Conquista

UOL
   QUINTA-FEIRA, CHOVE PRA DEDÉU NO RJ

Saudade deste cantinho! Vim dar notícias. O início de semana foi muito bacana. Segunda, terça e quarta-feira foram dias bem agitados e muito legais. A viagem para o evento de ambiência do trabalho foi muito boa, bastante produtiva e me ajudou também a me integrar com a galera. Eu já vinha me adaptando bem, afinal não sou nada tímida e o pessoal é muito receptivo, mas esta oportunidade de estar com o grupo por 2 dias seguidos em uma situação especial, num lugar diferente foi excelente. Espiem só a beleza de vista que eu tinha da varanda do quarto onde fiquei!  Altamente inspiradora!

 Vista de frente

 Vista à esquerda

Além dos assuntos de trabalho e das dinâmicas de grupo, tivemos algumas brechinhas para um descanso e aproveitar o local. Numa delas, tirei esta foto na praia do hotel, abaixo:



Na noite de 2a feira nosso gerente nos presenteou com uma festa no hotel, com música ao vivo, parte da galera dançou bastante. Naquele dia eu estava exausta, então dancei só um pouquinho e fui dormir. Ainda tinha muito pela frente! Viemos embora no fim da tarde de terça-feira.

Ontem, quarta-feira, foi a nossa confraternização de fim de ano, que aconteceu num sítio bem legal, próprio para estes eventos. Passamos o dia todo lá, em clima de grande alegria e animação. Aí, não teve jeito, eu estava com todo o gás, dancei, pulei, cantei e me diverti tudo que tinha direito, cheguei em casa só o pó, claro. Mas feliz, muito feliz.

No quesito alimentação, não me dou nota 10, mas honestamente mereço um 6,5 a 7 e no contexto, está até muito boa. Não que eu tenha sido um poço de disciplina, nada disto, mas é que dei muita “sorte” pq o resort onde ficamos 2 dias era maravilhoso, mas teve como único ponto negativo justamente a comida, quem diria!  Tirando o café da manhã, que na minha avaliação era muito bom, no mais ela era tb farta e variada, mas ficou devendo em qualidade (sabor e capricho na confecção).  Isto acabou me ajudando, pois as saladas eram ótimas e os pratos quentes nem tanto, predominaram os frios com saladas no meu prato, mas as sobremesas eram boas e eu sempre me servia de 2 tipos, ô olho grande da gota serena hahaha. Porém, o que eu me movimentei subindo e descendo escada na segunda e terça-feira deve ter compensado um pouquinho, pelo menos...rs

E ontem na festa eu não fui tão disciplinada, mas também não exagerei tanto assim, saí da normalidade sim, mas eu não sou tão fanática assim por churrasco. E me orgulhei muito de compor meu prato com salada de folhas (com chicórea) e com brócolis, antes de colocar o resto e este resto não foi tanto, embora tivesse batata frita e farofa. Só que podia ter deixado de lado alguns salgadinhos que passavam o tempo todo, não comi dezenas não, mas teve hora que peguei no impulso, o garçon passando e eu dançando me aproximei, peguei e enfiei na boca, numa dessas acabei queimando a lingua (bem feito), quase precisei de um extintor na boca. haha

E o tanto que pulei e dancei há também que ser considerado pelo meu corpo né? Porque eu não sosseguei um instante, até durante o almoço eu me sacodi sentada, enquanto comia. E mal acabei de comer já levantei para dançar de novo, tanto que o meu gerente perguntou a uma colega, se referindo a mim: “O que é isso, ela não pára????” Não, eu não paro, quando estou feliz, num ambiente amistoso, alegre, com energia boa, música bacana, eu não paro não...rs  Fiz até bolha no pé, estou aqui cheia de bandaids, só no tornozelo esquerdo são 3 haha Hoje a galera mexeu comigo, me chamando de pé de valsa...rs  Mas estava todo mundo no bagaço...rs

Já estou no eixo, me replanejei direitinho para o resto da semana e todo o período até o Natal, para este eu vou procurar me organizar especificamente, também, sem hipocrisia, mas com bom senso.  É aquilo que a gente vive conversando, a vida toda vamos ter ocasiões festivas, todo tipo de evento e algumas vezes vamos nos sair muito bem, outras talvez nem tanto, o importante é aprendermos sempre com cada situação, entendermos o que podemos fazer para passar melhor por cada uma e sempre, sempre, sempre, entendermos que podemos nos reorganizar, acertar o passo e prosseguir. Vale para tudo na vida, não seria diferente neste campo.

É como eu faço. Eu sigo. Seguir me faz bem, me leva para a frente.
O que mais importa é que estou muito satisfeita e tranquila. Muito consciente, em paz comigo mesma e com o que (e os que) me cerca(m). A fase é tão boa que a TPM que tinha me tirado do eixo no outro mês desta vez foi amena, tanto que eu até pensei que fosse haver outro atraso, mas que nada, menstruei no dia certinho, tudo na boa, já até está indo embora, beleza pura.

Sinto uma serenidade gostosa, que tanto é causa como consequência. Investir nisto é legal. Procurar manter meu padrão de pensamento positivo e tentar não me amofinar com coisas e pessoas que não agregam nada, estar em sintonia com o que vale a pena. E, principalmente, com Deus. O resto? É resto.

Eu tentando tirar minha foto na varanda do quarto,
mas sou péssima com a câmera, nem sei como não deixei a testa de fora...rs

Desde ontem no fim da tarde chove pra dedéu nesta cidade, eita chatice! Deixa, né? As plantinhas precisam de água. Tomara que passe logo, quero um fim de semana ensolarado...


Tenham uma continuação de semana bem legal. Sei que estou em falta com um monte de gente, com as visitas atrasadas, mas eu vou me reorganizar nisto, agora o tempo ficou menorzinho de novo, mas eu chego aí, mesmo que demore um pouquinho. Vontade é o que não falta. Fiquem com Deus. E se desejarem e estiverem com tempo, leiam o texto que botei aí embaixo, são os 10 mandamentos para a serenidade, achei legal. Aplicar não é tão simples, sou tão cheia de defeitos, mas conhecer e tentar me adequar, é mais uma forma de tentar melhorar a mim mesma e de investir na serenidade tão boa de sentir. Beijos.

Os dez mandamentos da serenidade
1. Só por hoje, tratarei de viver exclusivamente este meu dia, sem querer resolver todos os meus problemas de uma só vez.
2. Só por hoje, terei o máximo cuidado com o meu modo de tratar os outros, sendo delicado em meu modos, não criticando/julgando ninguém, não tentando melhorar ou disciplinar ninguém senão a mim mesmo.
3. Só por hoje, me sentirei feliz com a certeza de ter sido criado para ser feliz, nao só no outro mundo como neste tambem.
4. Só por outro, me adaptarei aas circunstâncias sem pretender que as circunstâncias se adaptem aos meus desejos.
5. Só por hoje, dedicarei pelo menos 10 minutos de meu tempo a uma boa leitura, lembrando-me que assim como é preciso comer para sustentar o corpo, assim também a leitura é necessária para alimentar a vida de minha alma.
6. Só por hoje, praticarei uma boa ação sem contar para ninguém.
7. Só por hoje, se for ofendido em meus sentimentos procurarei que ninguém saiba.
8. Só por hoje, farei um programa bem completo do meu dia. Talvez não o execute perfeitamente mas, em todo caso, vou fazê-lo. E me guardarei bem das suas calamidades - a pressa e a indecisão.
9. Só por hoje, serei firme em minha fé de que a Divina Providência se ocupa de mim como se existisse somente eu no mundo, ainda que as circunstâncias manifestem ao contrário.
10. Só por hoje não terei medo de nada. Em particular, não terei medo de gozar do que é belo e não terei medo de crer na bondade.

1595
Maktub
    



 Escrito por Beth ?s 12h32
[] [envie esta mensagem]


 
   NOTÍCIAS DE DOMINGO


Domingão ensolarado, quente pra chuchu, do jeito que eu gosto. São 18:30 (hora inicial deste post), acabo de chegar da praia, que estava ótima apesar de o mar estar bem bravo, mas deu para dar um mergulhinho.  Estou fazendo hora p/ tomar um banhão gostoso, ficar mais à vontade ainda e arrumar a mala para o evento de 2 dias da empresa (segunda e terça). Vou levar pouca coisa, lá não vai sobrar muito tempo p/ lazer extra, pelo visto, mas as atividades que já fazem parte do programa (que é surpresa, a gente fica só imaginando e, provavelmente, errando feio...rs) vão exigir gás, pelo visto. Comprei até umas peças confortáveis, como 2 corsários de malha bem levinhas, para usar com tênis e camiseta, estava mesmo precisando para as caminhadas e aproveitei a ocasião. Apesar de ser uma região de praia e haver piscina etc., não creio que teremos tempo para isto, de todo jeito vou levar o biquini e a kanga, só por precaução. Melhor levar e não usar do que ter a oportunidade e ficar chupando o dedo.

Ontem (sábado) eu e o Vi passamos horas e horas andando na Saara, num calor tremendo, tinha gente demais, demais, demais! A gente andava dando passinhos de noivos, para sair do lugar era um sacrifício. Eu inventei a moda, claro e o maridinho, bonzinho que só ele, topou. Saindo de lá ainda entramos em mais 2 lojas e quando chegamos em casa, estávamos só o pó. Com suor. Imaginem o horror...rs  Agora, vejam só: eu e o Vi entramos na confeitaria Manon, no Centro (R. do Ouvidor) p/ fazermos um lanche. Ao terminarmos, a caminho da porta para sairmos, eu esbarrei (e nem percebi) com minhas sacolas numa mulher que estava em pé, em frente ao caixa. Eu não notei mesmo, portanto nem deve ter sido um esbarrão tão forte assim. A criatura falou: "Um elefante passou aqui e quase me atropelou".
  O Vicente ouviu, voltou-se, parou e fez cara feia p/ ela que, segundo ele, ficou super sem graça e quase se enfiou dentro da caixa registradora hahaha E eu? Bom, eu não vi a mulher, não senti que esbarrei nela e sequer ouvi o comentário, portanto, quando ele me contou já do lado de fora da confeitaria, só fiz rir. E ele P da vida, amaldiçoando a criatura e eu rindo. Confesso que tive curiosidade de ver quem era a linguarudinha, mas não ia perder meu tempo e nem me desgastar com uma besteira destas.

E aí, quem está aí me lendo, vai pensar assim: "A Beth é superior, é um espírito evoluído, um ser de muita luz e não se abala com estas coisas, que maravilha!!!"  Ledo engano, gente boa. Não é bem assim. Dependendo da hora, da circunstância, do meu humor e uma série de coisas, pode ser que eu realmente "cague e ande" para este tipo de coisa, mas pode ser também que eu faça das minhas, não evoluí tanto assim...rs  Acontece o seguinte: eu estava exausta e ainda ia caminhar um tantão, faltava comprar umas coisas que eu não queria deixar para depois. As compras eram muito importantes, eu e o Vi apadrinhamos anualmente um casal de crianças carentes e nesta época temos uma lista grandinha de coisas para compor kits de higiene, de roupa, escolar e brinquedo para os nossos afilhadinhos. Isto para mim, naquele momento, era muito mais significativo do que a falta de sensibilidade, educação e sei lá mais o que da estranha lá na confeitaria, entendem?

E mais: um ser que está de bem com a vida, que se ama, que se respeita, geralmente é um ser que ama e respeita ao próximo, ao menos procura não ferir o próximo gratuitamente. Portanto, aquela mulher, seja lá quem for, não parece ser alguém com estas características, ou seja, deve ser muito infeliz. Pelo menos, muito grossa e mal-educada ela é. Porque se estivesse simplesmente chateada por eu ter esbarrado e não ter me desculpado (por que não senti o esbarrão), ela teria feito qualquer outro comentário, mas ela fez questão de tentar atingir, ferir, cutucar.

O que eu estou querendo transmitir aqui? Que sejam todos bons e maravilhosos e jamais se liguem neste tipo de provocação? Não, embora isto seja realmente algo inteligente a fazer. Mas nem sempre eu faço, então não vou pregar aqui uma atitude que nem sempre é a minha. Mas, o que eu estou realmente alertando é que há gente com quem não precisamos e não devemos nos desgastar. Nossa auto-estima, nosso respeito por nós mesmos não pode e não vai ficar menor do que o que a própria pessoa tem por si mesma e pelos outros, mesmo que sejam estranhos. Não podemos deixar que coisas assim nos atinjam a ponto de nos sentirmos por baixo. Se para aquela criatura que nunca me viu mais gorda, nem mais magra, eu sou um elefante, o que é ela para mim? Um ser digno de pena.

Saí de lá numa boa, rindo muito com o Vicente, que até hoje rosna, literalmente, quando menciona o fato (isto porque eu hoje mexi com ele na praia, tocando no assunto). Então, comentei com ele o que eu teria feito, se tivesse escutado o comentário da mulher. Eu voltaria e, com este sorriso lindo que Deus me deu (modéstia à parte, perdoem...rs) e com uma carga de cinismo que Deus nem gosta que eu aplique mas, é fato, eu tenho sim, eu diria algo mais ou menos assim: "Ô Miss Brasil, desculpe-me, eu não percebi que quase atropelei uma pessoa tão bonita, tão elegante, tão fina! Desculpe e Feliz Natal, não esquece de pedir ao Papai Noel que lhe traga de presente um espelho bem grande, para você se olhar direitinho, porque está precisando, viu? E também uma boa dose de educação, claro, pois pelo visto vc tb está carente disto."


Mas eu garanto, ia falar e sair de lá do mesmo jeito, tranquilona, só estaria revidando por sapequice. Ontem, seria assim. Outro dia qualquer, se eu estivesse na TPM ou menos espirituosa, aí nem sei, mas barraco mesmo não rolava não, só mesmo um deboche básico. Mas, uma coisa é certa: não iria de jeito nenhum sair dali me sentindo um elefante. Por isso estou dando este toque aqui, porque sei que muita gente iria ficar bem abalada, e não tem nada a ver. Se for responder, se achar que vale a pena, que seja na farra e nÃo para a história virar um bafafá e, muito menos, para dar pinta de que se sentiu realmente afetada com o que a criatura infeliz falou, tá?

Bom, eu tive 140kg no passado, vocês sabem. E não foi simples, com o passar dos tempos e os kg aumentando até chegar àquele peso, eu ver;ouvir os olhares e os comentários mudando para pior, gradativamente. Cresci e fui adolescente ouvindo, cantadas etc. e depois passei a ser olhada por várias pessoas como "a coitadinha que está ficando cada dia mais gorda" e depois como se tivesse virado uma aberração, realmente estranhava muito e tinha que superar isto de um jeito que não me tirasse o meu amor por mim mesma. Ou seja, não me cuidava como quem se ama, admito, mas não era por não gostar de mim, eu não estava era me dando o que eu merecia.

Mas muitas vezes eu soltei minhas farpas ao notar ou ouvir/ver certas coisas, outras eu ignorei, mas sem deixar que nada daquilo me tirasse a alegria, o sorriso verdadeiro e a vontade  deixei que nada daquilo me tirasse a alegria, o sorriso verdadeiro e a vontade de viver,  de ser feliz, tanto que continuei fazendo tudo, como sempre conto aqui e quem me conhece daquela época (muita gente, claro) sabe. Festas, praia e tudo mais. Não é justo que outras pessoas nos tirem estas coisas, não é justo deixar que a falta de sensibilidade, educação etc. dos outros faça qualquer um se esconder, combinado?

Bom, deixem-me ir tomar banho e tratar da vida. Sei que estou atrasadíssima com as visitas, mas não é descaso, AMO vocês e vou me ajustar, é que estou em fase inicial no trabalho, lá eu tenho Internet mas é claro que não vou acessar blog, nem há tempo, nem é adequado e em casa, eu preciso me reorganizar. Vou arrumar minha mala (marido aqui cutucando, lembrando que estou atrasada), se der eu ainda volto hoje para fazer umas visitinhas. Beijos carinhosos, ótima semana para todos, caprichem aí, ta?
Lembrete: Quem estiver meio lesco-lesco no processo, nada de chutar o balde e nada de deixar para o ano que vem, ainda temos dias e dias pela frente em 2007, cada dia que a gente caprichar ainda este ano pode ser o diferencial a nosso favor ok?  Tchauzinho!


AMOR, RESPEITO, CARINHO AO PRÓXIMO. ISTO É DO BEM!



 Escrito por Beth ?s 18h25
[] [envie esta mensagem]


 
  

 Demorei, mas conseguir vir dar notícias,s de meio de semana são ótimas, graças a Deus, tudo corre muito bem. Estou muito bem disposta, apesar de ainda lutar  muito c/ o sono,  tem sido dureza largar meu travesseiro qdo o despertador toca, mas aos poucos vou entrando no ritmo.

Conforme havia me proposto, estou na linha. Totalmente consciente e determinada a fazer uma semana bem bacana, na 2a feira logo que acordei e fiz minhas orações levantei, escolhi a roupa que usaria p/ trabalhar, tomei meu banho e, sempre concentrada, planejei mentalmente meu cardápio do dia. Ao me vestir, fiquei aliviada ao ver que a calça escolhida, comprada há alguns meses e que usei umas 4 ou 5 vezes, entrou e fechou normalmente. Ufa! Sinceramente, deu um medinho sim, achei que a danada ia me atirar na cara os abusos dos 3 dias anteriores, mas não foi o caso. Insegurança desagradável, resultante justamente do mau comportamento, quem não deve, não teme né? haha

Naquele momento, fortaleci meu compromisso comigo mesma de caprichar e parar de me conceder muitas licenças p/ deslizar. Até pq os abusos não me trouxeram tanta satisfação assim, o desconforto físico e mental foi maior do que o prazer.  Então, como não sou minha inimiga e sim minha melhor amiga, claro que decidi ficar mais atenta e me proporcionar bem-estar real e não mal-estar. 

E este é um ponto que quero destacar: muita gente, inclusive eu em outras épocas, ao constatar que os desmandos ainda não causaram um estrago maior, suspira aliviada, mas em vez de aproveitar que a conta dos abusos ainda não chegou p/ se ajustarem e garantirem um saldo melhorzinho no final de um certo período, fazem justamente o contrário. Entram numa de 'Ah, a calça ainda cabe e fecha bem, está tudo legal, então eu ainda posso continuar fazendo besteira'.

Quem jamais pensou assim, levanta o dedo! (mas tem que ser sincero hem?) Eu já pensei assim muitas vezes no passado e, depois que comecei a me reeducar, passei a mudar isto. Mas, mesmo depois de tanta coisa aprendida, já me flagrei repetindo este pensamento torto e gordo, embora menos vezes do que antes. Caraca, não tem o menor sentido! É preciso a gente ficar atenta p/ não incorrer neste erro que só faz com que aquilo que não queremos que aconteça e que AINDA não ocorreu seja, muito em breve, uma realidade.

Aí, vai se descabelar, vai se sentir o cocô do cavalo do bandido daquele filme que nem foi exibido, e por que? Porque qdo ainda podia ter segurado as pontas, aproveitou que o estrago AINDA não era muito grande e foi testando, talvez p/ ver até onde a coisa se agüentava. E, gente boa, uma coisa eu garanto, porque senti na pele com a recuperação de uma parte do peso: a coisa se agüenta muito pouco, se a gente não assume e mantêm o comando. Nada de dar mole. A conta sempre chega.

É que nem cartão de crédito, a gente vai usando, nada de pegar dinheiro na carteira, não sente o gasto ainda, parece que a via é de mão única, né? Mas, salvo alguma circunstância muito especial e praticamente impossível, a conta vai chegar sim e, conforme o nosso comando (ou desmando), qdo ela chegar vamos rebolar, dançar no sapatinho, dar nó em pingo d'água p/ pagar, seja como for. Gostei de me perceber realmente com o pensamento mais adequado, querendo aproveitar o fato de a calça estar normalzinha, para querer que ela continue assim. E isto depende de mim, não adianta querer contar com a boa vontade da roupa...rs

Na 3ª feira tb me comportei direitinho, sempre muito atenta, estou satisfeita comigo mesma. Ah, lembram daquele terninho azul que eu experimentei há algum tempo e achei mais justinho? Pois está ótimo, trabalhei nesta 3a com o irmão dele (de outra cor), mas o provei tb, realmente o inchaço decorrente daquele super atraso na menstruação no mês passado tinha inluenciado, agora ele está normal. E nesta 4 ª feira tb correu tudo bem e mesmo um lanche que fiz no início da noite no shopping, quando fui ao podólogo, estava previsto. Hoje, 5a feira, tive que trocar o almoço por um lanche rápido, por conta de outros compromissos, corri muito para dar conta, mas tb não prejudiquei nada, estu realmente no controle.

E o que tenho feito p/ me manter assim, bonitinha, na linha? As coisas que aprendi no VP, que aprendi com a própria estrada, que aprendi praticando, observando, trocando idéias, obtendo orientação especializada, enfim, o que a vivência deste processo me trouxe e, aplicando, deu certo sempre, portanto há de dar novamente. Coisas que SEI e GOSTO de fazer, não faço muitas vezes por sem-vergonhice, aquela coisa de achar que na hora H tudo dá certo, vai nessa...

Regularidade: comendo de forma adequada, em intervalos regulares, evitando espaço muito grande entre uma refeição e outra, para garantir um funcionamento tb regular do meu corpo e evitando fome excessiva na hora da refeição. Tenho levado meu lanche diariamente para a empresa, saio na hora certa p/ o almoço, em casa tb estou atenta p/ não falhar nisto.

Olho vivo no tamanho das porções: se a gente vacila, quebra a cara, pq com o tempo, vai aumentando "sem querer/sem sentir" o tamanho da xícara, o conteúdo das colheres, a grossura da fatia do queijo, aquela maçã de repente vira uma maçãzona (que a gente chama de maçãzinha, claro) etc., é impressionante como a gente se distrai, né? Então, olhos bem abertos, estou espertinha. Outro dia vi que meu pedaço de queijo estava bem grandinho p/ ser considerado 1 porção apenas e anotei/contei 2 porções, ser desonesta nesta avaliação é jogar contra mim mesma.

Quantidade de comida: geralmente não é meu problema, exceto em ocasiões especiais (beliscando). Nas refeições regulares, eu costumo me servir de quantidades adequadas, geralmente. Mas, tb para não me distrair e, de repente, botar mais coisas do que preciso no prato, estou atenta. Há quem pense que só porque certos alimentos são pouco ou nada calóricos, ou os famosos Zero Ponto no VP, pode encher o prato, comer até estourar aqueles itens. Nada a ver. Reeducação envolve aprender que seja qual for o tipo de comida, não é preciso comer até estufar.

Anotações: continuo anotando o que como, embora não esteja conseguindo atualizar o outro blog, o do cardápio. Eu realmente gostaria, mas não posso priorizá-lo. O importante é que eu anoto, conto meus pontos, procuro avaliar direitinho tudo, mesmo que de uma forma menos organizada.

Variedade, criatividade, prazer, beleza do prato: procuro montar meus pratos de um jeito que me dê um grande prazer sentar e comer. A combinação dos alimentos, de forma que fique colorido, com cara de "me come", mas sem estar carregado de itens calóricos demais. E variando os itens p/a não enjoar de nada e ter sempre a sensação de uma novidade. Mesmo que coma alface hoje e amanhã também, a forma como eu coloco no prato muda, um dia é com beterraba e palmito, no outro será com cenoura e pepino, um dia será com carne, no outro com peixe, no outro com um quiche, ou frango... Isto vale tb p/ os lanches.

Água e chás: sempre bebi muita água, eu adoro e não é problema nenhum para mim. Gosto de variar os chás, comigo não tem esta de ter que tomar o chá Y todos os dias, na quantidade X, só se fosse prescrição médica e olhe lá! Mas gosto de tomar sim, preparo com a própria erva (não curto os de saquinho) e esta semana ainda não tinha tomado durante o dia, pq ainda estava vendo de que forma ia fazer p/ levar p/ o trabalho. Vou me organizar para semana que vem isto ficar viável.

É isto e mais um pouco, o fato é que vou seguindo direitinho, a concentração está bacana.

Mas, semana que vem, terei chumbo grosso de novo e a concentração especial já está voltada para 3 dias inteirinhos de eventos do meu trabalho, vou passar 2 dias internada num resort num lugar de praia simplesmente lindo, para atividades de ambiência. E na 4a feira, teremos a nossa confraternização de fim de ano, num lugar especial, um sítio, com churrasco etc. rolando o dia todo. Na 5a feira que vem, muito provavelmente, um Happy Hour especial com a turma de pós-graduação do meu marido, ele quer que eu vá junto e é claro que eu vou. Se estou com medo? Sinceramente, não. Primeiro dei uma amarelada, pensei " vou me f...." Mas, depois, lembrei que posso perfeitamente passar por isto tudo tendo controle, sem me privar de nada, mas sem precisar parecer uma desesperada que chegou do naufrágio, ou uma pobre-coitada que nunca viu fartura na vida, graças a Deus não é assim. Como me comportarei, exatamente, não sei, mas estou me planejando para dar o melhor possível. Mas isto é semana que vem. Esta ainda não acabou, vamos em frente.
Beijocas.
 



 Escrito por Beth ?s 16h21
[] [envie esta mensagem]


 
   FALANDO SOBRE O 30º ENCONTRO ETC.

Será um longo post. Nenhuma novidade, pois escrevo muito, mesmo. Este será um pouco maior, peço desculpas mas eu queria expressar o que andei pensando, agradeço a paciência de quem decidir ler tudo. E compreendo totalmente se alguém não tiver tempo ou saco. Faz parte, né? rs

Ontem (sábado, 01/12) tivemos o 30º Encontro da Blogosfera Light do RJ, o último de 2007. E foi, de novo, maravilhoso. Eu participei dos 30 encontros, sem faltar a nenhum. Estava no primeiro, estive no último e Deus há de permitir que esteja em todos os próximos. A importância deste blog e da companhia de vocês no meu processo é inegável. Qdo eu o criei, já havia emagrecido muitos kg, mas sem esta parceria que temos, como teria sido p/ enfrentar tantas coisas que vieram depois, como o platô de meses e meses, as dificuldades do finzinho da estrada e tanto mais e, com tudo isto, vencer a parada? Não seria igual. Juntos somos mais fortes, unidos conseguimos mais, compartilhando positividade e experiências aprendemos mais, crescemos por dentro.

Foto do grupo, mas nela faltam a Nina e a Lucilia, que precisaram sair antes!

Desta vez eu e meu marido fomos os anfitriões e o encontro bombou. Faltaram algumas pessoas, é mesmo difícil conciliar a disponibilidade de todos numa mesma data, mas a gente sempre sente a ausência de quem não consegue participar. Felizmente, fazemos encontros sempre e, numa próxima vez, os que não foram neste poderão aparecer, é assim mesmo.

Raquel e Lucilia

Tivemos 2 estréias super legais, as guerreiras Raquel Messou e Nina! Estavam lá, também: Cacau, Isabelle, Marsele e Vinícius,  Marília e Marcelo, Valéria e Felipe, Aline, Cacau, Lucilia, Teresa Cristina com o filhote lindo, Jaqueline com seu namoradão Vicente, Claudinha com o André e os filhos Laís e Felipe, Regina, Lu Cordeiro e sua mãe Adélia (tb uma vigilante enxuta), Déia (com o filhão Bruno), Janaína “Carmem”(com o Rick, que está na França, participando via Skype), Janice (com o maridão e os filhotes Allan e Matheus) e Karina com o marido Ricardo e o baby lindo Luisinho.

Janice (com os filhos Matheus e Allan) e Karina

Além do Momento Light, sempre comovente e agregador, tivemos a brincadeira do Amigo Oculto, que foi bem divertida. Os homens também entraram na brincadeira, trocando lembrancinhas entre si e até o  Ricardo (marido da Jana), que está na França, participou via Skype, sendo abraçado pelo Marcelo (Marília) após a troca de presentes...rs

O casal Jana e Ricardo, no encontro!

Bendita tecnologia, que propiciou esta aproximação entre nós, da blogosfera e permitiu que nosso amigo pudesse estar conosco ontem! Valeu mesmo, foi tudo muito  bom, fechamos com chave de ouro e em janeiro, se Deus quiser, estaremos de novo nos encontrando, celebrando a união, o carinho verdadeiro que sentimos uns pelos outros, a torcida sincera para que todos avancem, sejam felizes, conquistem seus objetivos. 

Parte do grupo, no comecinho do encontro.


Vinicius (Marsele) e Vicente (meu marido)

E pensar que há quem duvide que isto existe! É uma pena, pois enquanto perdem tempo questionando a existência de amizade, solidariedade, carinho etc., deixam de experimentar isto e se beneficiarem, tanto no sentir e transmitir, como no receber. Não é o nosso caso, graças a Deus!
 
Déia e Marsele  


 Marilia, Jana, Marsele, eu e Isabelle (atrás)

Bom, este final de semana para mim foi pesado em termos de RA. Eu contrariei tudo que sei, que consigo praticar, desde que me proponha mesmo a aplicar. Não me propus, né? Pois é... Ainda na 6ª feira, participei pela 1ª vez da festinha de aniversariantes do mês promovida pela nossa gerência, no trabalho. Eu imaginava que seria boa e farta, mas não esperava aquele exagero todo de comida, uma verdadeira orgia gastronômica, com uma variedade imensa de salgados e doces, em quantidade elevada, acompanhada de vários sucos, mate, refris normais e lights, sem contar um bolo de aniversário grande e lindo e, ainda, uma cheesecake diet excelente, para os que não podem ou não devem consumir açúcar.

Não provei de tudo, seria um absurdo, mas claro que saí da linha, belisquei salgadinho aqui e ali, repeti mais unzinho deste e daquele, não vou posar de santinha. Eu disse que seria diferente, mas não me comprometi com o que eu tinha dito, esta é a verdade. Eu estava feliz e à vontade, inclusive pq antes de ser cantado o Parabéns houve a apresentação dos novos funcionários que entraram em novembro e foi legal a acolhida. Mas eu podia ter ficado menos à vontade diante das gostosuras, né?

Abusei, mas não sucumbi geral, calma aí! De repente, resolvi dar um BASTA e dei. Ao saber que a saída estava liberada mesmo antes da hora normal de encerramento do expediente, tratei de me mandar. Privilegiei a satisfação de chegar em casa mais cedo, à satisfação de comer até estourar. Abusei, porém menos do que poderia ter sido se a mente gorda vigorasse. Ela não foi totalmente abafada, até falou alto, mas eu a calei, qdo vi que ela já estava querendo gritar, ora bolas! Ainda bem! Até porque sabia que o final de semana já prometia, havia o encontro de sábado e uma festa no domingo!

Domingo, outra prova de fogo: a celebração dos 2 aninhos da filha de uma queridíssima amiga e eu já tinha prometido que iria, gosto muito dela, fiquei honrada com o convite e não deixaria de prestigiar. A festa aconteceu numa casa de festas infantis bem legal, super bonita e bem estruturada e estava tudo muito lindo. Lindo e gostoso, valha-me Deus! Acordei tarde, demorei muito a sair da cama e já era quase meio-dia qdo tomei meu banho e fui tomar o café da manhã. Mas a festa estava marcada para meio-dia! Então eu nem fiz meu desjejum direito, pois já sabia que ia comer lá, imaginei que haveria um almoço. Comi umas torradinhas c/ cream-cheese light e pronto.

Um erro. A preparação para evitar jacas é, justamente, alimentar-se direito em casa, para não chegar na festa com o pensamento de que tem que comer tudo que for oferecido, repetidamente etc. Chegar na festa satisfeito e, então, saborear algumas coisas, na medida. E eu fiz o contrário, claro. Totalmente convicta de que estava procedendo do jeito torto. Uma escolha, né? Torta, mas a minha escolha. E enquanto curtíamos a festa super agradável e batíamos papo com os amigos, íamos saboreando os salgadinhos quentinhos que eram trazidos pelos garçons. Comi um de cada, dos que eu gosto, pois sempre tem alguns com milho etc. que não como mesmo. Até dispensei um ou outro tipo, mas foi minoria. Não exagerei tanto, mas se eu tivesse comido direito antes de sair de casa, teria me comportado ainda melhor.

Depois, foi servido um almoço e eu não tinha fome alguma para almoçar. E não é que eu comi? Pouco, mas comi. E fiquei muito, mas muito chateada comigo, embora não tenha comentado nem com o Vi. Porque uma coisa era petiscar os salgadinhos, mas almoçar foi demais, no meu contexto, naquela hora, naquela situação. Eu fiz feio, para mim mesma.

Não vou negar que foi uma das poucas vezes na vida, desde que comecei este processo, que senti culpa. Sim, a culpa que eu sempre propago que não costumo sentir (e é verdade), e que vivo dizendo que não é boa conselheira e sempre recomendo a todos que não sintam, eu senti hoje. E foi ruim, não gosto de sentir isto não, eu hem... Graças a Deus o bolo tinha chocolate, que detesto, então não o comi. Mas comi 4 docinhos. Tudo bem. Por volta das 16h voltamos para casa e agora, às 20:49, eu ainda me sinto empanturrada. Não é um empanturramento de hoje, é o acúmulo dos excessos de hoje, de ontem, de anteontem.

E aí, agora há pouco, quietinha no meu canto, enquanto baixava as fotos do encontro de ontem e avaliava como fiquei mal em várias delas, ao invés de deixar que esta culpa me aconselhasse mal, me influenciasse negativamente, me concentrei, refleti e lembrei que durante todo meu processo sempre tive muitos festejos, sempre tive oportunidades de estar em ambientes com grande fartura de gostosuras e, mesmo dando uns tropecinhos aqui e ali, meu comportamento no geral era bom, predominando uma atitude mais coerente com o que eu quero para mim.

Hoje, dia 2 de dezembro, eu completo 1 ano que recebi o Certificado de Peso Ideal no VP, o símbolo da minha chegada à meta, depois de mais de 3 anos de um processo que tanto bem me trouxe. Sei como foi que cheguei a isto e sei que esta conquista não dependeu de eu me privar de nada, exceto dos abusos que antes me faziam mal e me levaram a 140kg. Mas hoje, eu não estou mais no peso meta, eu aumentei 20% do total eliminado e se não tivesse me desconcentrado e permitido muitos deslizes, já teria revertido totalmente isto.

Ok, os 80% do que mandei embora não voltaram, nem voltarão, mas não me acomodarei, aliás eu nem me acomodei, eu errei, errei muito, mas jamais chutei o balde e jamais joguei a toalha. Lutei bem em muitos momentos e lutei mal, muitas vezes. Em outras, até lutei direitinho, mas aí tinha adversários mais complexos, isto acontece.

Este ano foi desafiador, principalmente para as minhas emoções, isto eu sei e procuro compreender que nao sou imune a nada. Mas, qual o ano que não nos desafia? Quando podemos dizer que tivemos um ano totalmente equilibrado em todos os segmentos da vida, que nada nos foi exigido a mais, mesmo quando tudo foi lindo e maravilhoso? Por que a gente não falha só porque algo foi mal, a gente falha até no jeito como celebra as coisas boas, então, eu estou aqui me dando uma chacoalhada, sim!

Eu conquistei minha meta há 1 ano atrás, depois de passar por mais de 3 anos com todo tipo de situação, boa e ruim! Tive motivos para chorar, para me preocupar, também! E tive muita festa, muita alegria, comemorei tantas coisas, com e sem comida! Por que, agora, eu iria usar este tipo de coisa como desculpa? Qual é! Sei onde eu mais errei e foi na regularidade, ela faltou. E agora, a desconcentração destes 3 dias me incomodou. Não gosto dela, não me faz bem, não me satisfaz. Esta sensação de estômago cheio, de embrulho com sabores variados, a flatulência, a careta que eu faço de vez em quando por me sentir estufada, é algo que não quero mais para mim, não faz mais parte da minha rotina, como era antes e não vou trazer isto de volta. Entendo que me excedi, que me deixei levar.

Mas, como foi dito ontem diversas vezes e por diversas pessoas no Momento Light, não é uma ocasião, mesmo regada a jacas, que nos faz derrocar e sim a continuação de uma prática ruim. É a repetição do mau comportamento que nos atrapalha. Sei disto. O que me incomoda é ter repetido 3 dias seguidos. Mas sei que só uma pessoa pode ajeitar isto e sou eu mesma. Sei como fazer, mas saber sem aplicar não tem graça, nem eficácia. Vou me concentrar.

Mesmo assim, hoje eu celebro sim, senhoras e senhores, o fato de não ter me largado de vez, mesmo em situações bem anômalas e difíceis de lidar, como as que tive nos ultimos tempos e, de repente, não consegui tratar do melhor jeito. Celebro o fato de hoje não me sentir incompetente, nem fracassada por ter deixado uma parte do peso retornar ao meu corpo. Celebro por ter consciência de tudo que sei e posso fazer para ajustar isto. Hoje não estou no meu peso ideal, mas estou longe daquilo que cheguei a ter e para onde jamais voltarei. Celebro o fato de ter ingressado nesta estrada em março de 2003 e hoje, 2 de dezembro de 2007, estar mais do que convicta de que valeu a pena mudar tanto e valerá ainda mais me manter firme, acertar meu passo e continuar investindo no amor, no respeito, na consideração, no bom trato a alguém muto especial para mim: eu.

Podem ter certeza de que terei uma semana muito legal, muito regrada e não só na alimentação, mas na retomada gradual e segura da atividade física e, principalmente, na concentração que envolve, antes de tudo, o fortalecimento do meu querer e na preparação para enfrentar com naturalidade e um comportamento mais adequado tudo que ainda há de vir e que não é novidade. Festas etc. existem desde sempre, quando eu nasci já existiam, né? Rs  Beijos carinhosos, vamos em frente, tenham todos uma semana linda!

Eu e meu amor, como sempre fazendo graça



 Escrito por Beth ?s 21h11
[] [envie esta mensagem]


 
  [ ver mensagens anteriores ]  
 
 



Meu perfil
BRASIL, Sudeste, RIO DE JANEIRO, Mulher, de 46 a 55 anos, Portuguese, English, Arte e cultura, Livros, Praia, Dançar, Curtir a vida
MSN -



EU ERA ASSIM  

ESTOU ASSIM Meu nome ? Elizabeth, sou conhecida como Beth
Analista de Sistemas, especialista em Metodologia, Processos e Qualidade em TI, Ger?ncia de Projetos,An?lise de Neg?cios, Auditora ISO, sou leonina do dia 10/08, carioca da gema, moro na minha na cidade maravilhosa (RJ), adoro fazer amizades, sonhar, ler, escrever, sou casada c/ Vicente - meu grande amor, m?e do Alexandre, um filh?o maravilhoso, que ? universit?rio e "boadastra" da Mimi, minha enteadinha adolescente linda a quem chamo aqui de filhotinha.

Meu e-mail: beth.ebprs@gmail.com
Meu MSN: ebprs@hotmail.com



Objetivo deste Blog: Compartilhar meu processo de reeducação alimentar e mudança de hábitos que resultou no meu emagrecimento, me tirou da obesidade mórbida e me ensinou e ensina tanto!



Meu processo: Fui beb? 'cheinho',crian?a de peso normal, na adolesc?ncia tinha ?timo corpo. No in?cio da fase adulta comecei a engordar c/facilidade em fun??o de uma mudan?a p/ pior dos h?bitos alimentares e tb devido a dificuldade que tive em enfrentar alguns problemas pessoais, decep??es e m?goas que se transformaram em Kg a mais (eu as COMI). Durante anos optei por m?todos indevidos, tomei rem?dios, f?rmulas, inje??es, fiz dietas mirabolantes e isto tudo me ajudou a virar uma sanfona que cada vez abria mais e fechava menos. Cheguei ao auge da obesidade c/ 140 kg e dei o basta. Primeiro, fiz um pequeno controle que me ajudou a emagrecer quase 5 kg. Depois, entrei para o Vigilantes do Peso, onde emagreci 53kg c/equil?brio, seguran?a e muita alegria. Aprendi muito, o caminho foi t?o importante quanto os resultados. Eliminei 53 kg com o método do Vigilantes do Peso e atividade física. Aumentei depois alguns kg e agora prossigo, para reconquistar a minha meta e mantê-la para sempre.

Cr?ditos Imagens: Google
Comunidade no Orkut!


Comunidade Orkut: Eu sou f? da Beth - A Conquista! criado com carinho pela amiga Lili (obrigada, lindinha!)
http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=2052374


 
Clique AQUI e veja
o que eu como!




HIST?RICO
 01/01/2011 a 15/01/2011
 16/12/2010 a 31/12/2010
 01/12/2010 a 15/12/2010
 16/11/2010 a 30/11/2010
 01/11/2010 a 15/11/2010
 16/10/2010 a 31/10/2010
 01/10/2010 a 15/10/2010
 16/09/2010 a 30/09/2010
 01/09/2010 a 15/09/2010
 16/08/2010 a 31/08/2010
 01/08/2010 a 15/08/2010
 16/07/2010 a 31/07/2010
 01/07/2010 a 15/07/2010
 16/06/2010 a 30/06/2010
 01/06/2010 a 15/06/2010
 16/05/2010 a 31/05/2010
 01/05/2010 a 15/05/2010
 16/04/2010 a 30/04/2010
 01/04/2010 a 15/04/2010
 16/03/2010 a 31/03/2010
 01/03/2010 a 15/03/2010
 16/02/2010 a 28/02/2010
 01/02/2010 a 15/02/2010
 16/01/2010 a 31/01/2010
 01/01/2010 a 15/01/2010
 16/12/2009 a 31/12/2009
 01/12/2009 a 15/12/2009
 16/11/2009 a 30/11/2009
 01/11/2009 a 15/11/2009
 16/10/2009 a 31/10/2009
 01/10/2009 a 15/10/2009
 16/09/2009 a 30/09/2009
 01/09/2009 a 15/09/2009
 16/08/2009 a 31/08/2009
 01/08/2009 a 15/08/2009
 16/07/2009 a 31/07/2009
 01/07/2009 a 15/07/2009
 16/06/2009 a 30/06/2009
 01/06/2009 a 15/06/2009
 16/05/2009 a 31/05/2009
 01/05/2009 a 15/05/2009
 16/04/2009 a 30/04/2009
 01/04/2009 a 15/04/2009
 16/03/2009 a 31/03/2009
 01/03/2009 a 15/03/2009
 16/02/2009 a 28/02/2009
 01/02/2009 a 15/02/2009
 16/01/2009 a 31/01/2009
 01/01/2009 a 15/01/2009
 16/12/2008 a 31/12/2008
 01/12/2008 a 15/12/2008
 16/11/2008 a 30/11/2008
 01/11/2008 a 15/11/2008
 16/10/2008 a 31/10/2008
 01/10/2008 a 15/10/2008
 16/09/2008 a 30/09/2008
 01/09/2008 a 15/09/2008
 16/08/2008 a 31/08/2008
 01/08/2008 a 15/08/2008
 16/07/2008 a 31/07/2008
 01/07/2008 a 15/07/2008
 16/06/2008 a 30/06/2008
 01/06/2008 a 15/06/2008
 16/05/2008 a 31/05/2008
 01/05/2008 a 15/05/2008
 16/04/2008 a 30/04/2008
 01/04/2008 a 15/04/2008
 16/03/2008 a 31/03/2008
 01/03/2008 a 15/03/2008
 16/02/2008 a 29/02/2008
 01/02/2008 a 15/02/2008
 16/01/2008 a 31/01/2008
 01/01/2008 a 15/01/2008
 16/12/2007 a 31/12/2007
 01/12/2007 a 15/12/2007
 16/11/2007 a 30/11/2007
 01/11/2007 a 15/11/2007
 16/10/2007 a 31/10/2007
 01/10/2007 a 15/10/2007
 16/09/2007 a 30/09/2007
 01/09/2007 a 15/09/2007
 16/08/2007 a 31/08/2007
 01/08/2007 a 15/08/2007
 16/07/2007 a 31/07/2007
 01/07/2007 a 15/07/2007
 16/06/2007 a 30/06/2007
 01/06/2007 a 15/06/2007
 16/05/2007 a 31/05/2007
 01/05/2007 a 15/05/2007
 16/04/2007 a 30/04/2007
 01/04/2007 a 15/04/2007
 16/03/2007 a 31/03/2007
 01/03/2007 a 15/03/2007
 16/02/2007 a 28/02/2007
 01/02/2007 a 15/02/2007
 16/01/2007 a 31/01/2007
 01/01/2007 a 15/01/2007
 16/12/2006 a 31/12/2006
 01/12/2006 a 15/12/2006
 16/11/2006 a 30/11/2006
 01/11/2006 a 15/11/2006
 16/10/2006 a 31/10/2006
 01/10/2006 a 15/10/2006
 16/09/2006 a 30/09/2006
 01/09/2006 a 15/09/2006
 16/08/2006 a 31/08/2006
 01/08/2006 a 15/08/2006
 16/07/2006 a 31/07/2006
 01/07/2006 a 15/07/2006
 16/06/2006 a 30/06/2006
 01/06/2006 a 15/06/2006
 16/05/2006 a 31/05/2006
 01/05/2006 a 15/05/2006
 16/04/2006 a 30/04/2006
 01/04/2006 a 15/04/2006
 16/03/2006 a 31/03/2006
 01/03/2006 a 15/03/2006
 16/02/2006 a 28/02/2006
 01/02/2006 a 15/02/2006
 16/01/2006 a 31/01/2006
 01/01/2006 a 15/01/2006
 16/12/2005 a 31/12/2005
 01/12/2005 a 15/12/2005
 16/11/2005 a 30/11/2005
 01/11/2005 a 15/11/2005
 16/10/2005 a 31/10/2005
 01/10/2005 a 15/10/2005
 16/09/2005 a 30/09/2005
 01/09/2005 a 15/09/2005
 16/08/2005 a 31/08/2005
 01/08/2005 a 15/08/2005
 16/07/2005 a 31/07/2005
 01/07/2005 a 15/07/2005
 16/06/2005 a 30/06/2005
 01/06/2005 a 15/06/2005
 16/05/2005 a 31/05/2005
 01/05/2005 a 15/05/2005
 16/04/2005 a 30/04/2005
 01/04/2005 a 15/04/2005
 16/03/2005 a 31/03/2005
 01/03/2005 a 15/03/2005
 16/02/2005 a 28/02/2005
 01/02/2005 a 15/02/2005
 16/01/2005 a 31/01/2005
 01/01/2005 a 15/01/2005
 16/12/2004 a 31/12/2004
 01/12/2004 a 15/12/2004
 16/11/2004 a 30/11/2004
 01/11/2004 a 15/11/2004
 16/10/2004 a 31/10/2004
 01/10/2004 a 15/10/2004
 16/09/2004 a 30/09/2004
 01/09/2004 a 15/09/2004
 16/08/2004 a 31/08/2004
 01/08/2004 a 15/08/2004
 16/07/2004 a 31/07/2004
 01/07/2004 a 15/07/2004
 16/06/2004 a 30/06/2004
 01/06/2004 a 15/06/2004



OUTROS SITES
 Site do Vigilantes do Peso
 Ação pelo semelhante
 Nutrella
 MC DONALDS - Tabela Nutricional
 Site ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL
 Saudável.Info
 Vegê Gourmê - Blog da Chef Michele Maia
 Lu Francesa
 Selma Guerreira
 Meu Emagrecimento (Sara)
 Serei magra (Andreia)
 Renascer (Thuca)
 Valquíria
 Blog da Magui
 Neblina
 O sabor da vitória (Electra)
 Entretanto, eu (Jana)
 Diva esbelta e feliz (Diva)
 Miss Blueberry
 Vida boa é vida saudável (Cristy Costa)
 Diário light (Sylmara)
 Blog da Eloyza
 Veneno urgente (Flavia Rocha)
 Blog da Fafá
 Espelho light (Elaine)
 Blog da Cynthia (Londres)
 Agora eu emagreço (Aline) Brasília
 Never give up (Renata - Tita)
 Blog da Micha - RJ
 Homem também faz dieta (Carlos) RJ
 Jaqueline
 Mulher de Atitude - Cacau RJ
 Serei sereia (Fabi) RS
 A caminho da vitória (Elaine Regiane) SP
 Blog da Rogeria
 Blog da Georgia
 Escrevendo emagrecendo (Lisa)
 Diet Forever (Zá)
 Garotinha ruiva (o outro blog da Lu Russa)
 Dieta urgente (Luciana Alexandrino)
 Space Cris
 Tetê Sereiah
 Andréa Aoki
 Gordinha da Silva
 O sucesso da Lorena
 Renata sem firulas
 Valérie Roberto
 Arianna
 Clara - RJ
 Andréa Cordoniz
 Ana Carolina grávida
 Ana Carolina
 Miss Slim
 Drica (Paraty-RJ)
 Ada Sheila
 Anselmo
 Sueli
 Sol
 Kelly
 Jessica (Elite)
 Nilce
 Leila (Ninguém merece ser 3G)
 Fanta Diet
 Infobeso
 Cris Lopes
 Aline Tomaz (RJ)
 Roberta Alves
 Sue - gravidinha
 Cris fit
 Annie
 Novidades da Cris
 Leila Batista
 Clarita
 Rebecca sapeca
 Lua emagrecendo
 Brian
 Diario da bonita Andrea
 Marilia
 Marilia Vitória
 Aline Virtus
 Paula pra melhor
 Cristiane
 Teresinha
 Ana Cleide
 
 Marcia (Marquinhas)
 Pri 2
 Ludmila
 Lela
 Jana Carmen
 Pri emagrecendo...
 Luzluzinha
 Barbarella (Andrea Glauce)
 Raiane
 Luciana Kotaka
 Vanessa (Campinas)
 Patty emagrecendo de bem...
 Nanda (Idade da Pedra)
 Carlos Medeiros
 Lara
 Dani - Brasília
 Teresa Cristina
 Sisi
 Miriam - RJ
 Kaká
 Gabi e Ana Luiza
 Diário de Macherrie
 Catia
 Amanda Costa
 Rosimeyre
 Alice
 Walkiria
 Crizinha
 Char
 Lu Pinheiro
 Elisandra
 Lahys
 Cotidiano (Zany)
 Karen
 Kika
 Nicky
 O novo blog da Taty Carioca
 Isabela
 Lisandra
 Ju sem pressa
 VIGILANTES DA AUTO ESTIMA
 JT
 Barbarella
 Angelica Fernandes
 Claudia
 Lagarta de borboleta
 Alisson
 Nova Jacque
 Patty Roberta
 Michelle 2
 Elissandra
 Juliene
 Ana Paula
 Annie emagrecendo
 Lili Bolero
 Fernanda Betini
 Karina Torres
 Valqs
 Ana Telma
 Lilian Raquel (Lee)
 Cáritas
 Baxie
 Cacau II
 Renatita
 Nando Neri
 Isabelle
 Nanda
 Edite
 Way to go (Clara )
 Bartira
 BLOG COMER SEM CULPA
 Andreia Cantelli
 Lu Mme Light
 Magali
 Lu
 Aline RJ


VOTA??O
 D? uma nota para meu blog!