Conquista

UOL
  

Beleza por aí? Beleza por aqui!

Então, o fim de semana foi bem gostosinho. Ainda na 6ª feira, fui ao aniversário de uma amiga, celebramos em um barzinho super gostosinho. A maior parte do sábado foi passada na casa de amigos, com muito bate-papo e muito riso. Domingo foi dia de praia, praia e praia. Que estava ótima, por sinal.Reabastecida para a semana, estou me sentindo novinha em folha.

E quando acordei segunda-feira e virei para a janela do quarto, vi o Cristo Redentor brilhando pelo sol, tendo em volta o céu tão azulzinho, foi como tomar injeção de alegria na veia! O dia foi tranquilo, após o expediente fui dar um corte no cabelo e retocar a raiz, adorei o resultado.

Gosto do meu cabelereiro porque, além de ser um docinho de pessoa, super gente boa, eu confio totalmente nele, a ponto de ficar de costas para o espelho enquanto ele corta. Só digo mais ou menos a idéia que tenho, ele avalia e eu me entrego. Brinco dizendo "Milton, se vira! Me faz uma plástica" e ele já sabe que quero sair de lá me sentindo linda e remoçada. Ele me entende e sempre saio muito satisfeita de lá! O mesmo com a tinturista, que é ótima e faz sempre meu cabelo ficar muito legal. Eu digo que eles sabem direitinho como melhorar a auto-estima de qualquer um!

Nesta 3a feira acordei meio amuadinha, porque o calor durante a madrugada foi intenso e, embora eu AME o calor, não dormi muito bem. Não tenho ar condicionado (e nem gosto, para dormir) e por causa da minha rinite alérgica, não deixei o Vi ligar o ventilador de teto. É que eu notei que as pás do ventilador estão meio empoeiradas e se elas girassem, aquela poeira ia me fazer ficar espirrando, alternando com nariz entupido. Ninguém merece. Hoje ele dará uma limpadinha e pronto, poderá ligar à noite.

A alimentação está legal, estou programada para uma semana redondinha e venho cumprindo direitinho. Ontem o maridão foi ao hortifruti e já garantiu o abastecimento da casa com tudo que precisamos para comer com qualidade por mais uma semana. Mas, qualidade com moderação, lembrando bem. E sem ceder a impulsos bestas, como os que que me atrapalharam semana passada. Isto é importante, estou de olho.

Ontem mesmo cheguei em casa, depois de ter ido ao salão e ele tinha feito para mim, de surpresa, uma sopinha de abóbora cremosa nota mil, estava deliciosa. Acompanhei com kani-kama e queijo minas em cubos.


Ontem no almoço o meu prato foi montado assim:   1 porção de Ceasar salad;   1 porção da salada formada por frutas c/  frango defumado, nozes e aipo, c/ molho levemente doce.) e 1 fatia de quiche de cream cheese com damasco, acompanhadas por 1 copo de Mate Diet c/ limão.  O meu prato já estava servido quando de novo me deparei com a travessa, na vitrine, onde havia a opção Arroz Negro Integral (arroz integral misturado c/ arroz negro, ameixas, alcaparras e azeite).

Sempre que eu olhava aquilo ficava curiosa, mas sem coragem de pedir, ou melhor, de pagar pra ver. Há coisas que eu pago pra ver sim, outras eu fico meio cabreira.  Comentei com a moça que estava me servindo e disse a ela que um dia eu ia querer ma provinha. Ela resolveu me dar a provinha hoje mesmo e colocou um pouquinho (equivalente a 1 colher de chá) do arroz no meu prato.

Me surpreendi. Sei lá porque, eu achava que ele tinha um gosto forte, diferentão, que eu ia detestar. Mas nada disto, o arroz é bem gostosinho. Pelo menos, do jeito como eu provei.

Então, fui dar uma pesquisada sobre ele e aprendi que é muito mais saudável que o arroz branco, exige quase o dobro da água que o arroz branco no seu preparo, o preço do kg é bem maior do que o branco também (e mesmo do integral) e que custa mais a pegar o gosto dos temperos do que os outros.

Porém, agora, os benefícios: é muito melhor para a saúde! Possui 20% a mais de proteínas do que na do arroz integral e 30% a mais de fibras, tem compostos antioxidantes e antienvelhecimento que não são encontrados no tipo mais comum do cereal e, ainda, melhora a circulação sanguínea. E segundo a lenda, é afrodisíaco!

Fica a dica. Eu, no passado, era nojentinha pra caramba, torcia o nariz para tudo, não me propunha a experimentar qualquer coisa que eu achasse que podia ser ruim e o meu conceito de ruim, também, era muito esquisito. Hoje, como abri meu leque, diversifiquei meu cardápio e estou aberta a 'novas emoções', principalmente as que me beneficiam, já acresecentei à lista mais algo que nunca imaginei consumir e agora, se vier, eu traço! Arroz negro! Mas com moderação e bom senso, que não fazem mal a ninguém!
Hoje tenho almoço de aniversário de uma amiga, mas onde iremos comer há muitas opções legais no buffet, estou tranquilaça. E o bolo dela, que já foi encomendado, será de chocolate, que eu detesto. Aliás, sugestão minha, justamente para não comer haha

Beijo galera e vamos em frente! Tenham uma ótima semana!



 Escrito por Beth ?s 11h22
[] [envie esta mensagem]


 
  

Olá! Valeu, de novo, a receptividade para com o meu post anterior. Não há ali nenhuma grande novidade, mas são coisas que muitas vezes escapam da gente. Coisas a gente vai aprendendo, de vez em quando tem que reestudar, não pensem que existe o "sei tudo". Existe o "sei", mas sem o "sei e aplico" não adianta, não é? Para aplicar, é preciso estar atenta.

Aprendi, finalmente, que a reeducação não é um líquido injetado na veia que faz efeito para sempre, é algo que a gente tem que praticar todos os dias, na cabeça, na atitude, em tudo. Se a gente entra numa de "sei tudo, não preciso mais me preocupar", se estrepa. Eu que o diga.

Bom, chegou (praticamente) o fim de semana, que delícia. O tempo aqui no RJ resolveu melhorar, há dois dias temos sol, céu azul, parece que agora vai firmar. E eu me sinto ótima, o sol me reabastece de forma especial.

A semana foi boa, no geral. Em termos de alimentação, não vou mentir, houve momentos esquisitos e ainda não identifiquei direito o porque. Mas, até aqui (a semana só termina sábado), posso dizer que fui 70% bem, 20% meia-boca e 10% ruim.  Não é tão mal! Mas não é tão bom quanto eu sei, poderia e queria ter feito.

No que fui bem, fico contente e comemoro. No que fui mais ou menos, fico atenta para melhorar. E no que não fui nada bem, estou de olho, pois alguma coisa que ainda não identifiquei direito, na questão das emoções, mexeu comigo em determinados dias/horários e eu cedi facilmente, por impulso, indo comer algo que não tinha planejado e 'nem queria', numa hora em que não tinha nada a ver, esquisito isso.

Mas aconteceu! Pouco, tanto que gerou o desvio de 10% apenas. Nada que mereça açoite! haha Mas que requer atenção, sem dúvida e ação para não mais ocorrer, assim, de bobeira.

O fato é que não deixo de ficar atenta, se erro acerto, se acerto fico contente, sei o que quero e de onde vim (me referindo ao estado anterior das coisas, os 140kg e aquilo tudo) pra lá não volto mais.

Esta semana almocei 4 dias em excelente companhia, teve dia em que almocei com a amiga
Karina (retomou o processo e o blog, acompanhem), fomos ao Delírio Tropical. No outro dia fui ao Filé com Folhas com a minha amiga e coordenadora, que também está se cuidando, foi ótimo.

Ontem foi com a blogueirinha Geninha (que tb está de volta à RA e ao blog, vão lá ver), comemos no Cria da Terra.  E hoje almocei com meus super-amigos, como se fossem irmãos, Tavinho e Zé Luiz, em um restaurante a kg que eu adoro, onde monto pratos muito gostosos e equilibrados. Com direito a muita gargalhada, muito desabafo, muito papo legal, como sempre.

Em todos os dias, minhas escolhas para o almoço foram legais. As falhas esporádicas foram à noite, em casa, de um jeito diferente do meu normal.

Esta semana comprei um vestidinho lindo, de verão, longuinho de malha, estampadão em vermelho e branco e estreei hoje, uma delícia, parece que estou sem roupa. E uma blusinha que me atraiu muito, embora seja simples, numa loja onde fui pagar o cartão.  Detalhe: a blusa é tamanho P, morro de rir só de pensar nisto. Claaaaaaaaaaro que eu não sou e não serei jamais tamanho P de verdade, não tenho esta estrutura e nem no meu peso meta eu sou P.  Mas que é bom ter uma blusa P, por mais irreal que isto seja, ah é! hahaha

Hoje (6a feira) eu ainda tenho um aniversário à noite, em um barzinho. Estou na empresa ainda, terminando meu expediente e depois vou dar umas voltas, até me encontrar lá no local da comemoração com o Vi e a filhota. E estou me programando direitinho para não degringolar o dia, que até aqui está nota mil. Vou comer, petiscar, mas com moderação.

Sábado pretendo pegar uma prainha legal, à tarde vou à casa de amigos e à noite, não sei. Domingo começa outra semana, que há de ser também abençoada, cheia de paz e, no que depender de mim, de comportamento adequado, com atenção, com responsabilidade e, sobretudo, amor e respeito por mim mesma.

Desejo a todos um lindo fim de semana e que iniciem a nova semana com muita alegria e compromisso de se darem o melhor.



 Escrito por Beth ?s 18h39
[] [envie esta mensagem]


 
   NÃO IMPORTA SE É ZERO, DIET, LIGHT... MODERAÇÃO É ESSENCIAL!

Uma coisa que eu aprendi e até que pratico direitinho, pelo menos no dia-a-dia normal, desde que comecei a mudar meus hábitos (já há quase 6 anos), é que não precisamos 'estourar' de tanto comer uma coisa, mesmo que ela seja levinha, light, diet 'zero ponto' ou qualquer coisa assim.

Ou seja, estas características dos alimentos não significam que, necessariamente, a gente pode comê-los até sairem pelas orelhas. Até porque, independentemente da questão das calorias, gorduras etc. existentes em um alimento, está em questão a nossa EDUCAÇÃO, a forma como a gente vê a comida e como a gente a consome, independentemente de ela ser engordativa ou não.

Claro que é bem menos prejudicial consumir um pratão de legumes, verduras, fruta e uma carne branca, por exemplo, do que um pratão de mil outras coisas como frituras, gorduras, um monte de cereal ao mesmo tempo etc. Mas, peraí, tem que ser pratão, mesmo? Ele tem que ser grande, estar lotado de comida (mesmo que light), a pessoa tem que comer, mesmo, até se sentir empanzinada?

A questão da saciedade precisa ser bem pensada, porque muita gente confunde estar saciada com estar cheia. Há quem só se considere devidamente satisfeito quando sente aquela dorzinha básica no estômago, o pobrezinho pedindo pelo amor de Deus para não receber mais nada. Ou se já não der mais para respirar com o cós da calça fechado.

Eu, mesmo no passado, nunca fui de pratão de comida, com raras exceções (repito, engordei comendo pouca comida 'de verdade' e muita besteirada, sendo que aos poucos, beliscando, tudo na base da gordura, farinha e fritura 90% das vezes, era devagar e sempre, por anos e anos).

    Detalhe: isto, enquanto ainda usava calças com cós de botão e ziper (para nós, cariocas, 'fecho eclair'), pois depois fiquei tão gorda que não conseguia mais comprar calças que não fossem totalmente de elástico no cós ou, pelo menos, elástico em toda a parte de trás. Isto nos tempos das calças manequim 64 que eu cheguei a vestir (jeans).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Bom, onde quero chegar é que a moderação é essencial na nossa alimentação do dia-a-dia.  Comer aos montes um alimento teoricamente não engordativo não é sinal de que uma pessoa está se reeducando e que terá sucesso no seu emagrecimento. No começo, isto pode representar um avanço, sem dúvida, já que ela está mudando o seu cardápio, inicialmente, em termos de qualidade e isto é bacana, claro.

Mas só isto não resolve, é preciso que o progresso continue acontecendo, com a associação da qualidade a quantidades adequadas de cada alimento e, claro, cuidando para que as combinações feitas sejam também adequadas.

Por exemplo, um prato que tenha só uma colher de sopa de arroz, uma colher de sopa de purê de batata, uma colher de sopa de farofa, metade de uma empadinha e um tipo de carne, mesmo que grelhada, não é um prato bacana, falta equilíbrio, falta nutrientes e sobra cereal.  Neste caso, a atenção foi para a quantidade de comida, mas não para a qualidade.

Da mesma forma, um prato que só tem legumes, verduras e carne magra, mas em quantidade excessiva, também não está legal. A qualidade melhorou muito, em comparação com o prato do exemplo anterior, mas a quantidade pode estar exagerada.

Eu já vi, mais de uma vez, gente fazendo pratos nutritivos e até bonitos, cheios de hortaliças, mas com tanta coisa, mas tanta coisa, que dava até agonia de ver. E, sem dúvida, a criatura deve ter ficado com aquela sensação ruim de estar lotada de comida. Uma sensação que é ruim mas, infelizmente, é associada, muitas vezes, ao "agora sim, eu comi".

Esta sensação não me agrada mais, na verdade eu não a suporto. Quando me excedo a ponto de senti-la (o que, graças a Deus e a tudo que aprendi e aplico nestes anos todos, não é freqüente), vejo na hora como é muito melhor não passar por isso, como é muito mais gostoso comer sem exagero e não ter tanto desconforto, não ficar tendo lembranças do que foi comido, às vezes por horas, através de gases, estufamento, sensação de peso no estômago, às vezes dor e tudo mais.

Esta semana estou comendo bem, com moderação, prezando a qualidade da minha alimentação, está tudo legalzinho. Mas, ainda assim, houve uma bobeada, das boas! Na segunda-feira à noite eu cometi um excesso desnecessário, vejam só:

Preparei para a refeição da noite um omelete caprichadinho, com recheio interessante, tudo light, uma beleza e ia comê-lo com uma saladinha. Porém, me deu na telha de colocar metade do omelete dentro de um pão, que não estava no script. Ficou ótimo, delicioso, comi com prazer. E a outra metade do omelete? Simplesmente, coloquei em outro pão e, assim, um omelete leve e nutritivo acabou se transformando em 2 sanduiches.

E o que aconteceu? Fiquei empanzinada, sim. Quando fui dormir ainda arrotava o sanduíche, me sentia com o estômago cheio por causa dos 2 pães que, hoje em dia, é raro eu consumir assim, de uma só vez.  Quando comentei a respeito com o Vi, no dia seguinte, ele mesmo falou que até tinha estranhado ao me ver fazendo aquilo, pois ele sabe que não é, mesmo, a minha prática rotineira.

Mas, acontece. Fiz com gosto, estava bom, mas o prazer ´só rolou na hora, não durou tanto assim, pois foi ofuscado rapidamente pelo mal-estar causado pelo excesso. Para algumas pessoas que ainda não mudaram muito os seus hábitos, isto pode não ser ainda considerado um grande excesso. Mas, para mim, comer 2 pães numa mesma refeição já é excesso dos bons e meu organismo reclama abessa. Fico como se tivesse comido um boi.

Então, mais uma dica, com base neste exemplo e neste post em geral: tentem gravar de um jeito bem forte as sensações originadas pelos acertos e pelos erros. Gravem e valorizem muito o bem-estar que sentem quando se comportam de um jeito melhor, quando comem bem, mas sem exageros, de forma equilibrada e gostosa, se nutrindo de verdade. E gravem o quanto é ruim sentir-se abarrotado, apertado, inchado etc. por conta de ter comido demais, além do quanto é ruim querer vestir uma roupa e ela não caber, sabendo o que levou a isto.

Com estas lembranças bem vivas do quanto uma coisa é ruim e do quanto a outra é boa, será mais fácil se conter na hora de definir o seu cardápio, na hora de resolver se vai ou não vai repetir algo desnecessariamente, se vai ou não vai montar um prato deste ou daquele jeito etc. Estas coisas também ajudam a gente a agir melhor, quando pensamos um minutinho antes de agir, porque vamos tentar ser coerentes com o que queremos sentir, certo?

E como não somos nossos adversários e, sim, nossos aliados, vamos agir em nosso favor, tá?

Bom, é isso. Quis falar destas coisas porque sempre gosto de reavaliar as minhas próprias atitudes, relembrar das regrinhas que me ajudam tanto a fazer as coisas de um jeito melhor e receber os benefícios disto e compartilhar é sempre bom!

Beijoca, boa continuação de semana!



 Escrito por Beth ?s 11h18
[] [envie esta mensagem]


 
  

 Chegou o Ano Novo!

 

E como será 2009? E, no final deste ano recém-nascido, quando estivermos fazendo nossas reflexões, avaliando como ele foi, preparando-nos para mais uma virada, o que será que vamos constatar? O que teremos de bom para celebrar? O que estaremos vibrando por ter conquistado e o que, talvez, venhamos a lamentar por não termos conseguido alcançar? Só Deus sabe!

Porém, uma coisa é certa: depende muito de nós mesmos e sabemos disto. Há o destino, há os desígnios de Deus, há isto e mais aquilo, sim... mas há, sempre, a nossa parte.  Ela, pelo menos, nós temos que fazer, senão não vai rolar.  Não adianta nada alguém fazer mil preces, promessas e simpatias, ler todos os livros do mundo sobre mentalização, energização etc. para atrair o que deseja, se a pessoa não contribuir com o que lhe cabe. O segredo não é simplesmente querer, querer e querer e acreditar que receberá.

É como desejar e mentalizar fortemente ganhar na loteria e não comprar o bilhete; é como sonhar com um lindo e maravilhoso amor e não estar atento às possibilidades, às pessoas, não se abrir... É querer trabalhar, ser feliz profissionalmente, ganhar bem etc., mas não estar atento às oportunidades e, mais ainda, não se capacitar para isso (estudando, se atualizando, se comprometendo etc.).  É querer receber a visita, mas não convidá-la ou, simplesmente, convidar mas não abrir a porta, na hora que ela chega.

E, como o assunto principal aqui é a questão da reeducação, é querer emagrecer ou manter um peso legal, mas insistir nos velhos hábitos, nas práticas que já comprovaram que não funcionam, é continuar tendo a comida como o principal ou maior prazer, é querer a mudança, sem querer mudar.

Aí, não dá, não é? Quer moleza? Senta num pudim! Milagres, Deus faz sim, eu acredito, mas há gente e situações por aí muito sérias, gravíssimas, que precisam muito mais de milagres do que a maior parte de nós. O milagre pode ser, simplesmente, usarmos o potencial que Ele nos deu, para chegarmos ao que queremos.

O ano está novinho em folha, já há muita gente com uma lista infinita de metas que quer alcançar até ele terminar, algumas são bastante factíveis, outras talvez nem tanto, mas o que existe, sem dúvida, é uma vontade tremenda de que dê tudo certo.  E há de dar, pode dar, sim! Mas é preciso a gente saber que sem esforço, sem dedicação, sem disciplina, sem atenção, sem seguir regras, sem comprometimento, sem planejamento, sem paciência e perseverança, nem com reza muito forte a gente chega lá.


E mais: hoje ainda é dia 3 de janeiro. Por mais que o tempo pareça voar e, cada vez mais rápido, uma coisa é certa: não há ultrapassagem de dias no calendário. Depois do dia 4, o dia 5, o dia 6....virá o outro mês, e o outro e, assim, dia após dia, até chegar de novo 31/12/2009. E não vai ser o que vamos fazer correndo, no supetão, quando vermos o fim de ano chegando, que vai nos dar o que queremos. Vai ser o que fizemos hoje, amanhã, depois e depois de amanhã e daí em diante. Vai ser o que fizermos no dia-a-dia.

Vai ser o saldo do que realizarmos de positivo e de negativo, mas que conta, sem dúvida, com uma série de outras coisinhas que não dependem de nós, claro. Nem tudo nós podemos prever, nem para tudo podemos nos preparar e nem tudo, mesmo estando muito capacitados, conseguimos administrar exatamente como deveríamos, como gostaríamos.

Por isso, aquilo que depende só de nós, aquilo que nós podemos perfeitamente fazer, temos que nos engajar e fazer. E se falharmos? Somos humanos e isto vai acontecer sim. Mas o que vai, de verdade, gerar o saldo final positivo ou negativo, no que depender da gente, será de acordo com a regularidade como vamos nos comportar melhor ou pior e, também, como vamos reagir a isto.  Não adianta ter uma meta lindíssima para daqui a 363 dias, se não trabalharmos dia após dia para chegar a ela.

Então, gente boa, o caso é o seguinte: vamos viver um dia de cada vez, neste 2009, vamos fazer com que cada diazinho destes seja vivido do melhor jeito que a gente conseguir, vamos nos comprometer com aquilo que nos cabe. E quando dermos nossos tropeços, vamos respirar fundo, olhar o que houve, entender a situação, aprender com ela, ajustar o passo e vamos seguir.

Os percalços, a gente vai se preparando, no que for possível, para encarar. A gente vai rir e chorar, vai vencer mil obstáculos e pode ser que empaque em um ou outro, mas a gente vai seguir, como seguiu até aqui.

Ter meta é importante, claro! Mas para alcançar aquela meta traçada para daqui a 363 dias, é preciso que a gente se comprometa, primeiro, com a primeira meta intermediária, que é vencer o HOJE. É de HOJE em HOJE que a gente vai chegar no amanhã, no depois, no depois.....  Sempre entendendo que a meta é um destino, mas a viagem é que ensina, de verdade. É o grande barato.

Por isso, é tão importante viajar de olhos bem abertos, aproveitando tudo, aprendendo com tudo. Mesmo os panoramas às vezes mais feinhos nos ensinam algo. Passar da melhor maneira possível por eles nos amplia a visão, a sensibilidade, para quando a paisagem volta a ser bonita.

Lembrando da responsabilidade que temos em escolher o caminho a seguir, porque conforme a escolha, o destino poderá ser muito diferente do desejado.

Vamos, então, dia após dia, viver este 2009 ok? Sejamos felizes! Nos façamos felizes!

  Queima de fogos - Praia de Copacabana - RJ - Reveillon 2008/2009



 Escrito por Beth ?s 22h41
[] [envie esta mensagem]


 
  [ ver mensagens anteriores ]  
 
 



Meu perfil
BRASIL, Sudeste, RIO DE JANEIRO, Mulher, de 46 a 55 anos, Portuguese, English, Arte e cultura, Livros, Praia, Dançar, Curtir a vida
MSN -



EU ERA ASSIM  

ESTOU ASSIM Meu nome ? Elizabeth, sou conhecida como Beth
Analista de Sistemas, especialista em Metodologia, Processos e Qualidade em TI, Ger?ncia de Projetos,An?lise de Neg?cios, Auditora ISO, sou leonina do dia 10/08, carioca da gema, moro na minha na cidade maravilhosa (RJ), adoro fazer amizades, sonhar, ler, escrever, sou casada c/ Vicente - meu grande amor, m?e do Alexandre, um filh?o maravilhoso, que ? universit?rio e "boadastra" da Mimi, minha enteadinha adolescente linda a quem chamo aqui de filhotinha.

Meu e-mail: beth.ebprs@gmail.com
Meu MSN: ebprs@hotmail.com



Objetivo deste Blog: Compartilhar meu processo de reeducação alimentar e mudança de hábitos que resultou no meu emagrecimento, me tirou da obesidade mórbida e me ensinou e ensina tanto!



Meu processo: Fui beb? 'cheinho',crian?a de peso normal, na adolesc?ncia tinha ?timo corpo. No in?cio da fase adulta comecei a engordar c/facilidade em fun??o de uma mudan?a p/ pior dos h?bitos alimentares e tb devido a dificuldade que tive em enfrentar alguns problemas pessoais, decep??es e m?goas que se transformaram em Kg a mais (eu as COMI). Durante anos optei por m?todos indevidos, tomei rem?dios, f?rmulas, inje??es, fiz dietas mirabolantes e isto tudo me ajudou a virar uma sanfona que cada vez abria mais e fechava menos. Cheguei ao auge da obesidade c/ 140 kg e dei o basta. Primeiro, fiz um pequeno controle que me ajudou a emagrecer quase 5 kg. Depois, entrei para o Vigilantes do Peso, onde emagreci 53kg c/equil?brio, seguran?a e muita alegria. Aprendi muito, o caminho foi t?o importante quanto os resultados. Eliminei 53 kg com o método do Vigilantes do Peso e atividade física. Aumentei depois alguns kg e agora prossigo, para reconquistar a minha meta e mantê-la para sempre.

Cr?ditos Imagens: Google
Comunidade no Orkut!


Comunidade Orkut: Eu sou f? da Beth - A Conquista! criado com carinho pela amiga Lili (obrigada, lindinha!)
http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=2052374


 
Clique AQUI e veja
o que eu como!




HIST?RICO
 01/01/2011 a 15/01/2011
 16/12/2010 a 31/12/2010
 01/12/2010 a 15/12/2010
 16/11/2010 a 30/11/2010
 01/11/2010 a 15/11/2010
 16/10/2010 a 31/10/2010
 01/10/2010 a 15/10/2010
 16/09/2010 a 30/09/2010
 01/09/2010 a 15/09/2010
 16/08/2010 a 31/08/2010
 01/08/2010 a 15/08/2010
 16/07/2010 a 31/07/2010
 01/07/2010 a 15/07/2010
 16/06/2010 a 30/06/2010
 01/06/2010 a 15/06/2010
 16/05/2010 a 31/05/2010
 01/05/2010 a 15/05/2010
 16/04/2010 a 30/04/2010
 01/04/2010 a 15/04/2010
 16/03/2010 a 31/03/2010
 01/03/2010 a 15/03/2010
 16/02/2010 a 28/02/2010
 01/02/2010 a 15/02/2010
 16/01/2010 a 31/01/2010
 01/01/2010 a 15/01/2010
 16/12/2009 a 31/12/2009
 01/12/2009 a 15/12/2009
 16/11/2009 a 30/11/2009
 01/11/2009 a 15/11/2009
 16/10/2009 a 31/10/2009
 01/10/2009 a 15/10/2009
 16/09/2009 a 30/09/2009
 01/09/2009 a 15/09/2009
 16/08/2009 a 31/08/2009
 01/08/2009 a 15/08/2009
 16/07/2009 a 31/07/2009
 01/07/2009 a 15/07/2009
 16/06/2009 a 30/06/2009
 01/06/2009 a 15/06/2009
 16/05/2009 a 31/05/2009
 01/05/2009 a 15/05/2009
 16/04/2009 a 30/04/2009
 01/04/2009 a 15/04/2009
 16/03/2009 a 31/03/2009
 01/03/2009 a 15/03/2009
 16/02/2009 a 28/02/2009
 01/02/2009 a 15/02/2009
 16/01/2009 a 31/01/2009
 01/01/2009 a 15/01/2009
 16/12/2008 a 31/12/2008
 01/12/2008 a 15/12/2008
 16/11/2008 a 30/11/2008
 01/11/2008 a 15/11/2008
 16/10/2008 a 31/10/2008
 01/10/2008 a 15/10/2008
 16/09/2008 a 30/09/2008
 01/09/2008 a 15/09/2008
 16/08/2008 a 31/08/2008
 01/08/2008 a 15/08/2008
 16/07/2008 a 31/07/2008
 01/07/2008 a 15/07/2008
 16/06/2008 a 30/06/2008
 01/06/2008 a 15/06/2008
 16/05/2008 a 31/05/2008
 01/05/2008 a 15/05/2008
 16/04/2008 a 30/04/2008
 01/04/2008 a 15/04/2008
 16/03/2008 a 31/03/2008
 01/03/2008 a 15/03/2008
 16/02/2008 a 29/02/2008
 01/02/2008 a 15/02/2008
 16/01/2008 a 31/01/2008
 01/01/2008 a 15/01/2008
 16/12/2007 a 31/12/2007
 01/12/2007 a 15/12/2007
 16/11/2007 a 30/11/2007
 01/11/2007 a 15/11/2007
 16/10/2007 a 31/10/2007
 01/10/2007 a 15/10/2007
 16/09/2007 a 30/09/2007
 01/09/2007 a 15/09/2007
 16/08/2007 a 31/08/2007
 01/08/2007 a 15/08/2007
 16/07/2007 a 31/07/2007
 01/07/2007 a 15/07/2007
 16/06/2007 a 30/06/2007
 01/06/2007 a 15/06/2007
 16/05/2007 a 31/05/2007
 01/05/2007 a 15/05/2007
 16/04/2007 a 30/04/2007
 01/04/2007 a 15/04/2007
 16/03/2007 a 31/03/2007
 01/03/2007 a 15/03/2007
 16/02/2007 a 28/02/2007
 01/02/2007 a 15/02/2007
 16/01/2007 a 31/01/2007
 01/01/2007 a 15/01/2007
 16/12/2006 a 31/12/2006
 01/12/2006 a 15/12/2006
 16/11/2006 a 30/11/2006
 01/11/2006 a 15/11/2006
 16/10/2006 a 31/10/2006
 01/10/2006 a 15/10/2006
 16/09/2006 a 30/09/2006
 01/09/2006 a 15/09/2006
 16/08/2006 a 31/08/2006
 01/08/2006 a 15/08/2006
 16/07/2006 a 31/07/2006
 01/07/2006 a 15/07/2006
 16/06/2006 a 30/06/2006
 01/06/2006 a 15/06/2006
 16/05/2006 a 31/05/2006
 01/05/2006 a 15/05/2006
 16/04/2006 a 30/04/2006
 01/04/2006 a 15/04/2006
 16/03/2006 a 31/03/2006
 01/03/2006 a 15/03/2006
 16/02/2006 a 28/02/2006
 01/02/2006 a 15/02/2006
 16/01/2006 a 31/01/2006
 01/01/2006 a 15/01/2006
 16/12/2005 a 31/12/2005
 01/12/2005 a 15/12/2005
 16/11/2005 a 30/11/2005
 01/11/2005 a 15/11/2005
 16/10/2005 a 31/10/2005
 01/10/2005 a 15/10/2005
 16/09/2005 a 30/09/2005
 01/09/2005 a 15/09/2005
 16/08/2005 a 31/08/2005
 01/08/2005 a 15/08/2005
 16/07/2005 a 31/07/2005
 01/07/2005 a 15/07/2005
 16/06/2005 a 30/06/2005
 01/06/2005 a 15/06/2005
 16/05/2005 a 31/05/2005
 01/05/2005 a 15/05/2005
 16/04/2005 a 30/04/2005
 01/04/2005 a 15/04/2005
 16/03/2005 a 31/03/2005
 01/03/2005 a 15/03/2005
 16/02/2005 a 28/02/2005
 01/02/2005 a 15/02/2005
 16/01/2005 a 31/01/2005
 01/01/2005 a 15/01/2005
 16/12/2004 a 31/12/2004
 01/12/2004 a 15/12/2004
 16/11/2004 a 30/11/2004
 01/11/2004 a 15/11/2004
 16/10/2004 a 31/10/2004
 01/10/2004 a 15/10/2004
 16/09/2004 a 30/09/2004
 01/09/2004 a 15/09/2004
 16/08/2004 a 31/08/2004
 01/08/2004 a 15/08/2004
 16/07/2004 a 31/07/2004
 01/07/2004 a 15/07/2004
 16/06/2004 a 30/06/2004
 01/06/2004 a 15/06/2004



OUTROS SITES
 Site do Vigilantes do Peso
 Ação pelo semelhante
 Nutrella
 MC DONALDS - Tabela Nutricional
 Site ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL
 Saudável.Info
 Vegê Gourmê - Blog da Chef Michele Maia
 Lu Francesa
 Selma Guerreira
 Meu Emagrecimento (Sara)
 Serei magra (Andreia)
 Renascer (Thuca)
 Valquíria
 Blog da Magui
 Neblina
 O sabor da vitória (Electra)
 Entretanto, eu (Jana)
 Diva esbelta e feliz (Diva)
 Miss Blueberry
 Vida boa é vida saudável (Cristy Costa)
 Diário light (Sylmara)
 Blog da Eloyza
 Veneno urgente (Flavia Rocha)
 Blog da Fafá
 Espelho light (Elaine)
 Blog da Cynthia (Londres)
 Agora eu emagreço (Aline) Brasília
 Never give up (Renata - Tita)
 Blog da Micha - RJ
 Homem também faz dieta (Carlos) RJ
 Jaqueline
 Mulher de Atitude - Cacau RJ
 Serei sereia (Fabi) RS
 A caminho da vitória (Elaine Regiane) SP
 Blog da Rogeria
 Blog da Georgia
 Escrevendo emagrecendo (Lisa)
 Diet Forever (Zá)
 Garotinha ruiva (o outro blog da Lu Russa)
 Dieta urgente (Luciana Alexandrino)
 Space Cris
 Tetê Sereiah
 Andréa Aoki
 Gordinha da Silva
 O sucesso da Lorena
 Renata sem firulas
 Valérie Roberto
 Arianna
 Clara - RJ
 Andréa Cordoniz
 Ana Carolina grávida
 Ana Carolina
 Miss Slim
 Drica (Paraty-RJ)
 Ada Sheila
 Anselmo
 Sueli
 Sol
 Kelly
 Jessica (Elite)
 Nilce
 Leila (Ninguém merece ser 3G)
 Fanta Diet
 Infobeso
 Cris Lopes
 Aline Tomaz (RJ)
 Roberta Alves
 Sue - gravidinha
 Cris fit
 Annie
 Novidades da Cris
 Leila Batista
 Clarita
 Rebecca sapeca
 Lua emagrecendo
 Brian
 Diario da bonita Andrea
 Marilia
 Marilia Vitória
 Aline Virtus
 Paula pra melhor
 Cristiane
 Teresinha
 Ana Cleide
 
 Marcia (Marquinhas)
 Pri 2
 Ludmila
 Lela
 Jana Carmen
 Pri emagrecendo...
 Luzluzinha
 Barbarella (Andrea Glauce)
 Raiane
 Luciana Kotaka
 Vanessa (Campinas)
 Patty emagrecendo de bem...
 Nanda (Idade da Pedra)
 Carlos Medeiros
 Lara
 Dani - Brasília
 Teresa Cristina
 Sisi
 Miriam - RJ
 Kaká
 Gabi e Ana Luiza
 Diário de Macherrie
 Catia
 Amanda Costa
 Rosimeyre
 Alice
 Walkiria
 Crizinha
 Char
 Lu Pinheiro
 Elisandra
 Lahys
 Cotidiano (Zany)
 Karen
 Kika
 Nicky
 O novo blog da Taty Carioca
 Isabela
 Lisandra
 Ju sem pressa
 VIGILANTES DA AUTO ESTIMA
 JT
 Barbarella
 Angelica Fernandes
 Claudia
 Lagarta de borboleta
 Alisson
 Nova Jacque
 Patty Roberta
 Michelle 2
 Elissandra
 Juliene
 Ana Paula
 Annie emagrecendo
 Lili Bolero
 Fernanda Betini
 Karina Torres
 Valqs
 Ana Telma
 Lilian Raquel (Lee)
 Cáritas
 Baxie
 Cacau II
 Renatita
 Nando Neri
 Isabelle
 Nanda
 Edite
 Way to go (Clara )
 Bartira
 BLOG COMER SEM CULPA
 Andreia Cantelli
 Lu Mme Light
 Magali
 Lu
 Aline RJ


VOTA??O
 D? uma nota para meu blog!