sido animador para todos!

Fui indicada pelas amigas Sibu e Gluta p/ a brincadeira que consiste em listar 8 coisas sobre mim que vocês não sabem. Então, vamos lá:
Update: a Alice tb me indicou, eu só vi depois!
1) Não durmo de barriga pra cima, senão tenho pesadelos;
2) Detesto restinho de sabonete, tenho agonia só de ver no box, qdo começa a ficar fininho pego logo outro p/ o banho. Engraçado, p/ lavar as mãos não me incomodo;
3) Perfume, colônia ou qquer água de cheiro: além dos locais tradicionais, sempre coloco nos pulsos, nos tornozelos, entre os seios, na nuca, nas coxas. Saio mais cheirosa que filho de barbeiro hahaha mas não daquele jeito que dá enjôo em quem passa por perto!
4) Qdo era pré-adolescente (11...12 anos), fui apaixonadíssima (de andar com as fotos coladas no fichário, na porta do armário...rs) pelo cantor Ronnie Von, na época chamado de "o príncipe". Na mesma época, fui gamadona tb no Sergei, roqueiro doidão (hoje ele já é quase setentão, acho eu), totalmente o oposto do outro, vá entender!
5) Na adolescência e até já adulta, mas ainda jovem, antes de engordar, era metidinha pra chuchu e, na ginástica de academia, fazia parte do grupo de garotas que ficava na 1a fila, p/ me ver totalmente no espelho e p/ me exibir pro professor(qdo era gato, claro...rs);
6) Tenho verdadeiro HORROR de touquinhas de cabeça p/ banho, não uso aquilo nem por decreto!
7) Adoro fazer e manter boas amizades, a minha amiga mais antiga é minha xará (Elizabeth) e somos amigas já há 45 anos! Já aprontamos tanto juntas na infância, adolescência e adultas!
8) Além de detestar chocolate (isto todo mundo sabe), tb não suporto e não como nada com amendoim, milho, fubá, café.

Repasso a brincadeira para: Marília, Cacau, Jaque Saradona, Janice, Gininha, Elaine, Luciana Cordeiro e Déia.

Aproveito p/ agradecer a todos que tb me indicaram p/ o selo Elo da Amizade, qdo o publiquei e agradeci, no outro post, só tinha visto a indicação da Sereiah e, como eu demoro a chegar em cada casinha, acabei ficando defasada. Então, peço desculpas por este tipo de falha e já fica aqui o agradecimento com muitos beijos p/ todos que me indicaram para o selo, tb para as brincadeiras, para tudo, tá? Vcs são uns anjos.

Agora, minhas notícias. Passei um ótimo e calmo final de semana, no domingo fiquei quietinha em casa e aproveitei p/ reavaliar e ajustar meu planejamento p/ a semana nova que começou, tanto no campo alimentar e de ativ. física, como em outros segmentos. Marquei angiologista (estava atrasada e não posso deixar de manter o tratamento das minhas pernas, pois eu tenho patologia séria), decidi marcar dentista (outro que estava esquecidinho) e massoterapia, combinei almoço c/ o Leozinho (eba, vou matar saudade do anjinho), agendei salão p/ fazer pés e mãos, marquei depilação (buço e sobrancelhas, pois só faço c/ cera quente), fora umas coisinhas de casa e tb familiares que precisavam ser pensadas e feitas. Ou seja, produtividade foi a palavra de ordem p/ iniciar o novo período.

Uma das decisões foi voltar a atualizar meu outro blog, o "Cardápio da Beth", que registra meus cardápios e minha avaliação diária sobre os mesmos. Qdo o tempo fica curto, acabo não conseguindo mantê-lo atualizado, dou prioridade a este aqui, à leitura dos comentários, às visitas aos seus cantinhos, que requer tempo, pois eu gosto de ler com calma e atenção e comentar direitinho.

Mesmo anotando minha alimentação rotineiramente, desde que entrei para o VP em 2003, com raros períodos sem anotar (o que sempre me prejudica), expor o meu cardápio me favorece, pois me aproprio de uma responsabilidade maior na própria elaboração do plano, fico querendo caprichar ainda mais, tanto p/ me alimentar bem, mas pq quero tb mostrar isto, já que esta troca que fazemos visa também ajudar o próximo, incentivar, dar idéia. Então, vou de novo me esforçar p/ o outro blog tb ficar em dia, até já apaguei os cardápios antigos, recomecei a publicar nesta 2a feira, se vcs forem lá já encontrarão conteúdo, ok?

Meu estado de ânimo melhora a cada dia, graças a Deus. Falando nisto, vou compartilhar informações legais que encontrei sobre como a alimentação influencia nosso ânimo, fornecendo combustível p/ uma boa saúde do corpo ou, quando está desequilibrada, provocando carência de minerais, vitaminas etc., que se manifestam através de apatia, desânimo, irritação, nervosismo, apatia, falta de concentração, problemas de memória e até a depressão. Vejam só, não é uma questão de comer bem p/ ficar com o corpitcho bonito, apenas. O buraco é bem mais embaixo!

A reeducação alimentar não deve ser encarada só como um meio de emagrecer e ficar tchutchuca (o), a saúde é o foco principal. E vejam bem, quem é que fica realmente bacana, sem saúde? De que adianta ser magrelo(a) e estar todo ferrado por dentro, até porque isto se reflete por fora(pele, unhas, cabelos, brilho dos olhos, disposição, alegria, tolerância, positividade etc.?
 No artigo que li, são indicados os tipos de alimentos que tiram o ânimo e entre eles está o açúcar refinado, o álcool, o excesso de cafeína, que roubam nutrientes essenciais ao metabolismo. Nada é proibido, gente boa, nós só não precisamos consumir de forma abusiva, rotineira, temos uma gama enorme de alimentos bacanas e gostosos p/ consumirmos no dia-a-dia, os outros a gente pode consumir de vez em quando, sem culpa, desde que haja controle, bom senso!

Vou deixar o link para o site onde achei o artigo, para quem quiser dar uma espiadinha, é este AQUI. Acho que vale a pena. Ler estas coisas, pensar no que a gente faz e comparar com as informações recebidas ajuda muito, faz com que a gente queira mesmo se ajustar melhor, para mim isto tem sido sempre muito proveitoso, desde que iniciei meu processo. SABER o que quero alcançar e COMO eu quero chegar lá é essencial. E este COMO refere-se não só ao caminho escolhido, mas o jeito como eu quero estar, por fora e por dentro principalmente.

Desejo a todos uma ótima continuação de semana, sempre com muita consciência, um QUERER bem forte, muita garra e a bendita paciência, esta danada não pode faltar. Lembrem-se de que o desânimo traz doenças, e o ânimo forte, ao contrário, as combate e vence. Beijocas!



 Escrito por Beth ?s 21h15
[] [envie esta mensagem]


 
   SEXTA-FEIRA 19/10/07

 Eu no Maracanã, p/ o jogo Brasil x Equador. Era bem cedo ainda, estádio vazio, o povo ainda começava a chegar.

Olha a 6ª feira novamente aí, gente! Como eu gosto! Estava sem assunto hoje p/ postar, acreditam? Não, não acreditam, eu sei..rs Bom, a ida ao Maraca na 4ª feira foi ótima, eu vibrei, xinguei, cantei, gritei, pulei, agitei bandeira, me emocionei na hora do Hino Nacional cantado por mais de 80 mil pessoas etc. estava previsto e foi assim mesmo, tudo de bom.
 Tiramos muitas fotos, mas só em 3 eu apareço, sendo que em uma delas, totalmente desfocada (pressa do filho) e das outras 2, uma eu até acho que saí bonita (esta aí), porém a pequeníssima distância entre a câmera e a minha cara fez com que eu parecesse uma lontra, credo, eu nem tenho mais esta papada, mas o ângulo da foto me maltratou, fala sério! rs Ok, estou muito dura na crítica, vou parar com isso, ta bom, já parei, não briguem....rs

Bom, então o resto da semana foi legalzinho, não fiz nada de especial. Aliás, fiz sim, tive um compromisso super importante nesta 6ª feira, para o qual precisei me arrumar de uma forma mais sóbria. Peguei um dos meus terninhos, este eu não usava há uns 6 meses, ou mais, ao vestir a calça notei que na cintura ela está mais justa. Fecha direitinho, mas tive a sensação de que ela jamais foi apertada. Não era larga, era simplesmente normal, certa. Não está mais. Dava p/ usar, sem dúvida, mas preferi escolher outra roupa e guardei novamente o terninho no armário, só que bem à vista, abro a porta e dou de cara com ele agora, pq eu me comprometi a prová-lo novamente daqui a 15 dias e, se ainda não estiver novamente certo, vou deixá-lo ali, de cara p/ mim, provando novamente na semana seguinte até que ele fique do jeitinho que era no meu corpo.

Está decidido, ele agora é uma motivação adicional. O paletó está ótimo, é só a calça um pouco mais justa, mas isto em breve não acontecerá mais. Eu hem... Tenho um compromisso comigo mesma de não mais perder nenhuma roupa por ficar justa, e não permitirei que isto aconteça.

Estava pensando em como o tempo voa etc. e que ainda outro dia estávamos começando o ano e daqui a pouco já estaremos de novo no Natal, fiquei entretida com uma série de lembranças. Fiz as contas de um monte de coisas e caramba, quanta coisa parece que aconteceu ontem e já faz tanto tempo! Uma constatação, em especial, me deu outro dia e hoje, novamente, uma gratificação imensa: já passa de 4 anos que eu me cuido. Meu processo começou em fev/2003, qdo aos 140kg + uns quebrados resolvi que era hora de tomar uma atitude. Fiz uma dietinha restritiva por alguns dias, unicamente p/ dar um impulso e, já c/cerca de 5kg a menos, entrei p/o VP semanas depois, pesando 135,3kg. Comecei super bem, mas interrompi +/-2 meses depois por causa de problemas sérios, inclusive de saúde da minha mãe, ao mesmo tempo de outros no trabalho e mais umas coisas aqui e ali.a

 Mas continuei me cuidando, deixei de ir alguns meses no VP mas continuei atenta e já não praticava as bobagens de antes. Na última 6ª feira de agosto/03 eu voltei ao VP já com a vida mais estabilizada e determinada a dar prosseguimento ao processo e, feliz da vida, constatei que eu só havia engordado 500g desde a última reunião, meses antes. Sinal que eu estava mesmo em outra, muito melhor. E dali em diante, fui em frente, até que em dez/06 atingi minha meta, até fiquei um pouquinho abaixo dela.
 
Roupinhas largas, um prêmio

Parece que foi outro dia, mas já completei 4 anos e meio. Qdo, na minha história com o controle do peso, eu fiquei antes tanto tempo na atenção, no controle, na disciplina, mesmo que falhando algumas vezes? Que espetáculo! Como é gratificante ver que mesmo numa fase esquisita, eu posso celebrar uma perseverança tão grande, uma continuidade tão legal! Como isto me conforta, como a minha própria história me ajuda, me sacode, me impulsiona! Nas horas de aperto, isto me ajuda muito. Desenvolvi uma força de vontade imensa, me apropriei dela e eu a reforço todos os dias, mesmo qdo ela parece estar fugindo, não foge não danada, que eu seguro...rs


Ingressei no mundo blogueiro em maio/2004, qdo já tinha mais de 1 ano de processo. Na época, não contabilizava ainda os 5kg que havia eliminado antes de entrar para o VP, depois é que eu percebi a importância de incluir, afinal fizeram parte disto tudo! E meu blog já tem mais de 3 anos de existência, e eu aqui, na ativa, já não posto diariamente como fazia naquela época, mas estou sempre na área. Mais uma perseverança importante a celebrar, pois passei por todo tipo de fase no processo e na vida em geral, mesmo assim nunca abandonei este cantinho tão especial. Delícia!

Resolvi ler alguns posts antigões e cliquei numa faixa de datas do histórico aí ao lado, aleatoriamente. Caí justamente na data em que eu anunciava que no dia seguinte me submeteria à cirurgia plástica higiênica para retirada do avental abdominal, um troço horroroso que me cobria 15cm de coxas, que me causava problemas físicos e era mais constrangedor do que a própria obesidade no seu auge tinha sido. Caramba, novamente fiquei feliz da vida, no dia 29 de outubro eu vou comemorar 3 anos de retirada do bendito avental!

E assim, fui conversando comigo mesma, dizendo “Beth, você venceu mesmo, são mais de 4,5 anos de nova consciência, de controle, de determinação. Quanta coisa aconteceu neste período e tudo foi superado, tudo foi vencido, algumas coisas tiveram que ser contornadas de um jeito diferente do que vc imaginava, mas sempre você seguiu, sempre você persistiu. E tantas coisas agora são páginas já viradas, lições aprendidas. E se vc está precisando reestudar algumas destas lições, que seja então! “

Pensei aqui, com meus botões, que todos os dias têm 24 horas, haja o que houver. Exceto no dia em que vira o horário de verão, e forçadamente temos 1 hora de lambuja naquele dia e uma a menos qdo é encerrado este período especial. Mas normalmente, seja com um sol maravilhoso ou com muita chuva, com um calor tremendo ou um frio de rachar, seja com alegrias de dar cambalhotas ou com tristezas, decepções de fazer chorar muito, seja com dinheiro sobrando no bolso ou durinha pra dedéu, seja trabalhando ou procurando emprego, seja entre amigos ou sozinhos, seja com muita saúde ou dodói, cada dia tem 24 horas e não há um dia sequer que não termine numa noite e não há uma noite sequer que não termine num dia. O fluxo natural e a gente nele.

De vez em quando, por ansiedade e impaciência, queremos alterar o fluxo, passar de hoje direto p/ o depois de amanhã, para semana que vem, quem sabe ano que vem... Não queremos mudar os dias, mas que a vida mude instantaneamente, como se este tempo tivesse passado, como se fosse possível adquirir vivência sem viver um dia de cada vez. Mas é um diazinho de cada vez, seja ele lindo ou horroroso, que nos forma, que nos dá tudo que precisamos p/ crescermos de verdade.
É hoje estou assim, me sentindo crescida. Não, não é por fora, isto a calça do terninho azul já mostrou...rs É por dentro mesmo. Quatro anos e meio de perseverança, um diazinho de cada vez. E vou em frente.
 
Tenham um lindíssimo final de semana. Aproveitem-no. Saboreiem-no, pedacinho por pedacinho. E depois, nos dias subseqüentes, tb. Vale a pena. Beijos para todos!

  Obrigada, Sereiah, pelo selo Elo da Corrente da Amizade! Beijo!
 

 



 Escrito por Beth ?s 19h50
[] [envie esta mensagem]


 
   QUARTA-FEIRA, 17/10/07

Obrigada pelos comentários e elogios para as fotos que mostrei no outro post. Muita gente disse que não me achou tão mais gordinha. Vou explicar,então! Não tenho problemas de auto-imagem, não nego tudo que já conquistei. Eu já fui tremendamente maior do que estou hoje, afinal, estou  longe (e para sempre) dos 140kg que já tive, do manequim 64 (meia quatro) que já vesti, isto é algo que valorizo, sim. Mas, mesmo comparando minha imagem atual com a de antes e sendo impossível negar a transformação que eu promovi, eu não posso mais me apegar a ela, entendem?

         ANTES
   
Foto antiga, eu tinha aí uns 130kg...e ainda engordei mais 10kg!

É assim: não posso ficar sempre tendo como referência única a minha imagem do auge da obesidade mórbida, qdo tive 49,66% de IMC. Jamais esquecerei dela, mostrarei sim, olharei bastante p/ ver e celebrar tudo que venci e me inspirar até na minha própria caminhada p/ voltar à meta já conquistada e ficar nela ou bem próxima dela etc. Porém, eu já conquistei, no final do ano passado, uma outra forma que é totalmente compatível e adequada a mim!

DEPOIS Foto de janeiro/07

  Eu já tenho uma nova referência, mais recente, que é a que preciso me apoiar, me inspirar, é a imagem do meu peso-meta, são as fotos tiradas entre setembro/06 e março/07, em que eu visivelmente estou melhor do que hoje. E quando faço esta comparação de imagens, aí é inegável que eu estou mais gorda do que deveria estar, do que estive há meses atrás.
Se eu ficar sempre comparando minha imagem de hoje à de 140kg, claro que vou estar sempre linda, maravilhosa e, proporcionalmente, magra.
  Mas o perigo disto é sempre me achar ótima, mesmo sabendo que estou acima do peso e negligenciar os cuidados, a atenção, a disciplina, o controle que serão requeridos para sempre, sem paranóia, sem neuras, mas com consciência. Por isso, eu olho as fotos hoje e digo: estou mais gorda sim e isto não objetiva ficar chateada comigo e sim, ficar alerta, não vacilar, só isso, nada de deixar escorrer pelas mãos o que eu já consegui. Só isso!

A semana vai indo bem. E eu, tocando a vida, aguardando a evolução de um determinado assunto e cuidando de mim. Bem mais calminha e sem muitas cobranças. Fui ao homeopata, meu médico querido e que me entende tão bem, há tantos anos. Mais de 1h de papo e chacoalhões pra lá de importantes, saí de lá tão bem! Dentre tantas coisas conversadas e avaliadas em conjunto, várias constatações, algumas delas eu já sabia, mas ele me ajudou a entender melhor. 

E quando acabei de 'vomitar' tantas coisas que estava pensando e sentindo, expondo o quanto eu me sentia péssima por estar administrando tão mal esta fase, me cobrando não estar serena, saltitante etc., ele me olhou daquele jeito único (que eu adoro e respeito) e tranquilamente me disse: "Meu anjo...se com tudo isto que você está vivendo neste momento você estivesse ótima, serena, com tudo em cima, sorridente e feliz, se você não estivesse triste, sofrendo etc... aí é que eu ia ficar muito preocupado, porque seria sinal de problema. ACEITE que você é um ser humano, portanto NÃO É INCÓLUME a nada, NINGUÉM É INCÓLUME, por mais vivido, experiente, consciente, inteligente etc. que seja. É natural que as pessoas sintam as coisas que lhes acontecem, é natural ficar aborrecido, p da vida etc. e até mesmo se descompensar nestas horas. Se você estivesse passando por tudo isto em brancas nuvens, aí que a gente ia ter que ver o que está acontecendo...etc."

Eu sei disto tudo, mas o fato é que acabo sempre achando que, por ter mais idade, maturidade, auto-conhecimento, experiência etc. isto me dá condições de administrar melhor as adversidades, afinal já tive tantas ao longo da vida, então eu teria a obrigação de me sentir totalmente diferente. Mas não, eu estava me exigindo ser mais que humana e por não conseguir (até porque eu sou humana...rs) eu ficava zangada, achando que algo mais sério estava me acontecendo, sei lá!

Vou confessar a vocês que eu tive medo de estar deprimida, sem querer admitir isto para mim mesma.  Eu não gosto de rotular certas coisas, tem gente que se diz deprimido por qualquer coisa, teve uma chateação eá acha que está com depressão, se sensibilizou um pouco mais por algum motivo ou até sem saber direito o que causou, já se apropria de algo que é tão mais grave, tão mais sério...

Sei que muitas pessoas sofrem sim, de depressão, não desvalorizo isto não, eu conheço algumas, sei como se sentem, sei que não é mole. Mas é também fato que em todo canto vemos pessoas se dizendo depressivas sem o serem. Apropriam-se de algo tão grave, embora tratável, banalizando uma doença e se apropriando dela, acabam trazendo-a para si, algumas vezes.  E como eu estava tão fora do meu normal, tive receio de estar negligenciando algo sério, deixando de dar a atenção e o tratamento adequados, por resistir à idéia de estar realmente com o problema. Ou seja, por medo de me apropriar de algo ruim e indesejável, eu poderia estar deixando de enxergar uma verdade (se fosse verdade) e tratar dela.

Mas meu doutor querido me tranquilizou, disse que de depressão não tenho nada. Estou é triste, por conta de uma determinada situação e isto está se refletindo na forma como lido com outras coisas. Me ajudou a ver saídas, a pensar melhor em algumas coisas, ajustou a dinamização da minha homeopatia que visa o reequilíbrio da energia vital, me abraçou forte como sempre faz, me transmitindo uma força, uma luz que só quem o conhece sabe como é vibrante, profunda e cá estou, seguindo, me ajustando. Ele ainda fez questão de ressaltar: "Você não está doente, você está SENTINDO"  Ué, eu tinha esquecido que gente sente, né? rs

Tenho me alimentado direitinho, sem excessos, com regularidade. Precisando dar uma ajustada só no consumo de vegetais, pois nos dias que almoço em casa não tenho quase consumido esta semana, por preguiça de preparar. Os itens que já compro cortados e higeneizados no Horti-Fruti acabaram e o que eu tenho cru e inteiro, não tive ainda esta semana saco de descascar etc. Mas amanhã farei isto, hoje não, estou em outra, não vai dar tempo.
E as caminhadas retornarão após a ida ao massoterapeuta, prevista p/ 6a feira, qdo espero que o resto de dor no quadril e na perna direita seja solucionado.

  Hoje vou ao Maracanã assistir a Brasil x Equador, tomara que a seleção brasileira jogue bem, porque o último jogo, contra a Colômbia, foi de dar sono! Vou com meu filho, já que o Vi não pode perder aula à noite (tem prova amanhã), eu adoro futebol, adoro o Maraca e há bons anos não vejo a seleção, ela não joga aqui há um tempão! Depois conto como foi. Ah, vou tirar uma foto lá pra mostrar aqui.

Continuaremos firmes, combinado? Vamos em frente, se tropeçarmos aproveitaremos p/ aprender algo mais, tudo ensina. Se acertarmos, vamos vibrar por mais uma conquista e conquistar não é só descer o peso, diminuir a medida, conquistar é aprender a cada passo alguma coisa com a estrada. Principalmente, é nos conhecermos um pouco melhor a cada dia. E nunca é demais. Beijocas!



 Escrito por Beth ?s 14h10
[] [envie esta mensagem]


 
  [ ver mensagens anteriores ]  
 
 



Meu perfil
BRASIL, Sudeste, RIO DE JANEIRO, Mulher, de 46 a 55 anos, Portuguese, English, Arte e cultura, Livros, Praia, Dançar, Curtir a vida
MSN -



EU ERA ASSIM  

ESTOU ASSIM Meu nome ? Elizabeth, sou conhecida como Beth
Analista de Sistemas, especialista em Metodologia, Processos e Qualidade em TI, Ger?ncia de Projetos,An?lise de Neg?cios, Auditora ISO, sou leonina do dia 10/08, carioca da gema, moro na minha na cidade maravilhosa (RJ), adoro fazer amizades, sonhar, ler, escrever, sou casada c/ Vicente - meu grande amor, m?e do Alexandre, um filh?o maravilhoso, que ? universit?rio e "boadastra" da Mimi, minha enteadinha adolescente linda a quem chamo aqui de filhotinha.

Meu e-mail: beth.ebprs@gmail.com
Meu MSN: ebprs@hotmail.com



Objetivo deste Blog: Compartilhar meu processo de reeducação alimentar e mudança de hábitos que resultou no meu emagrecimento, me tirou da obesidade mórbida e me ensinou e ensina tanto!



Meu processo: Fui beb? 'cheinho',crian?a de peso normal, na adolesc?ncia tinha ?timo corpo. No in?cio da fase adulta comecei a engordar c/facilidade em fun??o de uma mudan?a p/ pior dos h?bitos alimentares e tb devido a dificuldade que tive em enfrentar alguns problemas pessoais, decep??es e m?goas que se transformaram em Kg a mais (eu as COMI). Durante anos optei por m?todos indevidos, tomei rem?dios, f?rmulas, inje??es, fiz dietas mirabolantes e isto tudo me ajudou a virar uma sanfona que cada vez abria mais e fechava menos. Cheguei ao auge da obesidade c/ 140 kg e dei o basta. Primeiro, fiz um pequeno controle que me ajudou a emagrecer quase 5 kg. Depois, entrei para o Vigilantes do Peso, onde emagreci 53kg c/equil?brio, seguran?a e muita alegria. Aprendi muito, o caminho foi t?o importante quanto os resultados. Eliminei 53 kg com o método do Vigilantes do Peso e atividade física. Aumentei depois alguns kg e agora prossigo, para reconquistar a minha meta e mantê-la para sempre.

Cr?ditos Imagens: Google
Comunidade no Orkut!


Comunidade Orkut: Eu sou f? da Beth - A Conquista! criado com carinho pela amiga Lili (obrigada, lindinha!)
http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=2052374


 
Clique AQUI e veja
o que eu como!




HIST?RICO
 01/01/2011 a 15/01/2011
 16/12/2010 a 31/12/2010
 01/12/2010 a 15/12/2010
 16/11/2010 a 30/11/2010
 01/11/2010 a 15/11/2010
 16/10/2010 a 31/10/2010
 01/10/2010 a 15/10/2010
 16/09/2010 a 30/09/2010
 01/09/2010 a 15/09/2010
 16/08/2010 a 31/08/2010
 01/08/2010 a 15/08/2010
 16/07/2010 a 31/07/2010
 01/07/2010 a 15/07/2010
 16/06/2010 a 30/06/2010
 01/06/2010 a 15/06/2010
 16/05/2010 a 31/05/2010
 01/05/2010 a 15/05/2010
 16/04/2010 a 30/04/2010
 01/04/2010 a 15/04/2010
 16/03/2010 a 31/03/2010
 01/03/2010 a 15/03/2010
 16/02/2010 a 28/02/2010
 01/02/2010 a 15/02/2010
 16/01/2010 a 31/01/2010
 01/01/2010 a 15/01/2010
 16/12/2009 a 31/12/2009
 01/12/2009 a 15/12/2009
 16/11/2009 a 30/11/2009
 01/11/2009 a 15/11/2009
 16/10/2009 a 31/10/2009
 01/10/2009 a 15/10/2009
 16/09/2009 a 30/09/2009
 01/09/2009 a 15/09/2009
 16/08/2009 a 31/08/2009
 01/08/2009 a 15/08/2009
 16/07/2009 a 31/07/2009
 01/07/2009 a 15/07/2009
 16/06/2009 a 30/06/2009
 01/06/2009 a 15/06/2009
 16/05/2009 a 31/05/2009
 01/05/2009 a 15/05/2009
 16/04/2009 a 30/04/2009
 01/04/2009 a 15/04/2009
 16/03/2009 a 31/03/2009
 01/03/2009 a 15/03/2009
 16/02/2009 a 28/02/2009
 01/02/2009 a 15/02/2009
 16/01/2009 a 31/01/2009
 01/01/2009 a 15/01/2009
 16/12/2008 a 31/12/2008
 01/12/2008 a 15/12/2008
 16/11/2008 a 30/11/2008
 01/11/2008 a 15/11/2008
 16/10/2008 a 31/10/2008
 01/10/2008 a 15/10/2008
 16/09/2008 a 30/09/2008
 01/09/2008 a 15/09/2008
 16/08/2008 a 31/08/2008
 01/08/2008 a 15/08/2008
 16/07/2008 a 31/07/2008
 01/07/2008 a 15/07/2008
 16/06/2008 a 30/06/2008
 01/06/2008 a 15/06/2008
 16/05/2008 a 31/05/2008
 01/05/2008 a 15/05/2008
 16/04/2008 a 30/04/2008
 01/04/2008 a 15/04/2008
 16/03/2008 a 31/03/2008
 01/03/2008 a 15/03/2008
 16/02/2008 a 29/02/2008
 01/02/2008 a 15/02/2008
 16/01/2008 a 31/01/2008
 01/01/2008 a 15/01/2008
 16/12/2007 a 31/12/2007
 01/12/2007 a 15/12/2007
 16/11/2007 a 30/11/2007
 01/11/2007 a 15/11/2007
 16/10/2007 a 31/10/2007
 01/10/2007 a 15/10/2007
 16/09/2007 a 30/09/2007
 01/09/2007 a 15/09/2007
 16/08/2007 a 31/08/2007
 01/08/2007 a 15/08/2007
 16/07/2007 a 31/07/2007
 01/07/2007 a 15/07/2007
 16/06/2007 a 30/06/2007
 01/06/2007 a 15/06/2007
 16/05/2007 a 31/05/2007
 01/05/2007 a 15/05/2007
 16/04/2007 a 30/04/2007
 01/04/2007 a 15/04/2007
 16/03/2007 a 31/03/2007
 01/03/2007 a 15/03/2007
 16/02/2007 a 28/02/2007
 01/02/2007 a 15/02/2007
 16/01/2007 a 31/01/2007
 01/01/2007 a 15/01/2007
 16/12/2006 a 31/12/2006
 01/12/2006 a 15/12/2006
 16/11/2006 a 30/11/2006
 01/11/2006 a 15/11/2006
 16/10/2006 a 31/10/2006
 01/10/2006 a 15/10/2006
 16/09/2006 a 30/09/2006
 01/09/2006 a 15/09/2006
 16/08/2006 a 31/08/2006
 01/08/2006 a 15/08/2006
 16/07/2006 a 31/07/2006
 01/07/2006 a 15/07/2006
 16/06/2006 a 30/06/2006
 01/06/2006 a 15/06/2006
 16/05/2006 a 31/05/2006
 01/05/2006 a 15/05/2006
 16/04/2006 a 30/04/2006
 01/04/2006 a 15/04/2006
 16/03/2006 a 31/03/2006
 01/03/2006 a 15/03/2006
 16/02/2006 a 28/02/2006
 01/02/2006 a 15/02/2006
 16/01/2006 a 31/01/2006
 01/01/2006 a 15/01/2006
 16/12/2005 a 31/12/2005
 01/12/2005 a 15/12/2005
 16/11/2005 a 30/11/2005
 01/11/2005 a 15/11/2005
 16/10/2005 a 31/10/2005
 01/10/2005 a 15/10/2005
 16/09/2005 a 30/09/2005
 01/09/2005 a 15/09/2005
 16/08/2005 a 31/08/2005
 01/08/2005 a 15/08/2005
 16/07/2005 a 31/07/2005
 01/07/2005 a 15/07/2005
 16/06/2005 a 30/06/2005
 01/06/2005 a 15/06/2005
 16/05/2005 a 31/05/2005
 01/05/2005 a 15/05/2005
 16/04/2005 a 30/04/2005
 01/04/2005 a 15/04/2005
 16/03/2005 a 31/03/2005
 01/03/2005 a 15/03/2005
 16/02/2005 a 28/02/2005
 01/02/2005 a 15/02/2005
 16/01/2005 a 31/01/2005
 01/01/2005 a 15/01/2005
 16/12/2004 a 31/12/2004
 01/12/2004 a 15/12/2004
 16/11/2004 a 30/11/2004
 01/11/2004 a 15/11/2004
 16/10/2004 a 31/10/2004
 01/10/2004 a 15/10/2004
 16/09/2004 a 30/09/2004
 01/09/2004 a 15/09/2004
 16/08/2004 a 31/08/2004
 01/08/2004 a 15/08/2004
 16/07/2004 a 31/07/2004
 01/07/2004 a 15/07/2004
 16/06/2004 a 30/06/2004
 01/06/2004 a 15/06/2004



OUTROS SITES
 Site do Vigilantes do Peso
 Ação pelo semelhante
 Nutrella
 MC DONALDS - Tabela Nutricional
 Site ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL
 Saudável.Info
 Vegê Gourmê - Blog da Chef Michele Maia
 Lu Francesa
 Selma Guerreira
 Meu Emagrecimento (Sara)
 Serei magra (Andreia)
 Renascer (Thuca)
 Valquíria
 Blog da Magui
 Neblina
 O sabor da vitória (Electra)
 Entretanto, eu (Jana)
 Diva esbelta e feliz (Diva)
 Miss Blueberry
 Vida boa é vida saudável (Cristy Costa)
 Diário light (Sylmara)
 Blog da Eloyza
 Veneno urgente (Flavia Rocha)
 Blog da Fafá
 Espelho light (Elaine)
 Blog da Cynthia (Londres)
 Agora eu emagreço (Aline) Brasília
 Never give up (Renata - Tita)
 Blog da Micha - RJ
 Homem também faz dieta (Carlos) RJ
 Jaqueline
 Mulher de Atitude - Cacau RJ
 Serei sereia (Fabi) RS
 A caminho da vitória (Elaine Regiane) SP
 Blog da Rogeria
 Blog da Georgia
 Escrevendo emagrecendo (Lisa)
 Diet Forever (Zá)
 Garotinha ruiva (o outro blog da Lu Russa)
 Dieta urgente (Luciana Alexandrino)
 Space Cris
 Tetê Sereiah
 Andréa Aoki
 Gordinha da Silva
 O sucesso da Lorena
 Renata sem firulas
 Valérie Roberto
 Arianna
 Clara - RJ
 Andréa Cordoniz
 Ana Carolina grávida
 Ana Carolina
 Miss Slim
 Drica (Paraty-RJ)
 Ada Sheila
 Anselmo
 Sueli
 Sol
 Kelly
 Jessica (Elite)
 Nilce
 Leila (Ninguém merece ser 3G)
 Fanta Diet
 Infobeso
 Cris Lopes
 Aline Tomaz (RJ)
 Roberta Alves
 Sue - gravidinha
 Cris fit
 Annie
 Novidades da Cris
 Leila Batista
 Clarita
 Rebecca sapeca
 Lua emagrecendo
 Brian
 Diario da bonita Andrea
 Marilia
 Marilia Vitória
 Aline Virtus
 Paula pra melhor
 Cristiane
 Teresinha
 Ana Cleide
 
 Marcia (Marquinhas)
 Pri 2
 Ludmila
 Lela
 Jana Carmen
 Pri emagrecendo...
 Luzluzinha
 Barbarella (Andrea Glauce)
 Raiane
 Luciana Kotaka
 Vanessa (Campinas)
 Patty emagrecendo de bem...
 Nanda (Idade da Pedra)
 Carlos Medeiros
 Lara
 Dani - Brasília
 Teresa Cristina
 Sisi
 Miriam - RJ
 Kaká
 Gabi e Ana Luiza
 Diário de Macherrie
 Catia
 Amanda Costa
 Rosimeyre
 Alice
 Walkiria
 Crizinha
 Char
 Lu Pinheiro
 Elisandra
 Lahys
 Cotidiano (Zany)
 Karen
 Kika
 Nicky
 O novo blog da Taty Carioca
 Isabela
 Lisandra
 Ju sem pressa
 VIGILANTES DA AUTO ESTIMA
 JT
 Barbarella
 Angelica Fernandes
 Claudia
 Lagarta de borboleta
 Alisson
 Nova Jacque
 Patty Roberta
 Michelle 2
 Elissandra
 Juliene
 Ana Paula
 Annie emagrecendo
 Lili Bolero
 Fernanda Betini
 Karina Torres
 Valqs
 Ana Telma
 Lilian Raquel (Lee)
 Cáritas
 Baxie
 Cacau II
 Renatita
 Nando Neri
 Isabelle
 Nanda
 Edite
 Way to go (Clara )
 Bartira
 BLOG COMER SEM CULPA
 Andreia Cantelli
 Lu Mme Light
 Magali
 Lu
 Aline RJ


VOTA??O
 D? uma nota para meu blog!