Conquista

UOL
   AMPLIANDO O CARDÁPIO (30/10/2009)

Na 5ª feira eu e minha amiga Karina combinamos de almoçar juntas. Escolhemos o restaurante Delírio Tropical, do qual gostamos e que é perto dos nossos locais de trabalho. Antes de sair da empresa dei uma olhadinha no cardápio do dia (disponível no site), para já ter uma idéia do que iria comer.


Logo de cara, decidi que iria combinar a salada Márcia Fu (couve-flor, brócolis, champignon, azeitonas, alho frito) com a Light (acelga, peito de peru defumado, abacaxi, maçã e bananas desidratados, manga, granola e molho de morango com iogurte light e frutose). Faltava um acompanhamento (carne, quiche, algo assim). Pensei em experimentar, pela 1ª vez, o tal do Quinoaburger.

 

Sempre via esta opção no cardápio do Delírio, mas não tinha coragem de testar. Embora eu já não seja mais frescona como já fui, (na época em que ‘não provava e não gostava', pois agora me proponho a experimentar novos alimentos, novas combinações e sabores, sim, ainda mais quando é coisa saudável.

Obs.: Lembrei da amiguinha_maninha querida Valeria, que consome Quinoa regularmente e eu brinco com ela dizendo que não é Quinoa, é “quinojo”. só de farra.

Aí, fui no Google catar informações sobre o Quinoa e também tentar ver como é feito o tal do quinoabuger, para ver se me animava. Há muito sobre isto na Internet, mas AQUI há uma explicação simples, bem legal.


 

 

Nessa busca, encontrei por acaso o site da Michele Maia, uma Chef Executiva de Cozinha formada, c/especialização no exterior. Ela é vegetariana há bastante tempo e no decorrer do mesmo desenvolveu receitas e técnicas p/ a culinária vegan (tem até um Buffet e dá aulas sobre este tipo de comida).


Bom, eu não sou vegetariana e nem pretendo vir a ser. Mas é fato que a RA me fez aprender a consumir vegetais no dia-a-dia e, admito, passei a gostar muito, a ponto de sentir falta quando (raramente) não como um legume ou uma verdura.


Sendo assim, acho muito interessante descobrir novas formas de comer determinados alimentos. Eu não gosto de legume cozido, pura e simplesmente. Não me venham com uma cenoura cozida que não rola. Mas se estiver raladinha, crua, como com prazer. Se estiver cozida picadinha ou em lasquinhas finas misturada com outra coisa, como por ex. um arroz de cenoura, tudo bem. Se estiver em um suflê, por mais light que ele seja, ótimo. E a sopa cremosa de cenoura, amo de paixão. E por aí vai, com outros alimentos também.


Por ex., há alguns meses aprendi a comer jiló, algo que eu não poderia imaginar jamais na minha vida. Descobri que se ele estiver cortado em fatias ultra-finas e for grelhado, assado no forno ou frito, fica uma delícia. E quando vou a um restaurante onde há jiló no Buffet, em um dos jeitos que eu gosto, eu sempre me sirvo. Só evito o frito, mas de repente até vai, até porque boto pouco.

 

Bom, então eu ia falando do tal do Quinoaburger. Chegando no Delírio, optei pelas saladas que falei aí em cima e, na hora de decidir pelo acompanhamento das saladas, fiquei na dúvida. Havia um frango super bonitocom tomate seco e damasco. Havia um crepe de ricota ao pomodoro, também tinha peito de peru e torta de palmito (a de lá é excelente).

 

Havia quiche de queijo e outro lá que nem vi do que era. E havia o bendito do Quinoaburger. Bonito que só ele, parecia um medalhão grosso de carne. Como a plaquinha em frente a ele estava errada, indicando ser Filé Mignon, confirmei com a atendente se era mesmo o tal Quinoa... E era. Tomei coragem e pedi.

 

 

Adorei.  Gostei tanto, tanto, tanto que até me senti uma tonta por não ter me proposto a experimentar antes, nas vezes em que fui lá e que tinha o bendito prato. Amei. E mais uma vez, fiquei super contente por ter aberto ainda mais o meu leque de opções saudáveis.

 


Tanto que estou super a fim de tentar fazer em casa, já peguei receita (no site da Michele, que mencionei e linkei aí em cima e também está na lista de links ao lado), vou apresentar ao maridão, tomara que ele goste.

 

Não vou deixar de comer carne, peixe, frango etc. Nunca tive esta idéia. Apenas quero ter mais uma opção. Como pouca carne vermelha, no dia-a-dia, porque prefiro outras coisas que são mais leves, de melhor digestão. Mas gosto de carne sim. Uma carne moída básica, caseira, por exemplo, eu como babando.  Mas o tal do quinoaburger eu recomendo viram? Pelo menos o do Delírio Tropical é nota 10.

 

 

 Onde quero chegar? Virei garota propaganda do Quinoa e suas receitas? Não.

 

Quero apenas mostrar que se a gente não se propuser a provar, a mudar algumas coisas, a gente perde a chance de descobrir novidades, novos sabores, abrir o nosso leque de opções. A reeducação alimentar, quando bem aproveitada, não apenas emagrece. Ela ensina, ela nos dá mais liberdade, ela amplia as nossas possibilidades.

 

Quem ainda vive choramingando pelos cantos achando que para se reeducar tem que sofrer, se sentir um sacrificado, está perdendo tempo, porque fica se programando mentalmente de forma negativa, em vez de abrir a mente. E perde tempo que poderia estar usando a seu favor, buscando esta maior gama de opções.

 

Há quem diga que não leva a RA adiante porque não aguenta comer sempre as mesmas coisas. Mas não é para comer as mesmas coisas sempre, mesmo! Isto é um erro, um engano. Eu aumentei de forma impressionante o meu cardápio desde que iniciei meu processo.

 

A pessoa pode não gostar de quinoa etc., claro!  Cada um com seu paladar.    Mas não se neguem às oportunidades de melhorarem a sua alimentação, aumentarem a sua lista de opções, não se deixem levar por preconceitos como eu levava antigamente. Podem até não gostar de tudo, tudo. Mas sempre poderão acrescentar mais um item hoje, outro amanhã e aos poucos terem mais criatividade, mais diversidadfe no seu prato. Fará bem para a saúde, para o emagrecimento, para tudo.

 

Engraçado que ninguém se nega a experimentar uma pizza nova, um sanduiche com mais um ingrediente (mesmo que já tenha um excesso de coisas calóricas e gordurosas), um docinho diferente. Ninguém tem preconceito com estas coisas né? 

 

Recomendo o blog da Michele, pq há ali muitas receitinhas interessantes, versáteis, com cara de excelentes e que podem incrementar a nossa mesa light, sem que ninguém se ache um pobre coitado, que não pode comer coisas bonitas e gostosas. Pode sim e pode também aprender a consumir novidades, feitas de formas diferentinhas e boas.

 

Bom, por hoje é só. Está tudo bem comigo.  Alimentação nota 9 (se eu me der 10 fico besta e vacilona...rs), ânimo a todo vapor, humor nas alturas, disposição total, concentração linda de viver e atividade física nota zero até aqui. Paulada na moleira, claro! Continuo me devendo isso. 

 

Obrigada pelos elogios ao meu cabelo novo (só mudei a cor e o corte...rs) e à minha estampa (olha a metidez) no casamento de sábado passado. Vocês são ótimos.

 


Tetê, valeu pelo selinho, adorei.
1) Divulgar o blog que te mandou: SEM NEURAS
2) Quais os blogs mais idiotas que você já viu, e os mais interessantes: já visitei muitos blogs que não me disseram nada, aí não voltei mais lá, nem anotei. nunca perdi tempo anotando os endereços.
3) Envie para 5 blogs :Ah não! Presenteio todos que gostarem, que me acompanham, que desejarem aderir tá?

Beijocas, bom fim de semana para todo mundo.



 Escrito por Beth ?s 13h55
[] [envie esta mensagem]


 
  

No sábado passado, encerrei a semana muitíssimo bem. Comecei o dia batendo perna pelo comércio, adoro zanzar pelas vitrines. Depois, fui ao salão para cortar o cabelo, fazer pé e mão, e maquiagem para o casamento do qual eu e o Vi fomos padrinhos (do noivo).

Deixei o cabeleireiro livre para tesourar meu cabelo e adorei o resultado. Achei que o corte me deixou mais jovem e, conforme eu queria mesmo, realçou os reflexos que fiz outro dia. E a pintura ficou mais realçada. Nesta foto não aparecem bem os reflexos, mas depois trarei outras melhores, deve haver uma ou outra mais nítida, claro.tirada por outras pessoas amigas.

Também fiquei bem satisfeita com a maquiagem. A foto ao lado, tirada por uma colega, ficou tremida, mas dá uma idéia.

 

 

É muito bom quando a gente se arruma para ir a qualquer lugar, seja trabalho, passeio ou até uma ida ao supermercado e, ao se olhar no espelho, gosta do que vê.

Mas quando é uma ocasião especial e que requer um preparo maior, é fundamental que a gente fique muito satisfeita com o resultado. E foi o meu caso.

Gostei de tudo e saí de casa me sentindo ótima! E como fui muito elogiada por pessoas que eu sei que são sinceras, aí que ‘me achei’ mesmo!

Rs  Outra fotinho aí do lado, de corpo inteiro, também da máquina da minha coleguinha.

  Hoje trouxe uma foto do sábado, está aí em cima, foi  tirada por uma colega que também foi ao casório. A que me mostra mais de perto, como eu queria botar aqui, saiu muito tremida. Mais para a frente, quando as fotos oficiais do casamento estiverem disponíveis, vou ver se tem alguma onde eu apareça melhor para mostrar.

 Foi tudo ótimo. Me diverti muito na festa, conversei e ri muito, dancei e não vou negar que deixei rolar na questão da alimentação. Comi, sim, o que estava sendo servido (tudo muito gostoso) e como meu organismo não é mais habituado a excessos, principalmente as coisas fritas, tive um piriri de madrugada e na parte da manhã no domingo, então boa parte do abuso já se foi!

 

 No domingo tivemos o almoço de aniversário do meu ex-marido, pai do meu filhão. Ele é nosso amigo e nos convidou para celebrarmos juntos, 'em família'. A namorada dele preparou um cozido, prato que eu não sou muito fã, embora estivesse muito bem feito.  Então comi pouco, claro.

 Eu antigamente detestava até participar de cozidos, porque não comia legumes e verduras de jeito nenhum e também rejeitava carnes cozidas.

 Mas agora eu já como legumes, só que não sou nem um pouco fã de legumes cozidos. Só que não tenho mais aquele fricote de não querer nem ver, sentir o cheiro etc. (como era antes). Comi com moderação, não houve qualquer excesso. Até porque algumas coisas (pé de porco, carne seca etc.) eu não gosto mesmo.

 Mas a torta Pina Colada (coco com abacaxi) que eu mesma levei, eu comi sim. Estava ótima.

 Então, fiz tudo do jeito que eu quis, aproveitei na boa, agora chega. Nada como uma semana novinha em folha para botar tudo direitinho nos eixos. Estou com cardápio planejadinho, inclusive já contando com alguns outros eventos programados para a semana. E determinada a ficar firme haja o que houver.

 

Por isso eu gosto de métodos que não são restritivos, que não tiram da gente o direito de escolher o que, quando e como comer. Gosto de praticar o que aprendi no VP, sem dar uma de pobre coitada, sacrificada etc. Ninguém me proíbe de nada, cabe a mim usar o bom senso, discernir o que é para todos os dias e o que é para eventualmente. E isto eu sei fazer direitinho, quando me comprometo.

 

Na 2ª feira, mal cheguei no trabalho, veio o nosso querido amigo copeiro com uma bandeja lotada de docinhos de festa, cada um mais bonitinho que outro, de um aniversário na família dele. Ali havia beijinhos, olhos-de-sogra e outros tantos, com uma cara de gostosos! Mas agradeci e recusei, explicando a ele que não era desfeita, mas eu já tinha saído da linha no fim de semana e agora estava de novo no controle. Ele compreendeu, claro, deu um sorriso e foi oferecer aos demais.

E assim, vou indo em frente. Tenho um objetivo muito especial para esta semana e vou cumprir.


Beijoca em todos, continuem a semana bem, felizes e sendo seus aliados, ok?

Selo lindo que ganhei da Eliana, obrigada querida!



 Escrito por Beth ?s 15h35
[] [envie esta mensagem]


 
  

Hoje é 6ª feira, graças a Deus! Depois de alguns dias nublados e chuvosos, o sol reapareceu e a previsão é de que o fim de semana será de tempo bom, quente e ensolarado. Tomara!

 

A minha alimentação nestes dias foi boazinha, mas deixou a desejar. Não fiquei beliscando, comendo bobagens fora de hora, nada disso. E a minha pontuação média, em cada dia, ficou dentro do que tinha mesmo que ficar. Mas eu não me atenho à questão de pontos, somente. Procuro cumprir o que realmente é bacana para mim, no todo, em termos de qualidade.  E isto não foi totalmente feito.

 

 

Na primeira vez, não valeu tanto a pena, estava gostosinho mas nem tanto. Já no segundo dia, valeu sim. Era um restaurante aonde eu não ia há cerca de 15 anos e foi ótimo ver que ele continua excelente, que a comida de lá continua maravilhosa.

 

Mas foi só isso. De resto, correu tudo bem, em todos os outros dias e demais refeições.

 Também fiquei devendo, infelizmente, a retomada da caminhada. Dos 5 dias de semana, em 2 eu realmente não tinha como ir. Nos outros 3 dias, amarelei por sono, sono, sono. Que feia! Não gosto de descumprir trato que faço comigo e também não gosto de contar que não fiz o que me propus a fazer. Mas a verdade é esta, não fiz mesmo, me agarrei no travesseiro, foi a escolha errada, mas foi

Esta semana, batendo perna com a minha amiga/chefe no comércio, entrei numa loja e vi duas blusinhas simples e bonitas, para o dia-a-dia, muito, muito, muito baratas. Comprei na hora. Uma delas até já usei para trabalhar anteontem. Qdo estava na fila p/ pagar, pénsei: ‘Pois é, como valeu a pena mudar a minha história, antigamente eu não poderia comprar esta blusa de jeito nenhum, nem ela e nem nada dessa loja, nada caberia em mim, de jeito nenhum’

E isto é algo que me alegra, é mais um estímulo, é algo que eu não quero perder nunca na vida, esta liberdade de comprar coisas sem dificuldades maiores, aproveitar feirinhas, liquidação, lojas baratinhas etc. Coisas que por muito tempo eram impraticáveis para mim e que já há alguns anos eu consigo e vou batalhar para manter sempre

Outro dia também estava comentando com um rapaz que vende bijuterias pertinho do meu trabalho, enquanto comprava com ele um anelzinho fofo, agora na minha medida normal de dedo, que é geralmente 18. Eu cheguei a ficar com a medida do dedo 24 e já houve anel 24 que não pude usar porque apertou. Então, era uma dificuldade até para isso.

Agora é moleza! Hoje mesmo estava procurando um anel para ir a um casamento amanhã e em uma das lojas onde fui ver, os que eu gostei só tinham para dedos mais roliços que o meu  Experimentava e ficavam largos! Que bom! Acabei achando depois, claro, um lindinho e no preço que eu queria

Hoje completam 3 meses que a mamãe morreu. Vou aprendendo a lidar com isso, dia após dia. A vida em casa normalizou rapidamente, até porque ela ficou lá tão pouco tempo, mas eu ainda passo na porta do quarto dela e olho lá pra dentro pensando: ‘poxa, ela bem que podia estar aí, agora’.

 

A mesma coisa quando está fazendo uma manhã bonita, com um clima gostosinho e vejo os inúmeros idosos que existem no meu condomínio, sentadinhos com um familiar, acompanhante ou enfermeira, pegando solzinho, alguns conversando, outros que já estão ‘pra lá de Bagdá’ e que ficam ali, alheios a tudo, sabe Deus onde a cabecinha está...

Nessas horas eu fico com uma dor imensa no coração, sempre me vêm lágrimas nos olhos. Penso que ela podia estar ali sentadinha também, ou dando uma caminhadinha devagarzinho, penso em tudo que pensei que poderia propiciar a ela. Mas ela está bem, está melhor do que estaria aqui, tenho certeza

 

O que eu não podia imaginar, por tantas diferenças e descompassos do passado, é que eu ia sentir esta dor tão grande e esta saudade tão forte quando ela partisse. E lembro de quando ela, quando ainda era lúcida, debochava de mim dizendo: “é... quando a mamãe não estiver mais aqui, você vai em muitas horas sentir saudade da mamãe, vai ver que a mamãe faz falta, aí ela não estará mais por perto...”

 

 

 Amanhã serei madrinha de casamento, é dia de ir ao salão cortar o cabelo, renovar o trato de mãos e pés e vou também maquiar lá. Quero estar nos trinques para prestigiar os amigos noivos. Vou tirar uma foto (sempre prometo e não tiro) bem bonita para botar aqui. Só vou botar se eu estiver muito bonitinha mesmo, claro! Haha

 

Espero que vocês estejam bem, que o final de semana seja bem gostoso e que recomecem a nova semana cheios de garra. Quanto a mim, vou em frente, renovando o compromisso de me cuidar sempre bem. Tropeços acontecem, fazem parte. Mas não sou de ficar agarradinha neles. Sou de seguir.  Beijoca!




 Escrito por Beth ?s 19h33
[] [envie esta mensagem]


 
  

Na semana passada eu entreguei meus pezinhos ao Jorge, meu podólogo de fé, para a sessão mensal de retirada de calosidades e tudo mais. No dia seguinte, me joguei nas mãos da Célia, a tinturista que refez as mechas no meu cabelo, eu estava querendo muito usá-las novamente.

No sábado fui na Zezia, minha 'designer de unhas' (não gosta que chame de manicure), para fazer manutenção nas unhas de silicone. Orgulhosa, pois de 10 dedos a maior parte agora é unha minha mesmo, que já cresceu, poucas possuem a unha postiça. Mas eu uso o gel para que fiquem mais bonitas, mais durinhas. Ficaram lindas.

E já marquei para no sábado que vem me jogar nas mãos do Milton, meu cabelereiro querido e em quem confio tanto, para ele cortar meu cabelo. Detalhe: eu disse a ele que ele vai fazer o que bem entender com o meu cabelo. Quero só ficar bonita e sair de lá 'me achando'. Ele avisou: 'Mas amiga, eu vou tirar este comprimento todo aí!' Eu ri e disse: faça o que bem entender, aproveita que estou assim, pagando pra ver!"

Na semana passada comprei sandália e carteira prata, para o casamento do qual serei madrinha no sábado que vem. O vestido eu já tinha comprado há pouco mais de 1 mês. Aproveitei para comprar mais uma sandalinha rasteira, super fofa, que já estreei.

Não, não ganhei na mega-sena, continuo durinha que só eu. Mas cada vez mais eu dou valor, sem irresponsabilidades (claro), a me cuidar bem, a me dar o que mereço. Trato carinhoso. Ficar em dia comigo mesma. Já houve o tempo em que eu não priorizava certas coisas para mim, ou porque tinha fiho pequeno e ele era a prioridade, ou outra coisa conforme a época e as circunstâncias.

Hoje meu filho já é adulto, formado, dono do seu nariz. A filhota (minha enteadinha) está com 18 anos, ainda depende bastante do pai e da mãe, de certa forma de mim também, mas já não é como antigamente. E eu não vou ficar esperando a vida ficar toda douradinha com bolinhas rosas e azuis para me dar o que mereço. Trabalho há 34 anos e lá vai fumaça, ralo pra caramba, tenho todo o direito e até dever de me mimar.

Assim como eu me dou bijuteria, baton, roupinhas e calçados etc. dentro das minhas possibilidades, como eu já disse, sem ser irresponsável, eu me dou cada vez mais um tratamento de qualidade,  quando me alimento de um jeito correto em mais de 90% dos dias, quando paro de enrolar e faço meus exames, vou ao médico para ver como estou, quando sigo as recomendações e quando, sem neuras, me fixo em não amarelar nas atitudes a meu favor.

Estou precisando, querendo e me sacodindo para deixar de ficar devendo em alguns pontos muito importantes: a atividade física, que continua esperando, coitada, sentada. As dores na perna, o problema no ciático etc. não estão mais me incomodando, eu não tenho motivos para não sair da cama de madrugada para ir caminhar. Isto porque eu adoro caminhar. Então, o que me impede? Me faço de besta, me agarro ao travesseiro, ao lençol e ao marido e fico lá, fazendo preguicinha, durmo de novo e só acordo na hora que não tem mais jeito, para trabalhar.

Chega disso. Decidi que nesta segunda-feira, haja o que houver, vou levantar cedinho e vou me arrumar, sair de casa, me alongar e caminhar. Retomar isto logo, sem lero-lero. Vou contar a vocês, daqui a alguns dias, que eu fiz, tá? Anotem aí.

Outra coisa que eu ainda etou protelando, porque não tenho saco, mas é de uma importância imensa, é a continuação do meu tratamento de boca (gengiva e dentes). Como pode alguém saber que já saiu do zero, que já avançou, que já melhorou a situação e depois fica de nheco-nheco e não leva adiante? Detalhe: não pago NADA para fazer este tratamento, pelo menos no que ele tem de mais básico. E não tenho medo de dentista, então não há esta desculpa. Eu tenho é falta de saco. Tem cabimento? Não tem. Lá vou eu me sacodir para não terminar este ano com esta dívida comigo mesma, eu hem!

Me lembrei que numa das vezes em que fui à dentista este ano, ela me deu um lencinho de papel para eu tirar o excesso de baton. E eu comentei que sou assim, que não saio de casa sem baton, que adoro etc. Que a boca tem que estar sempre com uma corzinha. Naquele momento, fiquei sem graça, pois lembrei ( e falei com ela) que eu fico tão apegada a estar com a boca bonita por fora, mas não cuido dela por dentro, o que é um erro e tanto. Ela concordou comigo. Naquele dia eu disse que isto iria mudar.  Comecei a mudança e não fui adiante. Mas eu vou. Ah se vou!

Eu sou muito determinada, quando quero porque quero algo, vou à luta. Assim foi com o meu processo de emagrecimento, assim está sendo agora nesta fase dele de recuperação do meu peso ideal, assim é com trabalho e com estudos, quando cismo eu cismo mesmo. Mas eu nunca cismo com o lance da boca. Que falha!

O fim de semana foi ótimo, o tempo esteve horrível mas neste domingo o sol voltou, graças a Deus. Estou bem, estou feliz, estou tranquila. Terei uma semana de trabalho bem movimentada, mas estou preparada para ela. Estou bem determinada a fazer uma semana bem caprichadinha na alimentação e agora, com o compromisso assumido de ir caminhar a partir de amanhã (e eu vou cumprir), tudo vai dar ainda mais certo.

Ontem (sábado) eu e o Vi entramos em uma lanchonete, em Copacabana, para comer algo. Uma concessão que fizemos sem culpa e nem desculpas, coube no nosso dia sem problemas. Estava comendo uma fatia de pizza e conversando com a balconista, falando sobre uma senhora que trabalha lá há tanto tempo, que eu lembro dela de quando eu ia lá ainda adolescente. E ela lá, até hoje, embora já aposentada, trabalhando feliz. Deve ter uns 70 anos, talvez mais, embora não aparente.

Aí, papo vai - papo vem, eu comentei com a tal moça que eu ia lá adolescente e que aquela senhora já devia ter no mínimo uns 20 anos na época e se hoje eu tenho 53... Fui interrompida pela moça que me disse: 'A senhora tem 53 anos? Parabéns!!!! Inteirona, linda!!!!! Ah, eu quero ser assim quando estiver com mais de 50 anos, quero ficar assim como a senhora, tão jovem, tão bacana!" E continuou, falando que a mãe dela era mais nova que eu e estava tão acabada. E disse que é porque a mãe não se cuida, que não deve comer direito, que não deve fazer nada para a pele, como eu devia fazer.

Eu tive que rir. Não sou de fazer muita coisa, não. Não sou de cremes e firulas, acho que a genética que é boa...rs Bem que eu podia ser de natureza magra, mas como não é o caso, cabe a mim ficar eternamente na atenção, para me alimentar e me movimentar adequadamente, para não deixar a peteca cair. Que seja uma senhora fofinha, gordinha sim, mas sem excesso, sem obesidade mórbida, sem riscos para a saúde por falta de bom senso, sem neuroses, sem complexos, pensando sempre para cima, para o alto e avante hhahahaha

Quando vejo uma senhorinha com tudo em cima, seja gorda ou magra, mas com alto astral, com disposição, com alegria e vontade de viver e, principalmente, com saúde, eu admiro muito e digo a mim mesma (e a Deus): é assim que quero ser, é assim que quero envelhecer.

Mas depende de mim, em grande parte. Então, deixa eu continuar com o que está certo e dar um jeito no que ainda não está, o futuro a Deus pertence, mas está muito atrelado ao que eu fizer hoje, por mim, no presente. HOJE é o dia, AGORA é a hora. Beijos, gente boa.



 Escrito por Beth ?s 19h14
[] [envie esta mensagem]


 
  [ ver mensagens anteriores ]  
 
 



Meu perfil
BRASIL, Sudeste, RIO DE JANEIRO, Mulher, de 46 a 55 anos, Portuguese, English, Arte e cultura, Livros, Praia, Dançar, Curtir a vida
MSN -



EU ERA ASSIM  

ESTOU ASSIM Meu nome ? Elizabeth, sou conhecida como Beth
Analista de Sistemas, especialista em Metodologia, Processos e Qualidade em TI, Ger?ncia de Projetos,An?lise de Neg?cios, Auditora ISO, sou leonina do dia 10/08, carioca da gema, moro na minha na cidade maravilhosa (RJ), adoro fazer amizades, sonhar, ler, escrever, sou casada c/ Vicente - meu grande amor, m?e do Alexandre, um filh?o maravilhoso, que ? universit?rio e "boadastra" da Mimi, minha enteadinha adolescente linda a quem chamo aqui de filhotinha.

Meu e-mail: beth.ebprs@gmail.com
Meu MSN: ebprs@hotmail.com



Objetivo deste Blog: Compartilhar meu processo de reeducação alimentar e mudança de hábitos que resultou no meu emagrecimento, me tirou da obesidade mórbida e me ensinou e ensina tanto!



Meu processo: Fui beb? 'cheinho',crian?a de peso normal, na adolesc?ncia tinha ?timo corpo. No in?cio da fase adulta comecei a engordar c/facilidade em fun??o de uma mudan?a p/ pior dos h?bitos alimentares e tb devido a dificuldade que tive em enfrentar alguns problemas pessoais, decep??es e m?goas que se transformaram em Kg a mais (eu as COMI). Durante anos optei por m?todos indevidos, tomei rem?dios, f?rmulas, inje??es, fiz dietas mirabolantes e isto tudo me ajudou a virar uma sanfona que cada vez abria mais e fechava menos. Cheguei ao auge da obesidade c/ 140 kg e dei o basta. Primeiro, fiz um pequeno controle que me ajudou a emagrecer quase 5 kg. Depois, entrei para o Vigilantes do Peso, onde emagreci 53kg c/equil?brio, seguran?a e muita alegria. Aprendi muito, o caminho foi t?o importante quanto os resultados. Eliminei 53 kg com o método do Vigilantes do Peso e atividade física. Aumentei depois alguns kg e agora prossigo, para reconquistar a minha meta e mantê-la para sempre.

Cr?ditos Imagens: Google
Comunidade no Orkut!


Comunidade Orkut: Eu sou f? da Beth - A Conquista! criado com carinho pela amiga Lili (obrigada, lindinha!)
http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=2052374


 
Clique AQUI e veja
o que eu como!




HIST?RICO
 01/01/2011 a 15/01/2011
 16/12/2010 a 31/12/2010
 01/12/2010 a 15/12/2010
 16/11/2010 a 30/11/2010
 01/11/2010 a 15/11/2010
 16/10/2010 a 31/10/2010
 01/10/2010 a 15/10/2010
 16/09/2010 a 30/09/2010
 01/09/2010 a 15/09/2010
 16/08/2010 a 31/08/2010
 01/08/2010 a 15/08/2010
 16/07/2010 a 31/07/2010
 01/07/2010 a 15/07/2010
 16/06/2010 a 30/06/2010
 01/06/2010 a 15/06/2010
 16/05/2010 a 31/05/2010
 01/05/2010 a 15/05/2010
 16/04/2010 a 30/04/2010
 01/04/2010 a 15/04/2010
 16/03/2010 a 31/03/2010
 01/03/2010 a 15/03/2010
 16/02/2010 a 28/02/2010
 01/02/2010 a 15/02/2010
 16/01/2010 a 31/01/2010
 01/01/2010 a 15/01/2010
 16/12/2009 a 31/12/2009
 01/12/2009 a 15/12/2009
 16/11/2009 a 30/11/2009
 01/11/2009 a 15/11/2009
 16/10/2009 a 31/10/2009
 01/10/2009 a 15/10/2009
 16/09/2009 a 30/09/2009
 01/09/2009 a 15/09/2009
 16/08/2009 a 31/08/2009
 01/08/2009 a 15/08/2009
 16/07/2009 a 31/07/2009
 01/07/2009 a 15/07/2009
 16/06/2009 a 30/06/2009
 01/06/2009 a 15/06/2009
 16/05/2009 a 31/05/2009
 01/05/2009 a 15/05/2009
 16/04/2009 a 30/04/2009
 01/04/2009 a 15/04/2009
 16/03/2009 a 31/03/2009
 01/03/2009 a 15/03/2009
 16/02/2009 a 28/02/2009
 01/02/2009 a 15/02/2009
 16/01/2009 a 31/01/2009
 01/01/2009 a 15/01/2009
 16/12/2008 a 31/12/2008
 01/12/2008 a 15/12/2008
 16/11/2008 a 30/11/2008
 01/11/2008 a 15/11/2008
 16/10/2008 a 31/10/2008
 01/10/2008 a 15/10/2008
 16/09/2008 a 30/09/2008
 01/09/2008 a 15/09/2008
 16/08/2008 a 31/08/2008
 01/08/2008 a 15/08/2008
 16/07/2008 a 31/07/2008
 01/07/2008 a 15/07/2008
 16/06/2008 a 30/06/2008
 01/06/2008 a 15/06/2008
 16/05/2008 a 31/05/2008
 01/05/2008 a 15/05/2008
 16/04/2008 a 30/04/2008
 01/04/2008 a 15/04/2008
 16/03/2008 a 31/03/2008
 01/03/2008 a 15/03/2008
 16/02/2008 a 29/02/2008
 01/02/2008 a 15/02/2008
 16/01/2008 a 31/01/2008
 01/01/2008 a 15/01/2008
 16/12/2007 a 31/12/2007
 01/12/2007 a 15/12/2007
 16/11/2007 a 30/11/2007
 01/11/2007 a 15/11/2007
 16/10/2007 a 31/10/2007
 01/10/2007 a 15/10/2007
 16/09/2007 a 30/09/2007
 01/09/2007 a 15/09/2007
 16/08/2007 a 31/08/2007
 01/08/2007 a 15/08/2007
 16/07/2007 a 31/07/2007
 01/07/2007 a 15/07/2007
 16/06/2007 a 30/06/2007
 01/06/2007 a 15/06/2007
 16/05/2007 a 31/05/2007
 01/05/2007 a 15/05/2007
 16/04/2007 a 30/04/2007
 01/04/2007 a 15/04/2007
 16/03/2007 a 31/03/2007
 01/03/2007 a 15/03/2007
 16/02/2007 a 28/02/2007
 01/02/2007 a 15/02/2007
 16/01/2007 a 31/01/2007
 01/01/2007 a 15/01/2007
 16/12/2006 a 31/12/2006
 01/12/2006 a 15/12/2006
 16/11/2006 a 30/11/2006
 01/11/2006 a 15/11/2006
 16/10/2006 a 31/10/2006
 01/10/2006 a 15/10/2006
 16/09/2006 a 30/09/2006
 01/09/2006 a 15/09/2006
 16/08/2006 a 31/08/2006
 01/08/2006 a 15/08/2006
 16/07/2006 a 31/07/2006
 01/07/2006 a 15/07/2006
 16/06/2006 a 30/06/2006
 01/06/2006 a 15/06/2006
 16/05/2006 a 31/05/2006
 01/05/2006 a 15/05/2006
 16/04/2006 a 30/04/2006
 01/04/2006 a 15/04/2006
 16/03/2006 a 31/03/2006
 01/03/2006 a 15/03/2006
 16/02/2006 a 28/02/2006
 01/02/2006 a 15/02/2006
 16/01/2006 a 31/01/2006
 01/01/2006 a 15/01/2006
 16/12/2005 a 31/12/2005
 01/12/2005 a 15/12/2005
 16/11/2005 a 30/11/2005
 01/11/2005 a 15/11/2005
 16/10/2005 a 31/10/2005
 01/10/2005 a 15/10/2005
 16/09/2005 a 30/09/2005
 01/09/2005 a 15/09/2005
 16/08/2005 a 31/08/2005
 01/08/2005 a 15/08/2005
 16/07/2005 a 31/07/2005
 01/07/2005 a 15/07/2005
 16/06/2005 a 30/06/2005
 01/06/2005 a 15/06/2005
 16/05/2005 a 31/05/2005
 01/05/2005 a 15/05/2005
 16/04/2005 a 30/04/2005
 01/04/2005 a 15/04/2005
 16/03/2005 a 31/03/2005
 01/03/2005 a 15/03/2005
 16/02/2005 a 28/02/2005
 01/02/2005 a 15/02/2005
 16/01/2005 a 31/01/2005
 01/01/2005 a 15/01/2005
 16/12/2004 a 31/12/2004
 01/12/2004 a 15/12/2004
 16/11/2004 a 30/11/2004
 01/11/2004 a 15/11/2004
 16/10/2004 a 31/10/2004
 01/10/2004 a 15/10/2004
 16/09/2004 a 30/09/2004
 01/09/2004 a 15/09/2004
 16/08/2004 a 31/08/2004
 01/08/2004 a 15/08/2004
 16/07/2004 a 31/07/2004
 01/07/2004 a 15/07/2004
 16/06/2004 a 30/06/2004
 01/06/2004 a 15/06/2004



OUTROS SITES
 Site do Vigilantes do Peso
 Ação pelo semelhante
 Nutrella
 MC DONALDS - Tabela Nutricional
 Site ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL
 Saudável.Info
 Vegê Gourmê - Blog da Chef Michele Maia
 Lu Francesa
 Selma Guerreira
 Meu Emagrecimento (Sara)
 Serei magra (Andreia)
 Renascer (Thuca)
 Valquíria
 Blog da Magui
 Neblina
 O sabor da vitória (Electra)
 Entretanto, eu (Jana)
 Diva esbelta e feliz (Diva)
 Miss Blueberry
 Vida boa é vida saudável (Cristy Costa)
 Diário light (Sylmara)
 Blog da Eloyza
 Veneno urgente (Flavia Rocha)
 Blog da Fafá
 Espelho light (Elaine)
 Blog da Cynthia (Londres)
 Agora eu emagreço (Aline) Brasília
 Never give up (Renata - Tita)
 Blog da Micha - RJ
 Homem também faz dieta (Carlos) RJ
 Jaqueline
 Mulher de Atitude - Cacau RJ
 Serei sereia (Fabi) RS
 A caminho da vitória (Elaine Regiane) SP
 Blog da Rogeria
 Blog da Georgia
 Escrevendo emagrecendo (Lisa)
 Diet Forever (Zá)
 Garotinha ruiva (o outro blog da Lu Russa)
 Dieta urgente (Luciana Alexandrino)
 Space Cris
 Tetê Sereiah
 Andréa Aoki
 Gordinha da Silva
 O sucesso da Lorena
 Renata sem firulas
 Valérie Roberto
 Arianna
 Clara - RJ
 Andréa Cordoniz
 Ana Carolina grávida
 Ana Carolina
 Miss Slim
 Drica (Paraty-RJ)
 Ada Sheila
 Anselmo
 Sueli
 Sol
 Kelly
 Jessica (Elite)
 Nilce
 Leila (Ninguém merece ser 3G)
 Fanta Diet
 Infobeso
 Cris Lopes
 Aline Tomaz (RJ)
 Roberta Alves
 Sue - gravidinha
 Cris fit
 Annie
 Novidades da Cris
 Leila Batista
 Clarita
 Rebecca sapeca
 Lua emagrecendo
 Brian
 Diario da bonita Andrea
 Marilia
 Marilia Vitória
 Aline Virtus
 Paula pra melhor
 Cristiane
 Teresinha
 Ana Cleide
 
 Marcia (Marquinhas)
 Pri 2
 Ludmila
 Lela
 Jana Carmen
 Pri emagrecendo...
 Luzluzinha
 Barbarella (Andrea Glauce)
 Raiane
 Luciana Kotaka
 Vanessa (Campinas)
 Patty emagrecendo de bem...
 Nanda (Idade da Pedra)
 Carlos Medeiros
 Lara
 Dani - Brasília
 Teresa Cristina
 Sisi
 Miriam - RJ
 Kaká
 Gabi e Ana Luiza
 Diário de Macherrie
 Catia
 Amanda Costa
 Rosimeyre
 Alice
 Walkiria
 Crizinha
 Char
 Lu Pinheiro
 Elisandra
 Lahys
 Cotidiano (Zany)
 Karen
 Kika
 Nicky
 O novo blog da Taty Carioca
 Isabela
 Lisandra
 Ju sem pressa
 VIGILANTES DA AUTO ESTIMA
 JT
 Barbarella
 Angelica Fernandes
 Claudia
 Lagarta de borboleta
 Alisson
 Nova Jacque
 Patty Roberta
 Michelle 2
 Elissandra
 Juliene
 Ana Paula
 Annie emagrecendo
 Lili Bolero
 Fernanda Betini
 Karina Torres
 Valqs
 Ana Telma
 Lilian Raquel (Lee)
 Cáritas
 Baxie
 Cacau II
 Renatita
 Nando Neri
 Isabelle
 Nanda
 Edite
 Way to go (Clara )
 Bartira
 BLOG COMER SEM CULPA
 Andreia Cantelli
 Lu Mme Light
 Magali
 Lu
 Aline RJ


VOTA??O
 D? uma nota para meu blog!